Empresa Familiar ou... Inferno familiar? - 2ª Edição – Revista e Atualizada

Oldoni Pedro Floriani

Leia na Biblioteca Virtual
Preço:
Parcele em até 6x sem juros no cartão. Parcela mínima de R$ 20,00
FICHA TÉCNICA
Autor(es): Oldoni Pedro Floriani
ISBN: 978853621743-7
Edição/Tiragem: 2ª Edição – Revista e Atualizada
Acabamento: Brochura
Número de Páginas: 246
Publicado em: 11/10/2007
Área(s): Administração; Direito Comercial e Empresarial; Direito Civil - Direito das Sucessões; Direito Civil - Direitos Reais e Direito das Coisas
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

"Os Desafios da Perpetuação da Empresa Familiar Sob a Nova Ótica de Uma Economia Globalizada,
Onde a Proposta é Vencer ou... Vencer"

O tema empresa familiar tem demandado um volume substancial de obras, abordando variados aspectos da complexa equação que envolve a relação entre as variáveis família – propriedade – empresa/gestão. O processo sucessório continua a ocupar espaço preferencial nas discussões, como ponto crítico do seu principal escopo: a perpetuação do negócio.
Liderar ao mesmo tempo a família e os negócios tem pesos diferentes entre o fundador, com espírito empreendedor, e os seus sucessores, em cada geração, levando-se em conta a família nuclear, composta ou complexa e o número de herdeiros e os agregados.
Do ponto de vista de negócio, o grande desafio está em administrar com a razão, contabilizar corretamente e manter a unidade familiar, principalmente quando se aproxima o momento de entregar o bastão, ou então, em casos fortuitos, quando se perde o “líder-mor” e não se tem preparado o sucessor.
Observa-se esta questão sob duas vertentes vitais: (a) a governança corporativa e (b) a auditoria da empresa familiar, ferramentas indispensáveis ao bom andamento dos negócios desta espécie, com vistas à perpetuação empresarial, em bases sólidas e competitivas.. O foco da empresa familiar foi, é e sempre será equilibrar forças, tendências e valores derivados dos distintos atores que agem nesse peculiar cenário, agora sob o signo da concorrência geograficamente ampliada, com características de maior poder de barganha e, portanto, potencialmente mais ameaçadora do que a mera competição nacional.
Nossa obra – nesta sua 2ª edição e quatro tiragens – vem atualizada, renovada e ampliada, com destaque para a economia global e suas mudanças. Dentre estas, aquelas que alcançam a estrutura típica empresarial-familiar.
Idéias são inúmeras que surgem da cabeça dos empreendedores no contexto das famílias empresárias, que muitas vezes não conseguem ser adequadamente implementadas pelas diferenças de objetivos das pessoas que fazem parte dos processos.

O Autor

AUTOR(ES)

Oldoni Pedro Floriani é Mestre em Gestão Moderna de Negócios; Pós-Graduado em Contabilidade e Auditoria, Contador e Bacharel em Ciências Econômicas. É Professor titular do Centro de Ciências Sociais e Aplicadas da FURB – Universidade Regional de Blumenau, Sócio-Diretor-Fundador da Actus Auditores Independentes S/S Ltda., constituída em 1984, e membro da Academia Catarinense de Ciências Contábeis. Floriani é freqüentemente chamado a ministrar aulas de pós-graduação em universidades do Brasil, bem como proferir palestras sobre variados temas de sua área de atuação e sobre o negócio familiar. Estudioso profundo dos meandros deste tipo empresarial, o Professor Floriani incursionou por regiões da Itália (sabidamente zelosa pelo bom desempenho e perpetuação de suas empresas familiares), buscando subsídios informativos para sua pesquisa sobre o tema, bem como casos ilustrativos e reais, os quais, associados à doutrina vigente, fundamentam esta 2ª edição da obra. Pela relevância do assunto relacionado aos negócios de família, o autor utiliza com freqüência, a partir do título, a expressão “empresa familiar” e em consideração que a mesma é aplicável tanto às sociedades empresárias quanto às sociedades simples, no enquadramento ao Código Civil Brasileiro. O autor aborda ao longo desta obra a evolução das famílias, destaca particularidades dos negócios a partir dos laços familiares, enfoca ativos intangíveis como fonte de valor, apresenta caso prático e modelos de instrumentos necessários para operacionalizar e legalizar cisões parciais, que com certeza ocorrem com as mudanças de gerações. Finaliza o autor com abordagem de governança corporativa e “family office”, na empresa familiar: novidades e tendências.

SUMÁRIO

PROLEGÔMENOS

APRESENTAÇÃO DA OBRA PELO AUTOR

PREFÁCIO

Capítulo 1 - INTRODUÇÃO

CAFÉ COM AGENDA LOTADA

1.1 A Nova Era dos negócios

1.2 O ‘empreendimento casamento’

1.3 Conclusão

Capítulo 2 - EVOLUÇÃO HISTÓRICA DA FAMÍLIA

A EMPRESA FAMILIAR NOS PRIMÓRDIOS DA CIVILIZAÇÃO

2.1 A família como célula social básica

2.2 A família, segundo a obra de Friedrich Engels (1964), com base nos estudos de Morgan

Figura 1-1: Família Consangüínea- Diagrama Inter-Relacional

Figura 1-2: Família Punaluana -Diagrama Inter-Relacional

Figura 1-3: Família Sundiásmica - Diagrama Inter-Relacional

2.3 Os diversos tipos da família moderna

2.4 Conclusões

2.5 Questões para debate

Capítulo 3 - O SURGIMENTO DA PROPRIEDADE PRIVADA E DO ESTADO

3.1 O nascimento da propriedade privada

3.2 O nascimento do Estado

3.3 Conclusões

3.4 Questões para debate

Capítulo 4 - O NEGÓCIO FAMILIAR

EMPRESA FAMILIAR OU FAMÍLIA EMPRESÁRIA?

4.1 Do direito ao sustento e à vida (ou "Teoria da Sociedade Compartida")

4.2 A empresa familiar e a família empresária

4.2.1 A empresa familiar

4.2.2 A família empresária

4.3 Conclusões

4.4 Questões para debate

Capítulo 5 - SOCIEDADES EMPRESARIAIS

"SÓCIO BOM É SÓCIO LONGE. OU MORTO"

5.1 O conceito de sociedade em amplo sentido

5.2 As sociedades empresárias

5.2.1 Classificação das sociedades empresárias

5.3 As sociedades empresariais familiares

5.4 O ideal da sociedade na empresa familiar

5.5 Conclusões

5.6 Questões a debater

Capítulo 6 - FUNDAMENTOS DA EMPRESA FAMILIAR

CONCEITOS GERAIS

6.1 Os componentes da empresa familiar e sua inter-relação forçada

6.1.1 O fundador e seu sonho

6.1.2 O problema da sucessão vs. o papel da liderança do sucessor

6.1.3 Os sete erros capitais da sucessão

1 Confundir propriedade com capacidade de direção

2 Atrasar desnecessariamente o ingresso dos filhos

3 Fixar inadequadamente as retribuições salariais

4 Estabelecer remunerações em espécie sem contrapartida

5 Manutenção de diretores familiares incompetentes

6 Falta de austeridade

7 O primeiro trabalho das novas gerações

6.2 Conclusões

6.3 Questões para debate

Capítulo 7 - FUNDAMENTOS DA EMPRESA FAMILIAR - II (continuação)

CONCEITOS GERAIS

7.1 Aspectos da Empresa Familiar Brasileira

7.1.1 A nascente da empresa familiar brasileira

7.1.2 O perfil da empresa familiar brasileira

7.2 A Problemática da Inter-RelaçãoFamília x Empresa

7.3 Uma Visão Ampliada sobre a Empresa Familiar

7.4 Conclusões

7.5 Questões para debate

Capítulo 8 - A ÉTICA NA EMPRESA FAMILIAR E ASPECTOS LEGAIS RELACIONADOS A SOCIEDADES, FAMÍLIAS E PESSOAS

CONCEITOS GERAIS

8.1 A ética dentro dos contornos do empreendedorismo

8.2 O código de ética na empresa familiar

8.2.1 A figura do " colaborador" na empresa familiar italiana

8.2.2 O teor orientador para o Código de Ética Familiar

1 A Consciência de que a entidade é uma pessoa com personalidade própria

2 Os sócios e suas famílias devem estar comprometidos com a continuidade da empresa

3 A empresa deve estar acima dos interesses pessoais

4 A unidade familiar deve ser permanentemente investida em suas forças sabendo-se respeitar as diferenças pessoais

5 As relações humanas devem ser excelentes nas famílias

6 Os sócios e seus familiares devem estar sempre comprometidos com a excelência da empresa

7 Respeitar as linhas hierárquicas na empresa evitando-se ingerências em chefias e funcionários subordinados

8 Descobrir e reforçar os valores da família em cada um dos seus herdeiros

9 Estar comprometido com a profissionalização

10 Os sócios devem agir com evidenciação e transparência de seus atos e assim também difundir essa filosofia entre os colaboradores da empresa

8.3 O Acordo pré-nupcial quando um (ou ambos) dos cônjuges pertence a uma família empresária

8.4 Bases para um Acordo Pré-Nupcial

8.5 Conclusões

8.6 Questões para debate

Capítulo 9 - ASPECTOS TÉCNICOS SOBRE CISÃO, FUSÃO, INCORPORAÇÃO E A IMPORTÂNCIA DO CONTADOR NA EMPRESA FAMILIAR

CONCEITOS GERAIS

9.1 Os desafios do contador moderno

9.2 A família nos contextossocial e de negócios

9.2.1 O bem de família

9.2.2 As variáveis que compõem a inter-relação "família x sociedade" e " família x negócios"

9.2.2.1 A família

9.2.2.2 O poder, cargos e remuneração

9.2.2.3 O resultado, fluxo de caixa e ativos dos negócios

Figura 9.1 - Ativos intangíveis como fonte de geração de valor

Figura 9.2 - Recursos fundamentais da organização

9.3 A importância da Contabilidade e do profissional desta área no contexto da empresa familiar

9.3.1 Provisões e reservas contingenciais

9.3.2 Incorporações, cisões e fusões

9.3.3 Reavaliações

9.3.4 Princípios fundamentais da Contabilidade

9.4 O perfil do contador moderno na empresa familiar

9.5 Conclusões

9.6 Questões para debate

Reestruturação Societária - Caso Prático de Cisão Parcial - Enunciado do Problema

I Dados a serem considerados para a cisão parcial

II Pede-se o seguinte:

Reestruturação Societária - Caso Prático de Cisão Parcial (Solução Didática)

Reestruturação Societária (Solução Técnica de Elaboração de Instrumentos)

Protocolo de Intenção e Justificação de Cisão Parcial

1 Partes Interessadas

2 Sociedade Empresária/Simples a ser Cindida

3 Sociedade Empresária/Simples Beneficiária

4 Acordo

5 Objetivos

6 Participação Societária

7 Elementos Patrimoniais da Cisão

8 Capital Social e Patrimônio Líquido

9 Elementos Patrimoniais e Obrigacionais

10 Critério de Avaliação para a Cisão

11 Peritos

12 Alteração do Contrato Social

13 Dissidência

14 Foro

Reestruturação Societária (Soluçãotécnica de Elaboração de Instrumentos) - Laudo de Avaliação - Cisão Parcial

1 Introdução

A Sociedade Empresária/Simples a ser Cindida

B Sociedade Empresária/Simples Beneficiária

2 Dos Livros e Escrituração

3 Da Verificação dos Bens

4 Da Avaliação do Acervo Líquido

5 Das Demonstrações Contábeis e do Acervo Líquido

6 Resultado da Avaliação

7 Termo Final

Reestruturação Societária - Caso Prático de Cisão Parcial (Solução Técnica de Elaboraçãode Instrumentos)

Instrumento Particular de Alteração Contratual

Reestruturação Societária - Caso Prático de Cisão Parcial (Solução Técnica de Elaboraçãode Instrumentos)

Instrumento Particular de Alteração Contratual

Capítulo 10 - GOVERNANÇA CORPORATIVA NA EMPRESA FA- MILIAR - (As últimas novidades e tendências no setor)

10.1 Conceitos Gerais

10.2 A empresa familiar: alvo do noticiário

10.3 Family Office e a governança corporativa em empresas familiares

10.3.1 Family Office

10.3.2 Governança corporativa

10.3.2.1 Governança corporativa em amplo sentido

10.3.2.2 A empresa familiar e a governança corporativa

10.4 Conclusões

10.5 Questões para debate

REFERÊNCIAS

ÍNDICE ALFABÉTICO

A

  • Acordo pré-nupcial quando um (ou ambos) dos cônjuges pertence a uma família empresária.
  • Acordo pré-nupcial. Bases.
  • Agenda lotada. Café com agenda lotada.
  • Alvo do noticiário. Empresa familiar.
  • Apresentação da obra pelo autor.
  • Aspectos da empresa familiar brasileira.
  • Aspectos legais. Ética na empresa familiar e aspectos legais relacionados a sociedades, famílias e pessoas.
  • Aspectos técnicos sobre cisão, fusão, incorporação e a importância do contador na empresa familiar.
  • Ativos intangíveis como fonte de geração de valor. Figura 9.1.
  • Ativos. Resultado, fluxo de caixa e ativos dos negócios.
  • Atrasar desnecessariamente o ingresso dos filhos.
  • Austeridade. Falta de austeridade.

B

  • Bases para um acordo pré-nupcial.
  • Bem de família.

C

  • Café com agenda lotada.
  • Capacidade de direção. Confundir prioridade com capacidade de direção.
  • Cargos, remuneração e poder.
  • Caso prático de cisão parcial.Reestruturação societária.
  • Célula social. Família como célula social básica.
  • Cisão parcial. Caso prático de cisãoparcial. Reestruturação societária.
  • Cisão parcial. Protocolo de intençãoe justificação de cisão parcial.
  • Cisão parcial. Reestruturação societária. Caso prático de cisão parcial. Solução técnica de elaboração de instrumentos.
  • Cisão parcial. Reestruturação societária. Solução técnica de elaboração de instrumentos. Laudo de elaboração. Cisão Parcial.
  • Cisão. Aspectos técnicos sobre cisão, fusão, incorporação e a importância do contador na empresa familiar.
  • Cisões, incorporações e fusões.
  • Civilização. Empresa familiar nosprimórdios da civilização.
  • Classificação das sociedades empresárias.
  • Código de Ética Familiar. Teor orientador para o Código de Ética Familiar
  • Código de Ética na empresa familiar.
  • Colaborador. Figura do "colaborador" na empresa familiar italiana.
  • Componentes da empresa familiare sua inter-relação forçada.
  • Conceito de sociedade em amplo sentido.
  • Conceitos gerais. Empresa familiar. Fundamentos da empresa familiar - II (continuação).
  • Conceitos gerais. Ética na empresa familiar e aspectos legais relacionados a sociedades, famílias e pessoas.
  • Conceitos gerais. Fundamentos da empresa familiar.
  • Confundir prioridade com capacidade de direção.
  • Consciência de que a entidade é uma pessoa com personalidade própria.
  • Contabilidade. Importância da contabilidade e do profissional desta área no contexto da empresa familiar.
  • Contabilidade. Princípios fundamentais da contabilidade.
  • Contador. Aspectos técnicos sobre cisão, fusão, incorporação e a importância do contador na empresa familiar.
  • Contador. Desafios do contador moderno.
  • Contador. Perfil do contador moderno na empresa familiar.
  • Continuidade. Empresa. Sócios e suas famílias devem estar comprometidos com a continuidade da empresa.

D

  • Desafios do contador moderno.
  • Descobrir e reforçar os valores da família em cada um dos seus herdeiros.
  • Diagrama inter-relacional. Família Punaluana. Figura 1-2.
  • Diagrama inter-relacional. Famíliaconsangüínea. Figura 1-1.
  • Diferenças pessoais. Família. Unidade familiar deve ser permanentemente investida em suas forças sabendo-se respeitar as diferenças pessoais.
  • Direito ao sustento e à vida (teoria da sociedade comparada).
  • Diretor familiar. Manutenção de diretores familiares incompetentes.
  • Diversos tipos da família moderna.

E

  • Empreendedorismo. Ética dentro dos contornos do empreendedorismo.
  • Empreendimento casamento.
  • Empresa deve estar acima dos interesses pessoais.
  • Empresa familiar e a governança corporativa.
  • Empresa familiar e família empresária.
  • Empresa familiar italiana. Figura do "colaborador" na empresa familiar italiana.
  • Empresa familiar nos primórdios da civilização.
  • Empresa familiar oufamília empresária?
  • Empresa familiar.
  • Empresa familiar. Alvo do noticiário.
  • Empresa familiar. Aspectos daempresa familiar brasileira.
  • Empresa familiar. Aspectos técnicos sobre cisão, fusão, incorporação e a importância do contador na empresa familiar.
  • Empresa familiar. Código de Ética na empresa familiar.
  • Empresa familiar. Componentes da empresa familiar e sua inter-relação forçada.
  • Empresa familiar. Family office e a governança corporativa em empresas familiares.
  • Empresa familiar. Fundamentos da empresa familiar - II (continuação).
  • Empresa familiar. Fundamentos.
  • Empresa familiar. Governança corporativa na empresa familiar. As últimas novidades e tendências no setor.
  • Empresa familiar. Ideal da sociedade na empresa familiar.
  • Empresa familiar. Importância da contabilidade e do profissional desta área no contexto da empresa familiar.
  • Empresa familiar. Nascente daempresa familiar brasileira.
  • Empresa familiar. Perfil da empresa familiar brasileira.
  • Empresa familiar. Perfil do contador moderno na empresa familiar.
  • Empresa familiar. Visão ampliada sobre a empresa familiar.
  • Empresa. Personalidade. Consciência de que a entidade é uma pessoa com personalidade própria.
  • Empresa. Problemática da inter-relação família x empresa
  • Empresa. Sócios devem agir com evidenciação e transparência de seus atos e assim também difundir essa filosofia entre os colaboradores da empresa.
  • Empresa. Sócios e seus familiares devem estar sempre comprometidos com a excelência da empresa.
  • Empresa. Sócios e suas famílias devem estar comprometidos com a continuidade da empresa.
  • Entidade. Personalidade. Consciência de que a entidade é uma pessoa com personalidade própria.
  • Estabelecer remunerações em espécie sem contrapartida.
  • Estado. Nascimento do Estado.
  • Estado. Surgimento da propriedade privada e do Estado.
  • Estar comprometido com a profissionalização.
  • Ética dentro dos contornos do empreendedorismo.
  • Ética na empresa familiar e aspectos legais relacionados a sociedades, famílias e pessoas.
  • Ética. Código de Ética na empresa familiar.
  • Ética. Teor orientador para o Código de Ética Familiar.
  • Evolução históricada família.

F

  • Falta de austeridade.
  • Família Punaluana. Diagrama inter-relacional. Figura 1-2.
  • Família como célulasocial básica.
  • Família consangüínea. Diagrama inter-relacional. Figura 1-1.
  • Família empresária eempresa familiar.
  • Família empresária ouempresa familiar?
  • Família empresária.
  • Família empresária. Acordo pré-n upcial quando um (ou ambos) dos cônjuges pertence a uma família empresária.
  • Família nos contextos social e de negócios.
  • Família segundo a obra de Friederich Engels (1964), com base nos estudos de Morgan.
  • Família. Diversos tipos da família moderna.
  • Família. Ética na empresa familiar e aspectos legais relacionados a sociedades, famílias epessoas.
  • Família. Evolução histórica da família.
  • Família. Problemática da inter-relação família xempresa
  • Família. Relações humanas devem ser excelentes nas famílias.
  • Família. Unidade familiar deve ser permanentemente investida em suas forças sabendo-se respeitar as diferenças pessoais.
  • Família. Variáveis que compõem a inter-relação "família x sociedade" e "família x negócios".
  • Family office e a governança corporativa em empresas familiares.
  • Family office.
  • Figura 1-1. Família consangüinea. Diagrama inter-relacional.
  • Figura 1-2. Família Punaluana. Diagrama inter-relacional.
  • Figura 9.1. Ativos intangíveis como fonte de geração de valor.
  • Figura 9.2. Recursos fundamentais da organização.
  • Figura do "colaborador" na empresa familiar italiana.
  • Filhos. Atrasar desnecessariamente o ingresso dos filhos.
  • Fixar inadequadamente as retribuições salariais.
  • Fluxo de caixa. Resultado, fluxo de caixa e ativos dos negócios.
  • Friederich Engels. Família segundo a obra de Friederich Engels (1964), com base nos estudos de Morgan.
  • Fundador e seu sonho.
  • Fundamentos da empresa familiar - II (continuação).
  • Fundamentos da empresa familiar.
  • Fundamentos da empresa familiar. Conceitos gerais.
  • Fusão. Aspectos técnicos sobre cisão, fusão, incorporação e a importância do contador na empresa familiar.
  • Fusões, cisões, incorporações.

G

  • Geração. Trabalho. Primeiro trabalho das novas gerações.
  • Governança corporativa em amplo sentido.
  • Governança corporativa na empresa familiar. As últimas novidades e tendências no setor.
  • Governança corporativa.
  • Governança corporativa. Empresa familiar e a governança corporativa.
  • Governança corporativa.Family office e a governança corporativa em empresas familiares.
  • Governança corporativa.Family office e a governança corporativa em empresas familiares.

H

  • Herdeiros. Valores familiares. Descobrir e reforçar os valores da família em cada um dos seus herdeiros.
  • Hierarquia. Respeitar as linhas hierárquicas na empresa evitando-se ingerências em chefias e funcionários subordinados.

I

  • Icorporações, cisões e fusões.
  • Ideal da sociedade na empresa familiar.
  • Importância da contabilidade e do profissional desta área no contexto da empresa familiar.
  • Incorporação. Aspectos técnicos sobre cisão, fusão, incorporação e a importância do contador na empresa familiar.
  • Ingresso dos filhos. Atrasar desnecessariamente o ingresso dos filhos.
  • Inter-relação. Componentes da empresa familiar e sua inter-relação forçada.
  • Interesses pessoais. Empresa deve estar acima dos interesses pessoais.
  • Introdução.

L

  • Liderança. Sucessão. Problema da sucessão vs. o papel da liderança do sucessor.

M

  • Manutenção de diretores familiares incompetentes.
  • Morgan. Família segundo a obra de Friederich Engels (1964), com base nos estudos de Morgan.

N

  • Nascente da empresa familiar brasileira.
  • Nascimento da propriedade privada.
  • Nascimento do Estado.
  • Negócio familiar.
  • Negócios. Família nos contextos social e de negócios.
  • Negócios. Nova era dos negócios.
  • Nova era dosnegócios.

P

  • Perfil da empresa familiar brasileira.
  • Perfil do contador modernona empresa familiar.
  • Personalidade. Consciência de que a entidade é uma pessoa com personalidade própria.
  • Pessoas. Ética na empresa familiar e aspectos legais relacionados a sociedades, famílias epessoas.
  • Poder, cargos e remuneração.
  • Primeiro trabalho das novas gerações.
  • Princípios fundamentaisda contabilidade.
  • Prioridade. Confundir prioridade com capacidade de direção.
  • Problema da sucessãovs. o papel da liderança do sucessor.
  • Problemática da inter-relação família x empresa
  • Profissionalização. Estar comprometido com a profissionalização.
  • Prolegômenos.
  • Propriedade privada. Nascimento da propriedade privada.
  • Propriedade privada. Surgimento da propriedade privada e do Estado.
  • Protocolo de intenção e justificação de cisãoparcial.
  • Provisões e reservascontingenciais.

R

  • Recursos fundamentais da organização. Figura 9.2.
  • Reestruturação societária. Caso prático de cisão parcial.
  • Reestruturação societária. Caso prático de cisão parcial. Solução técnica de elaboração de instrumentos.
  • Reestruturação societária. Solução técnica de elaboração de instrumentos.
  • Reestruturação societária. Solução técnica de elaboração de instrumentos. Laudo de elaboração. Cisão Parcial.
  • Relações humanas devem ser excelentes nas famílias.
  • Remuneração, poder e cargos.
  • Respeitar as linhas hierárquicas na empresa evitando-se ingerências em chefias e funcionários subordinados.
  • Resultado, fluxo de caixa eativos dos negócios.

S

  • Salário. Estabelecer remuneraçõesem espécie sem contrapartida.
  • Salário. Fixar inadequadamente as retribuições salariais.
  • Sete erros capitaisda sucessão.
  • Social. Família nos contextossocial e de negócios.
  • Sociedade. Conceito de sociedade em amplo sentido.
  • Sociedade. Ideal da sociedade na empresa familiar.
  • Sociedades empresariais familiares.
  • Sociedades empresariais.
  • Sociedades empresárias.
  • Sociedades empresárias. Classificação.
  • Sociedades. Ética na empresa familiar e aspectos legais relacionados a sociedades, famíliase pessoas.
  • Sociedade. "Sócio bom é sócio longe. ou morto".
  • Sócios devem agir com evidenciação etransparência de seus atos e assim também difundir essa filosofia entre os colaboradores da empresa.
  • Sócios e seus familiares devem estar sempre comprometidos com a excelência da empresa.
  • Sócios e suas famílias devem estar comprometidos com a continuidade da empresa.
  • Solução técnica de elaboração de instrumentos. Reestruturação societária.
  • Sonho. Fundador e seu sonho.
  • Sucessão. Problema da sucessão vs. o papel da liderança do sucessor.
  • Sucessão. Sete erros capitais da sucessão.
  • Surgimento da propriedadeprivada e do Estado.
  • Sustento. Direito ao sustento e à vida (teoria da sociedade comparada).

T

  • Teor orientador para o Código de Ética Familiar.
  • Teoria da sociedade comparada. Direito ao sustento e à vida.
  • Tipos. Família. Diversos tipos da família moderna.
  • Trabalho. Primeiro trabalho das novas gerações.
  • Transparência. Sócios devem agir com evidenciação e transparência de seus atos e assim também difundir essa filosofia entre os colaboradores da empresa.

U

  • Últimas novidades e tendências no setor. Governança corporativa na empresa familiar.
  • Unidade familiar deve ser permanentemente investida em suas forças sabendo-se respeitar as diferenças pessoais.

V

  • Valores familiares. Descobrir e reforçar os valores da família em cada um dos seus herdeiros.
  • Variáveis que compõem a inter-relação "família x sociedade" e "família x negócios".
  • Vida. Direito ao sustento e à vida(teoria da sociedade comparada).
  • Visão ampliada sobre aempresa familiar.
INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: