Restituição de Tributo Inconstitucional

Cheryl Berno

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 20,00

Versão impressa

Ficha técnica

Autor(es): Cheryl Berno

ISBN: 853620862-7

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 184

Publicado em: 15/07/2005

Área(s): Contabilidade - Tributação e Legislação Fiscal; Direito Constitucional; Direito - Tributário

Sinopse

Esta obra foi concebida em razão da escassa doutrina a tratar de assuntos "velhos", sob os novos prismas do Direito Tributário. Trata da mudança de paradigma na contagem do prazo para o contribuinte pleitear a restituição de tributo declarado inconstitucional, retomando para tanto, conceitos da Teoria Geral do Direito, revistos à luz dos novos entendimentos.

Encontram-se entre os seus temas questões constitucionais como, princípios que asseguram o direito do contribuinte à repetição de indébito, presunção da validade da lei no Brasil e os métodos utilizados no país para a averiguação da constitucionalidade das normas e efeitos da declaração de inconstitucionalidade da lei.

São tratados ainda temas específicos do Direito Tributário como, inaplicabilidade do Código Tributário Nacional no caso de repetição de tributo declarado inconstitucional, decadência, prescrição, compensação, e enfim, prazo para a restituição e compensação dos tributos declarados inconstitucionais, doutrina e jurisprudência. É uma obra que se mostra teórica, mas sem perder a aplicação prática.

Autor(es)

Cheryl Berno é Advogada; Especialista em Direito Tributário; Pós-Graduada em Direito Tributário e Processual Tributário e em Direito Comunitário e do Mercosul; Mestra em Direito Econômico e Social pela PUCPR.

Sumário

INTRODUÇÃO

Capítulo 1 - BREVE HISTÓRICO E PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS

1.1 Breve histórico da mudança de entendimento doutrinário jurisprudencial acerca do prazo para a repetição de indébito

1.2 Princípio da legalidade

1.3 Princípio da moralidade

1.4 Princípio da boa-fé

1.5 Princípio do direito à propriedade

1.6 Princípio da vedação do enriquecimento ilícito

Capítulo 2 - QUESTÃO DA VALIDADE

2.1 Norma inválida - norma inconstitucional

2.2 Validade, eficácia, vigência e justiça

2.2.1 Validade

2.2.2 Eficácia

2.2.3 Vigência

2.2.4 Relação entre validade, eficácia, vigência e vigor

Capítulo 3 - CONSTITUCIONALIDADE E INCONSTITUCIONALIDADE

3.1 Noção de inconstitucionalidade

3.2 Pronúncia de inconstitucionalidade

3.2.1 Norma com presunção de constitucionalidade

3.2.2 Norma declaradamente constitucional

3.3 Norma declaradamente inconstitucional com efeitos inter partes ou norma sem presunção de constitucionalidade

3.3.1 Norma declaradamente inconstitucional com efeitos erga omnes

3.4 Os efeitos da declaração de inconstitucionalidade da norma

Capítulo 4 - RESTITUIÇÃO DO TRIBUTO DECLARADO INCONSTITUCIONAL

4.1 Repetição de indébito

4.2 Inaplicabilidade do CTN na restituição de tributo declarado inconstitucional

4.3 A celeuma sobre decadência e prescrição

4.4 A natureza do prazo para a restituição do indébito: decadencial ou prescricional

4.5 Prazo para a restituição de tributo declarado inconstitucional

Capítulo 5 - TERMO INICIAL DO PRAZO PARA A RESTITUIÇÃO DE TRIBUTO DECLARADO INCONSTITUCIONAL

5.1 Termo inicial do prazo para a restituição de tributo declarado inconstitucional em razão de um julgamento em sede de controle concentrado

5.1.1 Natureza jurídica da decisão de constitucionalidade no controle concentrado

5.1.1.1 Disciplina anterior à Lei 9.868/99

5.1.1.2 Disciplina após a Lei 9.868/99

5.2 Termo inicial do prazo para a repetição de indébito de tributo declarado inconstitucional

5.2.1 Data da sessão que conclui o julgamento da ação direta de inconstitucionalidade ou da ação declaratória de constitucionalidade

5.2.2 Data da publicação do resultado do julgamento da ação direta de inconstitucionalidade ou da ação declaratória de constitucionalidade

5.2.3 Data da publicação do acórdão da ação direta de inconstitucionalidade ou da ação declaratória de constitucionalidade

5.2.4 Data do trânsito em julgado do acórdão da ação direta de inconstitucionalidade ou da ação declaratória de constitucionalidade

5.3 Declaração de Inconstitucionalidade no Controle Difuso

5.4 Base legal para a contagem do prazo para a repetição do indébito

5.5 Decreto 20.910 de 06.01.1932

Capítulo 6 - PRAZO PARA A COMPENSAÇÃO TRIBUTÁRIA

6.1 A Compensação tributária

6.2 O art. 170 do CTN

6.2.1 Vedação à compensação antes do trânsito em julgado

6.2.2 Requisitos para a compensação tributária

6.3 Legislação Federal sobre a compensação tributária

6.4 Prazo para a compensação de tributo declarado inconstitucional

Capítulo 7 - ENTENDIMENTO JURISPRUDENCIAL

7.1 Posição do Superior Tribunal de Justiça

7.2 Posição dos Conselhos de Contribuintes

7.3 Considerações Finais

CONCLUSÃO

REFERÊNCIAS

ÍNDICE ALFABÉTICO

Índice alfabético

A

  • ADC. Data da publicação do acórdão da ação direta de inconstitucionalidade ou da açãodeclaratória deconstitucionalidade
  • ADC. Data da publicação do resultado do julgamento da ação direta de inconstitucionalidade ou da açãodeclaratória deconstitucionalidade.
  • ADC. Data da sessão que conclui o julgamento da ação direta de inconstitucionalidade ou da açãodeclaratória deconstitucionalidade.
  • ADC. Data do trânsito em julgado do acórdão da ação direta de inconstitucionalidade ou da açãodeclaratória deconstitucionalidade.
  • ADIn. Data da publicação do acórdão da ação direta de inconstitucionalidade ou da açãodeclaratória deconstitucionalidade
  • ADIn. Data da publicação do resultado do julgamento da ação direta de inconstitucionalidade ou da açãodeclaratória deconstitucionalidade
  • ADIn. Data da sessão que conclui o julgamento da ação direta de inconstitucionalidade ou da açãodeclaratória deconstitucionalidade.
  • ADIn. Data do trânsito em julgado do acórdão da ação direta de inconstitucionalidade ou da açãodeclaratória deconstitucionalidade.
  • Acórdão. Data da publicação do acórdão da ação direta de inconstitucionalidade ou da açãodeclaratória deconstitucionalidade
  • Acórdão. Data do trânsito em julgado do acórdão da ação direta de inconstitucionalidade ou da açãodeclaratória deconstitucionalidade.

B

  • Base legal para a contagem do prazo para a repetição do indébito
  • Boa-fé. Princípio daboa-fé
  • Breve histórico da mudança de entendimento doutrinário e jurisprudencial acerca do prazo para a repetição de indébito
  • Breve histórico e princípios constitucionais

C

  • CTN. Inaplicabilidade do CTN na restituição de tributo declarado inconstitucional.
  • CTN, art. 170. Considerações
  • Celeuma sobre decadência e prescrição
  • Compensação. Posição do Superior Tribunal de Justiça
  • Compensação. Vedação à compensação antes do trânsito em julgado.
  • Compensação de tributo declarado inconstitucional. Prazo
  • Compensação tributária
  • Compensação tributária. Legislação federal sobre a compensação tributária
  • Compensação tributária. Prazo
  • Compensação tributária. Requisitos
  • Conclusão
  • Conselho de contribuintes. Posição
  • Considerações finais
  • Constitucional. Norma declaradamente inconstitucional com efeitos erga omnes
  • Constitucionalidade. Data da publicação do resultado do julgamento da ação direta de inconstitucionalidade ou da ação declaratória de constitucionalidade.
  • Constitucionalidade. Data da sessão que conclui o julgamento da ação direta de inconstitucionalidade ou da ação declaratória de constitucionalidade.
  • Constitucionalidade. Declaração deinconstitucionalidade no controle difuso
  • Constitucionalidade. Efeitos da declaração deinconstitucionalidade da norma.
  • Constitucionalidade. Inaplicabilidade do CTN na restituição de tributo declarado inconstitucional.
  • Constitucionalidade. Natureza jurídica da decisão de constitucionalidade no controle concentrado
  • Constitucionalidade. Noção deinconstitucionalidade.
  • Constitucionalidade. Norma com presunção deconstitucionalidade
  • Constitucionalidade. Norma declaradamente constitucional
  • Constitucionalidade. Norma declaradamente inconstitucional com efeitos erga omnes.
  • Constitucionalidade. Norma declaradamente inconstitucional com efeitos inter partes ou norma sem presunção deconstitucionalidade.
  • Constitucionalidade. Norma inválida. Norma inconstitucional
  • Constitucionalidade. Prazo para a compensação de tributo declarado inconstitucional
  • Constitucionalidade. Prazo para a restituição de tributo declarado inconstitucional.
  • Constitucionalidade. Pronúncia de inconstitucionalidade
  • Constitucionalidade. Restituição de tributo declarado inconstitucional. Termo inicial do prazo
  • Constitucionalidade. Restituição do tributo declarado inconstitucional
  • Constitucionalidade. Termo inicial do prazo para a repetição de indébito de tributo declarado inconstitucional
  • Constitucionalidade. Termo inicial do prazo para a restituição de tributo declarado inconstitucional.
  • Constitucionalidade e inconstitucionalidade.
  • Contribuinte. Conselho de contribuintes. Posição
  • Controle concentrado. Decisão deconstitucionalidade no controle concentrado. Natureza jurídica
  • Controle concentrado. Termo inicial do prazo para a restituição de tributo declarado inconstitucional em razão de um julgamento em sede de controle concentrado.
  • Controle difuso. Declaração deinconstitucionalidade no controle difuso.

D

  • Data da publicação do acórdão da ação direta inconstitucionalidade ou da açãodeclaratória deconstitucionalidade.
  • Data da publicação do resultado do julgamento da ação direta de inconstitucionalidade ou da açãodeclaratória deconstitucionalidade.
  • Data da sessão que conclui o julgamento da ação direta de inconstitucionalidade ou da açãodeclaratória deconstitucionalidade
  • Data do trânsito em julgado do acórdão da ação direta de inconstitucionalidade ou da açãodeclaratória deconstitucionalidade
  • Decadência. Celeuma sobre decadência e prescrição
  • Decadência. Natureza do prazo para a restituição do indébito: decadencial ou prescricional
  • Decisão deconstitucionalidade no controle concentrado. Natureza jurídica
  • Declaração deinconstitucionalidade no controle difuso.
  • Decreto 20.910 de 06.01.1932. Considerações
  • Disciplina anterior à Lei 9.868/99
  • Disciplina após à Lei 9.868/99
  • Doutrina. Breve histórico da mudança de entendimento doutrinário e jurisprudencial acerca do prazo para a repetição de indébito

E

  • Efeito erga omnes. Norma declaradamente inconstitucional com efeitos erga omnes.
  • Efeito inter partes. Norma declaradamente inconstitucional com efeitos inter partes ou norma sem presunção deconstitucionalidade.
  • Efeitos da declaração deinconstitucionalidade da norma.
  • Eficácia
  • Eficácia. Relação entre validade, eficácia, vigência e vigor.
  • Eficácia, validade, vigência e justiça
  • Enriquecimento ilícito. Princípio da vedação do enriquecimento ilícito
  • Entendimento jurisprudencial
  • Erga omnes. Norma declaradamente inconstitucional com efeitos erga omnes

H

  • Histórico. Breve histórico da mudança de entendimento doutrinário e jurisprudencial acerca do prazo para a repetição de indébito
  • Histórico. Breve histórico e princípios constitucionais.

I

  • Inaplicabilidade do CTN na restituição de tributo declarado inconstitucional
  • Inconstitucionalidade e constitucionalidade.
  • Introdução

J

  • Julgamento. Data da publicação do resultado do julgamento da ação direta de inconstitucionalidade ou da ação declaratória de constitucionalidade.
  • Julgamento. Data da sessão que conclui o julgamento da ação direta de inconstitucionalidade ou da açãodeclaratória de constitucionali- dade
  • Jurisprudência. Breve histórico da mudança de entendimento doutrinário e jurisprudencial acerca do prazo para a repetição de indébito
  • Jurisprudência. Entendimento jurisprudencial
  • Justiça, vigência, eficácia e validade

L

  • Legalidade. Princípio da legalidade
  • Legislação federal sobre a compensação tributária.
  • Lei 9.868/99. Disciplina anterior à Lei 9.868/99
  • Lei 9.868/99. Disciplina após à Lei 9.868/99

M

  • Moralidade. Princípio da moralidade

N

  • Natureza do prazo para a restituição do indébito:decadencial ou prescricional
  • Natureza jurídica da decisão deconstitucionalidade no controle concentrado
  • Noção deinconstitucionalidade
  • Norma. Efeitos da declaração de inconstitucionalidade da norma
  • Norma com presunção de constitucionalidade
  • Norma declaradamente constitucional
  • Norma declaradamente inconstitucional com efeitos erga omnes
  • Norma declaradamente inconstitucional com efeitos inter partes ou norma sem presunção deconstitucionalidade.
  • Norma inválida. Norma inconstitucional.

P

  • Posição do Superior Tribunal de Justiça
  • Posição dos Conselhos de Contribuintes
  • Prazo. Base legal para a contagem do prazo para a repetição do indébito.
  • Prazo. Breve histórico da mudança de entendimento doutrinário e jurisprudencial acerca do prazo para a repetição de indébito
  • Prazo. Natureza do prazo para a restituição do indébito:decadencial ou prescricional
  • Prazo. Termo inicial do prazo para a repetição de indébito de tributo declarado inconstitucional.
  • Prazo. Termo inicial do prazo para a restituição de tributo declarado inconstitucional
  • Prazo. Termo inicial do prazo para a restituição de tributo declarado inconstitucional
  • Prazo. Termo inicial do prazo para a restituição de tributo declarado inconstitucional em razão de um julgamento em sede de controle concentrado
  • Prazo para a compensação de tributo declarado inconstitucional
  • Prazo para a compensação tributária
  • Prazo para a restituição de tributo declarado inconstitucional.
  • Prescrição. Celeuma sobre decadência e prescrição
  • Prescrição. Natureza do prazo para a restituição do indébito: decadencial ou prescricional
  • Princípio constitucional. Breve histórico e princípios constitucionais.
  • Princípio da boa-fé
  • Princípio da legalidade
  • Princípio da moralidade
  • Princípio da vedação do enriquecimento ilícito
  • Princípio do direito à propriedade
  • Pronúncia deinconstitucionalidade
  • Propriedade. Princípio do direito à propriedade
  • Publicação. Data da publicação do acórdão da ação direta de inconstitucionalidade ou da açãodeclaratória deconstitucionalidade.
  • Publicação. Data da publicação do resultado do julgamento da ação direta de inconstitucionalidade ou da ação declaratória de constitucionalidade

Q

  • Questão da validade

R

  • Referências
  • Relação entre validade, eficácia, vigência e vigor
  • Repetição de indébito
  • Repetição de indébito. Termo inicial do prazo para a repetição de indébito de tributo declarado inconstitucional
  • Repetição do indébito. Base legal para a contagem do prazo para a repetição do indébito
  • Repetição do indébito. Breve histórico da mudança de entendimento doutrinário e jurisprudencial acerca do prazo para a repetição de indébito.
  • Requisitos para a compensação tributária
  • Restituição. Inaplicabilidade do CTN na restituição de tributo declarado inconstitucional.
  • Restituição. Posição do Superior Tribunal de Justiça
  • Restituição. Termo inicial do prazo para a restituição de tributo declarado inconstitucional
  • Restituição. Termo inicial do prazo para a restituição de tributo declarado inconstitucional em razão de um julgamento em sede de controle concentrado.
  • Restituição de tributo declarado inconstitucional. Prazo
  • Restituição de tributo declarado inconstitucional. Termo inicial do prazo
  • Restituição do indébito. Natureza do prazo para a restituição do indébito: decadencial ou prescricional
  • Restituição do tributo declarado inconstitucional

S

  • STJ. Posição do Superior Tribunal de Justiça
  • Sumário

T

  • Termo inicial do prazo para a repetição de indébito de tributo declarado inconstitucional.
  • Termo inicial do prazo para a restituição de tributodeclarado inconstitucional
  • Termo inicial do prazo para a restituição de tributo declarado inconstitucional em razão de um julgamento em sede de controle concentrado
  • Trânsito em julgado. Data do trânsito em julgado do acórdão da ação direta de inconstitucionalidade ou da ação declaratória de constitucionalidade.
  • Trânsito em julgado. Vedação à compensação antes do trânsito em julgado.
  • Tributário. CTN, art. 170
  • Tributo. Prazo para a compensação de tributo declarado inconstitucional
  • Tributo. Restituição. Inaplicabilidade do CTN na restituição de tributo declarado inconstitucional.
  • Tributo declarado inconstitucional. Prazo para restituição
  • Tributo declarado inconstitucional. Restituição
  • Tributo inconstitucional. Termo inicial do prazo para a restituição de tributo declarado inconstitucional.

V

  • Validade.
  • Validade. Norma inválida. Norma inconstitucional
  • Validade. Questão da validade
  • Validade. Relação entre validade, eficácia, vigência e vigor
  • Validade, eficácia, vigência e justiça
  • Vedação à compensação antes do trânsito em julgado.
  • Vigência
  • Vigência. Relação entre validade, eficácia, vigência e vigor
  • Vigência, eficácia, validade e justiça
  • Vigor. Relaçãoentre validade, eficácia, vigência e vigor

Recomendações

Capa do livro: Direito de Nacionalidade em Face das Restrições Coletivas e Arbitrárias, Olívia Cerdoura Garjaka Baptista

Direito de Nacionalidade em Face das Restrições Coletivas e Arbitrárias

 Olívia Cerdoura Garjaka BaptistaISBN: 978853621494-8Páginas: 174Publicado em: 23/02/2007

Versão impressa

R$ 54,70Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Estudos Jurídicos de Coimbra, Coordenador: Luciano Nascimento Silva
Doutrina Estrangeira

Estudos Jurídicos de Coimbra

 Coordenador: Luciano Nascimento SilvaISBN: 978853621551-8Páginas: 352Publicado em: 09/04/2007

Versão impressa

R$ 99,70Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Direitos Humanos - Crianças e Adolescentes, Coordenador: João Hélio Ferreira Pes

Direitos Humanos - Crianças e Adolescentes

 Coordenador: João Hélio Ferreira PesISBN: 978853622957-7Páginas: 290Publicado em: 31/05/2010

Versão impressa

R$ 87,70Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Cadernos de Direito Constitucional Civil - Caderno 2, Renan Lotufo - Coordenador

Cadernos de Direito Constitucional Civil - Caderno 2

 Renan Lotufo - CoordenadorISBN: 857394747-0Páginas: 316Publicado em: 02/04/2001

Versão impressa

R$ 94,70Adicionar ao
carrinho