Elementos Básicos de Direito Empresarial Moderno

4ª Edição - Revista e Atualizada Charles Stevan Prieto de Azevedo

Versão impressa

por R$ 89,90em 3x de R$ 29,97Adicionar ao carrinho

Versão digital

Disponível para:AndroidiOS
por R$ 64,70em 2x de R$ 32,35Adicionar ao carrinho

Ficha técnica

Autor(es): Charles Stevan Prieto de Azevedo

ISBN v. impressa: 978853628889-5

ISBN v. digital: 978853628926-7

Edição/Tiragem: 4ª Edição - Revista e Atualizada

Acabamento: Brochura

Formato: 15,0x21,0 cm

Número de páginas: 224

Publicado em: 30/05/2019

Área(s): Direito - Comercial e Empresarial

Versão Digital (e-Book)

Para leitura em aplicativo exclusivo da Juruá Editora para Smartphones e Tablets rodando iOS e Android. Não compatível KINDLE, LEV, KOBO e outros e-Readers.

Disponível para as plataformas:

  • AndroidAndroid 4 ou posterior
  • iOSiOS 7 ou posterior

Em computadores a leitura é apenas online e sem recursos de favoritos e anotações;
Não permite a impressão e cópia do conteúdo.

Compra apenas via site da Juruá Editora.

Sinopse

Elementos Básicos de Direito Empresarial Moderno é uma obra contemporânea, fruto da experiência do autor como advogado e professor universitário, que busca trazer aos leitores uma visão objetiva dos principais temas relacionados ao Direito Empresarial, com conceitos básicos sobre os assuntos propostos sendo apresentados de forma simples e didática, direcionado a todos aqueles interessados no estudo da matéria e também para aqueles que terão o primeiro contato com a área.

O trabalho é dividido em onze capítulos apresentados de maneira lógica e didática, iniciando pela história da matéria, passando pelo empresário, estabelecimento empresarial, registro das empresas, nome empresarial, a situação especial da micro e da pequena empresa, sociedades em espécie, contratos mercantis, títulos de crédito, falência e os institutos de recuperação empresarial e finalizando com os reflexos em razão do novo Código de Processo Civil.

A obra traz ainda diversos posicionamentos doutrinários dos mais respeitados estudiosos do Direito, além de entendimentos jurisprudenciais específicos sobre os temas apresentados.

Autor(es)

CHARLES STEVAN PRIETO DE AZEVEDO

Mestre em Direito pela Instituição Toledo de Ensino – ITE de Bauru/SP. Especialista em Direito Processual Civil e Graduado em Direito pelo Centro Universitário de Rio Preto – UNIRP. Pesquisador suficiente pela Universidad de Extremadura-Espanha em Direito Empresarial. Advogado Empresarial em São José do Rio Preto/SP desde 1997. Professor universitário em cursos de Graduação e Pós-Graduação desde 1998 e da ESA – Escola Superior da Advocacia. Coordenador da ESA – Escola Superior da Advocacia em São José do Rio Preto/ SP (2013/2018). Foi Vice-Presidente da 22ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil em São José do Rio Preto/SP (2010/2012).

Sumário

1 A EVOLUÇÃO DO DIREITO EMPRESARIAL, p. 15

1.1 CONCEITO, p. 15

1.2 CARACTERIZAÇÃO DA ATIVIDADE EMPRESARIAL, p. 15

1.3 O DIREITO EMPRESARIAL NO BRASIL, p. 16

1.4 A AUTONOMIA DO DIREITO EMPRESARIAL, p. 16

1.5 FONTES DO DIREITO EMPRESARIAL, p. 16

1.6 LEIS EMPRESARIAIS, p. 16

1.7 OS USOS E COSTUMES, p. 17

1.8 CARACTERÍSTICAS DO DIREITO EMPRESARIAL, p. 17

1.9 AS ATIVIDADES EMPRESARIAIS, p. 18

1.10 ELEMENTOS CONSTITUTIVOS, p. 19

1.11 DA CONTEXTUALIZAÇÃO DA EMPRESA, p. 19

1.12 DIVISÃO DO DIREITO EMPRESARIAL, p. 21

1.13 A RELAÇÃO DO DIREITO EMPRESARIAL COM OS DEMAIS RAMOS DO DIREITO, p. 21

2 O EMPRESÁRIO, p. 23

2.1 DEFINIÇÃO, p. 23

2.2 ESPÉCIES DE EMPRESÁRIO, p. 24

2.3 OBRIGAÇÃO DOS EMPRESÁRIOS, p. 25

2.4 REQUISITOS PARA O EXERCÍCIO DO COMÉRCIO, p. 25

2.5 MULHER CASADA EMPRESÁRIA, p. 26

2.6 O MENOR EMPRESÁRIO, p. 27

2.7 O INTERDITO, p. 28

2.8 ATIVIDADES INCOMPATÍVEIS AO EXERCÍCIO DO COMÉRCIO, p. 28

2.9 O ESTRANGEIRO EMPRESÁRIO: (art. 55 do Dec.-Lei 1.800/1996), p. 29

2.10 PERDA DA CONDIÇÃO DE EMPRESÁRIO, p. 30

2.11 AGENTES AUXILIARES DO EMPRESÁRIO, p. 30

3 O ESTABELECIMENTO, p. 33

3.1 DEFINIÇÃO, p. 33

3.2 NATUREZA JURÍDICA, p. 35

3.3 PONTO EMPRESARIAL (também chamado de propriedade empresarial), p. 35

3.4 A ALIENAÇÃO DO ESTABELECIMENTO EMPRESARIAL, p. 37

3.5 O IMÓVEL, p. 39

3.6 TÍTULO DE ESTABELECIMENTO E INSÍGNIA, p. 40

4 REGISTRO DAS EMPRESAS, p. 41

4.1 LEGISLAÇÃO, p. 41

4.2 ÓRGÃOS, p. 41

4.3 OS LIVROS (art. 1.179 do CC), p. 43

4.3.1 Funções, p. 43

4.3.2 Espécies, p. 43

4.3.3 Exibição dos Livros, p. 44

5 O NOME EMPRESARIAL, p. 45

5.1 DELIMITAÇÃO, p. 45

5.2 ESPÉCIES, p. 45

5.3 REQUISITOS PARA A FORMAÇÃO DO NOME EMPRESARIAL (art. 34 da Lei 8.934/1994 e Instrução Normativa 116, de 2011 do DREI), p. 46

5.4 DIFERENÇAS ENTRE NOME EMPRESARIAL E MARCA, p. 47

6 A SITUAÇÃO ESPECIAL DA MICROEMPRESA E EMPRESA DE PEQUENO PORTE, p. 49

6.1 DELIMITAÇÃO E LEGISLAÇÃO, p. 49

6.2 O MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI), p. 51

7 SOCIEDADES, p. 53

7.1 DELIMITAÇÃO, p. 53

7.2 QUANTO AO RAMO, p. 54

7.3 QUANTO AO TIPO, p. 54

7.4 QUANTO ÀS ESPÉCIES, p. 54

7.5 NATUREZA JURÍDICA DAS SOCIEDADES, p. 55

7.5.1 Quanto ao Grau de Dependência da Sociedade em Relação aos Sócios, as Sociedades Poderão Ser, p. 55

7.5.2 Quanto ao Regime de Constituição e Dissolução da Sociedade, Poderão Ser, p. 56

7.6 RESPONSABILIDADE DOS SÓCIOS, p. 56

7.7 SOCIEDADE SIMPLES, p. 56

7.8 SOCIEDADE EMPRESÁRIA, p. 59

7.9 SOCIEDADE EM NOME COLETIVO - art. 1.039 do CC/2002, p. 60

7.10 SOCIEDADE EM COMANDITA SIMPLES (art. 1.045 do CC/2002), p. 61

7.11 SOCIEDADE EM CONTA DE PARTICIPAÇÃO - DESPERSONALIZADA, p. 62

7.12 SOCIEDADE EM COMUM (DE FATO OU IRREGULAR) - art. 986 - DESPERSONALIZADA, p. 63

7.13 SOCIEDADE LIMITADA, p. 64

7.13.1 Delimitação, p. 64

7.13.2 Pressupostos da Existência de uma Limitada, p. 66

7.13.3 Responsabilidade Ilimitada, p. 66

7.13.4 Expulsão do Sócio, p. 66

7.13.5 Direito de Retirada, p. 70

7.13.6 Administração, p. 72

7.13.7 Órgãos Sociais, p. 74

7.13.8 Nome Empresarial, p. 77

7.13.9 Contrato Social, p. 78

7.13.10 Deliberações Sociais, p. 81

7.14 SOCIEDADE ENTRE CÔNJUGES, p. 82

7.15 A SOCIEDADE ESTRANGEIRA (art. 1.134) E NACIONAL (art. 1.126), p. 82

7.16 DISSOLUÇÃO DA SOCIEDADE - 3 FASES:, p. 83

7.17 SOCIEDADE COOPERATIVA, p. 84

7.18 SOCIEDADES COLIGADAS, p. 85

7.19 SOCIEDADE DE PROPÓSITO ESPECÍFICO, p. 85

7.20 EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA, p. 87

7.21 SOCIEDADES ANÔNIMAS OU COMPANHIAS (Lei 6.404/1976), p. 92

7.21.1 Delimitação, p. 92

7.21.2 Princípios, p. 92

7.21.3 Características Específicas, p. 93

7.21.4 Espécies (art. 4º da LSA), p. 93

7.21.5 Constituição, p. 95

7.21.6 Capital Social, p. 97

7.21.7 Órgãos Sociais, p. 98

7.21.8 O Administrador (arts. 153 e seguintes), p. 101

7.21.9 O Acionista Controlador (arts. 116 e seguintes da LSA), p. 102

7.21.10 Acordo de Acionistas (art. 118), p. 103

7.21.11 O Acionista, p. 103

7.21.12 Ações, p. 104

7.21.13 Títulos Mobiliários, p. 106

7.21.14 Dissolução da Companhia, p. 109

7.22 SOCIEDADE EM COMANDITA POR AÇÕES (art. 1.090 do CC), p. 110

7.23 OPERAÇÕES SOCIETÁRIAS, p. 110

8 CONTRATOS EMPRESARIAIS, p. 113

8.1 CONCEITO, p. 113

8.2 PRINCÍPIOS QUE REGEM OS CONTRATOS, p. 113

8.3 ESPÉCIES DE CONTRATOS EMPRESARIAIS, p. 116

8.3.1 Contrato de Arrendamento Mercantil ou Leasing, p. 116

8.3.2 Alienação Fiduciária em Garantia, p. 119

8.3.3 Faturização (Factoring), p. 124

8.3.4 Contratos Intelectuais (Propriedade Intelectual): Lei 9.279/1996, p. 125

8.3.5 Franquia (Franchising), p. 127

8.3.6 Contrato de Compra e Venda Mercantil, p. 128

8.3.7 Contrato de Cartão de Crédito, p. 129

8.3.8 Contrato de Mandato Mercantil, p. 131

8.3.9 Contrato de Comissão Mercantil, p. 131

8.3.10 Contrato de Abertura de Crédito, p. 132

9 TÍTULOS DE CRÉDITO, p. 135

9.1 DELIMITAÇÃO, p. 135

9.2 PRINCÍPIOS, p. 136

9.3 FORMALISMOS NOS TÍTULOS DE CRÉDITO, p. 137

9.4 PRINCÍPIO DA INOPONIBILIDADE DAS EXCEÇÕES PESSOAIS, p. 138

9.5 CLASSIFICAÇÃO DOS TÍTULOS DE CRÉDITO, p. 139

9.6 CATEGORIAS DOS TÍTULOS DE CRÉDITO, p. 140

9.7 EXEMPLOS DE TÍTULOS DE CRÉDITOS TÍPICOS, p. 141

9.7.1 Letra de Câmbio (Decreto 2.044/1908 e Decreto 57.663/1966), p. 141

9.7.2 Nota Promissória (Decreto 2.044/1908 e Decreto 57.663/1966), p. 145

9.7.3 Duplicata (Lei 5.474/1968), p. 146

9.7.4 Cheque (Lei 7.357/1985), p. 150

9.7.5 Conhecimento de Depósito e Warrant (Garantia), p. 153

9.7.6 Cédula de Crédito Bancário, p. 154

9.7.7 Operações Cambiárias, p. 156

9.7.7.1 Aceite, p. 156

9.7.7.2 Endosso, p. 159

9.7.7.3 Protesto, p. 161

9.7.7.4 Aval, p. 163

10 FALÊNCIA, RECUPERAÇÃO JUDICIAL E EXTRAJUDICIAL, p. 167

10.1 DELIMITAÇÃO, p. 167

10.2 FALÊNCIA, p. 167

10.2.1 Pressupostos, p. 168

10.2.2 Caracterização do Estado de Insolvência (Jurídica), p. 168

10.2.3 Legitimidade Passiva, p. 169

10.2.4 Legitimidade Ativa (art. 97), p. 170

10.2.5 Excluídos (art. 2º), p. 170

10.2.6 Juízo Competente (art. 3º), p. 171

10.2.7 Juízo Universal da Falência (art. 76 da LRF), p. 171

10.2.8 Da Verificação e da Habilitação de Créditos, p. 172

10.2.9 Fases da Falência, p. 174

10.2.10 Procedimento, p. 175

10.2.11 Liquidação da Falência, p. 177

10.2.12 Pedido de Reabilitação do Falido (art. 158), p. 178

10.2.13 Ministério Público, p. 178

10.2.14 O Administrador Judicial, p. 179

10.2.15 O Falido, p. 180

10.2.16 Prosseguimento da Empresa, p. 180

10.2.17 Pedido de Restituição e Embargos de Terceiro, p. 180

10.2.18 Atos Ineficazes e Atos Revogáveis, p. 180

10.2.19 Ação Revocatória, p. 181

10.2.20 Os Contratos do Falido (art. 117), p. 181

10.2.21 Efeitos da Falência em Relação aos Credores, p. 182

10.2.22 Preferência de Créditos, p. 182

10.2.23 Órgãos na Falência, p. 182

10.3 RECUPERAÇÃO JUDICIAL, p. 183

10.3.1 Delimitação, p. 183

10.3.2 Requisitos: Art. 48, p. 184

10.3.3 Legitimidade para Requerer: Parágrafo Único do Art. 48, p. 184

10.3.4 Os Credores na Recuperação Judicial, p. 184

10.3.5 Meios de Recuperação Judicial, p. 185

10.3.6 O Processamento do Pedido, p. 186

10.3.7 Encerramento da Recuperação Judicial, p. 192

10.3.8 Órgãos da Recuperação Judicial, p. 193

10.3.9 O Administrador na Recuperação Judicial, p. 195

10.3.10 O Gestor Judicial (art. 65), p. 196

10.3.11 A Situação das Micro e Pequenas Empresas (art. 70), p. 196

10.4 RECUPERAÇÃO EXTRAJUDICIAL (arts. 161 e seguintes), p. 197

10.4.1 Delimitação, p. 197

10.4.2 Requisitos Subjetivos e Objetivos, p. 197

10.4.3 Formas de Homologação Judicial, p. 198

10.4.4 Credores Excluídos dos Efeitos da Recuperação Extrajudicial (§ 1º do art. 161), p. 199

10.5 DISPOSIÇÕES PENAIS, p. 199

11 O DIREITO EMPRESARIAL E ALGUNS REFLEXOS JUNTO AO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL (LEI 13.105/2015), p. 203

11.1 AÇÃO DE DISSOLUÇÃO PARCIAL DE SOCIEDADE, p. 203

11.2 DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA, p. 205

REFERÊNCIAS, p. 209

Índice alfabético

A

  • Ação de dissolução parcial de sociedade, p. 203
  • Aceite, p. 156
  • Alienação fiduciária em garantia, p. 119
  • Aval, p. 163

C

  • Cédula de crédito bancário, p. 154
  • Cheque (Lei 7.357/1985), p. 150
  • Conhecimento de depósito e warrant (garantia), p. 153
  • Contrato de abertura de crédito, p. 132
  • Contrato de arrendamento mercantil ou leasing, p. 116
  • Contrato de cartão de crédito, p. 129
  • Contrato de comissão mercantil, p. 131
  • Contrato de compra e venda mercantil, p. 128
  • Contrato de mandato mercantil, p. 131
  • Contratos empresariais, p. 113
  • Contratos empresariais. Conceito, p. 113
  • Contratos empresariais. Espécies de contratos empresariais, p. 116
  • Contratos empresariais. Princípios que regem os contratos, p. 113
  • Contratos intelectuais (propriedade intelectual): Lei 9.279/1996, p. 125

D

  • Desconsideração da personalidade jurídica, p. 205
  • Direito empresarial e alguns reflexos junto ao Código de Processo Civil (Lei 13.105/2015), p. 203
  • Direito empresarial no Brasil, p. 16
  • Direito empresarial. Atividades empresariais, p. 18
  • Direito empresarial. Autonomia do direito empresarial, p. 16
  • Direito empresarial. Características do direito empresarial, p. 17
  • Direito empresarial. Caracterização da atividade empresarial, p. 15
  • Direito empresarial. Conceito, p. 15
  • Direito empresarial. Da contextualização da empresa, p. 19
  • Direito empresarial. Divisão do direito empresarial, p. 21
  • Direito empresarial. Elementos constitutivos, p. 19
  • Direito empresarial. Evolução do direito empresarial, p. 15
  • Direito empresarial. Fontes do direito empresarial, p. 16
  • Direito empresarial. Leis empresariais, p. 16
  • Direito empresarial. Relação do direito empresarial com os demais ramos do direito, p. 21
  • Direito empresarial. Usos e costumes, p. 17
  • Duplicata (Lei 5.474/1968), p. 146

E

  • Empresa individual de responsabilidade limitada, p. 87
  • Empresa. Registro das empresas, p. 41
  • Empresário, p. 23
  • Empresário. Agentes auxiliares do empresário, p. 30
  • Empresário. Atividades incompatíveis ao exercício do comércio, p. 28
  • Empresário. Definição, p. 23
  • Empresário. Espécies de empresário, p. 24
  • Empresário. Mulher casada empresária, p. 26
  • Empresário. Obrigação dos empresários, p. 25
  • Empresário. Perda da condição de empresário, p. 30
  • Empresário. Requisitos para o exercício do comércio, p. 25
  • Endosso, p. 159
  • Estabelecimento, p. 33
  • Estabelecimento. A alienação do estabelecimento empresarial, p. 37
  • Estabelecimento. Definição, p. 33
  • Estabelecimento. Natureza jurídica, p. 35
  • Estabelecimento. O imóvel, p. 39
  • Estabelecimento. Ponto empresarial (também chamado de propriedade empresarial), p. 35
  • Estabelecimento. Título de estabelecimento e insígnia, p. 40
  • Estrangeiro empresário: (art. 55 do Decreto-Lei 1.800/1996), p. 29

F

  • Falência, p. 167
  • Falência, recuperação judicial e extrajudicial, p. 167
  • Falência, recuperação judicial e extrajudicial. Delimitação, p. 167
  • Falência. Ação revocatória, p. 181
  • Falência. Atos ineficazes e atos revogáveis, p. 180
  • Falência. Caracterização do estado de insolvência (jurídica), p. 168
  • Falência. Da verificação e da habilitação de créditos, p. 172
  • Falência. Efeitos da falência em relação aos credores, p. 182
  • Falência. Excluídos (art. 2º), p. 170
  • Falência. Fases da falência, p. 174
  • Falência. Juízo competente (art. 3º), p. 171
  • Falência. Juízo universal da falência (art. 76 da LRF), p. 171
  • Falência. Legitimidade ativa (art. 97), p. 170
  • Falência. Legitimidade passiva, p. 169
  • Falência. Liquidação da falência, p. 177
  • Falência. Ministério Público, p. 178
  • Falência. O administrador judicial, p. 179
  • Falência. O falido, p. 180
  • Falência. Órgãos na falência, p. 182
  • Falência. Os contratos do falido (art. 117), p. 181
  • Falência. Pedido de reabilitação do falido (art. 158), p. 178
  • Falência. Pedido de restituição e embargos de terceiro, p. 180
  • Falência. Preferência de créditos, p. 182
  • Falência. Pressupostos, p. 168
  • Falência. Procedimento, p. 175
  • Falência. Prosseguimento da empresa, p. 180
  • Faturização (factoring), p. 124
  • Franquia (franchising), p. 127

G

  • Gestor judicial (art. 65), p. 196

I

  • Interdito, p. 28

L

  • Letra de câmbio (Decreto 2.044/1908 e Decreto 57.663/1966), p. 141

M

  • Menor empresário, p. 27
  • Microempreendedor Individual (MEI), p. 51
  • Microempresa e empresa de pequeno porte. Delimitação e legislação, p. 49
  • Microempresa e empresa de pequeno porte. Situação especial da microempresa e empresa de pequeno porte, p. 49

N

  • Nome empresarial. Delimitação, p. 45
  • Nome empresarial. Diferenças entre nome empresarial e marca, p. 47
  • Nome empresarial. Espécies, p. 45
  • Nome empresarial. Requisitos para a formação do nome empresarial (art. 34 da Lei 8.934/1994 e Instrução Normativa 116 de 2011 do DREI), p. 46
  • Nota promissória (Decreto 2.044/1908 e Decreto 57.663/1966), p. 145
  • Novo CPC. Direito empresarial e alguns reflexos junto ao Código de Processo Civil (Lei 13.105/2015), p. 203

O

  • Operações cambiárias, p. 156
  • Operações societárias, p. 110

P

  • Protesto, p. 161

R

  • Recuperação extrajudicial (arts. 161 e seguintes), p. 197
  • Recuperação extrajudicial. Credores excluídos dos efeitos da recuperação extrajudicial (§ 1º do art. 161), p. 199
  • Recuperação extrajudicial. Delimitação, p. 197
  • Recuperação extrajudicial. Disposições penais, p. 199
  • Recuperação extrajudicial. Formas de homologação judicial, p. 198
  • Recuperação extrajudicial. Requisitos subjetivos e objetivos, p. 197
  • Recuperação judicial, p. 183
  • Recuperação judicial e extrajudicial e falência, p. 167
  • Recuperação judicial. A situação das micro e pequenas empresas (art. 70), p. 196
  • Recuperação judicial. Credores na recuperação judicial, p. 184
  • Recuperação judicial. Delimitação, p. 183
  • Recuperação judicial. Encerramento da recuperação judicial, p. 192
  • Recuperação judicial. Legitimidade para requerer: parágrafo único do art. 48, p. 184
  • Recuperação judicial. Meios de recuperação judicial, p. 185
  • Recuperação judicial. O administrador na recuperação judicial, p. 195
  • Recuperação judicial. Órgãos da recuperação judicial, p. 193
  • Recuperação judicial. Processamento do pedido, p. 186
  • Recuperação judicial. Requisitos. Art. 48, p. 184
  • Referências, p. 209
  • Registro das empresas, p. 41
  • Registro das empresas. Espécies, p. 43
  • Registro das empresas. Exibição dos livros, p. 44
  • Registro das empresas. Funções, p. 43
  • Registro das empresas. Legislação, p. 41
  • Registro das empresas. Órgãos, p. 41
  • Registro das empresas. Os livros (art. 1.179 do CC), p. 43

