Neurose Traumática - Fundamentos e Destinos

Gabriela Maldonado Borges

Leia na Biblioteca Virtual
Preço:
Parcele em até 6x sem juros no cartão. Parcela mínima de R$ 20,00
FICHA TÉCNICA
Autor(es): Gabriela Maldonado Borges
ISBN: 978853623791-6
Acabamento: Brochura
Número de Páginas: 172
Publicado em: 05/06/2012
Área(s): Psicologia - Psicanálise
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

O objetivo central desta obra é aprofundar a compreensão da Neurose Traumática, situando a sua origem e identificando as suas bases psíquicas. O conceito de trauma possui especial destaque no presente estudo, cuja referência teórica fundamental é a teoria freudiana, particularmente o modelo do segundo dualismo pulsional. A partir dele são destacadas a ideia de uma pulsão sem representação e a de uma situação de passividade radical do ego ante a invasão de um pulsional mortífero. A questão dos destinos psíquicos dos elementos "irrepresentáveis" é elaborada através de uma apreciação da teoria freudiana da memória, no interior da qual buscamos traçar uma articulação entre as noções de a posteriori e de compulsão à repetição. Esta articulação é construída por meio da análise, dentre vários outros tópicos, de uma das vicissitudes mais características da "memória" traumática: o sonho traumático.
O desenvolvimento apresentado nesse estudo busca sublinhar o papel essencial da dimensão de alteridade nos processos envolvidos na neurose traumática - alteridade tanto interna, quanto externa. Procuramos demonstrar que a atividade de endereçar um testemunho sobre o vivido traumático a alguém revela-se fundamental, por abrir uma possibilidade de representação do "indizível" traumático. Paradoxalmente, estes elementos clivados insistem em "dizer-se", o que se configura como possibilidade de preservação da qualidade da vida psíquica.

AUTOR(ES)

Gabriela Maldonado Borges é Psicóloga Clínica (UFRJ); Doutora em Teoria Psicanalítica (UFRJ); Mestre em Psicologia Clínica (PUC/RJ) e Especialista em Psicanálise (CEPCOP).

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO

I FUNDAMENTOS DA NEUROSE TRAUMÁTICA

1.1 Neurose traumática: um negativo da neurose?

1.2 Trauma psíquico e neurose traumática

1.3 Para além da angústia: a questão do "terror" na neurose traumática

1.3.1 O colapso do ego

1.4 Clivagem narcísica: triunfo de Tanatos ou vicissitude de Eros?

1.4.1 Verleugnung

1.4.2 Spaltung

1.4.3 A noção de sequestro do ego: essencial contribuição de Ferenczi

1.4.4 Amortecimentos

II TRAUMA PSÍQUICO, TEMPO E MEMÓRIA

2.1 Memória inconsciente e inscrição psíquica na metapsicologia freudiana

2.1.1 O trauma aquém da representação

2.2 Do trauma à simbolização: trauma em dois tempos e Nachträglichkeit

2.2.1 A lembrança como tempo do trauma

2.3 Sob o signo da compulsão à repetição: a antimemória traumática

2.3.1 Trauma psíquico e memória afetiva

2.3.2 A memória Amnésica como expressão da compuls ão à repetição

III NAS FRONTEIRAS DA MEMÓRIA: DESTINOS ONÍRICOS DO "TERROR"

3.1 O Encontro com o mortífero

3.2 A Fixação no momento do "acidente"

3.3 A Compulsão à repetição

3.4 A Figurabilidade psíquica no sonho traumático

IV NARRATIVAS DO "INDIZÍVEL": DEVIR DE EROS NO PAÍS DE TANATOS

4.1 Trauma e narrativa

4.2 Aptidão à figurabilidade psíquica no processo de na rração do trauma

4.2.1 A"formatação" do percebido através da escrita

4.3 Avatares do "indizível": as narrativas impossíveis, mas necessárias

4.3.1 O fim da narrativa tradicional

4.4 Testemunho e sobrevivência psíquica

4.4.1 A função da alteridade interna

4.5 O endereçamento ao outro: rumo à historicização do trauma

4.5.1 A função da alteridade externa

4.5.2 Destinos da resistência nas narrativas impossíveis

CONSIDERAÇÕES FINAIS

REFERÊNCIAS

ÍNDICE ALFABÉTICO

A

  • "Acidente". Fixação no momento do "acidente" .
  • Alteridade externa. Função da alteridade externa
  • Alteridade. Função da alteridade interna .
  • Amnésia. Memória Amnésica como expressão da compulsão à repetição
  • Amortecimentos .
  • Antimemória traumática. Sob o signo da compulsão à repetição: a antimemória traumática
  • Aptidão à figurabilidade psíquica no processo de narração do trauma
  • Angústia. Para além da angústia: a questão do "terror" na neurose traumática
  • Avatares do "indizível": as narrativas impossívei s, mas necessárias

C

  • Clivagem narcísica: triunfo de Tanatos ou vicissi tude de Eros?
  • Colapso do ego .
  • Compulsão à repetição .
  • Compulsão à repetição. Memória Amnésica como expr essão da compulsão à repetição .
  • Compulsão à repetição. Sob o signo da compulsão à repetição: a antimemória traumática
  • Consciência. Memória inconsciente e inscrição psí quica na metapsicologia freudiana
  • Considerações finais .

D

  • Destino onírico. Fronteiras da memória: destinos oníricos do "terror"
  • Destinos da resistência nas narrativas impossíveis

E

  • Ego. Colapso do ego .
  • Ego. Noção de sequestro do ego: essencial contrib uição de Ferenczi
  • Encontro com o mortífero .
  • Endereçamento ao outro: rumo à historicização do trauma
  • Eros. Clivagem narcísica: triunfo de Tanatos ou v icissitude de Eros?
  • Eros. Narrativas do "indizível": devir de Eros no país de Tanatos
  • Escrita. "Formatação" do percebido através da esc rita

F

  • Ferenczi. Noção de sequestro do ego: essencial co ntribuição de Ferenczi
  • Figurabilidade psíquica no sonho traumático
  • Figurabilidade psíquica. Aptidão à figurabilidade psíquica no processo de narração do trauma .
  • Fim da narrativa tradicional .
  • Fixação no momento do "acidente" .
  • "Formatação" do percebido através da escrita .
  • Fronteiras da memória: destinos oníricos do "terr or"
  • Função da alteridade externa .
  • Função da alteridade interna .
  • Fundamentos da neurose traumática

H

  • Historicização do trauma. Endereçamento ao outro: rumo à historicização do trauma

I

  • "Indizível". Avatares do "indizível": as narrativ as impossíveis, mas necessárias
  • "Indizível". Narrativas do "indizível": devir de Eros no país de Tanatos
  • Inscrição psíquica. Memória inconsciente e inscri ção psíquica na metapsicologia freudiana
  • Introdução .

L

  • Lembrança como tempo do trauma .

M

  • Memória Amnésica como expressão da compulsão à re petição
  • Memória afetiva. Trauma psíquico e memória afetiv a
  • Memória inconsciente e inscrição psíquica na meta psicologia freudiana
  • Memória. Trauma psíquico, tempo e memória .
  • Metapsicologia freudiana. Memória inconsciente e inscrição psíquica na metapsicologia freudiana
  • Mortífero. Encontro com o mortífero .

N

  • Nachträglichkeit . Trauma à simbolização: trauma em dois tempos e Na - chträglichkeit .
  • Narcisismo. Clivagem narcísica: triunfo de Tanato s ou vicissitude de Eros?
  • Narrativa impossível. Avatares do "indizível": as narrativas impossíveis, mas necessárias
  • Narrativa. Destinos da resistência nas narrativas impossíveis
  • Narrativa. Fim da narrativa tradicional .
  • Narrativa. Trauma e narrativa .
  • Narrativas do "indizível": devir de Eros no país de Tanatos
  • Negativo da neurose. Neurose traumática: um negativo da neurose?
  • Neurose traumática e trauma psíquico
  • Neurose traumática. Fundamentos
  • Neurose traumática. Para além da angústia: a questão do "terror" na neurose traumática
  • Neurose traumática: um negativo da neurose?
  • Noção de sequestro do ego: essencial contribuição de Ferenczi

P

  • Para além da angústia: a questão do "terror" na n eurose traumática
  • Percepção. "Formatação" do percebido através da e scrita

R

  • Referências
  • Repetição. Compulsão à repetição .
  • Repetição. Memória Amnésica como expressão da com pulsão à repetição
  • Representação. Trauma aquém da representação .
  • Resistência. Destinos da resistência nas narrativas impossíveis

S

  • Sequestro do Ego. Noção de sequestro do ego: esse ncial contribuição de Ferenczi
  • Simbolização. Trauma à simbolização: trauma em do is tempos e Nachträglichkeit
  • Sob o signo da compulsão à repetição: a antimemór ia traumática
  • Sobrevivência psíquica e testemunho
  • Sonho traumático. Figurabilidade psíquica no sonho traumático
  • Spaltung .

T

  • Tanatos. Clivagem narcísica: triunfo de Tanatos o u vicissitude de Eros?
  • Tanatos. Narrativas do "indizível": devir de Eros no país de Tanatos
  • Tempo do trauma. Lembrança como tempo do trauma
  • Tempo. Trauma psíquico, tempo e memória .
  • Terror. Fronteiras da memória: destinos oníricos do "terror"
  • Terror. Para além da angústia: a questão do "terror" na neurose traumática
  • Testemunho e sobrevivência psíquica
  • Trauma à simbolização: trauma em dois tempos e Na chträglichkeit
  • Trauma aquém da representação .
  • Trauma e narrativa .
  • Trauma psíquico e memória afetiva .
  • Trauma psíquico e neurose traumática
  • Trauma psíquico, tempo e memória .
  • Trauma. Aptidão à figurabilidade psíquica no proc esso de narração do trauma
  • Trauma. Figurabilidade psíquica no sonho traumático
  • Trauma. Lembrança como tempo do trauma .
  • Trauma. Sob o signo da compulsão à repetição: a a ntimemória traumática

V

  • Verleugnung .
INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: