Responsabilidade do Gestor Público e do Advogado nas Contratações Públicas - O Dolo e a Má-Fé na Responsabilização do Advogado e do Gestor Público

Jean Colbert Dias

Versão impressa

por R$ 79,90em 3x de R$ 26,63Adicionar ao carrinho

Versão digital

Disponível para:AndroidiOS
por R$ 57,70em 2x de R$ 28,85Adicionar ao carrinho

Ficha técnica

Autor(es): Jean Colbert Dias

ISBN v. impressa: 978853629177-2

ISBN v. digital: 978853629208-3

Acabamento: Brochura

Formato: 15,0x21,0 cm

Peso: 251grs.

Número de páginas: 202

Publicado em: 15/10/2019

Área(s): Direito - Administrativo

Versão Digital (eBook)

Para leitura em aplicativo exclusivo da Juruá Editora para Smartphones e Tablets rodando iOS e Android. Não compatível KINDLE, LEV, KOBO e outros e-Readers.

Disponível para as plataformas:

  • AndroidAndroid 4 ou posterior
  • iOSiOS 7 ou posterior

Em computadores a leitura é apenas online e sem recursos de favoritos e anotações;
Não permite a impressão e cópia do conteúdo.

Compra apenas via site da Juruá Editora.

Sinopse

Este livro busca definir com clareza o papel do gestor público nas contratações públicas, bem como o papel do advogado parecerista e a delimitação da sua esfera de atuação. A inse­gurança jurídica que permeia as contratações públicas será exemplificada pelo estabelecimento de termos de parceria com as Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público – OSCIPS. Este livro aborda com profundidade o papel do ad­vogado parecerista e as hipóteses de sua responsabilização. O livro contempla uma profunda análise doutrinária e juris­prudencial acerca da possibilidade de punição do advogado parecerista e a evolução jurisprudencial sobre o tema, com uma específica deferência à corrente que enfatiza a virada hermenêutica sobre a temática, com reflexos nos âmbitos administrativo (órgãos de controle externo da Administração Pública), cível (improbidade administrativa) e criminal. O método de interpretação sistemática é utilizado como forma de uniformização da jurisprudência e o desenvolvimento de um ambiente favorável para agregar segurança jurídica ao ordenamento jurídico e delimitar corretamente as hipó­teses restritas de punição ao gestor público e ao advogado parecerista, rechaçando em relação ao advogado a possibi­lidade de criminalização da interpretação jurídica (“crime de hermenêutica”).

Autor(es)

JEAN COLBERT DIAS

Advogado. Doutorando e Mestre em Direito Empre­sarial e Cidadania pelo UNI­CURITIBA. Pós-graduado em Direito Criminal pelo UNI­CURITIBA. Pós-graduado em Direito Processual Civil e Direito Civil pelo Centro Universitário – Católica de Santa Catarina. Professor de Direito Penal e Processo Pe­nal. Ex-Procurador. Autor de livros e vários artigos científicos publicados. Sócio pro­prietário do escritório Dias & Ferreira Advogados Asso­ciados.

Sumário

INTRODUÇÃO, p. 15

1 ‒ O PAPEL DO GESTOR PÚBLICO NAS CONTRATAÇÕES PÚBLICAS DIRETAS, p. 17

1.1 OS ASPECTOS GERAIS SOBRE AS LICITAÇÕES, p. 17

1.2 A CONTRATAÇÃO DIRETA, p. 19

1.3 OS CONTORNOS GERAIS SOBRE A ATUAÇÃO DO GESTOR PÚBLICO, p. 25

1.3.1 A Imperfeição do Ato Administrativo e a Investigação de sua Origem, p. 30

1.3.2 A Discricionariedade do Gestor Público, p. 33

1.3.3 O Controle da Atuação Discricionária, p. 37

1.3.4 O Controle da Atuação Discricionária do Gestor Público e a Busca por Proteção, p. 40

2 ‒ A CONTRATAÇÃO DIRETA DE ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL DE INTERESSE PÚBLICO COMO EXEMPLO DA INSEGURANÇA JURÍDICA, p. 43

2.1 AS CONSIDERAÇÕES GERAIS SOBRE AS ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL DE INTERESSE PÚBLICO E SUA FINALIDADE, p. 43

2.2 O OBJETIVO DA PARCERIA ENTRE O PODER PÚBLICO E AS ENTIDADES DO TERCEIRO SETOR, p. 45

2.3 O VÍNCULO JURÍDICO ENTRE A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E AS ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL DE INTERESSE PÚBLICO ‒ OSCIPS, p. 47

2.4 DA INAPLICABILIDADE DA LEI 8.666/1993 NA FORMAÇÃO DO VÍNCULO JURÍDICO ENTRE A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E AS ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL DE INTERESSE PÚBLICO, p. 53

2.5 A INCIDÊNCIA DAS REGRAS DO DECRETO FEDERAL 3.100/1999, p. 62

2.6 O POSICIONAMENTO DO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, p. 64

2.7 O MÉTODO UTILIZADO PARA FUNDAMENTAR A CONTRATAÇÃO DIRETA DE ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL DE INTERESSE PÚBLICO BASEADO NO DECRETO 3.100/1999, p. 66

2.8 A IRRETROATIVIDADE DA LEI, p. 68

2.9 O TERMO DE PARCERIA FIRMADO POR DISPENSA DE LICITAÇÃO - AUSÊNCIA DE ERRO - APLICAÇÃO DA LEI DE INTRODUÇÃO ÀS NORMAS DO DIREITO BRASILEIRO, p. 70

3 ‒ A AUTONOMIA DO ADVOGADO, p. 75

3.1 A INVIOLABILIDADE DO ADVOGADO PARECERISTA - EXERCÍCIO REGULAR DE DIREITO, p. 75

3.1.1 A Jurisprudência Criminal Acerca da Imunidade Profissional, p. 78

3.2 O ADVOGADO PÚBLICO NÃO EXERCE ATOS DE GESTÃO, p. 82

3.3 O PARECER JURÍDICO NO PROCESSO LICITATÓRIO, p. 85

3.4 A FORÇA VINCULATIVA DO PARECER JURÍDICO NAS LICITAÇÕES, p. 90

3.4.1 A Extensão dos Pareceres Jurídicos nas Licitações e a Responsabilização do Advogado Perante o Tribunal de Contas da União, p. 94

3.5 A NATUREZA DO PARECER JURÍDICO EMITIDO NA LICITAÇÃO E O POSICIONAMENTO DA JURISPRUDÊNCIA, p. 100

3.6 A DELIMITAÇÃO DA RESPONSABILIZAÇÃO DO ADVOGADO PELO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, p. 106

3.7 O POSICIONAMENTO JURISPRUDENCIAL NA SEARA CÍVEL E CRIMINAL SOBRE A RESPONSABILIZAÇÃO DO ADVOGADO PARECERISTA, p. 115

3.8 A LEI DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA E A NOVA REDAÇÃO DA LEI DE INTRODUÇÃO ÀS NORMAS DO DIREITO BRASILEIRO, p. 126

3.9 A VIRADA HERMENÊUTICA, p. 129

4 ‒ A INTERPRETAÇÃO SISTEMÁTICA E A SEGURANÇA JURÍDICA, p. 147

4.1 A NECESSÁRIA INTERPRETAÇÃO SISTEMÁTICA, p. 147

4.2 A RECLAMADA SEGURANÇA JURÍDICA COMO MECANISMO DE PROTEÇÃO AO GESTOR E AO ADVOGADO PARECERISTA, p. 152

4.2.1 Os Efeitos da Insegurança Jurídica, p. 153

4.2.2 A Judicialização do Processo Administrativo, p. 156

4.3 OS LIMITES DA FORÇA VINCULANTE DAS DECISÕES DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, p. 158

4.3.1 Os Tribunais de Contas e o Relacionamento com as Orientações Gerais das Cortes Superiores, p. 165

4.4 O PROBLEMA: A FALTA DE PREVISIBILIDADE E UNIFORMIZAÇÃO ENTRE AS DECISÕES JUDICIAIS E OS POSICIONAMENTOS DOS ÓRGÃOS DE FISCALIZAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, p. 168

4.5 A EXIGIDA SEGURANÇA JURÍDICA, p. 172

4.6 A NECESSIDADE DE INSTITUIR-SE UMA UNIFORMIZAÇÃO SOBRE A RESPONSABILIDADE DO GESTOR PÚBLICO E DO ADVOGADO PARECERISTA, p. 174

CONSIDERAÇÕES FINAIS, p. 179

REFERÊNCIAS, p. 183

Índice alfabético

A

  • Administração Pública. Inaplicabilidade da Lei 8.666/1993 na formação do vínculo jurídico entre a Administração Pública e as Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público, p. 53
  • Administração Pública. Problema: a falta de previsibilidade e uniformização entre as decisões judiciais e os posicionamentos dos órgãos de fiscalização da Administração Pública, p. 168
  • Administração Pública. Vínculo jurídico entre a Administração Pública e as Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público - OSCIPS, p. 47
  • Advogado parecerista. Inviolabilidade do advogado parecerista. Exercício regular de direito, p. 75
  • Advogado parecerista. Necessidade de instituir-se uma uniformização sobre a responsabilidade do gestor público e do advogado parecerista, p. 174
  • Advogado parecerista. Reclamada segurança jurídica como mecanismo de proteção ao gestor e ao advogado parecerista, p. 152
  • Advogado público não exerce atos de gestão, p. 82
  • Advogado. Autonomia do advogado, p. 75
  • Aspectos gerais sobre as licitações, p. 17
  • Ato administrativo. Imperfeição do ato administrativo e a investigação de sua origem, p. 30
  • Atuação discricionária. Controle da atuação discricionária, p. 37
  • Autonomia do advogado, p. 75

C

  • Considerações finais, p. 179
  • Considerações gerais sobre as Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público e sua finalidade, p. 43
  • Contornos gerais sobre a atuação do gestor público, p. 25
  • Contratação direta, p. 19
  • Contratação direta de Organização da Sociedade Civil de Interesse Público como exemplo da insegurança jurídica, p. 43
  • Contratação direta. Método utilizado para fundamentar a contratação direta de Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público baseado no Decreto 3.100/1999, p. 66
  • Contratação pública direta. Papel do gestor público nas contratações públicas diretas, p. 17
  • Controle da atuação discricionária, p. 37
  • Controle da atuação discricionária do gestor público e a busca por proteção, p. 40
  • Cortes Superiores. Tribunais de Contas e o relacionamento com as orientações gerais das Cortes Superiores, p. 165

D

  • Decisão judicial. Problema: a falta de previsibilidade e uniformização entre as decisões judiciais e os posicionamentos dos órgãos de fiscalização da Administração Pública, p. 168
  • Decreto 3.100/1999. Método utilizado para fundamentar a contratação direta de Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público baseado no Decreto 3.100/1999, p. 66
  • Decreto Federal 3.100/1999. Incidência das regras, p. 62
  • Delimitação da responsabilização do advogado pelo Supremo Tribunal Federal, p. 106
  • Discricionariedade do gestor público, p. 33

E

  • Efeitos da insegurança jurídica, p. 153
  • Entidade do terceiro setor. Objetivo da parceria entre o Poder Público e as entidades do terceiro setor, p. 45
  • Exercício regular de direito. Inviolabilidade do advogado parecerista, p. 75
  • Exigida segurança jurídica, p. 172
  • Extensão dos pareceres jurídicos nas licitações e a responsabilização do advogado perante o Tribunal de Contas da União, p. 94

F

  • Fiscalização. Problema: a falta de previsibilidade e uniformização entre as decisões judiciais e os posicionamentos dos órgãos de fiscalização da Administração Pública, p. 168
  • Força vinculante. Limites da força vinculante das decisões do Supremo Tribunal Federal, p. 158
  • Força vinculativa do parecer jurídico nas licitações, p. 90

G

  • Gestão. Advogado público não exerce atos de gestão, p. 82
  • Gestor público. Contornos gerais sobre a atuação do gestor público, p. 25
  • Gestor público. Controle da atuação discricionária do gestor público e a busca por proteção, p. 40
  • Gestor público. Discricionariedade, p. 33
  • Gestor público. Necessidade de instituir-se uma uniformização sobre a responsabilidade do gestor público e do advogado parecerista, p. 174
  • Gestor público. Papel do gestor público nas contratações públicas diretas, p. 17
  • Gestor. Reclamada segurança jurídica como mecanismo de proteção ao gestor e ao advogado parecerista, p. 152

H

  • Hermenêutica. Interpretação sistemática e a segurança jurídica, p. 147
  • Hermenêutica. Lei de Improbidade Administrativa e a nova redação da Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro, p. 126
  • Hermenêutica. Necessária interpretação sistemática, p. 147
  • Hermenêutica. Termo de parceria firmado por dispensa de licitação. Ausência de erro. Aplicação da Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro, p. 70
  • Hermenêutica. Virada hermenêutica, p. 129

I

  • Imperfeição do ato administrativo e a investigação de sua origem, p. 30
  • Improbidade administrativa. Lei de Improbidade Administrativa e a nova redação da Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro, p. 126
  • Imunidade profissional. Jurisprudência criminal acerca da imunidade profissional, p. 78
  • Inaplicabilidade da Lei 8.666/1993 na formação do vínculo jurídico entre a Administração Pública e as Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público, p. 53
  • Incidência das regras do Decreto Federal 3.100/1999, p. 62
  • Insegurança jurídica. Contratação direta de Organização da Sociedade Civil de Interesse Público como exemplo da insegurança jurídica, p. 43
  • Insegurança jurídica. Efeitos, p. 153
  • Interesse público. Considerações gerais sobre as Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público e sua finalidade, p. 43
  • Interesse público. Contratação direta de Organização da Sociedade Civil de Interesse Público como exemplo da insegurança jurídica, p. 43
  • Interesse público. Inaplicabilidade da Lei 8.666/1993 na formação do vínculo jurídico entre a Administração Pública e as Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público, p. 53
  • Interesse público. Método utilizado para fundamentar a contratação direta de Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público baseado no Decreto 3.100/1999, p. 66
  • Interesse público. Vínculo jurídico entre a Administração Pública e as Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público - OSCIPS, p. 47
  • Interpretação sistemática e a segurança jurídica, p. 147
  • Interpretação sistemática. Necessária interpretação sistemática, p. 147
  • Introdução, p. 15
  • Introdução às normas do direito brasileiro. Termo de parceria firmado por dispensa de licitação. Ausência de erro. Aplicação da Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro, p. 70
  • Investigação. Imperfeição do ato administrativo e a investigação de sua origem, p. 30
  • Inviolabilidade do advogado parecerista. Exercício regular de direito, p. 75
  • Irretroatividade da lei, p. 68

J

  • Judicialização do processo administrativo, p. 156
  • Jurisprudência criminal acerca da imunidade profissional, p. 78
  • Jurisprudência. Natureza do parecer jurídico emitido na licitação e o posicionamento da jurisprudência, p. 100
  • Jurisprudência. Posicionamento jurisprudencial na seara cível e criminal sobre a responsabilização do advogado parecerista, p. 115

L

  • Lei 8.666/1993. Inaplicabilidade da Lei 8.666/1993 na formação do vínculo jurídico entre a Administração Pública e as Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público, p. 53
  • Lei de Improbidade Administrativa e a nova redação da Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro, p. 126
  • Lei de Introdução às normas do Direito Brasileiro. Lei de Improbidade Administrativa e a nova redação da Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro, p. 126
  • Licitação. Aspectos gerais sobre as licitações, p. 17
  • Licitação. Extensão dos pareceres jurídicos nas licitações e a responsabilização do advogado perante o Tribunal de Contas da União, p. 94
  • Licitação. Força vinculativa do parecer jurídico nas licitações, p. 90
  • Licitação. Natureza do parecer jurídico emitido na licitação e o posicionamento da jurisprudência, p. 100
  • Licitação. Parecer jurídico no processo licitatório, p. 85
  • Licitação. Termo de parceria firmado por dispensa de licitação. Ausência de erro. Aplicação da Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro, p. 70
  • Limites da força vinculante das decisões do Supremo Tribunal Federal, p. 158

M

  • Método utilizado para fundamentar a contratação direta de Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público baseado no Decreto 3.100/1999, p. 66

N

  • Natureza do parecer jurídico emitido na licitação e o posicionamento da jurisprudência, p. 100
  • Necessária interpretação sistemática, p. 147
  • Necessidade de instituir-se uma uniformização sobre a responsabilidade do gestor público e do advogado parecerista, p. 174

O

  • Objetivo da parceria entre o Poder Público e as entidades do terceiro setor, p. 45
  • Organização da sociedade civil. Considerações gerais sobre as Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público e sua finalidade, p. 43
  • Organização da sociedade civil. Inaplicabilidade da Lei 8.666/1993 na formação do vínculo jurídico entre a Administração Pública e as Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público, p. 53
  • Organização. Contratação direta de Organização da Sociedade Civil de Interesse Público como exemplo da insegurança jurídica, p. 43
  • Organizações da sociedade civil. Método utilizado para fundamentar a contratação direta de Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público baseado no Decreto 3.100/1999, p. 66
  • OSCIPS. Vínculo jurídico entre a Administração Pública e as Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público - OSCIPS, p. 47

P

  • Papel do gestor público nas contratações públicas diretas, p. 17
  • Parceria. Objetivo da parceria entre o Poder Público e as entidades do terceiro setor, p. 45
  • Parecer jurídico no processo licitatório, p. 85
  • Parecer jurídico. Extensão dos pareceres jurídicos nas licitações e a responsabilização do advogado perante o Tribunal de Contas da União, p. 94
  • Parecer jurídico. Força vinculativa do parecer jurídico nas licitações, p. 90
  • Parecer jurídico. Natureza do parecer jurídico emitido na licitação e o posicionamento da jurisprudência, p. 100
  • Parecer. Posicionamento jurisprudencial na seara cível e criminal sobre a responsabilização do advogado parecerista, p. 115
  • Poder Público. Objetivo da parceria entre o Poder Público e as entidades do terceiro setor, p. 45
  • Posicionamento do Tribunal de Contas da União, p. 64
  • Posicionamento jurisprudencial na seara cível e criminal sobre a responsabilização do advogado parecerista, p. 115
  • Previsibilidade. Problema: a falta de previsibilidade e uniformização entre as decisões judiciais e os posicionamentos dos órgãos de fiscalização da Administração Pública, p. 168
  • Problema: a falta de previsibilidade e uniformização entre as decisões judiciais e os posicionamentos dos órgãos de fiscalização da Administração Pública, p. 168
  • Processo administrativo. Judicialização, p. 156
  • Proteção. Controle da atuação discricionária do gestor público e a busca por proteção, p. 40
  • Proteção. Reclamada segurança jurídica como mecanismo de proteção ao gestor e ao advogado parecerista, p. 152

R

  • Reclamada segurança jurídica como mecanismo de proteção ao gestor e ao advogado parecerista, p. 152
  • Referências, p. 183
  • Responsabilização do advogado parecerista. Posicionamento jurisprudencial na seara cível e criminal sobre a responsabilização do advogado parecerista, p. 115
  • Responsabilização do advogado. Delimitação da responsabilização do advogado pelo Supremo Tribunal Federal, p. 106
  • Responsabilização do advogado. Extensão dos pareceres jurídicos nas licitações e a responsabilização do advogado perante o Tribunal de Contas da União, p. 94

S

  • Segurança jurídica. Exigida segurança jurídica, p. 172
  • Segurança jurídica. Interpretação sistemática e a segurança jurídica, p. 147
  • Segurança jurídica. Reclamada segurança jurídica como mecanismo de proteção ao gestor e ao advogado parecerista, p. 152
  • Sociedade civil. Considerações gerais sobre as Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público e sua finalidade, p. 43
  • Sociedade civil. Contratação direta de Organização da Sociedade Civil de Interesse Público como exemplo da insegurança jurídica, p. 43
  • Sociedade civil. Vínculo jurídico entre a Administração Pública e as Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público - OSCIPS, p. 47
  • Supremo Tribunal Federal. Delimitação da responsabilização do advogado pelo Supremo Tribunal Federal, p. 106
  • Supremo Tribunal Federal. Limites da força vinculante das decisões do Supremo Tribunal Federal, p. 158

T

  • Terceiro setor. Objetivo da parceria entre o Poder Público e as entidades do terceiro setor, p. 45
  • Termo de parceria firmado por dispensa de licitação. Ausência de erro. Aplicação da Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro, p. 70
  • Tribunais de Contas e o relacionamento com as orientações gerais das Cortes Superiores, p. 165
  • Tribunal de Contas da União. Extensão dos pareceres jurídicos nas licitações e a responsabilização do advogado perante o Tribunal de Contas da União, p. 94
  • Tribunal de Contas da União. Posicionamento, p. 64

U

  • Uniformização. Necessidade de instituir-se uma uniformização sobre a responsabilidade do gestor público e do advogado parecerista, p. 174

V

  • Vínculo jurídico entre a Administração Pública e as Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público - OSCIPS, p. 47
  • Vínculo jurídico. Inaplicabilidade da Lei 8.666/1993 na formação do vínculo jurídico entre a Administração Pública e as Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público, p. 53
  • Virada hermenêutica, p. 129

Recomendações

Capa do livro: Globalização e o Novo Direito Administrativo, Maria de Jesus Rodrigues Araújo Heilmann

Globalização e o Novo Direito Administrativo

 Maria de Jesus Rodrigues Araújo HeilmannISBN: 978853623063-4Páginas: 304Publicado em: 03/08/2010

Versão impressa

R$ 89,90em 3x de R$ 29,97Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Contribuinte e Fisco no Processo Administrativo, Vladimir Miranda Morgado

Contribuinte e Fisco no Processo Administrativo

 Vladimir Miranda MorgadoISBN: 978853624263-7Páginas: 280Publicado em: 07/06/2013

Versão impressa

R$ 84,70em 3x de R$ 28,23Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Direito, Ambiente e Políticas Públicas, Coordenador: Carlos Alberto Lunelli

Direito, Ambiente e Políticas Públicas

 Coordenador: Carlos Alberto LunelliISBN: 978853622936-2Páginas: 152Publicado em: 14/04/2010

Versão impressa

R$ 47,70 Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Controle da Atividade Administrativa Pelo Tribunal de Contas na Constituição de 1988, Julio Cesar Manhães de Araujo

Controle da Atividade Administrativa Pelo Tribunal de Contas na Constituição de 1988

 Julio Cesar Manhães de AraujoISBN: 978853622877-8Páginas: 528Publicado em: 07/04/2010

Versão impressa

R$ 159,90em 6x de R$ 26,65Adicionar ao
carrinho