S

  • Sociedade cooperativa, p. 84
  • Sociedade de propósito específico, p. 85
  • Sociedade em comandita por ações (art. 1.090 do CC), p. 110
  • Sociedade em comandita simples (art. 1.045 do CC/2002), p. 61
  • Sociedade em comum (de fato ou irregular) - art. 986 - despersonalizada, p. 63
  • Sociedade em conta de participação. Despersonalizada, p. 62
  • Sociedade em nome coletivo - art. 1.039 do CC/2002, p. 60
  • Sociedade empresária, p. 59
  • Sociedade entre cônjuges, p. 82
  • Sociedade estrangeira (art. 1.134) e nacional (art. 1.126), p. 82
  • Sociedade limitada, p. 64
  • Sociedade limitada. Administração, p. 72
  • Sociedade limitada. Contrato social, p. 78
  • Sociedade limitada. Deliberações sociais, p. 81
  • Sociedade limitada. Delimitação, p. 64
  • Sociedade limitada. Direito de retirada, p. 70
  • Sociedade limitada. Expulsão do sócio, p. 66
  • Sociedade limitada. Nome empresarial, p. 77
  • Sociedade limitada. Órgãos sociais, p. 74
  • Sociedade limitada. Pressupostos da existência de uma limitada, p. 66
  • Sociedade limitada. Responsabilidade ilimitada, p. 66
  • Sociedade simples, p. 56
  • Sociedade. Dissolução da sociedade - 3 fases, p. 83
  • Sociedades, p. 53
  • Sociedades anônimas ou companhias (Lei 6.404/1976), p. 92
  • Sociedades anônimas ou companhias. Ações, p. 104
  • Sociedades anônimas ou companhias. Acordo de acionistas (art. 118), p. 103
  • Sociedades anônimas ou companhias. Capital social, p. 97
  • Sociedades anônimas ou companhias. Características específicas, p. 93
  • Sociedades anônimas ou companhias. Constituição, p. 95
  • Sociedades anônimas ou companhias. Delimitação, p. 92
  • Sociedades anônimas ou companhias. Dissolução da companhia, p. 109
  • Sociedades anônimas ou companhias. Espécies (art. 4º da LSA), p. 93
  • Sociedades anônimas ou companhias. O acionista, p. 103
  • Sociedades anônimas ou companhias. O acionista controlador (arts.116 e seguintes da LSA), p. 102
  • Sociedades anônimas ou companhias. O administrador (arts. 153 e seguintes), p. 101
  • Sociedades anônimas ou companhias. Órgãos sociais, p. 98
  • Sociedades anônimas ou companhias. Princípios, p. 92
  • Sociedades anônimas ou companhias. Títulos mobiliários, p. 106
  • Sociedades coligadas, p. 85
  • Sociedades. Delimitação, p. 53
  • Sociedades. Natureza jurídica das sociedades, p. 55
  • Sociedades. Quanto ao grau de dependência da sociedade em relação aos sócios, as sociedades poderão ser, p. 55
  • Sociedades. Quanto ao ramo, p. 54
  • Sociedades. Quanto ao regime de constituição e dissolução da sociedade, poderão ser, p. 56
  • Sociedades. Quanto ao tipo, p. 54
  • Sociedades. Quanto às espécies, p. 54
  • Sociedades. Responsabilidade dos sócios, p. 56

T

  • Títulos de crédito, p. 135
  • Títulos de crédito. Categorias dos títulos de crédito, p. 140
  • Títulos de crédito. Classificação dos títulos de crédito, p. 139
  • Títulos de crédito. Delimitação, p. 135
  • Títulos de crédito. Exemplos de títulos de créditos típicos, p. 141
  • Títulos de crédito. Formalismos nos títulos de crédito, p. 137
  • Títulos de crédito. Princípio da inoponibilidade das exceções pessoais, p. 138
  • Títulos de crédito. Princípios, p. 136

Recomendações

Capa do livro: Insolvência Empresarial, Coordenador: Daniel Carnio Costa

Insolvência Empresarial

 Coordenador: Daniel Carnio CostaISBN: 978853628554-2Páginas: 258Publicado em: 10/01/2019

Versão impressa

R$ 99,90em 3x de R$ 33,30Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 69,90em 2x de R$ 34,95Adicionar e-Book
ao carrinho
Capa do livro: Desconsideração (Inversa) da Personalidade Jurídica, Débora Carlotto Botan de Souza

Desconsideração (Inversa) da Personalidade Jurídica

 Débora Carlotto Botan de SouzaISBN: 978853625386-2Páginas: 254Publicado em: 10/09/2015

Versão impressa

R$ 79,90em 3x de R$ 26,63Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 54,70em 2x de R$ 27,35Adicionar e-Book
ao carrinho
Capa do livro: Resumos Juruá - Direito - Direito Falimentar, Vinicius Roberto Prioli de Souza e Renata Rivelli Martins dos Santos

Resumos Juruá - Direito - Direito Falimentar

 Vinicius Roberto Prioli de Souza e Renata Rivelli Martins dos SantosISBN: 978853624495-2Páginas: 8Publicado em: 15/04/2014

Versão impressa

R$ 9,90 Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Resumos Juruá - Direito - Títulos de Crédito, Vinicius Roberto Prioli de Souza e Renata Rivelli Martins dos Santos

Resumos Juruá - Direito - Títulos de Crédito

 Vinicius Roberto Prioli de Souza e Renata Rivelli Martins dos SantosISBN: 978853624493-8Páginas: 6Publicado em: 28/04/2014

Versão impressa

R$ 8,90 Adicionar ao
carrinho