Décadents, Os - Um Estudo de História da Literatura Universal de Fins do Século XIX e Começos do Século XX e sua Importância para a Teoria Literária - Semeando Livros

Newton Sabbá Guimarães

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 20,00

Versão impressa

Na compra da versão impressa, o e-Book é brinde!

Versão digital

Disponível para:AndroidiOSWindows Phone

Ficha técnica

Autor(es): Newton Sabbá Guimarães

ISBN v. impressa: 978853624904-9

ISBN v. digital: 978853626407-3

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 302

Publicado em: 12/11/2014

Área(s): Literatura e Cultura - Diversos

Versão Digital (e-Book)

Para leitura em aplicativo exclusivo da Juruá Editora para Smartphones e Tablets rodando iOS, Android ou Windows Phone;

Disponível para as plataformas:

  • Android Android Android 4 ou posterior
  • iOSiOS iOS 7 ou posterior
  • Windows Phone Windows Phone Windows Phone 8 ou posterior

Não compatível para leitura em computadores;

Compra apenas via site da Juruá Editora.

Sinopse

A presente obra Os Décadents - Um Estudo de História da Literatura Universal de Fins do Século XIX e Começos do Século XX e sua Importância para a Teoria Literária é fruto de projeto de pesquisa realizado pelo autor sobre os décadents, considerando a forte vinculação entre os decadentes europeus e os brasileiros. Nela se procurou bosquejar o movimento que muitos preferem chamar de Escola Literária Decadentista, o qual teve boa acolhida em Paris, Londres e Viena, espalhando-se por outros países da Europa, movimento que, no final, se confunde com o Simbolismo.

Espera-se que este trabalho possa vir a ser de utilidade para aqueles que vivem e fazem a Universidade dentro do Estado Nacional com os seus altos e baixos, mas sempre de pé e com os olhos para o futuro, um futuro onde os studia humanitatis possam ressurgir, como tantas vezes aconteceu em anos idos em outros países.

Autor(es)

NEWTON SABBÁ GUIMARÃES

Doutor em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina. Doutor em Letras - Teoria Literária e Literatura Comparada pela Universidade Estadual Paulista. Doutor em Letras - Linguística pela Universidade Federal de Minas Gerais. Mestre em Literatura Brasileira pela Universidade Federal de Santa Catarina. Realizou estágio pósdoutoral em Portugal, na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, sob direção do Professor Doutor Pinto de Castro, catedrático de Literatura Portuguesa, com vistas ao pós-doutoramento da universidade brasileira e de que resultaria a tese pós-doutoral: Eros e Thánatos no Livro de Consolação, publicado pela Juruá Editora. Professor adjunto da Universidade Estadual do Centro-Oeste/PR. Possui mais de trinta livros publicados, entre eles: A Felicidade pela Leitura - Prolegômenos para uma Nova Arte de Estudar e um Renascimento dos Studia Humanitatis - Algumas Reflexões sobre a Filosofia da Leitura, Juruá Editora, 2009; Sobre o Nouveau Roman e Outros Ensaios, 2005; Estudos de Literatura Inglesa, 2005; A Língua Mirandesa - Um Tesouro da Romanística, 2005 e Tradução - Da sua Importância e Dificuldade, 2010.

Sumário

ALGUMAS PALAVRAS DE EXPLICAÇÃO

O Porquê da Escolha

Os Autores Estudados

INTRODUÇÃO

O que é o Movimento Decadente

1ª PARTE - DA DIFÍCIL CONCEITUAÇÃO DE DECADENTE

Por que Decadente. Características do Decadentismo

As Características de uma Escola

Hesitações Cronológicas e as Correções Necessárias

Há na Verdade uma Literatura Eterna ?

O Decadentismo nas Letras Francesas

Os Precursores. Os Primeiros Decadentes e sua Influência

Saint-Victor, Decadentista Esquecido

Dos seus Livros e a sua Entrada no Decadentismo

Mais Alguns Decadentistas e os seus Feitos

2ª PARTE - EM QUE SE APRESENTAMALGUNS DECADENTES

Walter Pater, um Inglês que Relia Flaubert na Perfeição do Estilo

A Influência de um Gênio Desgraçado: Oscar Wilde, Príncipe da Decadência

J.-K. Huysmans, da Busca Interior e da Morte em Vida às Catedrais

Georges Rodenbach: Misticismo, Solidão e Assassinato em Bruges-la-Morte

Émile Verhaeren e o Fascínio da Terra Natal

CONSIDERAÇÕES FINAIS

REFERÊNCIAS

Índice alfabético

A

  • Algumas palavras de explicação
  • Assassinato. Georges Rodenbach: misticismo, solidão e assassinato em Bruges-la-Morte
  • Autores estudados

B

  • Bruges la Morte. Georges Rodenbach: misticismo, solidão e assassinato em Bruges-la-Morte
  • Busca interior. J.-K. Huysmans, da busca interior e da morte em vida às Catedrais

C

  • Características de uma escola. Incertezas de um movimento
  • Características do decadentismo. Por que decadente
  • Catedrais. J.-K. Huysmans, da busca interior e da morte em vida às Catedrais
  • Conceituação. Da difícil conceituação de decadente
  • Considerações finais
  • Correções necessárias. Hesitações cronológicas e as correções necessárias
  • Cronologia. Hesitações cronológicas e as correções necessárias

D

  • Da difícil conceituação de decadente
  • Decadência. Influência de um gênio desgraçado: Oscar Wilde, Príncipe da Decadência
  • Decadente. Da difícil conceituação de decadente
  • Decadente. Por que decadente. Características do decadentismo
  • Decadentes. Em que se apresentam alguns decadentes
  • Decadentes. Precursores. Os primeiros decadentes e sua influência
  • Decadentismo nas letras francesas
  • Decadentismo. Por que decadente. Características do decadentismo
  • Decadentista. Mais alguns decadentistas e os seus feitos
  • Decadentista. Saint-Victor, Decadentista Esquecido

E

  • Em que se apresentam alguns decadentes
  • Émile Verhaeren e o fascínio da terra natal
  • Escola. Incertezas de um movimento. As características de uma escola
  • Escolha. O porquê da escolha
  • Estilo. Walter Pater, um inglês que relia Flaubert na perfeição do estilo
  • Explicação. Algumas palavras de explicação

F

  • Fascínio. Émile Verhaeren e o fascínio da terra natal
  • Flaubert. Walter Pater, um inglês que relia Flaubert na perfeição do estilo

G

  • Gênio desgraçado. Influência de um gênio desgraçado: Oscar Wilde, Príncipe da Decadência
  • Georges Rodenbach: misticismo, solidão e assassinato em Bruges-la-Morte

H

  • Há na verdade uma literatura eterna?
  • Hesitações cronológicas e as correções necessárias

I

  • Incertezas de um movimento. As características de uma escola
  • Influência de um gênio desgraçado: Oscar Wilde, Príncipe da Decadência
  • Influência. Precursores. Os primeiros decadentes e sua influência
  • Introdução

J

  • J.-K. Huysmans, da busca interior e da morte em vida às Catedrais

L

  • Letras francesas. Decadentismo nas letras francesas
  • Literatura eterna. Há na verdade uma literatura eterna?

M

  • Mais alguns decadentistas e os seus feitos
  • Misticismo. Georges Rodenbach: misticismo, solidão e assassinato em Bruges-la-Morte
  • Morte em vida. J.-K. Huysmans, da busca interior e da morte em vida às Catedrais
  • Movimento decadente. O que é o movimento decadente
  • Movimento. Incertezas de um movimento. As características de uma escola

O

  • O que é o movimento decadente
  • Oscar Wilde. Influência de um gênio desgraçado: Oscar Wilde, Príncipe da Decadência

P

  • Por que decadente. Características do decadentismo
  • Precursores. Os primeiros decadentes e sua influência
  • Príncipe da decadência. Influência de um gênio desgraçado: Oscar Wilde, Príncipe da Decadência

R

  • Referências

S

  • Saint-Victor, Decadentista Esquecido
  • Saint-Victor. Dos seus livros e a sua entrada no decadentismo
  • Solidão. Georges Rodenbach: misticismo, solidão e assassinato em Bruges-la-Morte

T

  • Terra natal. Émile Verhaeren e o fascínio da terra natal

W

  • Walter Pater, um inglês que relia Flaubert na perfeição do estilo