Direito Ambiental - Unidades de Conservação - Limitações Administrativas - Atualizada de Acordo com a Lei 9.985/00

2ª Edição Saint-Clair Honorato Santos

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 20,00

Versão impressa

Ficha técnica

Autor(es): Saint-Clair Honorato Santos

ISBN: 857394264-9

Edição/Tiragem: 2ª Edição

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 158

Publicado em: 08/05/2003

Área(s): Direito Ambiental

Sinopse

Neste volume: A PROPRIEDADE NO DIREITO BRASILEIRO A Constituição Federal de 1988 A PROPRIEDADE NO DIREITO COMPARADO LIMITAÇÕES ADMINISTRATIVAS As servidões no Direito Romano Servidões - características Servidões prediais UNIDADES DE CONSERVAÇÃO Dos atos de criação, implantação e gestão das unidades de conservação Estações ecológicas Reserva biológica Parques Monumento natural Refúgio de vida silvestre Área de proteção ambiental Áreas de relevante interesse ecológico Floresta nacional Reserva extrativista Reserva de fauna Reserva de desenvolvimento sustentável Reserva particular do patrimônio natural Zonas de preservação da vida silvestre Zonas de conservação da vida silvestre Reserva ecológica Reserva florestal legal Áreas de especial interesse turístico Áreas verdes Incentivos especiais às unidades de conservação - ICMS Ecológico Cavidades naturais subterrâneas, sítios arqueológicos e pré-históricos Reserva do patrimônio mundial, cultural e nacional Tombamento JURISPRUDÊNCIA ÍNDICE ALFABÉTICO

Sumário

APRESENTAÇÃO

Capítulo I - A PROPRIEDADE NO DIREITO BRASILEIRO

1.1 Antecedentes Constitucionais

1.2 A Constituição Federal de 1988

Capítulo II - A PROPRIEDADE NO DIREITO COMPARADO

2.1 Direito Português

2.2 Constituição Italiana

2.3 A Constituição Alemã

2.4 A Constituição Espanhola

2.5 A Constituição Francesa

2.6 A Constituição Norte-Americana

Capítulo III - LIMITAÇÕES ADMINISTRATIVAS

3.1 As Servidões no Direito Romano

3.2 Origem das Servidões

3.3 Servidões - Características

3.3.1 Princípio das Servidões Prediais

3.3.2 Classificação das Servidões Prediais no Direito Romano

3.4 Servidões Prediais

3.4.1 Constituição, Execução e Extinção

3.4.2 Proteção Judicial das Servidões

3.4.3 Servidões Prediais no Direito Brasileiro

3.4.4 Nascimento, Exercício e Extinção

3.4.5 Modos de Proteção Judicial das Servidões

3.4.6 Distinção entre Servidão Civil e Administrativa

Capítulo IV - UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

4.1 Dos atos de criação, implantação e gestão das unidades de conservação

4.1.1 Outras modalidades de proteção

4.1.2 Das disposições gerais e transitórias

4.2 Estações Ecológicas

4.3 Reserva Biológica

4.4 Parques

4.4.1 Horto Florestal

4.4.2 Parques de Caça

4.5 Monumento Natural

4.6 Refúgio de Vida Silvestre

4.7 Área de Proteção Ambiental

4.8 Áreas de Relevante Interesse Ecológico

4.9 Floresta Nacional

4.10 Reserva Extrativista

4.11 Reserva de Fauna

4.12 Reserva de Desenvolvimento Sustentável

4.13 Reserva Particular do Patrimônio Natural

4.14 Zonas de Preservação da Vida Silvestre

4.15 Zonas de Conservação da Vida Silvestre

4.16 Reserva Ecológica

4.17 Reserva Florestal Legal

4.18 Áreas de Especial Interesse Turístico

4.19 Áreas Verdes

4.20 Incentivos Especiais às Unidades de Conservação - ICMS Ecológico

4.21 Cavidades Naturais Subterrâneas, Sítios Arqueológicos e Pré-Históricos

4.22 Reserva do Patrimônio Mundial, Cultural e Nacional

4.23 Tombamento

Capítulo V - JURISPRUDÊNCIA

CONCLUSÃO

REFERÊNCIAS

APÊNDICE

Índice alfabético

A

  • Alemanha. Propriedade no direito comparado
  • Antecedentes constitucionais
  • Apresentação.
  • Área de especial interesse turístico
  • Área de proteção ambiental.
  • Área de proteção ambiental. Relação.
  • Área de relevante interesse ecológico
  • Área verde.
  • Atos de criação, implantação e gestão das unidades de conservação.
  • Avaliação periódica das unidades de conservação.

B

  • Bibliografia. Referências bibliográficas.

C

  • CF/88. Constitucional
  • Caça. Parquesde caça
  • Cadastro das unidades de conservação.
  • Cavidades naturais subterrâneas, sítios arqueológicos e pré-históricos
  • Classificação das servidões prediais no direito romano
  • Conclusão.
  • Conservação. Unidadesde conservação.
  • Constitucional. Antecedentes constitucionais
  • Constitucional. CF/88
  • Corredores ecológicos.

D

  • Desenvolvimento sustentável. Reserva
  • Direito brasileiro. Propriedade no direito brasileiro.
  • Direito comparado. Propriedade no direito comparado
  • Direito romano. Classificação das servidões prediais no direito romano
  • Direito romano. Servidões
  • Disposições geraise transitórias
  • Distinção entre servidãocivil e administrativa

E

  • Espanha. Propriedade no direito comparado.
  • Estações ecológicas.
  • Estações ecológicas. Relação
  • Estados Unidos. Propriedade no direito comparado.

F

  • Fauna. Reserva de fauna
  • Floresta nacional
  • França. Propriedade nodireito comparado.

H

  • Horto florestal

I

  • ICMS ecológico. Incentivos especiais às unidade de conservação
  • Ilhas oceânicas (e lacustres)
  • Incentivos especiais às unidade deconservação. ICMS ecológico
  • Interesse ecológico. Área de relevante interesse ecológico.
  • Itália. Propriedade nodireito comparado

J

  • Jurisprudência

L

  • Limitações administrativas.

M

  • Monumento natural

P

  • Parques.
  • Parques de caça
  • Parques nacionais. Relação
  • Portugal. Propriedade no direito comparado.
  • Presença de populações tradicionais em unidades de conservação
  • Princípios. Servidões prediais
  • Propriedade no direito brasileiro
  • Propriedade no direito comparado
  • Proteção. Unidades de conservação.Outras modalidades de proteção
  • Proteção ambiental. Área

R

  • Referências bibliográficas.
  • Refúgio de vidasilvestre.
  • Reserva biológica.
  • Reserva da biosfera
  • Reserva de desenvolvimento sustentável
  • Reserva de fauna
  • Reserva do patrimônio mundial, cultural e nacional
  • Reserva ecológica
  • Reserva ecológica. Relação.
  • Reserva extrativista
  • Reserva florestal legal.
  • Reserva particular dopatrimônio natural

S

  • Servidão no direito romano.
  • Servidões. Características
  • Servidões.Origens
  • Servidões prediais. Classificação no direito romano.
  • Servidões prediais. Constituição, execução eextinção
  • Servidões prediais. Distinção entreservidão civil e administrativa
  • Servidões prediais. Modo de proteção judicial das servidões
  • Servidões prediais. Nascimento, exercício eextinção.
  • Servidões prediais. Princípios
  • Servidões prediais. Proteção judicial
  • Servidões prediais nodireito brasileiro.
  • Sítios arqueológicos. Cavidades naturais subterrâneas, sítios arqueológicos e pré-históricos

T

  • Terras devolutas
  • Tombamento
  • Tombamento
  • Turismo. Área de especial interesse turístico.

U

  • Unidade de conservação. Incentivosespeciais. ICMS ecológico.
  • Unidades de conservação
  • Unidades de conservação. Atos decriação, implantação e gestão das unidades de conservação
  • Unidades de conservação.Avaliação periódica
  • Unidades de conservação. Cadastro
  • Unidades de conservação. Considerações
  • Unidades de conservação. Outras modalidades de proteção
  • Unidades de conservação. Presença de populações tradicionais em unidades de conservação
  • Unidades de conservação. Utilização para fins de interesse público.
  • Utilização de unidades de conservação para fins de interesse público.

V

  • Vida silvestre. Refúgiode vida silvestre.
  • Vida silvestre. Zonas de conservação da vida silvestre.
  • Vida silvestre. Zonas de preservação da vida silvestre

Z

  • Zona de preservação da vida silvestre.
  • Zonas de amortecimento (entorno protetivo) (infra 25 a 30)
  • Zonas de conservação da vida silvestre.
  • Zonas de preservação da vida silvestre

Recomendações

Capa do livro: Direito Ambiental nos Trinta Anos da Lei de Política Nacional do Meio Ambiente, O, Coords.: Alessandro Panasolo, Alaim Giovani Fortes Stefanello e Fabiano Augusto Piazza Baracat

Direito Ambiental nos Trinta Anos da Lei de Política Nacional do Meio Ambiente, O

 Coords.: Alessandro Panasolo, Alaim Giovani Fortes Stefanello e Fabiano Augusto Piazza BaracatISBN: 978853623562-2Páginas: 314Publicado em: 18/11/2011

Versão impressa

R$ 94,70Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Direito Internacional da Água Doce - Fontes, Regimes Jurídicos e Efetividade, Maria Lúcia Navarro Lins Brzezinski

Direito Internacional da Água Doce - Fontes, Regimes Jurídicos e Efetividade

 Maria Lúcia Navarro Lins BrzezinskiISBN: 978853623754-1Páginas: 456Publicado em: 08/05/2012

Versão impressa

R$ 137,70Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Direito Ambiental em Evolução - Volume 2, Coord.: Vladimir Passos de Freitas

Direito Ambiental em Evolução - Volume 2

 Coord.: Vladimir Passos de FreitasISBN: 857394605-9Páginas: 334Publicado em: 15/02/2000

Versão impressa

R$ 99,90Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Direito Ambiental Legitimação e Atuação do Ministério Público, Luciana Ribeiro Lepri Moreira

Direito Ambiental Legitimação e Atuação do Ministério Público

 Luciana Ribeiro Lepri MoreiraISBN: 853620719-1Páginas: 244Publicado em: 24/03/2004

Versão impressa

R$ 74,70Adicionar ao
carrinho