Justiça Restaurativa e Paradigma Punitivo

Marcelo Gonçalves Saliba

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 30,00

Versão impressa

Ficha técnica

Autor(es): Marcelo Gonçalves Saliba

ISBN: 978853622248-6

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 196

Publicado em: 09/01/2009

Área(s): Direito - Constitucional; Direito - Penal

Sinopse

A obra de Marcelo SALIBA revela-se estruturalmente perfeita na exposição dos temas antecedentes à seção especificamente reservada à análise da “justiça restaurativa”, deixando claro, à luz da mais arrojada análise das concepções de justiça criminal na moldura do Estado Democrático de Direito da modernidade tardia, que o paradigma apresentado transcende a mera preocupação (conquanto importante) com o amparo, assistência e participação das vítimas. Essa inserção interdisciplinar do paradigma restaurativo, que Marcelo SALIBA empreende com maestria, constitui-se em empreita intelectiva singular e digna dos maiores encômios. Por isso, e sem embargo da proeminência que o autor deu à concepção de “justiça restaurativa”, a obra facilmente se inscreve no universo de leituras referenciais, obrigatórias, doravante, em tema de política criminal e teorias da punição.

Eliezer Gomes da Silva

 

Autor(es)

Marcelo Gonçalves Saliba é Promotor de Justiça no Estado de São Paulo e Mestre em Ciências Jurídicas pela Universidade Estadual do Norte do Paraná. É Professor das Faculdades Integradas de Ourinhos e foi professor convidado da Faculdade de Direito do Norte Pioneiro e da Escola da Magistratura do Paraná.

Sumário

INTRODUÇÃO, p. 27

Capítulo I, p. 31

1 Sistema de Controle Social e Político, p. 31

2 A Modernidade e a Pós-Modernidade, p. 33

3 Bases Ideológicas do Sistema Retributivo, p. 40

3.1 Teorias Sobre a Pena, p. 43

3.2 Teorias Absolutas ou Retributivas, p. 45

3.3 Teorias Relativas ou Utilitaristas, p. 47

3.4 Teorias Mistas e Teorias da Prevenção Geral Positiva Fundamentadora e Prevenção Geral Positiva Limitadora, p. 55

3.5 Teorias Abolicionistas, p. 58

Capítulo II, p. 63

1 Crise Contemporânea do Sistema Retributivo, p. 63

1.1 A Segregação da Liberdade, p. 81

1.2 Perspectivas Comunitárias, p. 85

1.3 Justiça Penal na Modernidade, p. 88

1.4 A (Des)Legitimação do Sistema Penal, p. 94

Capítulo III, p. 97

1 Os Direitos Humanos e a Dignidade da Pessoa Humana, p. 97

2 O Papel da Vítima no Sistema Penal, p. 108

3 O Tríplice Interesse: Ofendido/Ofensor/Comunidade, p. 117

4 Perspectiva Reducionista, p. 126

4.1 Descriminalização e Despenalização, p. 132

Capítulo IV, p. 143

1 Um Novo Modelo de Justiça Penal, p. 143

1.1 Conceito, p. 144

1.2 Características e Princípiosda Justiça Restaurativa, p. 148

1.3 O Diálogo: Vítima/Desviante/Comunidade, p. 156

1.4 Reconciliação, Composição e Perdão - a Restauração, p. 168

1.5 Funcionamento da Justiça Restaurativa, p. 175

1.6 Justiça Restaurativa e Poder Judiciário, p. 179

CONSIDERAÇÕES FINAIS, p. 181

REFERÊNCIAS, p. 185

Índice alfabético

A

  • A (Des)Legitimação do Sistema Penal, p. 94
  • A Modernidade e a Pós-Modernidade, p. 33

B

  • Bases Ideológicas doSistema Retributivo, p. 40

C

  • Características e Princípiosda Justiça Restaurativa, p. 148
  • Composição. Reconciliação, Composição e Perdão, p. 168
  • Comunidade. Diálogo: Vítima/Desviante/Comunidade, p. 156
  • Comunidade. Tríplice Interesse:Ofendido/Ofensor/Comunidade, p. 117
  • Conceito. Novo Modelode Justiça Penal, p. 144
  • Considerações finais, p. 181
  • Controle. Sistema de Controle Social e Político, p. 31
  • Crise Contemporânea doSistema Retributivo, p. 63

D

  • Descriminalização eDespenalização, p. 132
  • Despenalização. Descriminalização, p. 132
  • Desviante. Diálogo: Vítima/Desviante/Comunidade, p. 156
  • Diálogo: Vítima/Desviante/Comunidade, p. 156
  • Dignidade da Pessoa Humana. Direitos Humanos, p. 97
  • Direitos Humanos e a Dignidade da Pessoa Humana, p. 97

F

  • Funcionamento da Justiça Restaurativa, p. 175

I

  • Introdução, p. 27

J

  • Justiça Penal na Modernidade, p. 88
  • Justiça Penal. Novo modelo, p. 143
  • Justiça Restaurativa ePoder Judiciário, p. 179
  • Justiça Restaurativa. Características e Princípios, p. 148
  • Justiça Restaurativa.Funcionamento, p. 175

L

  • Legitimidade. Sistema penal. A (Des)Legitimação do Sistema Penal, p. 94
  • Liberdade. Segregação da Liberdade, p. 81

M

  • Modernidade e a Pós-Modernidade, p. 33
  • Modernidade. Justiça Penal, p. 88

N

  • Novo Modelo de Justiça Penal, p. 143
  • Novo Modelo de Justiça Penal. Conceito, p. 144

O

  • Ofendido. Tríplice Interesse: Ofendido/Ofensor/Comunidade, p. 117
  • Ofensor. Tríplice Interesse: Ofendido/Ofensor/Comunidade, p. 117

P

  • Papel da Vítima noSistema Penal, p. 108
  • Pena. Teorias abolicionistas, p. 58
  • Pena. Teorias absolutas ou retributivas, p. 45
  • Pena. Teorias Mistas e Teorias da Prevenção Geral Positiva Fundamentadora e Prevenção Geral Positiva Limitadora, p. 55
  • Pena. Teorias relativas ou utilitaristas, p. 47
  • Pena. Teorias sobre a pena, p. 43
  • Perdão. Reconciliação, Composição e Perdão, p. 168
  • Perspectiva Reducionista, p. 126
  • Perspectivas comunitárias, p. 83
  • Poder Judiciário. Justiça Restaurativa, p. 179
  • Política. Sistema de Controle Social e Político, p. 31
  • Pós-Modernidade e modernidade, p. 33
  • Princípios e Característicasda Justiça Restaurativa, p. 148

R

  • Reconciliação, Composição ePerdão. Restauração, p. 168
  • Referências, p. 185
  • Restauração. Reconciliação,Composição e Perdão, p. 168

S

  • Segregação da Liberdade, p. 81
  • Sistema de Controle Social e Político, p. 31
  • Sistema penal. A (Des)Legitimação do Sistema Penal, p. 94
  • Sistema penal. Papel da Vítima, p. 108
  • Sistema retributivo.Crise contemporânea, p. 63
  • Sistema retributivo. Bases ideológicas, p. 40
  • Sociedade. Diálogo: Vítima/Desviante/Comunidade, p. 156
  • Sociedade. Perspectivas comunitárias, p. 83
  • Sociedade. Sistema de Controle Social e Político, p. 31
  • Sociedade. Tríplice Interesse: Ofendido/Ofensor/Comunidade, p. 117

T

  • Teorias abolicionistas. Pena, p. 58
  • Teorias absolutas ouretributivas. Pena, p. 45
  • Teorias Mistas e Teorias da Prevenção Geral Positiva Fundamentadora e Prevenção Geral Positiva Limitadora. Pena, p. 55
  • Teorias relativas ou utilitaristas. Pena, p. 47
  • Teorias sobre a pena, p. 43
  • Tríplice Interesse: Ofendido/Ofensor/Comunidade, p. 117

V

  • Vítima. Diálogo: Vítima/Desviante/Comunidade, p. 156

Recomendações

Capa do livro: Supremo Tribunal Federal e o Monopólio da Hermenêutica Constitucional no Brasil, O, Edil Batista Junior

Supremo Tribunal Federal e o Monopólio da Hermenêutica Constitucional no Brasil, O

 Edil Batista JuniorISBN: 978853623205-8Páginas: 178Publicado em: 10/01/2011

Versão impressa

R$ 49,90Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Princípio da Segurança Coletiva e Manutenção da Paz Internacional, André Vinícius Tschumi

Princípio da Segurança Coletiva e Manutenção da Paz Internacional

 André Vinícius TschumiISBN: 978853621677-5Páginas: 312Publicado em: 11/09/2007

Versão impressa

R$ 89,90Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Pena Criminal, Iñaki Rivera Beiras - Tradutora: Denise Hammerschmidt

Pena Criminal

2ª EdiçãoIñaki Rivera Beiras - Tradutora: Denise HammerschmidtISBN: 978853626210-9Páginas: 168Publicado em: 20/09/2016

Versão impressa

R$ 49,90Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 34,70Adicionar e-Book
ao carrinho
Capa do livro: Direito Humano à Proteção Social e sua Exigibilidade, O, Silvia da Silva Tejadas

Direito Humano à Proteção Social e sua Exigibilidade, O

 Silvia da Silva TejadasISBN: 978853623786-2Páginas: 394Publicado em: 09/10/2012

Versão impressa

R$ 119,90Adicionar ao
carrinho