Educação Bilíngue para Surdos - Concepções e Implicações Práticas

Vilma Geni Slomski

Leia na Biblioteca Virtual
FICHA TÉCNICA
Autor(es): Vilma Geni Slomski
ISBN: 978853622828-0
Acabamento: Brochura
Número de Páginas: 124
Publicado em: 08/03/2010
Área(s): Psicologia - Escolar e Educação
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

O desafio da maioria das instituições para Surdos no Brasil, de pesquisadores, professores e demais profissionais envolvidos com esta temática é a busca por filosofias educacionais e metodologias mais adequadas à problemática da surdez. Nesta direção caminha este livro que tem como objetivo apresentar os princípios, fundamentos e aspectos práticos que caracterizam uma proposta de educação bilíngue para Surdos, como mais uma luz ao final do túnel, um ponto de partida àqueles que buscam um entendimento maior da Surdez, da pessoa Surda e de sua educação. Nesta direção caminha este livro que tem como objetivo apresentar os princípios, fundamentos e aspectos práticos que caracterizam uma proposta de educação bilíngue para Surdos, como um ponto de partida àqueles que buscam um entendimento maior da pessoa Surda e sua educação. Tem-se, também, a (pré)tensão, mesmo correndo o risco de não contemplar a multidimensionalidade do conceito de bilinguismo, de lançar ideias e opiniões que permanecem como objeto de investigação, mas que poderão abrir caminhos para novas interpretações e estudos que contribuam para a produção de novos conhecimentos e novas realidades.

AUTOR(ES)

Vilma Geni Slomski possui Doutorado e Mestrado em Educação – opção Educação Especial - pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (Feusp), onde pesquisou a área da didática e prática de ensino para Surdos – Educação bilíngüe, com financiamento do CNPq e Capes; Pós-Doutorado pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo – FEA/USP, onde pesquisou a área da didática e prática de ensino Contábil, com financiamento da FAPESP; Pedagogia pela Unoesc.
Atua como Professora e Pesquisadora do programa de Mestrado em Ciências Contábeis da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado – Fecap – SP, onde ministra a disciplina de Metodologia da Pesquisa Científica, desenvolve pesquisas na área da Educação e Pesquisa Contábil e é líder do grupo “Observatório Fecap de Educação e Pesquisa Contábil”.
Atua como Pesquisadora na área de Didática e Prática de Ensino junto ao Centro de Docência e Pesquisa em Fonoaudiologia, Fisioterapia e Terapia Educacional da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e autora de artigos científicos na área da Educação Especial.

É Autora de livro, artigos científicos e capítulos de livros na área da Educação Especial e da Educação e Pesquisa Contábil. Avalia artigos Científicos para Eventos, Congressos e Revistas da área Contábil.
Atuou como Professora nos cursos de Pedagogia, Psicologia e Fonoaudiologia oferecidos por IES Catarinenses (Unoesc e Univali), e, como Professora convidada, ministra a disciplina de Metodologia do Ensino Superior em cursos de Pós-graduação lato sensu da Fipecafi/SP.
Foi Professora concursada na área da Educação Básica e Especial – Fundação Catarinense de Educação Especial - Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina/SC.
 

SUMÁRIO

Introdução

1 - Definições e posturas

1.1 Conceitos sobre a pessoa surda e sua educação numa perspectiva histórica

1.2 Conceitos de surdez: do ponto de vista clínico à perspectiva social

1.2.1 Conceito clínico de surdez

1.2.1.1 Modelo clínico-terapêutico de surdez

1.2.2 Conceito social de surdez

1.2.2.1 Modelo sociocultural de surdez

1.3 Conceito de linguagem, língua e fala

1.4 Conceito de bilinguismo na área da surdez

1.4.1 Bilinguismo e diglossia

1.4.2 Bilinguismo do surdo

1.4.3 Educação bilíngue para surdos

1.4.3.1 Conceito de comunidade linguística minoritária

1.4.3.2 Conceito de língua natural

1.4.3.3 Conceito de primeira língua

1.4.3.4 Conceito de segunda língua

1.4.3.5 O Bilinguismo associado ao biculturalismo

2 - Uma proposta de educação bilíngue para surdos

2.1 Contexto histórico da proposta de educação com bilinguismo no Brasil

2.2 Definição

2.3 Objetivos

2.3.1 A criação de um ambiente linguístico sinalizado

2.3.2 A estimulação essencial

2.3.3 O aprendizado da língua escrita

2.3.4 A elaboração de um currículo escolar adequado às especificidades e singularidades das crianças surdas

2.3.5 O aprendizado da modalidade oral da língua portuguesa - aprendizado na segunda língua

2.3.6 A formação do professor

2.4 Modelos de bilinguismo

2.5 Sugestões de propostas de educação bilíngue para surdos

3 - Caminhos para a aplicação da proposta de educação bilíngue para surdos

3.1 Uma proposta de educação bilíngue para surdos

3.2 Implantação da proposta educacional bilíngue para surdos: experiências de alguns países

3.3 Resultados de algumas pesquisas após a implantação da educação bilíngue para surdos

4 - Educação bilíngue para surdos: uma síntese

Referências

ÍNDICE ALFABÉTICO

A

  • Ambiente linguístico sinalizado. Criação.
  • Aprendizado. Aprendizado da modalidade oral da língua portuguesa. Aprendizado na segunda língua
  • Aprendizado da língua escrita.
  • Aprendizado da modalidade oral da língua portuguesa. Aprendizado na segunda língua

B

  • Biculturalismo. Bilinguismo associado ao biculturalismo
  • Bilinguismo. Conceitona área da surdez
  • Bilinguismo. Educação bilíngue para surdos: uma síntese
  • Bilinguismo. Modelos.
  • Bilinguismo associado ao biculturalismo.
  • Bilinguismo do surdo.
  • Bilinguismo e diglossia.

C

  • Caminhos para a aplicação da proposta de educação bilíngue para surdos.
  • Clínica. Conceitos de surdez: do ponto de vista clínico à perspectiva social.
  • Clínica. Modelo clínicoterapêutico de surdez.
  • Comunidade linguística minoritária. Conceito.
  • Conceito clínicode surdez
  • Conceito de bilinguismona área da surdez.
  • Conceito de comunidadelinguística minoritária.
  • Conceito de língua natural
  • Conceito de linguagem, língua e fala.
  • Conceito de primeira língua.
  • Conceito de segunda língua
  • Conceito social de surdez
  • Conceitos de surdez: do ponto de vista clínico à perspectiva social.
  • Conceitos sobre a pessoa surda e sua educação numa perspectiva histórica
  • Contexto histórico da proposta de educação com bilinguismo no Brasil
  • Criação de um ambientelinguístico sinalizado
  • Criança surda. Elaboração de um currículo escolar adequado às especificidades e singularidades das crianças surdas.
  • Cultura. Modelo sociocultural de surdez
  • Currículo escolar. Elaboração de umcurrículo escolar adequado às especificidades e singularidades das crianças surdas.

D

  • Definições e posturas.
  • Diglossia e bilinguismo

E

  • Educação. Conceitos sobre a pessoa surda e sua educação numa perspectiva histórica.
  • Educação. Elaboração de um currículoescolar adequado às especificidades e singularidades das crianças surdas.
  • Educação bilíngue. Caminhos para a aplicação da proposta de educação bilíngue para surdos.
  • Educação bilíngue.Resultados de algumas pesquisas após a implantação da educação bilínguepara surdos
  • Educação bilíngue. Sugestões de propostas de educação bilíngue para surdos
  • Educação bilíngue para surdos
  • Educação bilíngue para surdos. Uma proposta
  • Educação bilíngue para surdos: uma síntese.
  • Educação com bilinguismo. Contexto histórico da proposta de educação com bilinguismo no Brasil.
  • Educação com bilinguismo. Definição.
  • Educação com bilinguismo. Objetivos.
  • Elaboração de um currículo escolar adequado às especificidades e singularidades das crianças surdas
  • Ensino. Elaboração de um currículoescolar adequado às especificidades e singularidades das crianças surdas
  • Ensino. Formaçãodo professor.
  • Estimulação essencial
  • Educação bilíngue. Uma proposta para surdos

F

  • Fala. Conceito de linguagem, língua e fala
  • Formação doprofessor.

H

  • Histórico. Conceitos sobre a pessoa surda e sua educação numa perspectiva histórica.
  • Histórico. Contexto histórico da proposta de educação com bilinguismo no Brasil.

I

  • Implantação da proposta educacionalbilíngue para surdos: experiências de alguns países
  • Introdução

L

  • Língua. Conceito de linguagem, língua e fala.
  • Língua escrita. Aprendizado da língua escrita
  • Língua natural. Conceito.
  • Língua portuguesa. Aprendizado da modalidade oral da língua portuguesa. Aprendizado na segunda língua
  • Linguagem. Conceito de linguagem, línguae fala.
  • Linguística. Conceito de comunidade linguística minoritária.

M

  • Modalidade oral da língua portuguesa. Aprendizado. Aprendizado na segunda língua
  • Modelo clínico-terapêutico de surdez.
  • Modelo sociocultural de surdez
  • Modelos de bilinguismo

P

  • Perspectiva social. Conceitos de surdez: do ponto de vista clínico à perspectiva social
  • Pesquisa. Resultados de algumas pesquisas após a implantação da educação bilíngue para surdos
  • Pessoa surda. Conceitos sobre a pessoa surda e sua educação numa perspectiva histórica.
  • Postura. Definições e posturas.
  • Primeira língua.Conceito
  • Professor. Formaçãodo professor
  • Proposta educacional. Implantação da proposta educacional bilíngue para surdos: experiências de alguns países.

R

  • Referências
  • Resultados de algumas pesquisas após a implantação da educação bilíngue para surdos.

S

  • Segunda língua. Aprendizado da modalidade oral da língua portuguesa. Aprendizado na segunda língua.
  • Segunda língua. Conceito
  • Sociedade. Conceitosocial de surdez
  • Sociedade. Conceitos de surdez: do ponto de vista clínico à perspectiva social.
  • Sociedade. Modelo sociocultural de surdez.
  • Sugestões de propostas de educação bilíngue para surdos.
  • Surdez. Bilinguismo do surdo.
  • Surdez. Conceito de bilinguismo na área da surdez.
  • Surdez. Conceito social de surdez.
  • Surdez. Conceitos de surdez: do ponto de vista clínico à perspectiva social.
  • Surdez. Conceitos sobre a pessoa surda e sua educação numa perspectiva histórica.
  • Surdez. Implantação da proposta educacional bilíngue para surdos: experiências de alguns países
  • Surdez. Modelo clínico-terapêutico de surdez
  • Surdez. Modelo sociocultural de surdez
  • Surdez. Sugestões de propostas de educação bilíngue para surdos.
  • Surdos. Caminhos para a aplicação daproposta de educação bilíngue para surdos
  • Surdos. Educação bilíngue para surdos: uma síntese
  • Surdos. Resultados de algumas pesquisas após a implantação da educação bilíngue para surdos
  • Surdos. Uma proposta de educação bilíngue para surdos

T

  • Terapia. Modelo clínico-terapêutico de surdez

U

  • Uma proposta de educação bilíngue para surdos. Considerações gerais.
  • Uma proposta de educaçãobilíngue parasurdos
INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: