Ética da Contingência - A Lógica da Ética da Psicanálise

Fábio Santos Bispo

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 20,00

Versão impressa

Ficha técnica

Autor(es): Fábio Santos Bispo

ISBN: 978853623622-3

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 182

Publicado em: 25/01/2012

Área(s): Psicologia - Psicanálise

Sinopse

Esta obra busca compreender a lógica da ética da psicanálise a partir de uma análise epistemológica da proposta de Lacan em O Seminário, livro 7 – a ética da psicanálise, comparando-a com a lógica das modalidades de gozo em O Seminário, livro 20 – mais ainda. Discutiu-se a visada de Lacan no Seminário 7 a partir de dois movimentos principais: de um corte em relação à ética de Aristóteles e de um recurso à forma kantiana da Lei Moral, cujo intuito era demarcar as condições de possibilidade do desejo, bem como o caráter impossível de sua apreensão empírica. Apresenta-se, ainda, um deslocamento até a abordagem do Seminário 20, a fim de indicar o caminho que Lacan escolhe para tratar os impasses da ética no Seminário 7. Explora-se a formalização de uma lógica da contingência, que incide sobre o lado feminino das fórmulas quânticas da sexuação. Para tanto, é apresentada a contribuição que Lacan extrai da lógica proposicional de Aristóteles, bem como a transformação que ele empreende a partir da lógica matemática, sobretudo com as contribuições de Frege, resultando numa lógica que intenta abordar o real por meio do discurso da psicanálise. A noção de gozo é revista a partir da introdução do gozo do corpo, de maneira que pudemos esclarecer a relação topológica entre os dois modos de gozo que aparecem no Seminário 7 (o gozo fálico e o gozo de das Ding) comparando com a relação entre os dois modos que aparecem no Seminário 20 (o gozo fálico e o Outro gozo). Discute-se sobre como a lógica da contingência permitiria falar de uma ética, a partir das considerações sobre a ética do bem-dizer, cuja compreensão depende desse recurso à formalização da contingência. Encerrando-se são exploradas as consequências da consideração da contingência na práxis psicanalítica, a partir da entrada do possível, justamente como uma figura que, ao sair do campo do impossível, sem se prender nas vias do necessário, abre espaço para o contingente.

Autor(es)

Fábio Santos Bispo é Mestre em Psicologia pela UFMG (2010); Pós-graduação em Psicopedagogia Clínica e Institucional pela Universidade do Estado de Minas Gerais (2007); graduado em Psicologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG – 2006); Doutorando do Programa de Pós-graduação em Psicologia da UFMG, na linha de Pesquisa: Investigações Clínicas em Psicanálise. Psicólogo do Núcleo de Desenvolvimento de Competências Humano-Sociais (NUDHS) da Escola Judicial Desembargador Edésio Fernandes (EJEF) do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG).

Sumário

INTRODUÇÃO

1 - ENTRE O NECESSÁRIO E O IMPOSSÍVEL: OS PARADOXOS DA ÉTICA DA PSICANÁLISE NO SEMINÁRIO 7

1.1 De Aristóteles a Freud: os paradoxos da relação com o real

1.1.1 A ética de Aristóteles e o fundamento na racionalidade empírica

1.1.2 A experiência freudiana e o problema da realidade

Quadro 1 - Entrecruzamento dosefeitos do princípio do prazer e do princípio de realidade

Quadro 2 - Prazere realidade

1.2 A Lei moral e o aspecto transcendental do desejo impossível

1.2.1 A forma lógica da Lei Moral: uma máxima universal e necessária

1.2.2 Das Ding e o desejo puro: o questionamento transcendental

1.2.3 Os paradoxos da Lei do Desejo: a ética da psicanálise entre o necessário e o impossível

2 - A FORMALIZAÇÃO DE UMA LÓGICA DA CONTINGÊNCIA

2.1 Uma perspectiva lógica de leitura da experiência psicanalítica

2.1.1 Do questionamento transcendental a uma lógica que privilegia a dimensão empírica

Figura 1 - Necessário x Impossível

2.1.2 A passagem do Seminário 7 ao Seminário 20

2.2 A lógica da sexuação

2.2.1 Lógica proposicional: a teoria aristotélica das frases declarativas assertóricas e modais

Quadro 3 - Quadro de oposição das frases declarativas assertóricas

Quadro 4 - Quadro de oposições das frases declarativas modais

Quadro 5 - Quadro de oposição das frases declarativas assertóricas e modais

2.2.2 A lógica lacaniana: as fórmulas quânticas da sexuação

Quadro 6 - Fórmulas quânticas da sexuação

Quadro 7 - Quadro completo das oposições de Lacan

3 - A MULHER E A FORMA LÓGICA DA ÉTICA DA PSICANÁLISE NO SEMINÁRIO 20

3.1 Os modos de gozo

3.1.1 O gozo limitado pela lei do desejo e o gozo de das Ding

Figura 2 - Gozo fálico e gozo dedas Ding

3.1.2 O gozo fálico e o Outro gozo

Figura 3 - Fórmulas quânticas da sexuação

Quadro 8 - O desdobramento do Édipo feminino

3.2 A topologia do gozo feminino e a lógica da contingência

Quadro 9 - Relações topológicas: necessário e impossível

Quadro 10 -Relações topológicas: contingente e possível

3.3 A ética do bem-dizer e a proposição de uma ética da contingência

CONCLUSÃO

REFERÊNCIAS

Índice alfabético

A

  • Aristóteles. De Aristóteles a Freud:os paradoxos da relação com o real
  • Aristóteles. Ética de Aristóteles e fundamento na racionalidade empírica

