Saúde no Brasil - Sistema Constitucional Assimétrico e as Interfaces com as Políticas Públicas

Herberth Costa Figueiredo

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 20,00

Versão impressa

Na compra da versão impressa, o e-Book é brinde!

Versão digital

Disponível para:AndroidiOSWindows Phone

Ficha técnica

Autor(es): Herberth Costa Figueiredo

ISBN v. impressa: 978853625007-6

ISBN v. digital: 978853626343-4

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 524

Publicado em: 13/02/2015

Área(s): Direito Constitucional

Versão Digital (e-Book)

Para leitura em aplicativo exclusivo da Juruá Editora para Smartphones e Tablets rodando iOS, Android ou Windows Phone;

Disponível para as plataformas:

  • Android Android Android 4 ou posterior
  • iOSiOS iOS 7 ou posterior
  • Windows Phone Windows Phone Windows Phone 8 ou posterior

Não compatível para leitura em computadores;

Compra apenas via site da Juruá Editora.

Sinopse

A presente obra objetiva analisar, sob o enfoque social, político e jurídico, e dentro da concepção do Constitucionalismo contemporâneo, o sistema constitucional assimétrico de saúde vigente no Brasil e propor novos paradigmas para a implementação efetiva do modelo institucional do Sistema Único de Saúde (SUS).

Também visa identificar o tratamento constitucional dado à saúde como direito fundamental, buscando compreender como o texto constitucional pátrio responde às vicissitudes e necessidades sociais dos cidadãos de forma a fortalecer o exercício da democracia.

A Teoria dos Sistemas, de Niklas Luhmann, e a Teoria da Ação Comunicativa, de Jürgen Habermas, fornecerão os fundamentos teórico-conceituais da pesquisa, iluminando o campo do Direito Sanitário. A pertinência desses referenciais ancora-se na ideia de que a saúde é um processo dinâmico que se insere dentro de um sistema social, relacionando-se com os demais segmentos da sociedade e interagindo dialeticamente com os mesmos, de maneira a criar organizações direcionadas para concretização das decisões do sistema-saúde.

Assinala-se que o modelo de federalismo assimétrico instalado no Brasil, de tendência centralizadora, impede a implementação e efetividade do Sistema Único de Saúde, produzindo um sistema fragmentado em que se descentralizam competências tributárias, mas não se amplia a técnica da repartição das receitas federais em benefício dos Estados e Municípios.

Trata-se de uma pesquisa qualitativa, de natureza bibliográfica, onde cada aspecto será analisado por meio de estudo doutrinário e normativo. Procura-se apresentar um novo modelo estrutural para o fornecimento de serviços públicos de saúde que atenda à realidade do sistema como um todo, de modo a promover a democratização do direito à saúde.

Autor(es)

HERBERTH COSTA FIGUEIREDO

Doutor e mestre em Direito Constitucional pela Universidade de Fortaleza, UNIFOR. Especialista em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo - USP. Especialização em Direito Processual Civil pelo Centro de Ensino Unificado de Brasília. Graduado em Ciências Contábeis e Direito pela Universidade Federal do Maranhão - UFMA. Professor Universitário. Promotor de Justiça do Estado do Maranhão.

Sumário

INTRODUÇÃO

Capítulo 1 - A CONSTITUCIONALIZAÇÃO DO DIREITO À SAÚDE

1.1 A Constituição dos Direitos Humanos

1.2 Os Direitos Fundamentais no Estado Democrático de Direito

1.3 A Saúde como Direito Fundamental

1.4 A Efetividade dos Direitos Sociais

1.5 Justiciabilidade das Políticas Públicas de Saúde

Capítulo 2 - O SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE NO BRASIL

2.1 A Aplicabilidade da Teoria Sistêmica no Direito Sanitário

2.2 A Autopoiesis e a Alopoiese no Sistema Sanitário

2.3 Teoria da Ação Comunicativa de Habermas e Saúde Pública

2.4 A Construção do Sistema Único de Saúde

2.5 Estrutura Legal do Sistema Único de Saúde

2.6 Planejamento e Programação em Saúde

2.7 Controle Social da Saúde Pública no Brasil

Capítulo 3 - RELAÇÕES FEDERATIVAS NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE

3.1 Concepção Constitucional do Pacto Federativo

3.2 O Federalismo Cooperativo e as Competências Comuns

3.3 A Consolidação do Federalismo Assimétrico

3.4 Relações Intergovernamentais e Descentralização Setorial do Sistema Único de Saúde

3.5 Descentralização e Accountability das Políticas Sociais no Federalismo Cooperativo

Capítulo 4 - DILEMAS DA SAÚDE PÚBLICA

4.1 O Esgotamento do Modelo Institucional do Sistema de Saúde

4.2 O Paradoxo entre Direito Fundamental Social e Direito Público Subjetivo

4.3 A Interdependência dos Sistemas Político e Jurídico

4.4 Judicialização do Direito à Saúde

4.5 O Direito à Saúde e o Terceiro Setor

Capítulo 5 - PARADIGMAS PARA A CONSTRUÇÃO DO NOVO MODELO DE SAÚDE PÚBLICA

5.1 A Proteção Jurídica da Saúde em Face do Neoconstitucionalismo

5.2 O Anacronismo Jurídico das Fundações Estatais e Instituições Privadas na Prestação de Serviços Públicos de Saúde

5.3 Parâmetros do Sistema Único de Saúde dentro da Lógica da Descentralização

5.3.1 Universalização

5.3.2 Financiamento

5.3.3 Modelo institucional

5.3.4 Modelo de atenção à saúde

5.3.5 Gestão do trabalho

5.3.6 Participação social

5.4 Paradigma para uma Reforma Sanitária Efetiva

CONCLUSÃO

REFERÊNCIAS

ANEXOS

Índice alfabético

A

  • Ação comunicativa. Teoria da ação comunicativa de Habermas e saúde pública
  • Accountability. Descentralização e accountability das políticas sociais no federalismo cooperativo
  • Alopoiese. Autopoiesis e a alopoiese no sistema sanitário
  • Anacronismo jurídico das fundações estatais e instituições privadas na prestação de serviços públicos de saúde
  • Anexos
  • Aplicabilidade da teoria sistêmica no direito sanitário
  • Autopoiesis e a alopoiese no sistema sanitário

C

  • Concepção constitucional do pacto federativo
  • Conclusão
  • Consolidação do federalismo assimétrico
  • Constitucional. Concepção constitucional do pacto federativo
  • Constitucionalização do direito à saúde
  • Constituição dos direitos humanos
  • Controle social da saúde pública no Brasil
  • Cooperativa. Federalismo cooperativo e as competências comuns

D

  • Descentralização e accountability das políticas sociais no federalismo cooperativo
  • Descentralização. Parâmetros do sistema único de saúde dentro da lógica da descentralização
  • Dilemas da saúde pública
  • Direito à saúde e o terceiro setor
  • Direito à saúde. Constitucionalização do direito à saúde
  • Direito à saúde. Judicialização do direito à saúde
  • Direito fundamental. Paradoxo entre direito fundamental social e direito público subjetivo
  • Direito fundamental. Saúde como direito fundamental
  • Direito sanitário. Aplicabilidade da teoria sistêmica no direito sanitário
  • Direito subjetivo. Paradoxo entre direito fundamental social e direito público subjetivo
  • Direitos fundamentais no Estado Democrático de Direito
  • Direitos humanos. Constituição
  • Direitos sociais. Efetividade dos direitos sociais

E

  • Efetividade dos direitos sociais
  • Esgotamento do modelo institucional do sistema de saúde
  • Estado Democrático de Direito. Direitos fundamentais no Estado Democrático de Direito

F

  • Federalismo cooperativo e as competências comuns
  • Federalismo cooperativo. Descentralização e accountability das políticas sociais no federalismo cooperativo
  • Federalismo. Consolidação do federalismo assimétrico
  • Financiamento
  • Fundação estatal. Anacronismo jurídico das fundações estatais e instituições privadas na prestação de serviços públicos de saúde

G

  • Gestão do trabalho

I

  • Interdependência dos sistemas político e jurídico
  • Introdução

J

  • Judicialização do direito à saúde
  • Justiciabilidade das políticas públicas de saúde

M

  • Modelo institucional

N

  • Neoconstitucionalismo. Proteção jurídica da saúde em face do neoconstitucionalismo

P

  • Pacto federativo. Concepção constitucional do pacto federativo
  • Paradigma para uma reforma sanitária efetiva
  • Paradigmas para a construção do novo modelo de saúde pública
  • Paradoxo entre direito fundamental social e direito público subjetivo
  • Parâmetros do sistema único de saúde dentro da lógica da descentralização
  • Participação social
  • Plano de saúde. Anacronismo jurídico das fundações estatais e instituições privadas na prestação de serviços públicos de saúde
  • Políticas públicas. Justiciabilidade das políticas públicas de saúde
  • Políticas sociais. Descentralização e accountability das políticas sociais no federalismo cooperativo
  • Proteção jurídica da saúde em face do neoconstitucionalismo

R

  • Referências
  • Reforma sanitária. Paradigma para uma reforma sanitária efetiva
  • Relações federativas no sistema único de saúde
  • Relações intergovernamentais e descentralização setorial do sistema único de saúde

S

  • Saúde como direito fundamental
  • Saúde pública. Controle social da saúde pública no Brasil
  • Saúde pública. Dilemas da saúde pública
  • Saúde pública. Paradigmas para a construção do novo modelo de saúde pública
  • Saúde pública. Teoria da ação comunicativa de Habermas e saúde pública
  • Saúde. Justiciabilidade das políticas públicas de saúde
  • Saúde. Modelo de atenção à saúde
  • Saúde. Planejamento e programação em saúde
  • Saúde. Proteção jurídica da saúde em face do neoconstitucionalismo
  • Saúde. Sistema público de saúde no Brasil
  • Serviços público de saúde. Anacronismo jurídico das fundações estatais e instituições privadas na prestação de serviços públicos de saúde
  • Sistema de saúde. Esgotamento do modelo institucional do sistema de saúde
  • Sistema jurídico. Interdependência dos sistemas político e jurídico
  • Sistema político. Interdependência dos sistemas político e jurídico
  • Sistema público de saúde no Brasil
  • Sistema sanitário. Autopoiesis e a alopoiese no sistema sanitário
  • Sistema Único de Saúde. A construção do Sistema Único de Saúde
  • Sistema Único de Saúde. Estrutura legal
  • Sistema Único de Saúde. Parâmetros do sistema único de saúde dentro da lógica da descentralização
  • Sistema Único de Saúde. Relações intergovernamentais e descentralização setorial do sistema único de saúde
  • Sistema Único de Saúde. Relações federativas no sistema único de saúde

T

  • Teoria da ação comunicativa de Habermas e saúde pública
  • Teoria sistêmica. Aplicabilidade da teoria sistêmica no direito sanitário
  • Terceiro setor. Direito à saúde e o terceiro setor

U

  • Universalização

Recomendações

Capa do livro: Direitos Sociais - Leis Orçamentárias como Instrumento de Implementação, Sandoval Alves da Silva

Direitos Sociais - Leis Orçamentárias como Instrumento de Implementação

 Sandoval Alves da SilvaISBN: 978853621528-0Páginas: 264Publicado em: 19/03/2007

Versão impressa

R$ 79,90Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Direitos Humanos e Diversidade, Coords.: Ana Teresa Silva de Freitas, Cláudia Maria da Costa Gonçalves e Yuri Costa

Direitos Humanos e Diversidade

 Coords.: Ana Teresa Silva de Freitas, Cláudia Maria da Costa Gonçalves e Yuri CostaISBN: 978853624369-6Páginas: 170Publicado em: 03/09/2013

Versão impressa

R$ 49,90Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Acesso à Justiça Penal no Estado Democrático de Direito, Marco Antônio Ferreira Lima

Acesso à Justiça Penal no Estado Democrático de Direito

 Marco Antônio Ferreira LimaISBN: 978853622115-1Páginas: 132Publicado em: 13/08/2008

Versão impressa

R$ 39,90Adicionar ao
carrinho