Controle de Constitucionalidade - Aspectos Controversos

Fábio Carvalho Leite

Leia na Biblioteca Virtual
Versão Impressa:
Versão Digital (e-Book):
Disponível para:  Android  iOS  Windows Phone
Parcele em até 6x sem juros no cartão. Parcela mínima de R$ 20,00
FICHA TÉCNICA
Autor(es): Fábio Carvalho Leite
ISBN v. Impressa: 978853625372-5
ISBN v. Digital: 978853625469-2
Acabamento: Brochura
Número de Páginas: 216
Publicado em: 02/09/2015
Área(s): Direito Constitucional
VERSÃO DIGITAL (E-BOOK)
  • Para leitura em aplicativo exclusivo da Juruá Editora para Smartphones e Tablets rodando iOS, Android ou Windows Phone;
  • Disponível para as plataformas:
    Android Android 4 ou posterior
    iOS iOS 7 ou posterior
    Windows Phone Windows Phone 8 ou posterior
  • Não compatível para leitura em computadores;
  • Compra apenas via site da Juruá Editora.
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

O Brasil possui hoje um complexo sistema de controle de constitucionalidade de leis e atos do poder público em geral. Complexo nos dois sentidos do termo. Não apenas o sistema reúne diversas ações constitucionais (ação direta de inconstitucionalidade, ação declaratória de constitucionalidade, arguição de descumprimento de preceito fundamental, ação direta de inconstitucionalidade por omissão, mandado de injunção) com suas peculiaridades como também suscita, a partir disso, uma série de questões polêmicas que curiosamente não são enfrentadas pela doutrina constitucionalista nos manuais e cursos de controle de constitucionalidade.

As ações diretas de inconstitucionalidade (ADI) e de constitucionalidade (ADC) são mesmo ambivalentes? A improcedência de uma ADI pode equivaler à procedência de uma ADC que não poderia ter sido ajuizada por ausência de controvérsia judicial relevante? A ADC tem mesmo causa petendi aberta? O STF, nesse caso, estaria confirmando a constitucionalidade de uma lei federal não apenas diante do dispositivo constitucional que ensejou a controvérsia, mas diante de todos os dispositivos constitucionais que não foram sequer discutidos ou ao menos abordados? De que modo o entendimento do STF pela inconstitucionalidade de uma lei em controle concreto-difuso afeta os órgãos fracionários dos demais tribunais no que tange à observância da cláusula de reserva de plenário (ou órgão especial)? Estão apenas dispensados de encaminhar a questão ao plenário (ou órgão especial), caso concordem com o entendimento do STF, ou estão vinculados a este e, portanto, impedidos de divergir?

Este livro pretende justamente trazer essas questões polêmicas, complementando a análise do sistema brasileiro de controle de constitucionalidade.

AUTOR(ES)

FÁBIO CARVALHO LEITE    

Doutor em Direito Público pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ. Mestre em Direito Constitucional e Teoria do Estado e Graduado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – PUC Rio. Coordenador de Direito Constitucional e da área de ênfase em Estado e Sociedade do Curso de Graduação em Direito e Assessor Jurídico Adjunto da Reitoria da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – PUC Rio. Autor das provas de Direito Constitucional do Exame Nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (2010-2013) e dos concursos públicos realizados pela Cesgranrio (BNDES, Petrobras, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil etc. – 2008-2012). Autor do livro Estado e Religião – A Liberdade Religiosa no Brasil, Juruá Editora, 2014, e de diversos artigos sobre os temas liberdade religiosa, liberdade de expressão e jurisdição constitucional.

SUMÁRIO

1 ADI E ADC, E A AMBIVALÊNCIA POSSÍVEL: UMA PROPOSTA (REVISTA)

1.1 Introdução

1.2 O Sistema Brasileiro de Controle de Constitucionalidade

1.3 Do Controle Difuso à Ação Direta de Inconstitucionalidade: Alguns Pontos Importantes Desta Trajetória

1.4 A Ação Direta de Inconstitucionalidade à Ação Declaratória de Constitucionalidade

1.5 A Ambivalência Possível da ADI e da ADC: uma Proposta

1.6 Conclusão

1.7 Referências

2 AÇÃO DECLARATÓRIA DE CONSTITUCIONALIDADE: EXPECTATIVA, REALIDADE E ALGUMAS PROPOSTAS

2.1 Introdução

2.2 O que a ADC é

2.3 O Que a ADC tem Sido

2.4 O Que a ADC Deveria Ser

2.5 Conclusão

2.6 Referências

3 A CLÁUSULA DE RESERVA DE PLENÁRIO NA VISÃO DOS TRIBUNAIS DE JUSTIÇA

3.1 Introdução

3.2 Considerações sobre a Cláusula de Reserva de Plenário

3.3 A Cláusula de Reserva de Plenário na Visão dos Tribunais

3.4 Análises e Conclusões

3.5 Referências

4 PELO FIM DA "CLÁUSULA DE RESERVA DE PLENÁRIO"

4.1 Introdução

4.2 Da Cláusula de Reserva de Plenário à Cláusula de Reserva de Órgão Especial

4.3 O Que o Órgão Especial Tem de (Tão) Especial?

4.4 Quem Tem Medo dos Órgãos Fracionários?

4.5 Jurisdição Constitucional: Entre a Interpretação Jurídica e o Controle de Constitucionalidade

4.6 Propostas

4.7 Referências

5 REVOGAÇÃO, INCONSTITUCIONALIDADE E A IMPORTÂNCIA RELATIVA DAS COISAS NO CONTROLE ABSTRATO DE DIREITO PRÉ-CONSTITUCIONAL: ARGUMENTOS EM FAVOR DA REVISÃO DE UM PRECEDENTE (ADI 2)

5.1 Introdução

5.2 Decisão na ADI 2: Uma Análise Crítica de seus Fundamentos

5.3 Argumentos em Favor da Revisão do Precedente

5.4 Conclusão

5.5 Referências

6 O PAPEL DO ADVOGADO-GERAL DA UNIÃO NO CONTROLE ABSTRATO DE CONSTITUCIONALIDADE: CURADOR DA LEI, ADVOGADO PÚBLICO OU PARECERISTA?

6.1 Introdução

6.2 O AGU na Ação Direta de Inconstitucionalidade: Primeiras Impressões

6.3 O art. 103, § 3° no Processo Constituinte: Revelações e Perplexidades

6.4 A Função do AGU Reexaminada pelo STF: Curador, Advogado Público ou Parecerista?

6.5 O AGU e o Direito de Manifestação

6.6 Conclusão: Duas Propostas para Um Propósito

6.7 Referências

ÍNDICE ALFABÉTICO

A

  • Ação declaratória de constitucionalidade: expectativa, realidade e algumas propostas
  • Ação declaratória de constitucionalidade: expectativa, realidade e algumas propostas. Conclusão
  • Ação declaratória de constitucionalidade: expectativa, realidade e algumas propostas. Introdução
  • Ação declaratória de constitucionalidade: expectativa, realidade e algumas propostas. Referências
  • Ação direta de inconstitucionalidade à ação declaratória de constitucionalidade
  • ADC. O que a ADC deveria ser
  • ADC. O que a ADC é
  • ADC. O que a ADC tem sido
  • ADI e ADC, e a ambivalência possível: uma proposta (revista)
  • ADI e ADC, e a ambivalência possível: uma proposta (revista). Introdução
  • ADI e ADC, e a ambivalência possível: uma proposta (revista). Conclusão
  • ADI e ADC, e a ambivalência possível: uma proposta (revista). Referências
  • ADI e ADC. Ambivalência possível da ADI e da ADC: uma proposta
  • ADI. AGU na Ação Direta de Inconstitucionalidade: primeiras impressões
  • ADI. Controle difuso à ação direta de inconstitucionalidade: alguns pontos importantes desta trajetória
  • ADI. Decisão na ADI 2: uma análise crítica de seus fundamentos
  • ADI. Revogação, inconstitucionalidade e a importância relativa das coisas no controle abstrato de direito pré-constitucional: argumentos em favor da revisão de um precedente (ADI 2)
  • Advogado público. Curador da Lei. Papel do Advogado-Geral da União no controle abstrato de constitucionalidade: curador da lei, advogado público ou parecerista?
  • Advogado público. Função do AGU reexaminada pelo STF: curador, advogado público ou parecerista?
  • Advogado-Geral da União. Papel do Advogado-Geral da União no controle abstrato de constitucionalidade: curador da lei, advogado público ou parecerista?
  • AGU e o Direito de Manifestação
  • AGU na Ação Direta de Inconstitucionalidade: primeiras impressões
  • AGU. Função do AGU reexaminada pelo STF: curador, advogado público ou parecerista?

C

  • Cláusula de reserva de plenário à cláusula de reserva de órgão especial
  • Cláusula de reserva de plenário na visão dos Tribunais de Justiça
  • Cláusula de reserva de plenário na visão dos Tribunais de Justiça. Introdução
  • Cláusula de reserva de plenário na visão dos tribunais
  • Cláusula de reserva de plenário. Análises e conclusões
  • Cláusula de reserva de plenário. Considerações
  • Cláusula de reserva de plenário. Pelo fim da "cláusula de reserva de plenário"
  • Cláusula de reserva de plenário. Pelo fim da "cláusula de reserva de plenário". Introdução
  • Cláusula de reserva de plenário. Pelo fim da "cláusula de reserva de plenário". Propostas
  • Cláusula de reserva de plenário. Pelo fim da "cláusula de reserva de plenário". Referências
  • Cláusula de reserva de plenário. Referências
  • Conclusão: duas propostas para um propósito
  • Constitucional. Jurisdição constitucional: entre a interpretação jurídica e o controle de constitucionalidade
  • Constitucionalidade. Ação direta de inconstitucionalidade à ação declaratória de constitucionalidade
  • Constitucionalidade. ADI e ADC, e a ambivalência possível: uma proposta (revista)
  • Constitucionalidade. Controle difuso à ação direta de inconstitucionalidade: alguns pontos importantes desta trajetória
  • Constitucionalidade. Revogação, inconstitucionalidade e a importância relativa das coisas no controle abstrato de direito pré-constitucional: argumentos em favor da revisão de um precedente (ADI 2)
  • Constituição Federal. O art. 103, § 3° no processo constituinte: revelações e perplexidades
  • Controle abastrato. Revogação, inconstitucionalidade e a importância relativa das coisas no controle abstrato de direito pré-constitucional: argumentos em favor da revisão de um precedente (ADI 2)
  • Controle abstrato de direito pré-constitucional. Revogação, inconstitucionalidade e a importância relativa das coisas no controle abstrato de direito pré-constitucional: argumentos em favor da revisão de um precedente (ADI 2)
  • Controle de constitucionalidade. Papel do Advogado-Geral da União no controle abstrato de constitucionalidade: curador da lei, advogado público ou parecerista?
  • Controle de constitucionalidade. Sistema Brasileiro de Controle de Constitucionalidade
  • Controle difuso à ação direta de inconstitucionalidade: alguns pontos importantes desta trajetória
  • Curador da Lei. Papel do Advogado-Geral da União no controle abstrato de constitucionalidade: curador da lei, advogado público ou parecerista?
  • Curador da Lei. Papel do Advogado-Geral da União no controle abstrato de constitucionalidade: curador da lei, advogado público ou parecerista? Introdução
  • Curador. Função do AGU reexaminada pelo STF: curador, advogado público ou parecerista?

D

  • Direito de Manifestação. AGU e o Direito de Manifestação

F

  • Função do AGU reexaminada pelo STF: curador, advogado público ou parecerista?

I

  • Interpretação jurídica. Jurisdição constitucional: entre a interpretação jurídica e o controle de constitucionalidade

J

  • Jurisdição constitucional: entre a interpretação jurídica e o controle de constitucionalidade

O

  • Órgão especial. Cláusula de reserva de plenário à cláusula de reserva de órgão especial
  • Órgão especial. O que o órgão especial tem de (tão) especial?
  • Órgão fracionário. Quem tem medo dos órgãos fracionários?

P

  • Papel do Advogado-Geral da União no controle abstrato de constitucionalidade: curador da lei, advogado público ou parecerista?
  • Parecerista. Curador da Lei. Papel do Advogado-Geral da União no controle abstrato de constitucionalidade: curador da lei, advogado público ou parecerista?
  • Parecerista. Função do AGU reexaminada pelo STF: curador, advogado público ou parecerista?
  • Precedente. Argumentos em favor da revisão do precedente
  • Precedente. Revogação, inconstitucionalidade e a importância relativa das coisas no controle abstrato de direito pré-constitucional: argumentos em favor da revisão de um precedente (ADI 2)

R

  • Referências
  • Reserva de plenário. Cláusula de reserva de plenário na visão dos Tribunais de Justiça
  • Revogação, inconstitucionalidade e a importância relativa das coisas no controle abstrato de direito pré-constitucional: argumentos em favor da revisão de um precedente (ADI 2)
  • Revogação, inconstitucionalidade e a importância relativa das coisas no controle abstrato de direito pré-constitucional: argumentos em favor da revisão de um precedente (ADI 2). Introdução
  • Revogação, inconstitucionalidade e a importância relativa das coisas no controle abstrato de direito pré-constitucional: argumentos em favor da revisão de um precedente (ADI 2). Conclusão
  • Revogação, inconstitucionalidade e a importância relativa das coisas no controle abstrato de direito pré-constitucional: argumentos em favor da revisão de um precedente (ADI 2). Referências

S

  • Sistema Brasileiro de Controle de Constitucionalidade
  • STF. ADI e ADC, e a ambivalência possível: uma proposta (revista)

T

  • Tribunal de Justiça. Cláusula de reserva de plenário na visão dos Tribunais de Justiça
INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: