Capital Intelectual - Reconhecimento & Mensuração

José C. Arnosti Elizabeth Castro, Nobuya Yomura, Regina A. Neumann

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 20,00

Versão impressa

Ficha técnica

Autor(es): José C. Arnosti Elizabeth Castro, Nobuya Yomura, Regina A. Neumann

ISBN: 978853622025-3

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 174

Publicado em: 04/06/2008

Área(s): Administração; Contabilidade Geral Aplicada; Direito Comercial e Empresarial

Sinopse

O livro Capital Intelectual produzido pelos professores José Carlos Melchior Arnosti, Regina Aparecida Neumann, Elizabeth Castro Maurenza de Oliveira e Nobuya Yomura apresenta nova abordagem quanto à importância do Capital Intelectual como Fator de Produção ao agregar valor aos Empreendimentos e quanto a ser recurso estratégico para o sucesso das organizações.
A discussão do Capital Intelectual como Fator da Produção constitui-se em contribuição inestimável e de alta qualidade ao estudo da gestão dos ativos humanos.
As excelentes qualificações acadêmicas e profissionais dos professores autores garantem conteúdo atual e pioneiro para o livro “Capital Intelectual”.
A discussão da composição do Capital Intelectual, segundo o enfoque do modelo Intelect (recurso humano; recurso estrutural; recurso relacional), implica a união lógica desses recursos em termos de idéias, conceitos, métodos e práticas de atuação para os profissionais e gestores das organizações privadas ou governamentais.
Capital Intelectual externa considerações e opiniões sobre a importância do Recurso Humano como recurso estratégico das organizações e fator decisivo aos processos de gestão.
Os professores demonstram a representatividade do Conhecimento e do Capital Intelectual o qual deve ser mensurado, como fator diferenciador, segundo o enfoque de valor e competência organizacional.
Os professores analisam em seu livro formas de mensuração do ativo intangível “Capital Intelectual” apresentadas:
• nas Demonstrações Contábeis.
• no Demonstrativo Organizacional “Balanço Intelectual”.
Este livro, ao lado de um conjunto de excelentes obras existentes no mercado, contribui em muito para melhor compreensão e avança nas idéias e experiências quanto ao assunto “Mensuração do Capital Intelectual”.

Antonio de Loureiro Gil - Professor Doutor da FEA/USP e Professor Titular da Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Autor(es)

Elizabeth Castro Maurenza de Oliveira é Coordenadora do curso de Ciências Contábeis da Universidade Metodista de São Paulo e Professora na área de Ciências Contábeis.
José Carlos Melchior Arnosti é Professor dos cursos de graduação e pós-graduação da Escola de Comércio Álvares Penteado – Fecap.
Nobuya Yomura é Coordenador do Curso de Ciências Contábeis na Faculdade IESA e Professor na área de Ciências Contábeis.
Regina Aparecida Neumann é Auditora Senior da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM e Professora na área de Ciências Contábeis.

