Família Multiparental - Reflexos na Adoção e na Sucessão Legítima em Linha Reta Ascendente

Eduardo Gesse

Versão impressa

por R$ 99,90em 3x de R$ 33,30Adicionar ao carrinho

Versão digital

Disponível para:AndroidiOS
por R$ 69,90em 2x de R$ 34,95Adicionar ao carrinho

Ficha técnica

Autor(es): Eduardo Gesse

ISBN v. impressa: 978853629047-8

ISBN v. digital: 978853629093-5

Acabamento: Brochura

Formato: 15,0x21,0 cm

Peso: 300grs.

Número de páginas: 242

Publicado em: 23/08/2019

Área(s): Direito - Civil - Direito de Família; Literatura e Cultura - Adoção

Versão Digital (e-Book)

Para leitura em aplicativo exclusivo da Juruá Editora para Smartphones e Tablets rodando iOS e Android. Não compatível KINDLE, LEV, KOBO e outros e-Readers.

Disponível para as plataformas:

  • AndroidAndroid 4 ou posterior
  • iOSiOS 7 ou posterior

Em computadores a leitura é apenas online e sem recursos de favoritos e anotações;
Não permite a impressão e cópia do conteúdo.

Compra apenas via site da Juruá Editora.

Sinopse

A presente obra busca analisar a origem e construção histórica da família e da filiação, bem como examinar esta (filiação) na legislação brasileira no direito pré-codificado, no direito codificado e nas legislações esparsas, culminando com o reconhecimento da igualdade entre os filhos e, subsequentemente, da paternidade/maternidade socioafetiva, resultando na confirmação jurispru­dencial da multiparentalidade como mecanismo de máxima efetivação dos direitos da personalidade e, ainda, os efeitos desse parentesco plúrimo na adoção e na sucessão legítima em linha reta ascendente.

A filiação plúrima indubitavelmente refletirá na adoção, que não poderá mais desvincular o adotado de sua família natural, e, em especial, na adoção unilateral, que certamente perderá espaço para o reconhecimento do parentesco paterno/materno-filial socioafetivo, o qual permitirá a manutenção dos elos com a família natural extensa do adotando e com todos os genitores, e au­torizará certa flexibilização do artigo 42, § 3º, do Estatuto da Criança e do Ado­lescente, sob pena de ressuscitarmos o odioso tratamento diferenciado entre filhos, encartado nas Ordenações do Reino de Portugal e mantido no primeiro Código Civil de 1916, e ir de encontro com os princípios da afetividade e da dignidade da pessoa humana, contemplados na Constituição Federal de 1988, no Estatuto da Criança e do Adolescente de 1990 e explicitados no Código Civil de 2002, os quais trazem em seu bojo a proteção do direito à felicidade, o do melhor interesse do menor quando o adotando for criança ou adolescente e, em especial, ferir de morte o princípio da simetria entre os filhos.

No tocante à sucessão legítima na linha reta ascendente, a filiação plúrima certa­mente provocará uma releitura das regras que regulamentam a sucessão, em es­pecial as dos arts. 1.837 e 1.836, § 2º, ambos do Código Civil de 2002, os quais de­verão ser interpretados em harmonia com os princípios constitucionais, de sorte que, havendo concorrência entre ascendente de primeiro grau e os cônjuges ou conviventes, a divisão da herança deverá ser per capita entre todos os sucessores.

A outro giro, na sucessão entre ascendentes de segundo grau ou de grau mais remoto, preservado o quinhão do cônjuge ou convivente supérstite, a divisão da parte da herança destinada aos ascendentes deverá ser feita em partes iguais, escoimando do sistema jurídico a divisão por linha, a qual conduz à ofensa direta ao princípio da igualdade, uma vez que implicaria tratar de maneira diversa pes­soas que se encontram na mesma classe e grau de parentesco familiar.

Autor(es)

EDUARDO GESSE

Possui graduação em Direi­to pelo Centro Universitário Antônio Eufrásio de Toledo, de Presidente Prudente. Mestre em Ciências Jurídicas pelo Centro Universi­tário de Maringá. Atual­mente é Juiz de Direito do Tribunal de Justiça do Esta­do de São Paulo e Professor de Direito Civil do Centro Universitário Antônio Eufrá­sio de Toledo, de Presidente Prudente/SP.

Sumário

LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS, p. 15

1 INTRODUÇÃO, p. 17

2 A FAMÍLIA, p. 21

2.1 CONCEITO, p. 21

2.2 NATUREZA JURÍDICA, p. 23

2.3 ORIGENS E CONSTRUÇÃO HISTÓRICA, p. 29

2.3.1 Os Primeiros Modelos de Família, p. 30

2.3.2 O Modelo Familiar no Direito de Família Pré-Codificado, p. 38

2.3.3 A Família Prevista no Código Civil de 1916, p. 41

2.3.4 A Família Contemporânea, p. 43

3 ALGUNS PRINCÍPIOS RELEVANTES PARA A AFIRMAÇÃO DA MULTIPARENTALIDADE, p. 49

3.1 DA NORMATIVIDADE DOS PRINCÍPIOS, p. 49

3.2 PRINCÍPIO DA DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA, p. 53

3.3 PRINCÍPIO DA LIBERDADE, p. 57

3.4 PRINCÍPIO DA IGUALDADE, p. 63

3.5 PRINCÍPIO DA BOA-FÉ, p. 66

3.6 PRINCÍPIO DA AUTONOMIA E DA MENOR INTERVENÇÃO ESTATAL, p. 70

3.7 PRINCÍPIO DA SOLIDARIEDADE FAMILIAR, p. 73

3.8 PRINCÍPIO DA PLURALIDADE FAMILIAR, p. 74

3.9 PRINCÍPIO DO MELHOR INTERESSE DO MENOR, p. 75

3.10 PRINCÍPIO DA AFETIVIDADE, p. 76

3.11 PRINCÍPIO DA PARENTALIDADE RESPONSÁVEL, p. 80

4 DA FILIAÇÃO, p. 83

4.1 CONCEITO, p. 83

4.2 EVOLUÇÃO HISTÓRICA, p. 86

4.3 A FILIAÇÃO NO DIREITO BRASILEIRO, p. 89

4.3.1 Direito Pré-Codificado, p. 89

4.3.2 Direito Codificado e Legislação Esparsa, p. 92

4.4 CAUSAS GERADORAS DA FILIAÇÃO SOCIOAFETIVA, p. 98

4.4.1 Posse do Estado de Filho, p. 100

4.4.1.1 Diferença entre a posse do estado de filho, a guarda e o apadrinhamento, p. 106

4.4.2 Adoção à Brasileira, p. 112

4.4.3 Reprodução Assistida Heteróloga, p. 113

4.5 A MATERNIDADE, p. 114

4.6 ALGUMAS CONSIDERAÇÕES A RESPEITO DA FILIAÇÃO, p. 116

5 MULTIPARENTALIDADE, p. 119

5.1 CONCEITO, p. 119

5.2 TEORIA DA TRIDIMENSIONALIDADE DO DIREITO DE FAMÍLIA E FUNDAMENTOS DA MULTIPARENTALIDADE, p. 120

5.3 MULTIPARENTALIDADE NA JURISPRUDÊNCIA PÁTRIA, p. 130

5.4 OS DIREITOS DA PERSONALIDADE, p. 132

5.4.1 Características do Direito da Personalidade, p. 140

5.4.2 A Multiparentalidade como Instrumento de Realização dos Direitos da Personalidade, p. 141

5.5 EFEITOS JURÍDICOS DA MULTIPARENTALIDADE, p. 143

6 EFEITOS DA MULTIPARENTALIDADE NA ADOÇÃO, p. 145

6.1 CONCEITO, p. 145

6.2 NATUREZA JURÍDICA DA ADOÇÃO, p. 147

6.3 EVOLUÇÃO HISTÓRICA, p. 148

6.3.1 A Adoção no Direito Brasileiro, p. 154

6.4 ESPÉCIES DE ADOÇÃO, p. 162

7 CONSEQUÊNCIAS DA MULTIPARENTALIDADE NA SUCESSÃO LEGÍTIMA EM LINHA RETA ASCENDENTE, p. 179

7.1 DA JUSTIFICATIVA DO DIREITO SUCESSÓRIO, p. 181

7.2 DO DIREITO À HERANÇA COMO UM DIREITO FUNDAMENTAL, p. 185

7.3 ORDEM DE VOCAÇÃO HEREDITÁRIA, p. 187

7.3.1 No Direito Romano, p. 190

7.3.1.1 Primeiro período, p. 190

7.3.1.2 Segundo período, p. 191

7.3.1.3 Terceiro período, p. 192

7.3.1.4 Quarto período, p. 193

7.3.2 Nas Ordenações do Reino de Portugal, p. 196

7.3.3 Na Consolidação das Leis Civis do Império do Brasil, p. 198

7.3.4 No Código Civil de 1916, p. 200

7.3.5 No Direito Brasileiro Atual, p. 200

8 CONCLUSÃO, p. 221

REFERÊNCIAS, p. 225

Índice alfabético

A

  • Abreviatura. Lista de abreviaturas e siglas, p. 15
  • Adoção à brasileira, p. 112
  • Adoção no direito brasileiro, p. 154
  • Adoção. Conceito, p. 145
  • Adoção. Efeitos da multiparentalidade na adoção, p. 145
  • Adoção. Espécies de adoção, p. 162
  • Adoção. Evolução histórica, p. 148
  • Adoção. Natureza jurídica da adoção, p. 147
  • Afetividade. Princípio da afetividade, p. 76
  • Alguns princípios relevantes para a afirmação da multiparentalidade, p. 49
  • Apadrinhamento. Diferença entre a posse do estado de filho, a guarda e o apadrinhamento, p. 106
  • Autonomia. Princípio da autonomia e da menor intervenção estatal, p. 70

B

  • Boa-fé. Princípio da boa-fé, p. 66

C

  • Características do direito da personalidade, p. 140
  • Causas geradoras da filiação socioafetiva, p. 98
  • Código Civil de 1916. Família prevista no Código Civil de 1916, p. 41
  • Conclusão, p. 221
  • Consequências da multiparentalidade na sucessão legítima em linha reta ascendente, p. 179

D

  • Diferença entre a posse do estado de filho, a guarda e o apadrinhamento, p. 106
  • Dignidade. Princípio da dignidade da pessoa humana, p. 53
  • Direito à herança como um direito fundamental, p. 185
  • Direito da personalidade. Características, p. 140
  • Direito de família. Modelo familiar no direito de família pré-codificado, p. 38
  • Direito de família. Teoria da tridimensionalidade do direito de família e fundamentos da multiparentalidade, p. 120
  • Direito sucessório. Justificativa do direito sucessório, p. 181
  • Direito sucessório. Ordem de vocação hereditária, p. 187
  • Direitos da personalidade, p. 132
  • Direitos da personalidade. Multiparentalidade como instrumento de realização dos direitos da personalidade, p. 141

E

  • Efeitos da multiparentalidade na adoção, p. 145
  • Efeitos jurídicos da multiparentalidade, p. 143

F

  • Família, p. 21
  • Família contemporânea, p. 43
  • Família prevista no Código Civil de 1916, p. 41
  • Família. Conceito, p. 21
  • Família. Modelo familiar no direito de família pré-codificado, p. 38
  • Família. Natureza jurídica, p. 23
  • Família. Origens e construção histórica, p. 29
  • Família. Primeiros modelos de família, p. 30
  • Filiação, p. 83
  • Filiação no direito brasileiro, p. 89
  • Filiação socioafetiva. Causas geradoras, p. 98
  • Filiação. Algumas considerações a respeito da filiação, p. 116
  • Filiação. Conceito, p. 83
  • Filiação. Diferença entre a posse do estado de filho, a guarda e o apadrinhamento, p. 106
  • Filiação. Direito codificado e legislação esparsa, p. 92
  • Filiação. Direito pré-codificado, p. 89
  • Filiação. Evolução histórica, p. 86
  • Filiação. Posse do estado de filho, p. 100

G

  • Guarda. Diferença entre a posse do estado de filho, a guarda e o apadrinhamento, p. 106

H

  • Herança. Direito à herança como um direito fundamental, p. 185
  • Herança. Ordem de vocação hereditária, p. 187

I

  • Igualdade. Princípio da igualdade, p. 63
  • Introdução, p. 17

J

  • Jurisprudência. Multiparentalidade na jurisprudência pátria, p. 130
  • Justificativa do direito sucessório, p. 181

L

  • Liberdade. Princípio da liberdade, p. 57
  • Lista de abreviaturas e siglas, p. 15

M

  • Maternidade, p. 114
  • Melhor interesse do menor. Princípio do melhor interesse do menor, p. 75
  • Menor intervenção estatal. Princípio da autonomia e da menor intervenção estatal, p. 70
  • Modelo familiar no direito de família pré-codificado, p. 38
  • Multiparentalidade, p. 119
  • Multiparentalidade como instrumento de realização dos direitos da personalidade, p. 141
  • Multiparentalidade na jurisprudência pátria, p. 130
  • Multiparentalidade. Alguns princípios relevantes para a afirmação da multiparentalidade, p. 49
  • Multiparentalidade. Conceito, p. 119
  • Multiparentalidade. Consequências da multiparentalidade na sucessão legítima em linha reta ascendente, p. 179
  • Multiparentalidade. Efeitos da multiparentalidade na adoção, p. 145
  • Multiparentalidade. Efeitos jurídicos da multiparentalidade, p. 143
  • Multiparentalidade. Teoria da tridimensionalidade do direito de família e fundamentos da multiparentalidade, p. 120

N

  • Normatividade dos princípios, p. 49

O

  • Ordem de vocação hereditária, p. 187
  • Ordem de vocação hereditária. Consolidação das Leis Civis do Império do Brasil, p. 198
  • Ordem de vocação hereditária. No Código Civil de 1916, p. 200
  • Ordem de vocação hereditária. No direito brasileiro atual, p. 200
  • Ordem de vocação hereditária. No direito romano, p. 190
  • Ordem de vocação hereditária. Ordenações do Reino de Portugal, p. 196
  • Ordem de vocação hereditária. Primeiro período, p. 190
  • Ordem de vocação hereditária. Quarto período, p. 193
  • Ordem de vocação hereditária. Segundo período, p. 191
  • Ordem de vocação hereditária. Terceiro período, p. 192

P

  • Parentalidade. Princípio da parentalidade responsável, p. 80
  • Personalidade. Direitos da personalidade, p. 132
  • Personalidade. Multiparentalidade como instrumento de realização dos direitos da personalidade, p. 141
  • Pluralidade familiar. Princípio da pluralidade familiar, p. 74
  • Posse de estado de filho. Diferença entre a posse do estado de filho, a guarda e o apadrinhamento, p. 106
  • Posse do estado de filho, p. 100
  • Pré-codificado. Modelo familiar no direito de família pré-codificado, p. 38
  • Princípio da afetividade, p. 76
  • Princípio da autonomia e da menor intervenção estatal, p. 70
  • Princípio da boa-fé, p. 66
  • Princípio da dignidade da pessoa humana, p. 53
  • Princípio da igualdade, p. 63
  • Princípio da liberdade, p. 57
  • Princípio da parentalidade responsável, p. 80
  • Princípio da pluralidade familiar, p. 74
  • Princípio da solidariedade familiar, p. 73
  • Princípio do melhor interesse do menor, p. 75
  • Princípio. Alguns princípios relevantes para a afirmação da multiparentalidade, p. 49
  • Princípio. Normatividade dos princípios, p. 49

R

  • Referências, p. 225
  • Reprodução assistida heteróloga, p. 113

S

  • Sigla. Lista de abreviaturas e siglas, p. 15
  • Solidariedade familiar. Princípio da solidariedade familiar, p. 73
  • Sucessão legítima. Consequências da multiparentalidade na sucessão legítima em linha reta ascendente, p. 179
  • Sucessão. Direito à herança como um direito fundamental, p. 185
  • Sucessão. Ordem de vocação hereditária, p. 187

T

  • Teoria da tridimensionalidade do direito de família e fundamentos da multiparentalidade, p. 120

V

  • Vocação hereditária. Ordem de vocação hereditária, p. 187

Recomendações

Capa do livro: Apontamentos Críticos para o Direito Civil Brasileiro Contemporâneo II, Eroulths C. Junior, Jussara M.L. Meirelles, Luiz Fachin e Paulo Nalin

Apontamentos Críticos para o Direito Civil Brasileiro Contemporâneo II

 Eroulths C. Junior, Jussara M.L. Meirelles, Luiz Fachin e Paulo NalinISBN: 978853622654-5Páginas: 376Publicado em: 15/10/2009

Versão impressa

R$ 99,70em 3x de R$ 33,23Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Violência Doméstica, Discriminação de Gênero e Medidas Protetivas de Urgência, Adriana Vidal de Oliveira, Márcia Nina Bernardes e Rodrigo de Souza Costa

Violência Doméstica, Discriminação de Gênero e Medidas Protetivas de Urgência

 Adriana Vidal de Oliveira, Márcia Nina Bernardes e Rodrigo de Souza CostaISBN: 978853626563-6Páginas: 150Publicado em: 21/02/2017

Versão impressa

R$ 54,70em 2x de R$ 27,35Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 39,90 Adicionar e-Book
ao carrinho
Capa do livro: Comentários à Nova Lei Nacional da Adoção - Lei 12.010 de 2009, Luiz Carlos de Barros Figueiredo

Comentários à Nova Lei Nacional da Adoção - Lei 12.010 de 2009

 Luiz Carlos de Barros FigueiredoISBN: 978853622726-9Páginas: 180Publicado em: 10/12/2009

Versão impressa

R$ 54,70em 2x de R$ 27,35Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Alimentos Transitórios - Uma Obrigação por Tempo Certo, Marco Aurélio Gastaldi Buzzi

Alimentos Transitórios - Uma Obrigação por Tempo Certo

 Marco Aurélio Gastaldi BuzziISBN: 853620079-0Páginas: 178Publicado em: 05/02/2003

Versão impressa

R$ 54,70em 2x de R$ 27,35Adicionar ao
carrinho