Capa do livro: Memórias de um Ser-tão Brasileiro - Tempo, História e Memória em Os Sertões de Euclides da Cunha, Marçal de Menezes Paredes

Memórias de um Ser-tão Brasileiro - Tempo, História e Memória em Os Sertões de Euclides da Cunha

Marçal de Menezes Paredes

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 20,00

Versão impressa

Ficha técnica

Autor(es): Marçal de Menezes Paredes

ISBN: 853620089-8

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 128

Publicado em: 09/12/2002

Área(s): Literatura e Cultura - Diversos

Sinopse

O trabalho realiza uma releitura da obra Os Sertões através de uma perspectiva que tem como pano de fundo a formação das identidades nacionais. O livro de Euclides da Cunha é entendido como uma resposta peculiar à questão sobre quem é o brasileiro, que ultrapassa os limites entre História, Sociologia, Jornalismo, Antropologia e Literatura. Utilizando os conceitos de identidade, memória e tempo, este trabalho mostra que as dualidades tradição/modernidade e objetividade/subjetividade não estão dissociadas na construção do discurso acerca da nacionalidade brasileira. A compreensão de Euclides da Cunha do sertanejo, em particular, e da nacionalidade brasileira, em geral, sofreu alterações na medida em que o autor aproximava-se do sertão. No decorrer da viagem a Canudos, gradativamente, a experiência vivenciada derruba-lhe as certezas iniciais sobre o sertanejo, e é, paradoxalmente, a base de uma admiração inconfessa pelo jagunço. A pesquisa evidencia a perspectiva de Euclides da Cunha como expressão da tensão da inadaptação da racionalidade moderna ao sertão e, através dela, amplia o escopo de análise, focalizando a construção de discursos sobre a memória coletiva e sua relação com as identidades nacionais para recolocar a questão sobre quem é o brasileiro.

Sumário

INTRODUÇÃO

CAPÍTULO 1 OS OLHARES SOBRE UM OLHAR: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA DE "OS SERTÕES"

1.1 A crítica do tempo

1.2 Os Sertões como expressão de subjetividade

1.3 Olhares que apontam ambigüidades na obra

1.4 A complexidade de Os Sertões

CAPÍTULO 2 EUCLIDES DA CUNHA E O SERTÃO: TRAJETÓRIA E COMPREENSÃO

2.1 "A Nossa Vendéia"

2.2 As reportagens do "enviado especial"

2.3 Incorporação e compreensão do sertanejo

CAPÍTULO 3 OS SERTÕES , DE EUCLIDES DA CUNHA: AS TENSÕES DAS IDÉIAS DE UMA ÉPOCA

3.1 A identidade nacional e a mestiçagem em Os Sertões

3.2 Identidade e politização da memória

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Recomendações

Capa do livro: Xibungo de Três Capões, O, Paulo Fernando Silveira

Xibungo de Três Capões, O

 Paulo Fernando SilveiraISBN: 978853625581-1Páginas: 158Publicado em: 07/03/2016

Versão impressa

R$ 49,90Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 34,70Adicionar eBook
ao carrinho
Capa do livro: O que Era Doce, Virou Amargo!!! Volume 1, Alexandre Bez

O que Era Doce, Virou Amargo!!! Volume 1

 Alexandre BezISBN: 978853623984-2Páginas: 290Publicado em: 11/04/2013

Versão impressa

R$ 79,70Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Prisão Perpétua, João Marcos Adede y Castro

Prisão Perpétua

 João Marcos Adede y CastroISBN: 978853622982-9Páginas: 100Publicado em: 16/06/2010

Versão impressa

de R$ 29,90* porR$ 25,42Adicionar ao
carrinho

Versão digital

de R$ 19,90* porR$ 16,92Adicionar eBook
ao carrinho
Capa do livro: Confissões de Um Advogado, José Roberto Martins Garcia

Confissões de Um Advogado

 José Roberto Martins GarciaISBN: 978853623572-1Páginas: 106Publicado em: 02/12/2011

Versão impressa

R$ 29,90Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 19,90Adicionar eBook
ao carrinho