Sumário

INTRODUÇÃO

Capítulo 1 A EVOLUÇÃO DAS INFORMAÇÕES CONTÁBEIS

1.1 As grandes civilizações: legados e influências

1.2 As escolas do pensamento contábil

1.2.1 O enfoque das informações e seus usuários

1.2.2 A relevância da informação contábil

Capítulo 2 O SISTEMA DE INFORMAÇÕES CONTÁBEIS

2.1 A função sistêmica da contabilidade e a tecnologia da informação

2.2 O gestor do sistema e a qualidade da informação

2.3 Ferramentas e paradigmas utilizados na disponibilização das informações contábeis

Capítulo 3 O ATIVO E SUA MENSURAÇÃO

3.1 Mensuração dos ativos

3.2 Ativos intangíveis

3.2.1 A natureza do goodwill

3.2.2 O tratamento contábil para o goodwill

3.3 O tratamento dos intangíveis pelas normas brasileiras, internacionais e norte-americanas de contabilidade

Capítulo 4 O CONHECIMENTO COMO FATOR DE PRODUÇÃO

4.1 O capital humano

4.1.1 A gestão do conhecimento

4.1.2 Parceria RH x Contabilidade

4.1.3 Ativo intelectual humano nas organizações

4.1.4 Ativo intelectual humano = capital intelectual?

4.2 O capital estrutural

4.3 O capital relacional

Capítulo 5 GESTÃO DO CONHECIMENTO NAS ENTIDADES

5.1 O desafio para as entidades: administração do conhecimento

5.2 Modelos para gestão do conhecimento

Capítulo 6 CAPITAL INTELECTUAL

6.1 Evidências e classificação

6.2 Contextualização histórica

6.3 Balanço intelectual - BIN

6.3.1 Os modelos existentes

6.3.2 A evidenciação do capital intelectual no Brasil e o balanço intelectual - BIN, da CPTM

6.4 Proposta de indicadores: a composição do balanço intelectual - BIN da CPTM

6.4.1 Os blocos de ativos intangíveis da CPTM: capital humano, capital estrutural e capital relacional

Capítulo 7 MENSURAÇÃO DO CAPITAL INTELECTUAL: DESAFIO CONTÁBIL E OPORTUNIDADE DE GESTÃO

7.1 O balanço intelectual - BIN, como ferramenta de gestão

7.2 O balanço intelectual - BIN, como ferramenta de decisão para o investidor

7.3 O modelo SWOT/BSC/DEQ/BIN - o instrumento de tratamento e gestão das incertezas, apostas, riscos, sucesso, remuneração

CONSIDERAÇÕES FINAIS

REFERÊNCIAS

ANEXOS

Índice alfabético

A

  • A árvore de Edvinsson. O valor oculto das empresas. Figura 5.
  • Anexo A. Ensaio do capital intelectual da CPTM, publicado no relatório da administração e das demonstrações contábeis do ano de 2000
  • Anexo B. Ensaio do capital intelectual da CPTM de 2001
  • Anexos
  • Aposta. Modelo SWOT/BSC/DEQ/BIN. Instrumento de tratamento e gestão das incertezas, apostas, riscos, sucesso, remuneração.
  • As eras da economia. Figura 1
  • Aspectos da riqueza corporativa. Quadro 1
  • Ativo. Mensuraçãodos ativos.
  • Ativo e sua mensuração
  • Ativo intangível. Blocos de ativos intangíveis da CPTM: capital humano, capital estrutural e capital relacional.
  • Ativo intangível. Monitor de ativos intangíveis - "Sveiby"
  • Ativo intelectual humano. Capital intelectual
  • Ativo intelectual humano nas organizações
  • Ativos intangíveis

B

  • BIN. Evidenciação do capital intelectual da CPTM 2001. O sucesso da idéia e implantação progressiva do balanço intelectual - BIN.
  • BIN. Proposta de indicadores: a composição do balanço intelectual - BIN da CPTM.
  • Balanço intelectual - BIN
  • Balanço intelectual - BIN como ferramenta de decisão para o investidor
  • Balanço intelectual - BIN como ferramenta de gestão.
  • Balanço intelectual. Evidenciação docapital intelectual no Brasil e o balanço intelectual - BIN, da CPTM.
  • Balanço intelectual. Proposta de indicadores: a composição do balanço intelectual - BIN da CPTM
  • Balanço patrimonial dos ativos intangíveis.Figura 9
  • Blocos componentes do valor das organizações. Figura 6.
  • Blocos de ativos intangíveis da CPTM: capital humano, capital estrutural e capital relacional.
  • Blocos do Modelo Intelect. Figura 12

C

  • CPTM. Evidenciação do capital intelectual da CPTM 2001. O sucesso da idéia e implantação progressiva do balanço intelectual - BIN
  • CPTM. Evidenciação do capital intelectual no Brasil e o balanço intelectual - BIN, da CPTM.
  • CPTM. Proposta de indicadores: a composição do balanço intelectual - BIN da CPTM.
  • Capital estrutural.
  • Capital estrutural.
  • Capital estrutural. Blocos de ativos intangíveis da CPTM: capital humano, capital estrutural e capital relacional
  • Capital humano.
  • Capital humano.
  • Capital humano. Blocos de ativos intangíveis da CPTM: capital humano, capital estrutural e capital relacional
  • Capital intelectual
  • Capital intelectual. Ativo intelectual humano.
  • Capital intelectual. Contextualização histórica.
  • Capital intelectual. Evidenciação docapital intelectual da CPTM 2001. O sucesso da idéia e implantação progressiva do balanço intelectual - BIN
  • Capital intelectual. Evidenciação do capital intelectual no Brasil e o balanço intelectual - BIN, da CPTM
  • Capital intelectual. Evidências e classificação.
  • Capital intelectual. Mensuração do capital intelectual: desafio contábil e oportunidade de gestão
  • Capital intelectual da CPTM 2001. Evidenciação. O sucesso da idéia e implantação progressiva do balanço intelectual - BIN.
  • Capital relacional
  • Capital relacional
  • Capital relacional. Blocos de ativos intangíveis da CPTM: capital humano, capital estrutural e capital relacional.
  • Componentes do capital intelectual. Figura 8
  • Conhecimento. Desafio para as entidades: administração do conhecimento
  • Conhecimento. Gestão do conhecimento
  • Conhecimento. Gestão do conhecimento nas entidades.
  • Conhecimento como fator de produção
  • Considerações finais
  • Contabilidade. Evidências e classificação.
  • Contabilidade. Função sistêmica da contabilidade e a tecnologia da informação
  • Contabilidade. História. Contextualização histórica
  • Contabilidade. Mensuração do capital intelectual: desafio contábil e oportunidade de gestão.
  • Contabilidade. Parceria RH x Contabilidade
  • Contabilidade. Tratamento dos intangíveis pelas normas brasileiras, internacionais e norte-americanas de contabilidade
  • Cronologia dos mais representativos eventos ligados ao capital intelectual (CI). Quadro 3.

D

  • Desafio contábil. Mensuração do capital intelectual: desafio contábil e oportunidade de gestão.
  • Desafio para as entidades: administração do conhecimento

E

  • "Edvinsson". Navegador da "Skandia" - "Edvinsson".
  • Enfoque das informações e seus usuários
  • Ensaio do capital intelectual da CPTM de 2000
  • Ensaio do capital intelectual da CPTM de 2001. Anexo B
  • Ensaio do capital intelectual da CPTM, publicado no relatório da administração e das demonstrações contábeis do ano de 2000. Anexo A.
  • Entidade. Gestão do conhecimento nas entidades.
  • Entidades. Desafio para as entidades: administração do conhecimento.
  • Escolas do pensamento contábil.
  • Etapas de implantação do Modelo Intelect. Figura 13.
  • Euroforum. Modelo Intelect - Euroforum
  • Evidenciação do capitalintelectual da CPTM 2001. O sucesso da idéia e implantação progressiva do balanço intelectual - BIN.
  • Evidenciação do capital intelectual no Brasil e o balanço intelectual - BIN, da CPTM.
  • Evidências e classificação.
  • Evolução das informações contábeis

F

  • Ferramentas e paradigmas utilizados na disponibilização das informações contábeis
  • Figura. Lista de figuras.
  • Função sistêmica da contabilidadee a tecnologia da informação.

G

  • Gestão. Balanço intelectual - BINcomo ferramenta de gestão.
  • Gestão. Mensuração do capital intelectual: desafio contábil e oportunidade de gestão
  • Gestão. Modelo SWOT/BSC/DEQ/BIN. Instrumento de tratamento e gestão das incertezas, apostas, riscos, sucesso, remuneração
  • Gestão do conhecimento.
  • Gestão do conhecimento. Modelos.
  • Gestão do conhecimento nas entidades.
  • Gestor do sistema e qualidade da informação.
  • Goodwill. Natureza do goodwill
  • Goodwill. Tratamento contábil para o goodwill.
  • Grandes civilizações: legados e influências.

H

  • História. Capital intelectual. Contextualização histórica

I

  • Influência. Grandes civilizações: legados e influências.
  • Informação. Enfoque das informações e seus usuários.
  • Informação. Gestor do sistemae qualidade da informação.
  • Informação contábil. Evoluçãodas informações contábeis
  • Informação contábil. Ferramentas eparadigmas utilizados na disponibilização das informações contábeis
  • Informação contábil. Relevância.
  • Informação contábil. Sistemade informações contábeis
  • Intangibilidade. Ativos intangíveis
  • Intangibilidade. Tratamento dos intangíveis pelas normas brasileiras, internacionais e norte-americanas de contabilidade
  • Interação entre conhecimentos ácito e explícito. Figura 4
  • Introdução
  • Investidor. Balanço intelectual - BIN como ferramenta de decisão para o investidor

L

  • Legado. Grandes civilizações: legados e influências
  • Lista de figuras.
  • Lista de quadros

M

  • Mensuração. Ativoe sua mensuração.
  • Mensuração do capital intelectual: desafio contábil e oportunidade de gestão
  • Mensuração dos ativos
  • Modelo Intelect - Euroforum.
  • Modelo Intelect. Características.
  • Modelo Intelect. Estrutura e seus componentes
  • Modelo Intelect. Figura 11.
  • Modelo Intelect.Objetivos.
  • Modelo SWOT/BSC/DEQ/BIN. Instrumento de tratamento e gestão das incertezas, apostas, riscos, sucesso, remuneração
  • Modelo Technology Broker - Brooking.
  • Modelo intelect. Etapas de implantação. Figura 13
  • Modelos de mensuração do capital intelectual e de gestão do conhecimento. Quadro 4.
  • Modelos existentes
  • Modelos para gestãodo conhecimento.
  • Monitor de ativos intangíveis - "Sveiby".
  • Monitor de ativos intangíveis. Figura 10
  • Monitor de indicadores de capital intelectual. Quadro 5

N

  • Natureza do goodwill.
  • Navegador da Skandia - Edvinsson.
  • Navegador da "Skandia". Figura 7
  • Norma. Tratamento dos intangíveis pelas normas brasileiras, internacionais e norte-americanas de contabilidade

O

  • Organização. Ativo intelectual humano nas organizações.

P

  • Paradigma. Quebra de paradigmas. Inovações e dificuldades enfrentadas.
  • Paradigmas e ferramentas utilizados na disponibilização das informações contábeis
  • Parceria RH x Contabilidade
  • Pensamento contábil. Escolas do pensamento contábil
  • Princípios da organização doconhecimento. Quadro 2.
  • Produção. Conhecimento como fator de produção
  • Proposta de indicadores: a composição do balanço intelectual - BIN da CPTM

Q

  • Quadro. Lista de quadros.
  • Quebra de paradigmas. Inovaçõese dificuldades enfrentadas.

R

  • Receitas intangíveis geradas. Figura 3.
  • Referências.
  • Relevância da informação contábil
  • Remuneração. Modelo SWOT/BSC/DEQ/BIN. Instrumento de tratamento e gestão das incertezas, apostas, riscos, sucesso, remuneração.
  • Requisitos para evidenciar e mensurar o capital intelectual.
  • Risco. Modelo SWOT/BSC/DEQ/BIN. Instrumento de tratamento e gestão das incertezas, apostas, riscos, sucesso, remuneração.

S

  • Sistema. Gestor do sistema e qualidade da informação
  • Sistema de informações contábeis
  • "Skandia". Navegador da "Skandia" - "Edvinsson".
  • "Sveiby". Monitor de ativos intangíveis - "Sveiby".

T

  • Tecnologia da informação e função sistêmica da contabilidade
  • Tratamento contábil para ogoodwill.
  • Tratamento dos intangíveis pelas normas brasileiras, internacionais e norteamericanas de contabilidade

U

  • Usuário. Enfoque das informações e seus usuários.

V

  • Valores componentes do capital intelectual. Figura 2.
  • Vantagens e limitações na implantaçãodo Modelo Intelect. Quadro 6

Recomendações

Capa do livro: Controle Gerencial dos Custos, Rodrigo Antonio Chaves da Silva

Controle Gerencial dos Custos

 Rodrigo Antonio Chaves da SilvaISBN: 978853624521-8Páginas: 166Publicado em: 13/01/2014

Versão impressa

R$ 49,90Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Estratégias Competitivas - Estudos e Casos, Organizadores: Cleber Carvalho de Castro e Humberto Stadler

Estratégias Competitivas - Estudos e Casos

 Organizadores: Cleber Carvalho de Castro e Humberto StadlerISBN: 853620861-9Páginas: 224Publicado em: 30/11/2004

Versão impressa

R$ 69,90Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Resumos Juruá - Contábil - Débitos e Créditos e Balancete de Verificação - Volume 05, June Alisson Westarb Cruz e Emir Guimarães Andrich

Resumos Juruá - Contábil - Débitos e Créditos e Balancete de Verificação - Volume 05

 June Alisson Westarb Cruz e Emir Guimarães AndrichISBN: 978853624503-4Páginas: 6Publicado em: 15/04/2014

Versão impressa

R$ 8,90Adicionar ao
carrinho