Anistia Penal - Problemas de Validade da Lei de Anistia Brasileira (Lei 6.683/79)

Lauro Joppert Swensson Junior

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 20,00

Versão impressa

Ficha técnica

Autor(es): Lauro Joppert Swensson Junior

ISBN: 978853621659-1

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 232

Publicado em: 25/07/2007

Área(s): Direito Penal

Sinopse

A concessão da anistia pela Lei 6.683 de 28.08.1979 para os agentes estatais que realizaram a repressão política do regime militar é bastante contestada pelas vítimas da repressão, pela população em geral e por diversos autores. A obra pretende, assim, tratar sobre os problemas de validade da Lei de Anistia brasileira, indagando se essa lei, mesmo considerada injusta, pertence ao ordenamento jurídico ou não. Ou seja, se ela é juridicamente válida ou inválida.

Após analisar a criminalidade estatal objeto da anistia, a problemática da justiça de transição a que ela se insere e o entendimento do que seja a anistia nos seus mais diversos aspectos, procurou-se compreender como se torna válida a anistia aos crimes cometidos durante a ditadura, os quais aos olhos da maioria são tidos como “imperdoáveis”.

Mais do que isso, o objetivo do livro é desconstruir o tema da anistia brasileira a partir de um debate sereno, academicamente informado, utilizando recente bibliografia nacional e internacional. Apesar de se saber que ninguém é totalmente isento, buscou-se a todo tempo desenvolver uma pesquisa livre de pré-conceitos e de julgamentos sumários, prezando pela imparcialidade.

Autor(es)

Lauro Joppert Swensson Junior

Bacharel em Direito pela Universidade de São Paulo (USP); Mestre em Filosofia do Direito pela Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep), com bolsa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); Doutorando em Direito pela Johann Wolfgang Goethe-Universität Frankfurt am Main (Alemanha), bolsista da Deutscher Akademischer Austauschdienst (DAAD).

Sumário

INTRODUÇÃO

I - CRIMINALIDADE ESTATAL

1 - Ditadura militar, segurança nacional e repressão política no Brasil

2 - Criminalidade do Estado brasileiro

2.1 Premissa maior: critérios para se julgar a criminalidade estatal

2.1.1 Criminalidade estatal segundo as normas morais

2.1.2 Criminalidade estatal segundo as normas de direito internacional

2.1.3 Criminalidade estatal segundo as normas de direito nacional

2.2 Premissa menor: a realidade dos porões da ditadura

2.2.1 O problema das fontes

2.2.2 Práticas da repressão política estatal

2.3 Conclusão: crimes do regime militar

3 - Crítica ao conceito decriminalidade estatal

II - JUSTIÇA DE TRANSIÇÃO

1 - Punir ou não punir?

2 - Para que punir?

3 - Como punir?

4 - É possívelpunir?

4.1 Dificuldades jurídicas

4.2 Dificuldades políticas

5 - Decidir sobre a punição

III - ANISTIA

1 - Perdão

2 - Anistia

2.1 Conceito

2.2 Classificação

2.3 Finalidade

2.4 Condições de validade

2.4.1 Formal

2.4.2 Social

2.4.3 Axiológica

IV - VALIDADE DA LEI DE ANISTIA BRASILEIRA

1 - Lei 6.683/79

1.1 A reivindicação social pela anistia

1.2 O processo legislativo

1.3 Os destinatários da anistia

2 - Problemas de validade da Lei 6.683/79

2.1 Lei 6.683/79 e as condições de validade formal, social e axiológica da anistia

2.2 Validade jurídica e os critérios de sua determinação

2.3 Escolha do critério e validade jurídica da Lei 6.683/79

CONSIDERAÇÕES FINAIS

REFERÊNCIAS

ANEXO - LEI 6.683, DE 28.08.1979

Índice alfabético

A

  • Anistia
  • Anistia. Classificação.
  • Anistia. Conceito
  • Anistia. Condiçõesde validade
  • Anistia. Condições de validade. Axiológica
  • Anistia. Condições devalidade. Formal
  • Anistia. Condições devalidade. Social
  • Anistia. Considerações gerais.
  • Anistia. Destinatários da anistia
  • Anistia. Excepcionalidade dos crimes.
  • Anistia. Finalidade
  • Anistia. Lei 6.683/79 e as condições de validade formal, social e axiológica da anistia
  • Anistia. Reivindicação social pela anistia
  • Auto-anistia.

C

  • Conceito. Crítica ao conceitode criminalidade estatal
  • Conclusão: crimes do regime militar
  • Consideraçõesfinais
  • Crime. Regime militar. Conclusão: crimes do regime militar.
  • Criminalidade do Estado brasileiro
  • Criminalidade estatal
  • Criminalidade estatal. Crítica ao onceito de criminalidade estatal
  • Criminalidade estatal. Premissa maior: critérios para se julgar a criminalidade estatal.
  • Criminalidade estatal segundo as normas de Direito internacional.
  • Criminalidade estatal segundo as normas de Direito nacional
  • Criminalidade estatal segundo as normas morais
  • Crítica ao conceito decriminalidade estatal.

D

  • Destinatáriosda anistia
  • Direito internacional. Criminalidade estatal segundo as normas de Direito internacional
  • Direito nacional. Criminalidade estatal segundo as normas de Direito nacional
  • Ditadura. Premissa menor: a realidade dos porões da ditadura
  • Ditadura militar, segurança nacional erepressão políticano Brasil.

E

  • Escolha do critério e validade jurídica daLei 6.683/79.
  • Estado. Criminalidadedo Estado brasileiro
  • Excepcionalidadedos crimes

F

  • Fontes de Direito. Problema das fontes.

I

  • Introdução

J

  • Justiça de transição

L

  • Lei 6.683/79 (íntegra). Anexo
  • Lei 6.683/79. Considerações
  • Lei 6.683/79. Escolha do critério e validade jurídica da Lei 6.683/79
  • Lei 6.683/79. Problemas devalidade da Lei 6.683/79.
  • Lei 6.683/79. Validade jurídica eos critérios de sua determinação
  • Lei 6.683/79 e as condições de validade formal, social e axiológica da anistia.
  • Lei de Anistia. Validade dalei de anistia brasileira

N

  • Norma moral. Criminalidade estatal segundo as normas morais

P

  • Perdão.
  • Práticas da repressão política estatal
  • Premissa maior: critérios para sejulgar a criminalidade estatal
  • Premissa menor: a realidadedos porões da ditadura
  • Problema dasfontes.
  • Problemas de validade da Lei 6.683/79
  • Processo legislativo.
  • Punição. Como punir?
  • Punição. Decidir sobre a punição
  • Punição. Dificuldades jurídicas
  • Punição. Dificuldades políticas
  • Punição. É possível punir?
  • Punição. Paraque punir?
  • Punição. Punirou não punir?.
  • Punir ou nãopunir?.

R

  • Referências.
  • Regime militar. Conclusão:crimes do regime militar
  • Reivindicação social pela anistia
  • Repressão política. Ditadura militar, segurança nacional e repressão política no Brasil
  • Repressão política. Práticas da repressão política estatal.

S

  • Segurança nacional. Ditadura militar,segurança nacional e repressão política no Brasil

T

  • Transição. Justiçade transição

V

  • Validade axiológica. Lei 6.683/79 e as condições de validade formal, social e axiológica da anistia.
  • Validade da lei deanistia brasileira
  • Validade formal. Lei 6.683/79 e as condições de validade formal, social e axiológica da anistia.
  • Validade jurídica. Escolha do critério evalidade jurídicada Lei 6.683/79.
  • Validade jurídica e os critérios de sua determinação
  • Validade social. Lei 6.683/79 e as condições de validade formal, social e axiológica da anistia.

Recomendações

Capa do livro: Ministério Público e sua Investigação Criminal, Mauro Fonseca Andrade

Ministério Público e sua Investigação Criminal

2ª Edição - Revista e AtualizadaMauro Fonseca AndradeISBN: 853621315-9Páginas: 336Publicado em: 12/07/2006

Versão impressa

R$ 99,90Adicionar ao
carrinho