Cooperativismo e Subjetividade - Um Estudo das Dimensões da Autogestão, do Tempo, e da Cultura Solidária

Mariane Lemos Lourenço

Leia na Biblioteca Virtual
FICHA TÉCNICA
Autor(es): Mariane Lemos Lourenço
ISBN: 978853622034-5
Acabamento: Brochura
Número de Páginas: 95
Publicado em: 4/7/2008
Área(s): Psicologia
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

A presente obra traz contribuições significativas a Psicologia Organizacional e do Trabalho e a Psicologia Social, ao problematizar o vínculo entre subjetividade e trabalho, o que remete à análise das formas pelas quais os sujeitos experimentam e conferem sentido e significado às suas vivências no contexto laboral. O texto tem o objetivo geral de debater o modo como as cooperativas de trabalho pautadas pela economia solidária podem se apresentar como um espaço de expressão da subjetividade do trabalhador cooperado. Explicitando que os inúmeros desafios a serem transpostos dentro da economia solidária, como a prática da autogestão, inclusive do tempo de trabalho, e a construção de uma cultura solidária, demandam um espaço de expressão e transformação subjetiva. Mostrando que na medida em que as pessoas organizam e estruturam um empreendimento solidário, organizam e estruturam a si mesmas subjetivamente.

AUTOR(ES)

A Professora Mariane Lemos Lourenço é Doutora em Psicologia Social pela Universidade de São Paulo; tem graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Paraná (1997) e mestrado em Psicologia Social pela Universidade de São Paulo (2002). Atualmente é Coordenadora do curso de Psicologia da Faculdade de Administração, Ciências, Educação e Letras – Facel, e docente do Centro Universitário de Maringá. Já atuou como consultora empresarial na área de Psicologia do Trabalho, e como supervisora de estágio em Psicologia Organizacional e do trabalho, supervisionando e realizando trabalhos principalmente nos seguintes temas: saúde mental no trabalho, sofrimento psíquico, estresse, qualidade de vida e treinamento e desenvolvimento de equipes. Docente do ensino superior em Psicologia nas grandes áreas de Psicologia Social, Psicologia do Trabalho e Metodologia Científica. Em 2004 foi escolhida ao lado de Dalton Trevisan, Paulo Leminski e Helena Kolody, para fazer parte do Projeto Saber, prêmio conferido pela Secretaria de Educação do Estado do Paraná, para ter seu livro, "Cultura, arte, política e o Movimento Hip Hop", fruto de sua dissertação de Mestrado, defendida na USP em 2002, presente em todas as escolas estaduais de ensino médio no Estado do Paraná.

SUMÁRIO

PALAVRAS INICIAIS

CAPÍTULO I - Cooperativismo e subjetividade: fundamentos

1.1 Percursos

1.2 Um novo alento

1.3 Subjetividade

1.4 Cooperativas e Economia Solidária

1.5 Origens históricas da Economia Solidária

1.6 A reinvenção da Economia Solidária

CAPÍTULO II - A Dimensão da Autogestão

2.1 Autogestão e cooperativas: novas dimensões no mundo do trabalho

2.2 Autogestão e Heterogestão

2.3 Dificuldades e conquistas nos caminhos da autogestão

2.3.1 Dificuldades: Em prosseguir na autogestão

2.3.2 Dificuldades: Autogestão e competência científica

2.3.3 Dificuldades: Em mudar a cultura

2.3.4 Conquistas: Nas condições de trabalho

2.3.5 Conquistas: Discutir regras e tomar decisões

2.4 Autogestão e Subjetividade

CAPÍTULO III - A Dimensão do Tempo

3.1. O Tempo na cooperativa: cíclico ou linear?

3.2 O Tempo Social

3.3 Um breve parêntese

3.4 A dimensão subjetiva do tempo: dissensões entre Cronos e Kairós

CAPÍTULO IV - A Dimensão da Cultura Solidária

4.1 Cultura solidária enquanto processo e projeto

4.2 Cooperação

4.2.1 Cooperação e competição

4.2.2 Cooperação e ajuda

4.2.3 Cooperação e conflito

4.3. Solidariedade e Amor

4.3.1 Solidariedade

4.3.2 Amor

4.4 Expressões de Cultura Solidária

CONSIDERAÇÕES FINAIS

REFERÊNCIAS

INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: