Assédio Moral - Gestão por Humilhação - Prefácios de Giovanni Alves e Ricardo Antunes

Roberto Heloani e Margarida Barreto

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 30,00

Versão impressa

Versão digital

Disponível para:AndroidiOSWindows Phone

Ficha técnica

Autor(es): Roberto Heloani e Margarida Barreto

ISBN v. impressa: 978853627868-1

ISBN v. digital: 978853627903-9

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 200

Publicado em: 25/04/2018

Área(s): Psicologia - Organizacional e do Trabalho

Versão Digital (e-Book)

Para leitura em aplicativo exclusivo da Juruá Editora para Smartphones e Tablets rodando iOS, Android ou Windows Phone. Não compatível KINDLE, LEV, KOBO e outros e-Readers.

Disponível para as plataformas:

  • AndroidAndroid 4 ou posterior
  • iOSiOS 7 ou posterior
  • Windows PhoneWindows Phone 8 ou posterior

Em computadores a leitura é apenas online e sem recursos de favoritos e anotações;
Não permite a impressão e cópia do conteúdo.

Compra apenas via site da Juruá Editora.

Sinopse

Roberto Heloani e Margarida Barreto, é preciso enfatizar, têm sido incansáveis pesquisadores na caracterização desta tragédia, no desenho de seu diagnóstico, na demonstração de seus tantos aspectos nefastos, antissociais, verdadeira­mente anti-humanos. Neste novo e contundente livro, os autores demonstram como o uso recorrente dos assédios vem efetivamente se convertendo em eficaz estratégia de gestão.

Escrito de modo claro e contundente, o universo visitado pelo livro é de grande amplitude, com ricas informações sobre as experiências internacionais e tam­bém sobre o caso brasileiro. Seu temário dá ideia de sua abrangência: a violência presente nos assédios, seu tratamento judicial; suas práticas na administração, na intensificação do trabalho; seus elementos causais, seus riscos psicossociais, sua história, suas expressões em diferentes países e continentes; as similitudes, aproximações e diferenciações entre mobbing, bullying, assédio; suas dimensões de gênero; as culpabilizações e os direitos; a justiça, as responsabilidades, todos estes pontos são tratados de maneira clara e crítica.

Temos, portanto, uma excelente radiografia crítica. Os estudiosos em geral, os administradores em particular, todos e todas que vivenciam em seu cotidiano essa pragmática nefasta, encontrarão nas páginas que seguem uma análise densa e qualificada deste complexo social que avassala o mundo do trabalho de nosso tempo.

As perguntas e as respostas de Roberto Heloani e Margarida Barreto fogem de qualquer tipo de tergiversação. A força de sua síntese fala por si só: “Nossa so­ciedade atualmente não só flexibiliza a produção e os serviços como também acaba por flexibilizar os valores morais (...). Estes passam a ser relativizados e indevidamente apropriados (...). Dessa forma, cada vez mais o que era sagrado se torna profano, enquanto o que era profano se torna sagrado, de acordo com uma lógica perversa que inverte e permite que se utilize qualquer meio para que se obtenha o sucesso a qualquer custo”.

Por tudo isso, Assédio Moral: Gestão por Humilhação não poderia ser mais atual.


Texto extraído e adaptado do prefácio contido nesta obra, de autoria do Dr. Ricardo Antunes, Professor Titular de Sociologia no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UNICAMP.

Autor(es)

ROBERTO HELOANI

Pós-Doutorado em Comunicação pela Universidade de São Paulo – USP. Doutor em Psicologia So­cial pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP. Mestre em Administração pela Fundação Getulio Vargas – FGV/ SP. Graduou-se em Direito pela Universidade de São Paulo – USP, e em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Pau­lo – PUC-SP. Por 22 anos foi pro­fessor no Departamento de Fun­damentos Sociais e Jurídicos, na Fundação Getulio Vargas – FGV/ SP. Professor Titular na Faculdade de Educação e no Doutorado em Ciências Sociais do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, na Universidade Estadual de Campi­nas – UNICAMP. Conveniado junto à Université Paris-X-Nanterre, Laboratoire Genre, Travail et Mobilités (GTM). Livre-Docente em Teoria das Organizações na Universidade Estadual de Campi­nas – UNICAMP. Pesquisador na área de Assédio Moral/Sexual e Ética Laboral. Membro-fundador do site www.assediomoral.gov

MARGARIDA BARRETO

Médica do Trabalho e Doutora em Psicologia Social pela Pontifícia Uni­versidade Católica de São Paulo – PUC-SP. Coordenadora da Rede Nacional de combate ao Assédio Laboral e outras manifestações de violência. Professora convi­dada do Curso de Especialização em Medicina do Trabalho da Faculdade de Ciências Médi­cas da Santa Casa de São Paulo. Membro-fundadora do site www.assediomoral.gov

Sumário

Questões a serem cogitadas, p. 23

Violência: aspectos conceituais e seu caráter social, p. 27

Faces da Violência, p. 30

"Novas" formas de administrar o trabalho: mais com menos, p. 33

Tendências e discussões no âmbito da justiça, p. 35

Fatores psicossociais na organização: os novos riscos, p. 37

A) Indicadores organizativos e/ou culturais, p. 38

B) Indicadores organizacionais - intensificação do trabalho, p. 38

C) Indicadores organizacionais - avaliação individualizada, p. 39

As particularidades dos riscos não visíveis, p. 41

Causalidade do assédio laboral: riscos psicossocias, p. 43

O assédio moral não tem essência. Tem história, p. 45

Significados do assédio laboral em diferentes continentes, p. 49

Mobbing, bullying, assédio: o que têm em comum?, p. 55

O estudo do assédio laboral em nosso país, p. 61

A) Deterioração proposital das condições de trabalho, p. 62

B) Isolamento e recusa de comunicação, p. 63

C) Atentado contra a dignidade, p. 63

D) Violência verbal, física ou sexual, p. 63

Atos de violência e assédio laboral, p. 67

Emoções, doenças e suicídio, p. 75

Gênero e preconceitos, p. 85

Analisar o processo produtivo, antes de culpabilizar pessoas, p. 89

Saberes e competências nos diferentes países: aspectos legais, p. 91

Os desafios da legislação brasileira, p. 99

Sobre o estado da arte no Brasil: estudos e pesquisas, p. 107

O assédio laboral enquanto constelação de danos morais, p. 109

Da reparação e competência, p. 117

Da responsabilidade civil, p. 121

A reforma trabalhista no Brasil aprovada pela Lei 13.467, de 13.07.2017, p. 125

Proteção e direitos: a quem recorrer?, p. 131

Ocorrem atos de violência na fase de seleção de pessoal?, p. 133

Ações preventivas: há muito por fazer, p. 141

Outras faces da violência na sociedade: sexo, corpo e poder, p. 147

Assédio sexual no tempo e espaços sociais: o conceito, p. 151

Assédio sexual para a Justiça, p. 155

O assédio sexual nos diferentes continentes, p. 163

Assédio: onus probandi, p. 169

Assédio moral e bullying: falamos do mesmo?, p. 173

Bullying: condutas a serem observadas, p. 181

Algumas palavras finais, p. 187

Referências, p. 189

Índice alfabético

A

  • Ações preventivas: há muito por fazer, p. 141
  • Algumas palavras finais, p. 187
  • Analisar o processo produtivo, antes de culpabilizar pessoas, p. 89
  • Assédio laboral enquanto constelação de danos morais, p. 109
  • Assédio laboral. Atos de violência e assédio laboral, p. 67
  • Assédio laboral. Causalidade do assédio laboral: riscos psicossociais, p. 43
  • Assédio laboral. Estudo do assédio laboral em nosso país, p. 61
  • Assédio laboral. Significados do assédio laboral em diferentes continentes, p. 49
  • Assedio moral e bullying: falamos do mesmo?, p. 173
  • Assédio moral não tem essência. Tem história, p. 45
  • Assédio moral. Questões a serem cogitadas, p. 23
  • Assédio sexual no tempo e espaços sociais: o conceito, p. 151
  • Assédio sexual nos diferentes continentes, p. 163
  • Assédio sexual para a justiça, p. 155
  • Assédio. Saberes e competências nos diferentes países: aspectos legais, p. 91
  • Assédio. Mobbing, bullying, assédio: o que têm em comum?, p. 55
  • Assédio: onus probandi, p. 169
  • Atentado contra a dignidade, p. 63
  • Atos de violência e assédio laboral, p. 67
  • Avaliação individualizada. Indicadores organizacionais - avaliação individualizada, p. 39

B

  • Bullying. Assedio moral e bullying: falamos do mesmo?, p. 173
  • Bullying. Mobbing, bullying, assédio: o que têm em comum?, p. 55
  • Bullying: condutas a serem observadas, p. 181

C

  • Caráter social. Violência: aspectos conceituais e seu caráter social, p. 27
  • Causalidade do assédio laboral: riscos psicossociais, p. 43
  • Competência. Reparação e competência, p. 117
  • Comunicação. Isolamento e recusa de comunicação, p. 63
  • Conceito. Violência: aspectos conceituais e seu caráter social, p. 27
  • Culpa. Analisar o processo produtivo, antes de culpabilizar pessoas, p. 89
  • Cultura. Indicadores organizativos e/ou culturais, p. 38

D

  • Dano moral. Assédio laboral enquanto constelação de danos morais, p. 109
  • Desafios da legislação brasileira, p. 99
  • Deterioração proposital das condições de trabalho, p. 62
  • Dignidade. Atentado contra a dignidade, p. 63
  • Direito internacional. Saberes e competências nos diferentes países: aspectos legais, p. 91
  • Direitos. Proteção e direitos: a quem recorrer?, p. 131
  • Doença. Emoções, doenças e suicídio, p. 75

E

  • Emoções, doenças e suicídio, p. 75
  • Espaço social. Assédio sexual no tempo e espaços sociais: o conceito, p. 151
  • Estado da arte. Sobre o estado da arte no Brasil: estudos e pesquisas, p. 107
  • Estudo do assédio laboral em nosso país, p. 61

F

  • Faces da violência, p. 30
  • Fatores psicossociais na organização: os novos riscos, p. 37

G

  • Gênero e preconceitos, p. 85

I

  • Indicadores organizacionais - avaliação individualizada, p. 39
  • Indicadores organizacionais - intensificação do trabalho, p. 38
  • Indicadores organizativos e/ou culturais, p. 38
  • Isolamento e recusa de comunicação, p. 63

J

  • Justiça. Assédio sexual para a justiça, p. 155
  • Justiça. Tendências e discussões no âmbito da justiça, p. 35

L

  • Legislação brasileira. Desafios, p. 99
  • Lei 13.467, de 13.07.2017. Reforma trabalhista no Brasil aprovada pela Lei 13.467, de 13.07.2017, p. 125

M

  • Mobbing, bullying, assédio: o que têm em comum?, p. 55

N

  • "Novas" formas de administrar o trabalho: mais com menos, p. 33

O

  • Onus probandi. Assédio, p. 169
  • Organização. Fatores psicossociais na organização: os novos riscos, p. 37
  • Organização. Indicadores organizacionais - avaliação individualizada, p. 39
  • Organização. Indicadores organizacionais - intensificação do trabalho, p. 38
  • Organização. Indicadores organizativos e/ou culturais, p. 38

P

  • Particularidades dos riscos não visíveis, p. 41
  • Preconceito. Gênero e preconceitos, p. 85
  • Prevenção. Ações preventivas: há muito por fazer, p. 141
  • Processo produtivo. Analisar o processo produtivo, antes de culpabilizar pessoas, p. 89
  • Proteção e direitos: a quem recorrer?, p. 131
  • Psicossocial. Fatores psicossociais na organização: os novos riscos, p. 37

R

  • Referências, p. 189
  • Reforma trabalhista no Brasil aprovada pela Lei 13.467, de 13.07.2017, p. 125
  • Reparação e competência, p. 117
  • Responsabilidade civil, p. 121
  • RH. Ocorrem atos de violência na fase de seleção de pessoal?, p. 133
  • Risco psicossocial. Causalidade do assédio laboral: riscos psicossociais, p. 43
  • Riscos. Particularidades dos riscos não visíveis, p. 41

S

  • Saberes e competências nos diferentes países: aspectos legais, p. 91
  • Seleção de candidatos. Ocorrem atos de violência na fase de seleção de pessoal?, p. 133
  • Sobre o estado da arte no Brasil: estudos e pesquisas, p. 107
  • Suicídio. Emoções, doenças e suicídio, p. 75

T

  • Tempo. Assédio sexual no tempo e espaços sociais: o conceito, p. 151
  • Tendências e discussões no âmbito da justiça, p. 35
  • Trabalho. Deterioração proposital das condições de trabalho, p. 62
  • Trabalho. Indicadores organizacionais - intensificação do trabalho, p. 38
  • Trabalho. "Novas" formas de administrar o trabalho: mais com menos, p. 33

V

  • Violência verbal, física ou sexual, p. 63
  • Violência. Atos de violência e assédio laboral, p. 67
  • Violência. Faces da violência, p. 30
  • Violência. Ocorrem atos de violência na fase de seleção de pessoal?, p. 133
  • Violência. Outras faces da violência na sociedade: sexo, corpo e poder, p. 147
  • Violência: aspectos conceituais e seu caráter social, p. 27

Recomendações

Capa do livro: Ações Coletivas e Consciência Política no Mundo do Trabalho, Márcia Prezotti Palassi

Ações Coletivas e Consciência Política no Mundo do Trabalho

 Márcia Prezotti PalassiISBN: 978853623563-9Páginas: 308Publicado em: 21/11/2011

Versão impressa

R$ 94,70Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 67,70Adicionar e-Book
ao carrinho
Capa do livro: Narcisismo nas Organizações, Carlos César Ronchi

Narcisismo nas Organizações

 Carlos César RonchiISBN: 978853626018-1Páginas: 186Publicado em: 28/07/2016

Versão impressa

R$ 67,70Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 49,90Adicionar e-Book
ao carrinho
Capa do livro: Carreiras - Novo Olhar Socioconstrucionista para um Mundo Flexibilizado, Marcelo Afonso Ribeiro

Carreiras - Novo Olhar Socioconstrucionista para um Mundo Flexibilizado

 Marcelo Afonso RibeiroISBN: 978853624886-8Páginas: 196Publicado em: 03/11/2014

Versão impressa

R$ 59,90Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 40,90Adicionar e-Book
ao carrinho
Capa do livro: Clínica Humanista-Fenomenológica do Trabalho, Shirley Macêdo Vieira de Melo

Clínica Humanista-Fenomenológica do Trabalho

 Shirley Macêdo Vieira de MeloISBN: 978853625501-9Páginas: 240Publicado em: 24/11/2015

Versão impressa

R$ 69,90Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 49,90Adicionar e-Book
ao carrinho