Marcas Sonoras no Direito Brasileiro

Ricardo Luiz Pereira Marques

Versão impressa

por R$ 54,70em 2x de R$ 27,35Adicionar ao carrinho

Ficha técnica

Autor(es): Ricardo Luiz Pereira Marques

ISBN: 978853623014-6

Acabamento: Brochura

Formato: 15,0x21,0 cm

Peso: 187grs.

Número de páginas: 174

Publicado em: 19/06/2010

Área(s): Direito - Civil - Responsabilidade Civil; Direito - Diversos

Sinopse

A presente obra se propõe a analisar a questão do registro de sons como marcas no Brasil, negado pelo governo brasileiro com base em entendimento de que a Lei 9.279/96, por meio do conceito de sinais registráveis que traz, assim determinaria. Para cumprir seu objetivo, a obra inicia-se com o conceito de marcas e exposição sobre sua função econômica. Trata da sua evolução e analisa a regulamentação jurídica do tema, inclusive de países que admitem o registro de sinais constituídos por elementos sonoros. Em sua parte final, demonstra a insuficiência da exclusiva interpretação literal para obtenção do sentido e alcance das normas jurídicas e submete a indagação acerca da possibilidade de registro de sons como marcas no Brasil às prioridades de outros relevantes processos interpretativos identificados, concluindo que a interpretação adequada da legislação brasileira sobre o assunto é aquela que admite como registráveis no Brasil qualquer sinal passível de publicação, dentre os quais se incluem os sons.
 

Autor(es)

Ricardo Luiz Pereira Marques é Mestre em Direito Privado pela PUC Minas; Especialista em Direito da Economia e da Empresa pela Fundação Getulio Vargas e graduado em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais. É Professor de Direito em Belo Horizonte e tem experiência na área de Direito Privado.

 

Sumário

LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS, p. 15

INTRODUÇÃO, p. 17

1 ASPECTOS GERAIS DAS MARCAS, p. 23

1.1 Conceito e função econômica das marcas, p. 23

1.2 Desenvolvimento histórico, p. 33

1.2.1 Antiguidade e Idade Média, p. 33

1.2.2 Período pós-revolucionário - século XIX, p. 35

1.2.3 Primeira metade do século XX, p. 39

1.2.4 Abandono da função identificadora de origem ou procedência, p. 41

1.2.5 Virada do milênio: valiosos elementos da empresa, p. 45

2 REGULAMENTAÇÃO JURÍDICA, p. 51

2.1 Necessidade de proteção jurídica, p. 51

2.2 Idade Média, p. 54

2.3 Período pós-revolucionário, p. 54

2.4 Regulamentação supranacional, p. 56

2.4.1 Convenção de Paris de 1883, p. 56

2.4.2 Acordo sobre Aspectos dos Direitos de Propriedade Intelectual Relacionados ao Comércio - TRIPS, p. 60

2.4.3 Outros instrumentos de regulamentação supranacional, p. 67

3 REGULAMENTAÇÃO JURÍDICA NO BRASIL, p. 69

3.1 Decreto 2.682, de 23.10.1875, p. 71

3.2 Decreto 3.346, de 14.10.1887, p. 72

3.3 Códigos da Propriedade Industrial, p. 76

3.4 Lei 9.279, de 14.05.1996, p. 78

4 O REGISTRO DE SONS COMO MARCAS: TRATAMENTO JURÍDICO INTERNACIONAL, p. 85

4.1 Estados Unidos, p. 86

4.2 União Europeia, p. 90

4.3 Rússia, p. 102

4.4 América do Sul, p. 103

4.4.1 Argentina, p. 103

4.4.2 Uruguai, p. 104

4.4.3 Comunidade Andina de Nações, p. 106

4.4.4 Chile, p. 107

5 CRÍTICA À LINHA INTERPRETATIVA QUE NEGA A POSSIBILIDADE DO REGISTRO DE SONS COMO MARCAS NO BRASIL, p. 111

5.1 Insuficiência da interpretação exclusivamente literal de normas jurídicas, p. 116

5.2 Interpretações para além do texto, p. 124

6 A POSSIBILIDADE DO REGISTRO DE SONS COMO MARCAS NO DIREITO BRASILEIRO, p. 133

CONCLUSÕES, p. 153

REFERÊNCIAS, p. 161

Índice alfabético

A

  • Abandono da função identificadora de origem ou procedência, p. 41
  • Abreviatura. Lista de abreviaturas e siglas, p. 15
  • Acordo sobre Aspectos dos Direitos de Propriedade Intelectual Relacionados ao Comércio - TRIPS, p. 60
  • América do Sul. Registro de sons como marcas, p. 103
  • Antiguidade e Idade Média, p. 33
  • Argentina. Registro de sons como marcas, p. 103
  • Aspectos gerais das marcas, p. 23

C

  • Chile. Registro de sons como marcas, p. 107
  • Códigos da Propriedade Industrial. Marcas. Regulamentação jurídica no Brasil, p. 76
  • Comércio internacional. Acordo sobre Aspectos dos Direitos de Propriedade Intelectual Relacionados ao Comércio - TRIPS, p. 60
  • Comunidade Andina de Nações. Registro de sons como marcas, p. 106
  • Conceito e função econômica das marcas, p. 23
  • Conclusões, p. 153
  • Convenção de Paris de 1883, p. 56
  • Crítica à linha interpretativa que nega a possibilidade do registro de sons como marcas no Brasil, p. 111

D

  • Decreto 2.682, de 23.10.1875. Marcas. Regulamentação jurídica no Brasil, p. 71
  • Decreto 3.346, de 14.10.1887. Marcas.Regulamentação jurídica no Brasil, p. 72

E

  • Empresa. Virada do milênio: valiosos elementos da empresa, p. 45
  • Estados Unidos. Registro de sons como marcas, p. 86

F

  • Função econômica e conceito das marcas, p. 23
  • Função identificadora. Abandono da função identificadora de origem ou procedência, p. 41

H

  • Hermenêutica. Crítica à linha interpretativa que nega a possibilidade do registro de sons como marcas no Brasil, p. 111
  • Hermenêutica. Insuficiência da interpretação exclusivamente literal de normas jurídicas, p. 116
  • Hermenêutica. Interpretações para além do texto, p. 124
  • Histórico. Marcas. Desenvolvimento histórico, p. 33
  • Histórico. Marcas. Idade Média, p. 54
  • Histórico. Marcas. Período pós-revolucionário, p. 54
  • Histórico. Marcas. Período pós-revolucionário. Século XIX, p. 35
  • Histórico. Marcas. Primeira metade do século XX, p. 39

I

  • Insuficiência da interpretação exclusivamente literal de normas jurídicas, p. 116
  • Interpretações para além do texto, p. 124
  • Introdução, p. 17

L

  • Lei 9.279, de 14.05.1996. Marcas. Regulamentação jurídica no Brasil, p. 78
  • Lista de abreviaturas e siglas, p. 15

M

  • Marcas. Aspectos gerais das marcas, p. 23
  • Marcas. Crítica à linha interpretativa que nega a possibilidade do registro de sons como marcas no Brasil, p. 111
  • Marcas. Desenvolvimento histórico, p. 33
  • Marcas. Função econômica e conceito das marcas, p. 23
  • Marcas. Necessidade de proteção jurídica, p. 51
  • Marcas. Outros instrumentos de regulamentação supranacional, p. 67
  • Marcas. Possibilidade do registro de sons como marcas no direito brasileiro, p. 133
  • Marcas. Registro de sons como marcas:tratamento jurídico internacional, p. 85
  • Marcas. Regulamentação jurídica, p. 51
  • Marcas. Regulamentação jurídica no Brasil, p. 69
  • Marcas. Regulamentação jurídica no Brasil. Códigos da Propriedade Industrial, p. 76
  • Marcas. Regulamentação jurídica no Brasil. Decreto 2.682, de 23.10.1875, p. 71
  • Marcas. Regulamentação jurídica no Brasil. Decreto 3.346, de 14.10.1887, p. 72
  • Marcas. Regulamentação jurídica no Brasil. Lei 9.279, de 14.05.1996, p. 78
  • Marcas. Regulamentação supranacional, p. 56

N

  • Necessidade de proteção jurídica, p. 51
  • Normas jurídicas. Insuficiência da interpretação exclusivamente literal de normas jurídicas, p. 116

O

  • Origem. Abandono da função identificadora de origem ou procedência, p. 41

P

  • Possibilidade do registro de sons como marcas no direito brasileiro, p. 133
  • Procedência. Abandono da função identificadora de origem ou procedência, p. 41
  • Propriedade industrial. Códigos. Marcas. Regulamentação jurídica no Brasil, p. 76
  • Propriedade industrial. Acordo sobre Aspectos dos Direitos de Propriedade Intelectual Relacionados ao Comércio - TRIPS, p. 60
  • Proteção jurídica. Necessidade de proteção jurídica, p. 51

R

  • Referências, p. 161
  • Registro de sons. Crítica à linha interpretativa que nega a possibilidade do registro de sons como marcas no Brasil, p. 111
  • Registro de sons. Possibilidade do registro de sons como marcas no direito brasileiro, p. 133
  • Registro de sons como marcas. América do Sul, p. 103
  • Registro de sons como marcas. Argentina, p. 103
  • Registro de sons como marcas. Chile, p. 107
  • Registro de sons como marcas. Comunidade Andina de Nações, p. 106
  • Registro de sons como marcas. Estados Unidos, p. 86
  • Registro de sons como marcas Rússia, p. 102
  • Registro de sons como marcas União Europeia, p. 90
  • Registro de sons como marcas. Uruguai, p. 104
  • Registro de sons como marcas: tratamento jurídico internacional, p. 85
  • Regulamentação supracional. Marcas.Outros instrumentos de regulamentação supranacional, p. 67
  • Regulamentação supranacional, p. 56
  • Rússia. Registro de sons como marcas, p. 102

S

  • Sigla. Lista de abreviaturas e siglas, p. 15
  • Sonorização. Registro de sons como marcas: tratamento jurídico internacional, p. 85

T

  • TRIPS. Acordo sobre Aspectos dos Direitos de Propriedade Intelectual Relacionados ao Comércio - TRIPS, p. 60
  • Tratamento jurídico. Registro de sons como marcas: tratamento jurídico internacional, p. 85

U

  • União Europeia. Registro de sons como marcas, p. 90
  • Uruguai. Registro de sons como marcas, p. 104

V

  • Virada do milênio: valiosos elementos da empresa, p. 45

Recomendações

Capa do livro: Responsabilidade Civil nas Instituições de Ensino, Paulo Bandeira

Responsabilidade Civil nas Instituições de Ensino

 Paulo BandeiraISBN: 978853629169-7Páginas: 186Publicado em: 17/10/2019

Versão impressa

R$ 74,70em 2x de R$ 37,35Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 54,70em 2x de R$ 27,35Adicionar e-Book
ao carrinho
Capa do livro: Dano Moral & Licenciamento Ambiental de Barragens Hidrelétricas, Leonardo Pereira Rezende

Dano Moral & Licenciamento Ambiental de Barragens Hidrelétricas

 Leonardo Pereira RezendeISBN: 853620333-1Páginas: 138Publicado em: 12/12/2002

Versão impressa

R$ 39,90 Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Revista Internacional Consinter de Direito - Ano IV - Número VI - 1º Semestre 2018 - Estudos Contemporâneos, Editor: David Vallespín Pérez - Diretores: Germán Barreiro González, Gonçalo S. de Melo Bandeira e María Yolanda Sánchez-Urán Azaña

Revista Internacional Consinter de Direito - Ano IV - Número VI - 1º Semestre 2018 - Estudos Contemporâneos

 Editor: David Vallespín Pérez - Diretores: Germán Barreiro González, Gonçalo S. de Melo Bandeira e María Yolanda Sánchez-Urán AzañaISSN: 2183-6396-00006Páginas: 440Publicado em: 29/06/2018

Versão impressa

R$ 167,70em 6x de R$ 27,95Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Dano Transnacional e Internet, Wilson Furtado Roberto
Doutrina Estrangeira

Dano Transnacional e Internet

 Wilson Furtado RobertoISBN: 978853623068-9Páginas: 284Publicado em: 06/08/2010

Versão impressa

R$ 87,70em 3x de R$ 29,23Adicionar ao
carrinho