Educação Especial - E a Capacitação do Professor para o Ensino

Jorgiana Baú e Olga Mitsue Kubo

Leia na Biblioteca Virtual
de: R$ 29,90* por
*Desconto não cumulativo com outras promoções e P.A.P.
FICHA TÉCNICA
Autor(es): Jorgiana Baú e Olga Mitsue Kubo
ISBN: 978853622298-1
Acabamento: Brochura
Número de Páginas: 142
Publicado em: 15/10/2009
Área(s): Literatura - Educação; Psicologia
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

Atribuir às pessoas com deficiência o insucesso na aprendizagem, é ser agente de uma educação conservadora. As necessidades do aprendizado efetivo do aluno remetem ao questionamento sobre as características necessárias para trabalhar com crianças especiais, sendo o professor mediador desse processo. Para tanto investigar, de que maneira o professor planeja o que vai ensinar, sobre “porque faz, o que faz”, é relevante para identificar a relação entre o mediador e aprendiz.
O aprendizado efetivo é condicionado a um planejamento do ensino que contenha requisitos necessários para transformar a realidade dos alunos, melhorar a qualidade nas relações do indivíduo no seu meio, caracterizando com isso o comportamento educacional do professor. Com o intuito de verificar as características do comportamento de planejar do professor que atua junto a alunos com história de deficiência este livro, é o resultado de uma pesquisa em que participaram 10 professoras que ministraram aulas para alunos de uma escola que atende crianças e jovens com necessidades educativas especiais. Um roteiro de entrevista foi elaborado com base nas variáveis: características gerais do professor e comportamento de planejar do professor.

AUTOR(ES)

Jorgiana Baú é Mestra em Psicologia pela UFSC, sendo o estudo de sua dissertação voltado para Educação Especial e Formação de Professores; Psicóloga com Especialização em Neuropsicologia. Atualmente é Professora da Universidade do Oeste de Santa Catarina – Unoesc onde coordena o Serviço de Atendimento Psicológico do curso de Psicologia e ministra disciplinas relacionadas à área da Psicologia da Saúde.
Olga Mitsue Kubo é Doutora em Psicologia (Psicologia Experimental) pela Universidade de São Paulo (1989); Mestra em Psicologia (Psicologia Experimental) pela Universidade de São Paulo (1986); Especialista em Análise e Programação de Condições de Ensino pela Universidade Federal de São Carlos (1985); Professora do Programa de Pós-graduação em Psicologia, na linha de pesquisa sobre Análise do Comportamento e processos organizacionais e de trabalho. Como área de conhecimento trabalha com seguintes fenômenos: processos comportamentais nos processos de aprendizagem e de ensino e nos processos terapêuticos; Professora associada da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, lotada no Departamento de Psicologia desde 1999. Graduada em Bacharelado em Economia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1977); graduada em Bacharelado em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1980); graduada em Formação de Psicólogo pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1981).
 

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO

1 - ENSINO ESPECIAL E AS CONTRIBUIÇÕES DO CONHECIMENTO PSICOLÓGICO PARA FORMAÇÃO DE PROFESSORES

1.1 "Deficiência": do conceito baseado em inabilidades da pessoa à descoberta da função social da educação

1.2 Formar professores de Educação Especial: o que é necessário?

1.3 Descobertas e possibilidades de novos procedimentos de trabalho para pessoas com história de deficiência constituindo o "perfil" de formação do prof essor em educação especial

1.4 Ensinar e aprender: dois processos fundamentais na caracterização da função do professor

1.5 Objetivos de ensino como orientadores para o planejamento do ensino do professor de educação especial

2 - OBTENÇÃO DE DADOS PARA CARACTERIZAR O COMPORTAMENTO DE PLANEJAR ENSINO DE PROFESSORAS DE EDUCAÇÃO ESPECIAL

Sujeitos

Características da Escola de Educação Especial

Situação e ambiente

Equipamento e material

1 Entrevista

2 Registro das entrevistas

3 Transcrição das entrevistas

Procedimento

1 Da seleção da instituição e dos sujeitos

2 Contato com os sujeitos

3 Elaboração do instrumento de coleta de dados

4 Da entrevista com os sujeitos

4 Tratamento e análise dos dados

3 - CARACTERÍSTICAS DAS PROFESSORAS E SUAS CONCEPÇÕES SOBRE PESSOAS COM HISTÓRIA DE DEFICIÊNCIA

3.1 Quem são as professoras de educação especial, suas concepções sobre pessoa com história de deficiência e o que consideram ser necessário para o trabalho com pessoas com necessidades especiais

3.2 Ser professora de educação especial: cuidar dos alunos ou ensiná-los?

4 - CONCEPÇÕES SOBRE ENSINAR E APRENDER DE PROFESSORES DE EDUCAÇÃO ESPECIAL

4.1 O que são processos de ensinar e aprender para professoras que atuam em educação especial

4.1.1 Transmitir "conteúdos" e "interiorizar conteúdos" como sinônimos de ensinar e aprender

4.2 O que os professores levam em conta para escolher o que ensinar e o que é ideal para promover aprendizagem

4.2.1 Necessidades e interesses do aluno como orientadores da escolha do que ensinar

5 - CONCEPÇÕES SOBRE OBJETIVOS DE ENSINO, PLANEJAMENTO DO ENSINO E AVALIAÇÃO DO ENSINO

5.1 Objetivos e planejamento de ensino: concepções, função e critérios de formulação

5.1.1 Objetivos de ensino concebidos como intenções do professor e como atividades de ensino

5.2 Avaliação: o que o professor leva em consideração para avaliar e os recursos que utiliza

5.2.1 Avaliar como medida de desempenho alheia ao processo de ensinar e aprender

6 - COMPORTAMENTOS DO PROFESSOR ORIENTADOS POR CONCEPÇÕES EQUIVOCADAS SOBRE SUA FUNÇÃO EM UMA ORGANIZAÇÃO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL

REFERÊNCIAS

ÍNDICE ALFABÉTICO

A

  • Alunos. Ser professora de educação especial: cuidar dos alunos ou ensinálos?
  • Ambiente e situação. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Análise e tratamento dos dados. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Aprender e ensinar: dois processos fundamentais na caracterização da função do professor.
  • Aprender e ensinar. Avaliar como medida de desempenho alheia ao processo de ensinar e aprender.
  • Aprender e ensinar. Concepções sobre ensinar e aprender de professores de educação especial.
  • Aprender e ensinar. O que são processos de ensinar e aprender para professoras que atuam em educação especial.
  • Aprender e ensinar. Transmitir "conteúdos" e "interiorizar conteúdos" como sinônimos de ensinar e aprender.
  • Atividade de ensino. Objetivos de ensino concebidos como intenções do professor e como atividades de ensino.
  • Avaliação do ensino. Concepções sobre objetivos de ensino, planejamento do ensino e avaliação do ensino.
  • Avaliação: o que o professor leva em consideração para avaliar e os recursos que utiliza.
  • Avaliar como medida de desempenho alheia ao processo de ensinar e aprender.

C

  • Características da escola de educação especial. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Características das professoras e suas concepções sobre pessoas com história de deficiência.
  • Caracterização da função do professor. Aprender e ensinar: dois processos fundamentais na caracterização da função do professor.
  • Comportamentos do professor orientados por concepções equivocadas sobre sua função em uma organização de educação especial.
  • Concepção. Professor. Características das professoras e suas concepções sobre pessoas com história de deficiência.
  • Concepções sobre ensinar e aprender de professores de educação especial.
  • Concepções sobre objetivos de ensino, planejamento do ensino e avaliação do ensino.
  • Conhecimento psicológico. Ensino especial e as contribuições do conhecimento psicológico para formação de professores.
  • Contato com os sujeitos. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Conteúdos. Transmitir "conteúdos" e "interiorizar conteúdos" como sinônimos de ensinar e aprender.
  • Contribuições do conhecimento psicológico para formação de professores. Ensino especial.
  • Critério. Recursos de avaliação: o que o professor leva em consideração para avaliar e os recursos que utiliza.
  • Cuidado ou ensino. Ser professora de educação especial: cuidar dos alunos ou ensiná-los?

D

  • Dados. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Dados. Tratamento e análise. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Deficiência. Características das professoras e suas concepções sobre pessoas com história de deficiência.
  • Deficiência. Descobertas e possibilidades de novos procedimentos de trabalho para pessoas com história de deficiência constituindo o "perfil" de formação do professor em educação especial.
  • Deficiência. Quem são as professoras de educação Especial, suas concepções sobre pessoa com história de deficiência e o que consideram ser necessário para o trabalho com pessoas com necessidades especiais
  • "Deficiência": do conceito baseado em inabilidades da pessoa à descoberta da função social da educação.
  • Descobertas e possibilidades de novos procedimentos de trabalho para pessoas com história de deficiência constituindo o "perfil" de formação do professor em educação especial.
  • Desempenho. Avaliar como medida de desempenho alheia ao processo de ensinar e aprender.
  • Dois processos fundamentais na caracterização da função do professor. Ensinar e aprender.

E

  • Educação especial. Características da escola de educação especial. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Educação especial. Concepções sobre ensinar e aprender de professores de educação especial.
  • Educação especial. Descobertas e possibilidades de novos procedimentos de trabalho para pessoas com história de deficiência constituindo o "perfil" de formação do profes sor em educação especial.
  • Educação especial. Formar professores de Educação Especial: o que é necessário?
  • Educação especial. Função do professor. Comportamentos do professor orientados por concepções equivocadas sobre sua função em uma organização de educação especial.
  • Educação especial. O que são processos de ensinar e aprender para professoras que atuam em educação especial.
  • Educação especial. Objetivos de ensino como orientadores para o planejamento do ensino do professor de educação especial.
  • Educação especial. Quem são as professoras de educação especial, suas concepções sobre pessoa com história de deficiência e o que consideram ser necessário para o trabalho com pessoas com necessidades especiais
  • Educação especial. Ser professora. Cuidar dos alunos ou ensiná-los?
  • Educação. "Deficiência": do conceito baseado em inabilidades da pessoa à descoberta da função social da educação.
  • Ensinar e aprender: dois processos fundamentais na caracterização da função do professor.
  • Ensinar e aprender. Avaliar como medida de desempenho alheia ao processo de ensinar e aprender.
  • Ensinar e aprender. Concepções sobre ensinar e aprender de professores de educação especial.
  • Ensinar e aprender. O que são processos de ensinar e aprender para professoras que atuam em educação especial.
  • Ensinar e aprender. Transmitir "conteúdos" e "interiorizar conteúdos" como sinônimos de ensinar e aprender.
  • Ensino especial e as contribuições do conhecimento psicológico para formação de professores.
  • Ensino ou cuidado. Ser professora de educação especial: cuidar dos alunos ou ensiná-los?
  • Ensino. Concepções sobre objetivos de ensino, planejamento do ensino e avaliação do ensino.
  • Ensino. Necessidades e interesses do aluno como orientadores da escolha do que ensinar.
  • Ensino. Objetivos de ensino como orientadores para o planejamento do ensino do professor de educação especial.
  • Ensino. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Ensino. Professor. Promoção da aprendizagem. O que os professores levam em conta para escolher o que ensinar e o que é ideal para promover aprendizagem.
  • Entrevista com os sujeitos. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Entrevista. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Equipamento e material. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Escola. Características da escola de educação especial. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Escolha do que ensinar. Necessidades e interesses do aluno.

F

  • Formação de professores. Descobertas e possibilidades de novos procedimentos de trabalho para pessoas com história de deficiência constituindo o "perfil" de formação do professor em educação especial.
  • Formação de professores. Ensino especial e as contribuições do conhecimento psicológico para formação de professores.
  • Formação. Professor. Formar professores de Educação Especial: o que é necessário?
  • Formar professores de Educação Especial: o que é necessário?
  • Função do professor. Comportamentos do professor orientados por concepções equivocadas sobre sua função em uma organização de educação especial.
  • Função do professor. Dois processos fundamentais na caracterização da função do professor. Ensinar e aprender.
  • Função social da educação. "Deficiência": do conceito baseado em inabilidades da pessoa à descoberta da função social da educação.

I

  • Instituição. Seleção da instituição edos sujeitos. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Intenção do professor. Objetivos de ensino concebidos como intenções do professor e como atividades de ensino.
  • Interesse e necessidades do aluno como orientadores da escolha do que ensinar.
  • Introdução.

M

  • Material e equipamento. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Medida de desempenho. Avaliar como medida de desempenho alheia ao processo de ensinar e aprender.

N

  • Necessidades e interesses do aluno como orientadores da escolha do que ensinar.

O

  • O que ensinar. Necessidades e interesses do aluno como orientadores da escolha do que ensinar.
  • O que os professores levam em conta para escolher o que ensinar e o que é ideal para promover aprendizagem.
  • O que são processos de ensinar e aprender para professoras que atuam em educação especial.
  • Objetivo de ensino. Concepções sobre objetivos de ensino, planejamento do ensino e avaliação do ensino.
  • Objetivos de ensino como orientadores para o planejamento do ensino do professor de educação especial.
  • Objetivos de ensino concebidos como intenções do professor e como atividades de ensino.
  • Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial. Entrevista.
  • Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial. Registro das entrevistas.
  • Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial. Transcrição das entrevistas.
  • Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial. Procedimento.
  • Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial. Seleção da instituição e dos sujeitos.
  • Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial. Contato com os sujeitos.
  • Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial. Entrevista com os sujeitos.

P

  • Perfil de formação do professor. Educação especial. Descobertas e possibilidades de novos procedimentos de trabalho para pessoas com história de deficiência constituindo o "perfil" de formação do professor em educação especial.
  • Pessoas com necessidades especiais. Quem são as professoras de educação especial, suas concepções sobre pessoa com história de deficiência e o que consideram ser necessário para o trabalho com pessoas com necessidades especiais
  • Planejamento do ensino. Concepções sobre objetivos de ensino, planejamento do ensino e avaliação do ensino.
  • Planejamento do ensino. Objetivos de ensino como orientadores para o planejamento do ensino do professor de educação especial.
  • Planejamento. Ensino. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Procedimento. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Processos de ensinar e aprender para professoras que atuam em educação especial. O que são.
  • Processos fundamentais na caracterizaçãoda função do professor. Ensinar e aprender.
  • Professor. Avaliação: o que o professor leva em consideração para avaliar e os recursos que utiliza.
  • Professor. Características das professoras e suas concepções sobre pessoas com história de deficiência.
  • Professor. Concepções sobre ensinar e aprender de professores de educação especial.
  • Professor. Formar professores de Educação Especial: o que é necessário?
  • Professor. Função. Dois processos fundamentais na caracterização da função do professor. Ensinar e aprender.
  • Professor. O que são processos de ensinar e aprender para professoras que atuam em educação especial.
  • Professor. Objetivos de ensino como orientadores para o planejamento do ensino do professor de educação especial.
  • Professor. Objetivos de ensino concebidos como intenções do professor e como atividades de ensino.
  • Professor. Promoção da aprendizagem. O que os professores levam em conta para escolher o que ensinar e o que é ideal para promover aprendizagem.
  • Professor. Quem são as professorasde educação especial, suas concepções sobre pessoa com história de deficiência e o que consideram ser necessário para o trabalho com pessoas com necessidades especiais
  • Professor. Ser professora de educação especial: cuidar dos alunos ou ensiná-los?
  • Professores de educação especial. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Promoção da aprendizagem. O que os professores levam em conta para escolher o que ensinar e o que é ideal para promover aprendizagem.
  • Psicologia. Ensino especial e as contribuições do conhecimento psicológico para formação de professores.

Q

  • Quem são as professoras de educação Especial, suas concepções sobre pessoa com história de deficiência e o que consideram ser necessário para o trabalho com pessoas com necessidades especiais

R

  • Recursos de avaliação: o que o professor leva em consideração para avaliar e os recursos que utiliza.
  • Referências.
  • Registro das entrevistas. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.

S

  • Seleção da instituição e dos sujeitos. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Ser professora de educação especial:cuidar dos alunos ou ensiná-los?
  • Situação e ambiente. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Sujeitos. Contato com os sujeitos. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Sujeitos. Entrevista com os sujeitos. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Sujeitos. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Sujeitos. Seleção da instituição edos sujeitos. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.

T

  • Trabalho. Formação de professores.Descobertas e possibilidades de novos procedimentos de trabalho para pessoas com história de deficiência constituindo o "perfil" de formação do professor em educação especial.
  • Transcrição das entrevistas. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
  • Transmitir "conteúdos" e "interiorizar conteúdos" como sinônimos de ensinar e aprender.
  • Tratamento e análise dos dados. Obtenção de dados para caracterizar o comportamento de planejar ensino de professoras de educação especial.
INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: