Menina-Espelho, A - Lugar de Encontro dos Pais - Coleção A Quem Pertence uma Criança?

Marlene Iucksch

Versão impressa

de R$ 89,90*
por R$ 80,91em 3x de R$ 26,97Adicionar ao carrinho

Versão digital

Disponível para:AndroidiOS
de R$ 64,70*
por R$ 58,23em 2x de R$ 29,12Adicionar ao carrinho

* Desconto não cumulativo com outras promoções, incluindo P.A.P. e Cliente Fiel

Ficha técnica

Autor(es): Marlene Iucksch

ISBN v. impressa: 978853626101-0

ISBN v. digital: 978853626133-1

Acabamento: Brochura

Formato: 15,0x21,0 cm

Peso: 327grs.

Número de páginas: 264

Publicado em: 18/08/2016

Área(s): Psicologia - Família e Adoção

Versão Digital (eBook)

Para leitura em aplicativo exclusivo da Juruá Editora para Smartphones e Tablets rodando iOS e Android. Não compatível KINDLE, LEV, KOBO e outros e-Readers.

Disponível para as plataformas:

  • AndroidAndroid 4 ou posterior
  • iOSiOS 7 ou posterior

Em computadores a leitura é apenas online e sem recursos de favoritos e anotações;
Não permite a impressão e cópia do conteúdo.

Compra apenas via site da Juruá Editora.

Sinopse

Esta obra retraça o percurso da menina Juliette no sistema de proteção à infância na França. Levando em conta a equivalência do direito dos pais e direitos da criança, confrontados à situação de perigo para Juliette, ao grave sofrimento psíquico do pai, à “patologia relacional” dos pais, as instâncias judiciárias se embaraçam.

A autora, psicóloga num serviço mandatado pelo Tribunal das Crianças de Paris, relata o trabalho realizado com a criança e seus pais, durante cerca de cinco anos, em equipe multidisci­plinar. Será obrigada a inventar cada etapa da sua intervenção, postulando hipóteses, orientando a sua posição clínica, num contexto institucional codificado pela justiça. Será necessário ouvir a criança e ajudá-la a entender os riscos, as ardilezas em que se encontra, o teatro em que atuam seus pais e ela mesma, relevando os efeitos da sua singularidade subjetiva. Trata-se de um relato vivo sobre os acontecimentos que se acumulam, uma discussão de caso clínico e reflexão sobre o universo institucional que abrigou esse trabalho na encruzilhada do educativo, do jurídico e da psicanálise. O caso escolhido para este livro retrata também uma problemática bastante atual nas sociedades modernas: multiplicidade de vínculos familiares, separações e conflitos, além das questões próprias à sexualidade da criança e do adolescente.

Este livro é direcionado para estudantes e pesquisadores em diferentes áreas: juristas (magistrados, promotores), assistentes sociais, clínicos (psiquiatras, psicólogos, psicanalistas), peda­gogos, professores, educadores, sociólogos, antropólogos, con­selheiros tutelares, diretores de instituições e responsáveis por programas e projetos na área da família, infância e adolescência.


COLEÇÃO A QUEM PERTENCE UMA CRIANÇA?

A criança da sociedade moder­na ocidental ocupa o lugar que antes era dedicado ao casal. A estabilidade até então esperada nos laços conjugais desloca- -se sobre os vínculos de filiação. Tanto o homem quanto a mulher reivindicam seu filho, sua filha para si, de maneira ir­revocável, imprescritível. Repre­sentaria a criança o único vín­culo definitivo, aquilo que não se perde?

À criança almejada, objeto de disputas, de amor infinito, nun­ca suficientemente outorgado, corresponde outra criança, em busca de ser acolhida e reconhecida no desejo dos pais, no lugar legítimo que a sociedade lhe deve.

A coleção “A quem pertence uma criança?” procura levar ao público profissional, obras de outros profissionais de diferentes áreas, bem como univer­sitários e pesquisadores, que trabalham nas múltiplas faces dessas discussões fundamentais de nossa época.

A coleção inscreve-se num pro­jeto à dimensão internacional, apoiada na ética da psicanálise, aberta a outros campos dis­ciplinares para assim melhor aproximar as questões próprias aos vínculos entre pais e filhos.

Autor(es)

MARLENE IUCKSCH
Psicóloga e Psicanalista. Es­pecialista em Psicologia Clínica e Relações Familiares pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ e Universidade Paris 5, França. Psicóloga atuante na área clínica e na rede psiquiátrica do Brasil (RJ) e da França. Desde 1992 atua enquanto Psicóloga em serviço con­vencionado com o Tribunal das Crianças de Paris, França. Professora na Graduação de Serviço Social, Educadores Especializados e Educadores da Primeira Infância no Institut de Formation en Travail Social – Hôpital Pitié Salpêtrière e Centre de Formation St. Honoré, Paris, França. Formadora de profissionais para a proteção à infância no Brasil (Rio de Janeiro, São Paulo e Campi­nas) e na França. Membro da Association Lacanienne Internationale.

Sumário

Introdução, p. 31

PRIMEIRA PARTE - O Pai, p. 41

Primeira hipótese: "É preciso trabalhar com o pai", p. 43

A origem dos problemas, p. 47

Ao encontro dos enigmas, p. 51

Avaliação do problema, p. 55

Singularidade da psicóloga na medida educativa, p. 59

Nota ao Tribunal das Crianças, p. 63

Abusos sexuais - a criança exposta à certeza do adulto, p. 65

A circulação do erotismo, p. 75

Final do primeiro mandato - a avaliação da primeira hipótese, p. 79

A fragilidade das decisões de Justiça ou a arte de caminhar em areia movediça - Segunda hipótese: o trabalho com o pai e a filha, p. 85

As verdades de Juliette, p. 87

O apelo do pai à "Justiça Suprema", p. 91

A recusa do sofrimento psíquico, p. 93

Gozar do corpo da criança ou gozar da criança pela posse do corpo?, p. 95

O (des)casal de pais, p. 99

A escuta do pai e da filha, p. 101

Como assegurar à Juliette a escuta da sua própria palavra?, p. 107

Episódio "escola" - um outro palco, o teatro surrealista dos pais, p. 109

O preço da alienação da criança ao discurso paterno, p. 111

Entre o pai e a filha - como situar minha própria palavra?, p. 113

O "direito" ao rapto, p. 115

SEGUNDA PARTE - A Filha, p. 119

Juliette, primeiro encontro, p. 121

Três semanas mais tarde - segundo encontro com Juliette, p. 125

Vingança e contravingança, p. 129

"Quem é o dono de Juliette?", p. 131

A impotência da palavra diante da onipotência do outro, p. 133

Decisões de justiça - paradoxos e contradições, p. 135

Uma questão insiste: "Qual é o trabalho possível com o pai?", p. 137

No teatro da justiça - "Eu sou a juíza", p. 139

Entre o Juiz de Assuntos Familiares e o Juiz do Tribunal das Crianças - Domicílio alternado - o peso e o preço da igualdade, p. 143

Mais uma decisão que não se inscrevia, p. 149

Juliette e seus bebês tirânicos (cena 1), p. 151

Proteção à infância ou social prestador de serviços?, p. 153

Juliette e seus bebês tirânicos (cena 2), p. 157

Mudança de rumos?, p. 161

"Eles estão perdidos", p. 165

Por enquanto, a roda da fortuna, p. 167

"É verdade, o papai não mente!", p. 169

Entre duas princesas, p. 171

Vertigem na Roda da Fortuna, p. 177

Avaliação de um ano de residência alternada, p. 181

A decisão da juíza "Rocha", p. 183

A criança privada do pai, p. 185

A decisão da "juíza Rocha"- três meses mais tarde, p. 189

A arquitetura do castelo e a roda dos contos de fada, p. 191

Dois porquinhos e Chapeuzinho Vermelho, p. 201

O rapto consentido da princesa, p. 205

O que não cessa de não se escrever (I), p. 207

Da aceitação à revolta, p. 209

Um ano de separação pai-filha: o começo do fim do trabalho, p. 213

Ou apenas o recomeço?, p. 215

Juliette na cena da sedução, p. 217

TERCEIRA PARTE - A Mãe, p. 219

Mãe e filha, o preço da simetria, p. 221

Desconhecendo-se, p. 223

Esboço de parcialidade?, p. 225

Mãe e filha, mudança de posições, p. 227

O que não cessa de não se escrever (II), p. 231

Dois porquinhos e Chapeuzinho Vermelho (cena 2), p. 233

Convite ao dispositivo escópico?, p. 235

Au revoir, p. 241

Conclusão, p. 243

Après-coup, p. 255

Referências, p. 257

Índice alfabético

A

  • A fragilidade das decisões de Justiça ou a arte de caminhar em areia mo-vediça. Segunda hipótese: o trabalho com o pai e a filha, p. 85
  • Abusos sexuais. A criança exposta à certeza do adulto, p. 65
  • Aceitação à revolta, p. 209
  • Acompanhamento. Por enquanto, a roda da fortuna, p. 167
  • Acompanhamento. "Eles estão perdidos", p. 165
  • Alienação. Preço da alienação da criança ao discurso paterno, p. 111
  • Apelo do pai à "Justiça Suprema", p. 91
  • Après-coup, p. 255
  • Au revoir, p. 241
  • Avaliação de um ano de residência alternada, p. 181

C

  • Casamento. O (des)casal de pais, p. 99
  • Circulação do erotismo, p. 75
  • Comportamento. A arquitetura do castelo e a roda dos contos de fada, p. 191
  • Comportamento. Convite ao dispositivo escópico?, p. 235
  • Comportamento. Dois porquinhos e Chapeuzinho Vermelho, p. 201
  • Comportamento. Dois porquinhos e Chapeuzinho Vermelho (cena 2), p. 233
  • Comportamento. Entre duas princesas, p. 171
  • Comportamento. O que não cessa de não se escrever (I), p. 207
  • Comportamento. O que não cessa de não se escrever (II), p. 231
  • Comportamento. O rapto consentido da princesa, p. 205
  • Conclusão, p. 243
  • Conhecimento. Desconhecendo-se, p. 223
  • Contradição. Decisões de justiça. Paradoxos e contradições, p. 135
  • Contravingança. Vingança e contravingança, p. 129
  • Corpo. Gozar do corpo da criança ou gozar da criança pela posse do cor-po?, p. 95
  • Criança privada do pai, p. 185
  • Criança. Gozar do corpo da criança ou gozar da criança pela posse do corpo?, p. 95
  • Criança. Preço da alienação da criança ao discurso paterno, p. 111

D

  • Decisões de justiça. Paradoxos e contradições, p. 135
  • Discurso paterno. Preço da alienação da criança ao discurso paterno, p. 111
  • Domicílio alternado. Avaliação de um ano de residência alternada, p. 181
  • Domicílio alternado. Entre o Juiz de Assuntos Familiares e o Juiz do Tri-bunal das Crianças - domicílio alternado - o peso e o preço da igualdade, p. 143

E

  • Encontro com Juliette. Três semanas mais tarde. Segundo encontro com Juliette, p. 125
  • Enigma. Ao encontro dos enigmas, p. 51
  • Entre o Juiz de Assuntos Familiares e o Juiz do Tribunal das Crianças - domicílio alternado - o peso e o preço da igualdade, p. 143
  • Entre o pai e a filha. Como situar minha própria palavra?, p. 113
  • Erotismo. Circulação do erotismo, p. 75
  • Escola. Episódio "escola" - um outro palco, o teatro surrealista dos pais, p. 109
  • Escuta do pai e da filha, p. 101
  • Escuta. Como assegurar à Juliette a escuta da sua própria palavra?, p. 107
  • Exposição da criança. Abusos sexuais. A criança exposta à certeza do adulto, p. 65

F

  • Família. Entre o Juiz de Assuntos Familiares e o Juiz do Tribunal das Cri-anças - domicílio alternado - o peso e o preço da igualdade, p. 143
  • Filha. A fragilidade das decisões de Justiça ou a arte de caminhar em areia movediça. Segunda hipótese: o trabalho com o pai e a filha, p. 85
  • Filha. Escuta do pai e da filha, p. 101
  • Filha. Mãe e filha, mudança de posições, p. 227
  • Filha. Mãe e filha, o preço da simetria, p. 221
  • Filha. Segunda parte - A Filha, p. 119
  • Final do primeiro mandato. A avaliação da primeira hipótese, p. 79
  • Fragilidade das decisões de Justiça ou a arte de caminhar em areia move-diça. Segunda hipótese: o trabalho com o pai e a filha, p. 85

G

  • Gozar do corpo da criança ou gozar da criança pela posse do corpo?, p. 95

I

  • Igualdade. Entre o Juiz de Assuntos Familiares e o Juiz do Tribunal das Crianças - domicílio alternado - o peso e o preço da igualdade, p. 143
  • Impotência da palavra diante da onipotência do outro, p. 133
  • Infância. Proteção à infância ou social prestador de serviços?, p. 153
  • Introdução, p. 31

J

  • Juliette e seus bebês tirânicos (cena 1), p. 151
  • Juliette e seus bebês tirânicos (cena 2), p. 157
  • Juliette na cena da sedução, p. 217
  • Juliette, primeiro encontro, p. 121
  • Juliette. Verdades de Juliette, p. 87
  • Juliette. "Quem é o dono de Juliette?", p. 131
  • Justiça. A decisão da juíza "Rocha", p. 183
  • Justiça. A decisão da "juíza Rocha" - três meses mais tarde, p. 189
  • Justiça. A fragilidade das decisões de Justiça ou a arte de caminhar em areia movediça. Segunda hipótese: o trabalho com o pai e a filha, p. 85
  • Justiça. Decisões de justiça. Paradoxos e contradições, p. 135
  • Justiça. Mais uma decisão que não se inscrevia, p. 149
  • Justiça. No teatro da justiça - "Eu sou a juíza", p. 139
  • "Justiça Suprema". Apelo do pai à "Justiça Suprema", p. 91

M

  • Mãe e filha, mudança de posições, p. 227
  • Mãe e filha, o preço da simetria, p. 221
  • Mãe. Terceira parte - A Mãe, p. 219
  • Mandato. Final do primeiro mandato. A avaliação da primeira hipótese, p. 79
  • Medida educativa. Singularidade da psicóloga na medida educativa, p. 59

N

  • Nota ao Tribunal das Crianças, p. 63

O

  • Onipotência do outro. Impotência da palavra diante da onipotência do outro, p. 133

P

  • Pai. A fragilidade das decisões de Justiça ou a arte de caminhar em areia movediça. Segunda hipótese: o trabalho com o pai e a filha, p. 85
  • Pai. Apelo do pai à "Justiça Suprema", p. 91
  • Pai. Escuta do pai e da filha, p. 101
  • Pai. Primeira hipótese: "É preciso trabalhar com o pai", p. 43
  • Pai. Primeira parte - O Pai, p. 41
  • Pai. Uma questão insiste: "Qual é o trabalho possível com o pai?", p. 137
  • Pai. "É verdade, o papai não mente!", p. 169
  • Palavra. Impotência da palavra diante da onipotência do outro, p. 133
  • Paradoxo. Decisões de justiça. Paradoxos e contradições, p. 135
  • Parcialidade. Esboço de parcialidade?, p. 225
  • Preço da alienação da criança ao discurso paterno, p. 111
  • Primeira parte - O Pai, p. 41
  • Problema. Avaliação do problema, p. 55
  • Problemas. A origem dos problemas, p. 47
  • Proteção à infância ou social prestador de serviços?, p. 153
  • Psicóloga. Singularidade da psicóloga na medida educativa, p. 59

R

  • Rapto. O "direito" ao rapto, p. 115
  • Recomeço. Ou apenas o recomeço?, p. 215
  • Recusa do sofrimento psíquico, p. 93
  • Referências, p. 257
  • Revolta. Aceitação à revolta, p. 209
  • Rumo. Mudança de rumos?, p. 161

S

  • Sedução. Juliette na cena da sedução, p. 217
  • Segunda parte - A Filha, p. 119
  • Separação. Um ano de separação pai-filha: o começo do fim do trabalho, p. 213
  • Simetria. Mãe e filha, o preço da simetria, p. 221
  • Singularidade da psicóloga na medida educativa, p. 59
  • Sofrimento psíquico. Recusa do sofrimento psíquico, p. 93

T

  • Terceira parte - A Mãe, p. 219
  • Tribunal das Crianças. Entre o Juiz de Assuntos Familiares e o Juiz do Tribunal das Crianças - domicílio alternado - o peso e o preço da igualdade, p. 143
  • Tribunal das Crianças. Nota ao Tribunal das Crianças, p. 63

V

  • Verdades de Juliette, p. 87
  • Vertigem na roda da fortuna, p. 177
  • Vingança e contravingança, p. 129

Vídeo

Recomendações

Capa do livro: Estrelinha Distraída, A, Hália Pauliv de Souza e Renata Pauliv de Souza

Estrelinha Distraída, A

 Hália Pauliv de Souza e Renata Pauliv de SouzaISBN: 853620391-9Páginas: 32Publicado em: 23/04/2003

Versão impressa

de R$ 24,70* porR$ 22,23 Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Dores da Adoção, As, Luiz Schettini Filho

Dores da Adoção, As

 Luiz Schettini FilhoISBN: 978853626849-1Páginas: 80Publicado em: 23/05/2017

Versão impressa

de R$ 29,90* porR$ 26,91 Adicionar ao
carrinho

Versão digital

de R$ 19,90* porR$ 17,91 Adicionar eBook
ao carrinho
Capa do livro: Filho por Adoção, O, Lidia Weber - Ilustrações: Ademir da Paixão

Filho por Adoção, O

2ª Edição - Revista e AtualizadaLidia Weber - Ilustrações: Ademir da PaixãoISBN: 978853626492-9Páginas: 28Publicado em: 12/11/2018

Versão impressa

de R$ 29,90* porR$ 26,91 Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Pais e Mães Recasados, Laura Cristina Eiras Coelho Soares

Pais e Mães Recasados

 Laura Cristina Eiras Coelho SoaresISBN: 978853625186-8Páginas: 178Publicado em: 11/06/2015

Versão impressa

de R$ 54,70* porR$ 49,23 Adicionar ao
carrinho

Versão digital

de R$ 39,90* porR$ 35,91 Adicionar eBook
ao carrinho