B

  • Bem-dizer. Ética do bem-dizer e a proposição de uma ética da contingência

C

  • Conclusão
  • Contingência. Ética do bem-dizer e a proposição de uma ética da contingência

D

  • Das Ding e o desejo puro: o questionamento transcendental
  • Das Ding. Gozo fálico e gozo dedas Ding. Figura 2
  • Das Ding. Gozo limitado pela lei do desejo e o gozo de das Ding
  • De Aristóteles a Freud: os paradoxos da relação com o real
  • Desejo impossível. Lei moral e o aspecto transcendental do desejo impossível
  • Desejo puro.Das Ding e o desejo puro: o questionamento transcendental
  • Desejo. Gozo limitado pela lei do desejo e o gozo dedas Ding

E

  • Édipo feminino. Quadro 8. O desdobramento do Édipo feminino
  • Empirismo. Questionamento transcendental a uma lógica que privilegia a dimensão empírica
  • Entre o necessário e o impossível: os paradoxos da ética da psicanálise no seminário 7
  • Entrecruzamento dos efeitos do princípio do prazer e do princípio de realidade. Quadro 1
  • Ética de Aristóteles e o fundamento na racionalidade empírica
  • Ética do bem-dizer e a proposiçãode uma ética dacontingência
  • Ética. Entre o necessário e o impossível: os paradoxos da ética da psicanálise no seminário 7
  • Ética. Mulher e a forma lógica da ética da psicanálise no seminário 20
  • Ética. Paradoxos da Lei do Desejo: a ética da psicanálise entre o necessário e o impossível
  • Experiência freudiana e problema da realidade
  • Experiência psicanalítica. Uma perspectiva lógica de leitura da experiência psicanalítica

F

  • Figura 1. Necessário x Impossível
  • Figura 2. Gozo fálico e gozo dedas Ding
  • Figura 3. Fórmulas quânticas da sexuação
  • Forma lógica da Lei Moral: uma máxima universal e necessária
  • Formalização de uma lógica da contingência
  • Fórmula quântica. Lógica lacaniana: fórmulas quânticas da sexuação
  • Fórmulas quânticas dasexuação. Figura 3
  • Fórmulas quânticas da sexuação. Quadro 6
  • Frase declarativa assertórica. Lógicaproposicional: a teoria aristotélica das frases declarativas assertóricas e modais
  • Freud. De Aristóteles a Freud: osparadoxos da relação com o real
  • Freud. Experiência freudianae o problema da realidade

G

  • Gozo fálico e gozo dedas Ding. Figura 2
  • Gozo fálico e o Outro gozo
  • Gozo limitado pela lei do desejo e o gozo dedas Ding
  • Gozo. Modos de gozo

I

  • Impossível. Entre o necessário e o impossível: os paradoxos da ética da psicanálise no seminário 7
  • Impossível. Paradoxos da Lei do Desejo: a ética da psicanálise entre o necessário e o impossível
  • Introdução

L

  • Lacan. Lógica lacaniana: as fórmulas quânticas da sexuação
  • Lei Moral. Forma lógica da Lei Moral:uma máxima universal e necessária
  • Lei do Desejo. Paradoxos da Lei do Desejo: a ética da psicanálise entre o necessário e o impossível
  • Lei do desejo. Gozo limitado pela lei do desejo e o gozo dedas Ding
  • Lei moral e o aspecto transcendental do desejo impossível
  • Lógica da contingência. Formalização
  • Lógica da ética. Mulher e a forma lógica da ética da psicanálise no seminário 20
  • Lógica da sexuação
  • Lógica lacaniana: as fórmulas quânticas dasexuação
  • Lógica proposicional: a teoria aristotélica das frases declarativas assertóricas e modais
  • Lógica. Questionamento transcendental a uma lógica que privilegia a dimensão empírica

M

  • Máxima universal e necessária. Formalógica da Lei Moral: uma máxima universal e necessária
  • Modos de gozo
  • Moral. Lei moral e o aspecto transcendental do desejo impossível
  • Mulher e a forma lógica da ética da psicanálise no seminário 20

N

  • Necessário x Impossível. Figura 1
  • Necessário. Entre o necessário e o impossível: os paradoxos da ética da psicanálise no seminário 7
  • Necessário. Paradoxos da Lei do Desejo: a ética da psicanálise entre o necessário e o impossível

O

  • O desdobramento do Édipofeminino. Quadro 8

P

  • Paradoxo da ética. Entre o necessário e o impossível: os paradoxos da ética da psicanálise no seminário 7
  • Paradoxos da Lei do Desejo: a ética da psicanálise entre o necessário e o impossível
  • Passagem do Seminário 7 ao Seminário 20
  • Perspectiva lógica. Uma perspectiva lógica de leitura da experiência psicanalítica
  • Prazer e realidade. Quadro 2
  • Prazer. Quadro 1. Entrecruzamento dos efeitos do princípio do prazer e do princípio de realidade
  • Prazer. Quadro 2. Prazer e realidade
  • Psicanálise. Entre o necessário e o impossível: os paradoxos da ética da psicanálise no seminário 7
  • Psicanálise. Mulher e a forma lógica da é tica da psicanálise no seminário 20
  • Psicanálise. Paradoxos da Lei do Desejo: a ética da psicanálise entre o necessário e o impossível
  • Psicanálise. Uma perspectiva lógica deleitura da experiência psicanalítica

Q

  • Quadro 1. Entrecruzamento dos efeitosdo princípio do prazer e do princípio de realidade
  • Quadro 10. Relações topológicas: contingente e possível
  • Quadro 2. Prazere realidade
  • Quadro 3. Quadro de oposição dasfrases declarativas assertóricas
  • Quadro 4. Quadro de oposições das frases declarativas modais
  • Quadro 5. Quadro de oposição das frases declarativas assertóricas e modais
  • Quadro 6. Fórmulas quânticas dasexuação
  • Quadro 7. Quadro completodas oposições de Lacan
  • Quadro 8. O desdobramento do Édipo feminino
  • Quadro 9. Relações topológicas: necessário e impossível
  • Quadro completo das oposições de Lacan. Quadro 7
  • Quadro de oposição das frases declarativas assertóricas e modais. Quadro 5
  • Quadro de oposição das frases declarativas assertóricas. Quadro 3
  • Quadro de oposições das frases d eclarativas modais. Quadro 4
  • Questionamento transcendental a uma lógica que privilegia a dimensão empírica
  • Questionamento transcendental.Das Ding e o desejo puro: o questionamento transcendental

R

  • Racionalidade empírica. Ética de Aristóteles e o fundamento na racionalidade empírica
  • Realidade. De Aristóteles a Freud: os paradoxos da relação com o real
  • Realidade. Experiência freudianae o problema da realidade
  • Realidade. Quadro 1. Entrecruzamento dos efeitos do princípio do prazer e do princípio de realidade
  • Realidade. Quadro 2.Prazer e realidade
  • Referências
  • Relações topológicas: contingente e possível. Quadro 10
  • Relações topológicas: necessárioe impossível. Quadro 9

S

  • Seminário 20. Mulher e a forma lógica da ética da psicanálise no seminário 20
  • Seminário 20. Passagem do Seminário 7 ao Seminário 20
  • Seminário 7. Entre o necessário e o impossível: os paradoxos da ética da psicanálise no seminário 7
  • Seminário 7. Passagem do Seminário 7 ao Seminário 20
  • Sexuação. Fórmulas quânticasda sexuação. Figura 3
  • Sexuação. Lógica da sexuação
  • Sexuação. Lógica lacaniana: as fórmulas quânticasda sexuação

T

  • Teoria aristotélica. Lógica proposicional: a teoria aristotélica das frases declarativas assertóricas e modais
  • Topologia do gozo feminino e alógica da contingência
  • Transcendentalidade. Lei moral e o aspecto transcendental do desejo impossível
  • Transcendentalidade. Questionamento transcendental a uma lógica que privilegia a dimensão empírica

U

  • Uma perspectiva lógica de leitura da experiência psicanalítica

Recomendações

Capa do livro: Anorexia e Violência Psíquica, Fabiana Lustosa Gaspar

Anorexia e Violência Psíquica

 Fabiana Lustosa GasparISBN: 978853622772-6Páginas: 107Publicado em: 14/01/2010

Versão impressa

R$ 29,90Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Narcisismo - Do Ressentimento à Certeza de Si, Alexandre Abranches Jordão

Narcisismo - Do Ressentimento à Certeza de Si

 Alexandre Abranches JordãoISBN: 978853622361-2Páginas: 244Publicado em: 11/11/2009

Versão impressa

R$ 67,90Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Angústia e Tempo na Obra Freudiana, Thais Klein

Angústia e Tempo na Obra Freudiana

 Thais KleinISBN: 978853626172-0Páginas: 122Publicado em: 20/09/2016

Versão impressa

R$ 47,70Adicionar ao
carrinho
Versão impressa
+ eBook grátis

Na compra da versão impressa, a versão digital é brinde!


Versão digital

R$ 34,70Adicionar ao
carrinho