Software Livre & Controvérsias Tecnocientíficas - Uma Análise Sociotécnica no Brasil e em Portugal

Adalto Herculano Guesser

Versão impressa

Ficha técnica

Autor(es): Adalto Herculano Guesser

ISBN: 853621233-0

Acabamento: Brochura

Formato: 15,0x21,0 cm

Peso: 240grs.

Número de páginas: 180

Publicado em: 11/04/2006

Área(s): Literatura e Cultura - Diversos

Sinopse

O software livre é hoje uma importante inovação tecnológica presente em todo o mundo. Ao se impor como uma alternativa à tendência hegemônica – o software proprietário – gera uma série de embates políticos, produzindo controvérsias e disputas em diversos setores sociais. As posições conflitantes, desenvolvidas num ambiente rico e diversificado, nem sempre são vencidas pela argumentação técnica especializada, confundindo-se argumentações pessoais, ideológicas, políticas e culturais.

Esta obra realiza uma análise sociotécnica das controvérsias acerca do software livre, apresentando-as como disputas políticas. Relaciona referências teóricas contemporâneas no estudo de controvérsias tecnocientíficas, buscando identificar, a partir da teoria do ator-rede [actor network-theory], as redes sociotécnicas que se formam, bem como, as motivações das disputas entre os atores (humanos e não-humanos), as causas geradores dos conflitos e o provável encaminhamento, neste setor, para um fechamento das controvérsias, sob a forma do uso de sistemas híbridos, compostos pelos dois tipos de tecnologias: livres e proprietárias. O recorte desta obra dói o universo das pequenas e médias empresas, usuárias de tecnologia de softwares e sistemas, em duas realidades socioeconômicas distintas: o Brasil e Portugal. O trabalho de investigação foi empreendido durante dois anos (2003 e 2004), sendo que as pesquisas de campo foram concentradas entre os meses de junho a outubro de 2004.

Autor(es)

Adalto Herculano Guesser concluiu o mestrado em Sociologia Política pela Universidade Federal de Santa Catarina em 2005. Cursa doutorado em Pós Colonialismo e Cidadania Global pela Universidade de Coimbra desde 2005. Publicou 8 artigos em periódicos especializados e 14 trabalhos em anais de eventos. Possui 2 produtos tecnológicos. Participou de 1 evento no exterior e 12 no Brasil. Recebeu 3 prêmios e/ou homenagens. Entre 2000 e 2003 participou de 3 projetos de pesquisa. Atua na área de Sociologia, com ênfase em Sociologia Política. Em suas atividades profissionais interagiu com 20 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. Em seu currículo Lattes os termos mais freqüentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Software livre, Globalização, Alca, Mercosul, movimentos sociais, Bancos multilaterais, BID, BIRD, Conteúdo Digital e Estado.

Sumário

INTRODUÇÃO, p. 23

CAPÍTULO1 - APRESENTANDO UMA QUESTÃO SOCIOTÉCNICA: AS CONTROVÉRSIAS DO SOFTWARE LIVRE, p. 27

1.1 A evolução informática e os computadores, p. 27

1.1.1 O surgimento e a propagação dos PCs, p. 30

1.1.2 A transformação dos escritórios e o nascimento de um mercado consumidor, p. 31

1.1.3 A necessidade de sistemas operacionais e de softwares aplicativos, p. 33

1.1.4 Os ambientes gráficos, p. 35

1.1.5 O sistema operacional Windows da Microsoft, p. 37

1.1.6 A internet e a sociedade da informação, p. 38

1.2 A historicidade do software livre e o movimento inter- nacional, p. 40

1.2.1 O Projeto GNU e a GPL, p. 40

1.2.2 O software livre nas empresas, p. 42

1.2.3 O software livre no mundo, p. 43

1.2.4 O movimento pela adoção do software livre no Brasil, p. 43

1.2.5 O movimento pela adoção do software livre em Portugal, p. 48

1.3 As controvérsias sobre o software livre, p. 53

1.3.1 Algumas controvérsias políticas, p. 54

1.3.2 Algumas controvérsias sociais, p. 56

1.3.3 Algumas controvérsias econômicas, p. 57

1.4 Software livre como um problema de pesquisa, p. 58

CAPÍTULO 2 - UM ESFORÇO TEÓRICO PARA UMA ANÁLISE SOCIOTÉCNICA: O ESTUDO DAS CONTROVÉRSIAS TECNOCIENTÍFICAS, p. 59

2.1 Três perspectivas para uma análise sociotécnica, p. 61

2.1.1 A perspectiva determinista, p. 62

2.1.2 A perspectiva da construção social, p. 64

2.1.3 A perspectiva dos atores-rede - ANT, p. 69

2.2 Os processos tecnocientíficos, p. 71

2.2.1 Os conceitos de invenção, inovação e difusão, p. 71

2.2.2 Inovação e contato social, p. 74

2.3 Tecnociência e sociedade: uma relação ambivalente, p. 75

2.3.1 O estudo das controvérsias tecnocientíficas, p. 76

2.3.2 As motivações das controvérsias e uma tipologia das disputas, p. 77

2.3.3 As formas de fechamento de controvérsias, p. 83

CAPÍTULO 3 - A TEORIA DOS ATORES-REDE: UMA METODOLOGIA PARA SEGUIR CIENTISTAS E ENGENHEIROS, p. 91

3.1 Seguindo atores humanos e não-humanos, p. 92

3.1.1 Em busca de uma porta de entrada, p. 95

3.1.2 Identificando os porta-vozes, p. 98

3.1.3 Quem são os porta-vozes brasileiros, p. 100

3.1.4 Quem são os porta-vozes portugueses, p. 103

3.1.5 Recolhendo fatos e palavras, p. 105

3.2 O processo de observação das ligações da rede, p. 106

3.2.1 A leitura da literatura especializada, p. 107

3.2.2 A escuta do que dizem os porta-vozes, p. 108

3.2.3 A tradução das falas e dos fatos, p. 110

CAPÍTULO 4 - UMA ANÁLISE SOCIOTÉCNICA DO SOFTWARE LIVRE: CONTROVÉRSIAS EM EMPRESAS BRASILEIRAS E PORTUGUESAS, p. 113

4.1 O que dizem os porta-vozes brasileiros, p. 114

4.1.1 Os discursos sobre a propriedade, p. 114

4.1.2 Os discursos sobre a liberdade, p. 116

4.1.3 Os discursos sobre a economia, p. 121

4.1.4 Os discursos sobre o desempenho técnico, p. 127

4.2 O que dizem os porta-vozes portugueses, p. 135

4.2.1 Os discursos sobre a propriedade, p. 136

4.2.2 Os discursos sobre a liberdade, p. 139

4.2.3 Os discursos sobre a economia, p. 142

4.2.4 Os discursos sobre o desempenho técnico, p. 146

4.3 Reunindo e comparando os argumentos, p. 150

CONSIDERAÇÕES FINAIS, p. 155

REFERÊNCIAS, p. 165

ANEXO, p. 173

Índice alfabético

A

  • ANT. Perspectiva dos atores-rede - ANT, p. 69
  • Ambientes gráficos, p. 35
  • Análise sociotécnica do software livre: controvérsias em empresas brasileiras e portuguesas, p. 113
  • Anexo. Guia de questões para entrevista com os empresários, p. 173
  • Aplicativo. Necessidade de sistemas operacionais e de softwares aplicativos, p. 33
  • Atores. Seguindo atores humanos e não-humanos, p. 92
  • Atores-rede. Perspectiva dos atores-rede - ANT, p. 69
  • Atores-rede. Teoria dos atores-rede: uma metodologia para seguir cientistas e engenheiros, p. 91

B

  • Brasil. Análise sociotécnica do software livre: controvérsias em empresas brasileiras e portuguesas, p. 113
  • Brasil. Movimento pela adoção do software livre no Brasil, p. 43

C

  • Ciência. Formas de fechamento de controvérsias, p. 83
  • Ciência. Motivações das controvérsias e uma tipologia das disputas, p. 77
  • Ciência. Sociedade. Tecnologia. Perspectiva da construção social, p. 64
  • Ciência. Tecnologia. Sociedade. Perspectiva determinista, p. 62
  • Ciência. Teoria dos atores-rede: uma metodologia para seguir cientistas e engenheiros, p. 91
  • Computador. Evolução informática e os computadores, p. 27
  • Computador. Surgimento e a propagação dos PCs, p. 30
  • Conceitos de invenção, inovação e difusão, p. 71
  • Considerações finais, p. 155
  • Consumidor. Transformação dos escritórios e o nascimento de um mercado consumidor, p. 31
  • Contato social. Inovação e contato social, p. 74
  • Controvérsia. Formas de fechamento de controvérsias, p. 83
  • Controvérsias sobre o software livre, p. 53

D

  • Desempenho técnico. Porta-vozes brasileiros. Discursos sobre o desempenho técnico, p. 127
  • Desempenho técnico. Porta-vozes portugueses. Discursos sobre o desempenho técnico, p. 146

E

  • Economia. Porta-vozes brasileiros. Discursos sobre a economia, p. 121
  • Economia. Porta-vozes portugueses. Discursos sobre a economia, p. 142
  • Economia. Software livre. Algumas controvérsias econômicas, p. 57
  • Empresa. Software livre nas empresas, p. 42
  • Engenharia. Teoria dos atores-rede: uma metodologia para seguir cientistas e engenheiros, p. 91
  • Escritório. Transformação dos escritórios e o nascimento de um mercado consumidor, p. 31
  • Esforço teórico para uma análise sociotécnica: o estudo das controvérsias tecnocientíficas, p. 59
  • Estudo das controvérsias tecnocientíficas, p. 76
  • Evolução informática e os computadores, p. 27

G

  • GNU. Projeto GNU e a GPL, p. 40
  • GPL. Projeto GNU e a GPL, p. 40
  • Gráfico. Ambientes gráficos, p. 35
  • Guia de questões para entrevista com os empresários. Anexo, p. 173

H

  • Historicidade do software livre e o movimento internacional, p. 40

I

  • Informação. Internet e a sociedade da informação, p. 38
  • Informática. Ambientes gráficos, p. 35
  • Informática. Evolução informática e os computadores, p. 27
  • Informática. Surgimento e a propagação dos PCs, p. 30
  • Informática. Transformação dos escritórios e o nascimento de um mercado consumidor, p. 31
  • Inovação e contato social, p. 74
  • Internet e a sociedade da informação, p. 38
  • Introdução, p. 23

L

  • Liberdade. Porta-vozes brasileiros. Discursos sobre a liberdade, p. 116
  • Liberdade. Porta-vozes portugueses. Discursos sobre a liberdade, p. 139
  • Listagem de quadros, p. 21

M

  • Metodologia. Teoria dos atores-rede: uma metodologia para seguir cientistas e engenheiros, p. 91
  • Microsoft. Sistema operacional Windows da Microsoft, p. 37
  • Modernidade. Transformação dos escritórios e o nascimento de um mercado consumidor, p. 31
  • Movimento pela adoção do software livre em Portugal, p. 48
  • Movimento pela adoção do software livre no Brasil, p. 43
  • Mundo. Software livre no mundo, p. 43

N

  • Necessidade de sistemas operacionais e de softwares aplicativos, p. 33

P

  • PCs. Surgimento e a propagação dos PCs, p. 30
  • Perspectiva da construção social. Ciência. Tecnologia. Sociedade, p. 64
  • Perspectiva determinista. Tecnologia. Sociedade. Ciência, p. 62
  • Perspectiva dos atores-rede - ANT, p. 69
  • Pesquisa. Software livre como um problema de pesquisa, p. 58
  • Política.Software livre. Algumas controvérsias políticas, p. 54
  • Portugal. Análise sociotécnica do software livre: controvérsias em empresas brasileiras e portuguesas, p. 113
  • Processos tecnocientíficos, p. 71
  • Projeto GNU e a GPL, p. 40
  • Propriedade. Porta-vozes brasileiros. Discursos sobre a propriedade, p. 114
  • Propriedade. Porta-vozes portugueses. Discursos sobre a propriedade, p. 136

Q

  • Quadro. Listagem de quadros, p. 21

R

  • Rede. Processo de observação das ligações da rede, p. 106
  • Referências, p. 165
  • Relação ambivalente. Tecnociência e sociedade: uma relação ambivalente, p. 75

S

  • Sistema operacional Windows da Microsoft, p. 37
  • Sociedade. Ciência. Tecnologia. Perspectiva da construção social, p. 64
  • Sociedade. Ciência. Tecnologia. Perspectiva determinista, p. 62
  • Sociedade. Software livre. Algumas controvérsias sociais, p. 56
  • Sociedade. Tecnociência e sociedade: uma relação ambivalente, p. 75
  • Sociedade de informação. Internet e a sociedade da informação, p. 38
  • Sociotécnica. Três perspectivas para uma análise sociotécnica, p. 61
  • Software. Necessidade de sistemas operacionais e de softwares aplicativos, p. 33
  • Software livre. Algumas controvérsias econômicas, p. 57
  • Software livre. Algumas controvérsias políticas, p. 54
  • Software livre. Algumas controvérsias sociais, p. 56
  • Software livre. Análise sociotécnica do software livre: controvérsias em empresas brasileiras e portuguesas, p. 113
  • Software livre. Apresentando uma questão sociotécnica: as controvérsias do software livre, p. 27
  • Software livre. Brasil. Portugal. Reunindo e comparando os argumentos, p. 150
  • Software livre. Controvérsias sobre o software livre, p. 53
  • Software livre. Em busca de uma porta de entrada, p. 95
  • Software livre. Escuta do que dizem os porta-vozes, p. 108
  • Software livre. Esforço teórico para uma análise sociotécnica: o estudo das controvérsias tecnocientíficas, p. 59
  • Software livre. Historicidade do software livre e o movimento internacional, p. 40
  • Software livre. Identificando os porta-vozes, p. 98
  • Software livre. Leitura da literatura especializada, p. 107
  • Software livre. Movimento pela adoção do software livre em Portugal, p. 48
  • Software livre. Movimento pela adoção do software livre no Brasil, p. 43
  • Software livre. O que dizem os porta-vozes brasileiros, p. 114
  • Software livre. O que dizem os porta-vozes portugueses, p. 135
  • Software livre. Processo de observação das ligações da rede, p. 106
  • Software livre. Quem são os porta-vozes brasileiros, p. 100
  • Software livre. Quem são os porta-vozes portugueses, p. 103
  • Software livre. Recolhendo fatos e palavras, p. 105
  • Software livre. Tradução das falas e dos fatos, p. 110
  • Software livre como um problema de pesquisa, p. 58
  • Software livre nas empresas, p. 42
  • Software livre no mundo, p. 43
  • Surgimento e a propagação dos PCs, p. 30

T

  • Tecnociência. Esforço teórico para uma análise sociotécnica: o estudo das controvérsias tecnocientíficas, p. 59
  • Tecnociência. Estudo das controvérsias tecnocientíficas, p. 76
  • Tecnociência. Processos tecnocientíficos, p. 71
  • Tecnociência e sociedade: uma relação ambivalente, p. 75
  • Tecnologia. Apresentando uma questão sociotécnica: as controvérsias do software livre, p. 27
  • Tecnologia. Ciência. Sociedade. Perspectiva da construção social, p. 64
  • Tecnologia. Sociedade. Ciência. Perspectiva determinista, p. 62
  • Teoria dos atores-rede: uma metodologia para seguir cientistas e engenheiros, p. 91
  • Transformação dos escritórios e o nascimento de um mercado consumidor, p. 31

W

  • Windows. Sistema operacional Windows da Microsoft, p. 37

Recomendações

Capa do livro: Habla Don Quixote de la Mancha, Germán Barreiro González
Doutrina Estrangeira

Habla Don Quixote de la Mancha

 Germán Barreiro GonzálezISBN: 978853626004-4Páginas: 94Publicado em: 25/07/2016

Versão impressa

R$ 39,90 Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 29,90 Adicionar e-Book
ao carrinho
Capa do livro: Tem Catimbaus no Entardecer, Amaury Braga da Silva

Tem Catimbaus no Entardecer

 Amaury Braga da SilvaISBN: 978853623169-3Páginas: 180Publicado em: 29/10/2010

Versão impressa

R$ 49,90 Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 34,70 Adicionar e-Book
ao carrinho
Capa do livro: Profeta Peregrino, O, Pablo Camarço de Oliveira

Profeta Peregrino, O

 Pablo Camarço de OliveiraISBN: 978853628093-6Páginas: 106Publicado em: 20/07/2018

Versão impressa

R$ 44,70 Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 30,90 Adicionar e-Book
ao carrinho
Capa do livro: Curinga de Heath Ledger, Arthur Henrique Pereira

Curinga de Heath Ledger

 Arthur Henrique PereiraISBN: 978853625598-9Páginas: 146Publicado em: 23/02/2016

Versão impressa

R$ 49,90 Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 34,70 Adicionar e-Book
ao carrinho