Mal-Estar na Educação - O Sofrimento Psíquico de Professores

Rosana Márcia R. Aguiar e Sandra Francesca Conte de Almeida

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 30,00

Versão impressa

Versão digital

Disponível para:AndroidiOS

Ficha técnica

Autor(es): Rosana Márcia R. Aguiar e Sandra Francesca Conte de Almeida

ISBN v. impressa: 978853622192-2

ISBN v. digital: 978853626656-5

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 98

Publicado em: 29/10/2008

Área(s): Literatura e Cultura - Educação; Psicologia - Escolar e Educação

Versão Digital (e-Book)

Para leitura em aplicativo exclusivo da Juruá Editora para Smartphones e Tablets rodando iOS e Android. Não compatível KINDLE, LEV, KOBO e outros e-Readers.

Disponível para as plataformas:

  • AndroidAndroid 4 ou posterior
  • iOSiOS 7 ou posterior

Em computadores a leitura é apenas online e sem recursos de favoritos e anotações;
Não permite a impressão e cópia do conteúdo.

Compra apenas via site da Juruá Editora.

Sinopse

O livro apresenta uma sistematização de relevantes produções teóricas e de pesquisas na interface psicanálise e educação, notadamente no campo da aplicação do conhecimento oriundo da teoria psicanalítica na compreensão da questão do sofrimento psíquico de professores, no cotidiano escolar.

Espera-se que a produção deste texto possa vir a contribuir com as atuais e necessárias reflexões em torno da formação de professores. Privilegiam-se, aqui, as concepções voltadas para a perspectiva de uma formação pessoal, subjetiva, articulada à formação profissional, dando especial ênfase à formação continuada do professor, sujeito e ator/autor que aprende e se forma com sua história de vida, suas experiências e vivências pessoais e profissionais e, sobretudo, com a análise e reflexão sobre a práxis educativa, em suas conexões com o contexto socioeconômico e institucional-político no qual a escola está inserida.

A reflexão a respeito da construção em contexto da identidade do professor permite, dentre outras questões, pensar, justamente, acerca do sofrimento psíquico de professores, as implicações desse fenômeno no processo pedagógico, bem como a impossibilidade de um sujeito "produzir" uma doença psíquica de forma individual, desvinculada das condições sociais de seu trabalho como docente e das relações interpessoais com o outro.

Autor(es)

Rosana Márcia Rolando Aguiar
Psicanalista membro de IPB- Intersecção Psicanalítica do Brasil. Atua também como Psicopedagoga clínica. Mestre em Psicologia.Atuou durante muitos anos como coordenadora e também como orientadora educacional em escolas de ensino fundamental em Brasília. Atualmente é docente do ensino superior. Interessa-se por pesquisar o sofrimento psíquico de professores em uma interface com os pressupostos da Teoria Psicanalítica e a formação docente, bem como a crise na educação familiar no mundo contemporâneo e os efeitos desse mesmo fenômeno na educação escolar. Autora de artigo científico que aborda os mesmos temas. Coordenadora de grupo de estudos sobre Psicanálise e educação. Participa ativamente de grupo de estudos da Teoria Psicanalítica, que acontece semanalmente em Brasília, inclusive com apresentações de trabalhos. Participa sistematicamente de congressos, colóquios e eventos que abordam e discutem o tema Psicanálise e Educação, com apresentações de trabalhos e artigos. Participa ativamente também de eventos de Psicanálise que discutem a Clínica Lacaniana.

Sandra Francesca Conte de Almeida
Doutora em Ciências da Educação (Psicologia) e Diplomada em Psicologia Escolar pela Université René Descartes, Paris V, Sorbonne. Psicanalista, Membro-Fundador do Percurso Psicanalítico de Brasília. Foi professora da Universidade Federal do Ceará e da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. É professora aposentada do Instituto de Psicologia da UnB. Desde fevereiro de 2004 é professora, em regime de tempo integral, do Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Psicologia, da Universidade Católica de Brasília, e coordena, como segundo líder, o Laboratório de Pesquisa em Saúde Mental, Desenvolvimento e Aprendizagem Humana, da UCB/CNPq. Foi coordenadora do GT Psicologia Escolar e Educacional da ANPEPP (Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Psicologia. Possui expressiva produção científica, sob forma de artigos científicos, capítulos de livros, livros e organização de livros publicados na sua área de especialização e competência: psicanálise e educação, formação e atuação de psicólogos escolares e de professores do ensino fundamental e médio, psicologia da educação e do desenvolvimento, representações sociais.

Sumário

PRIMEIRA PARTE: A pesquisa e seu contexto, p. 14

Capítulo I - Situando o problema: o sofrimento psíquico de professores, p. 15

Capítulo II - Contextualizando a pesquisa: aspectos metodológicos, p. 22

SEGUNDA PARTE: O mal-estar na educação: a escola, o professor e seu métier impossível, p. 26

Capítulo III - A crise na educação: escola e profissão docente na modernidade, p. 27

Capítulo IV - Mal-estar docente: cultura e subjetividade, p. 36

Capítulo V - Sintoma, desamparo e narcisismo, p. 47

TERCEIRA PARTE: O sofrimento psíquico de professores e a sua expressão, p. 58

Capítulo VI - A revelação dos dados: as histórias de vida dos professores, p. 59

O descrédito em relação ao adoecimento dos professores, p. 59

O preconceito contra os professores com diagnóstico de depressão, p. 60

As dificuldades de aprendizagem dos alunos e o mal-estar docente, p. 62

A violência extra e intra-escolar, p. 63

A indisciplina na escola, p. 66

A educação familiar dos professores, a relação transferencial com os alunos e a atuação profissional, p. 68

O sentimento de insegurança vivenciado pelos professores, p. 70

O absenteísmo como uma das modalidades de defesa contra o mal-estar docente, p. 71

O desgaste emocional pelo excessivo envolvimento do professor com os problemas pessoais dos alunos, p. 72

As frustrações pelas condições de trabalho e a importância atribuída ao apoio institucional necessário à prática pedagógica, p. 74

As manifestações dos sintomas depressivos e o mal-estar docente, p. 74

As queixas e a demanda de escuta, os sintomas de depressão e seu ´tratamento´, p. 76

CONSIDERAÇÕES FINAIS, p. 80

REFERÊNCIAS, p. 85

Índice alfabético

A

  • A crise na educação. Escola e profissão docente na modernidade, p. 27
  • A educação familiar dos professores, a relação transferencial com os alunos e a atuação profissional, p. 68
  • A escola, o professor e seu métier impossível. O mal-estar na educação. Segunda parte, p. 26
  • A indisciplina na escola, p. 66
  • A revelação dos dados. As histórias de vida dos professores, p. 59
  • A violência extra e intra-escolar, p. 63
  • Absenteísmo como uma das modalidades de defesa contra o mal-estar docente, p. 71
  • Adoecimento. Descrédito em relação ao adoecimento dos professores, p. 59
  • Aluno. Desgaste emocional pelo excessivo envolvimento do professor com os problemas pessoais dos alunos, p. 72
  • Apoio institucional. Frustrações pelas condições de trabalho e a importância atribuída ao apoio institucional necessário à prática pedagógica, p. 74
  • Aprendizagem. Dificuldades do s alunos. Mal-estar docente, p. 62
  • As dificuldades de aprendizagem dos alunos e o mal-estar docente, p. 62
  • As frustrações pelas condições de trabalho e a importância atribuída ao apoio institucional necessário à prática pedagógica, p. 74
  • As manifestações dos sintomas depressivos e o mal-estar docente, p. 74
  • As queixas e a demanda de escuta, os sintomas de depressão e seu ´tratamento´, p. 76
  • Aspectos metodológicos. Contextualizando a pesquisa, p. 22
  • Atuação profissional. Educação familiar dos professores, a relação transferencial com os alunos e a atuação profissional, p. 68

C

  • Condição de trabalho. Frustrações pelas condições de trabalho e a importância atribuída ao apoio institucional necessário à prática pedagógica, p. 74
  • Considerações finais, p. 80
  • Contexto da pesquisa, p. 14
  • Contextualizando a pesquisa. Aspectos metodológicos, p. 22
  • Crise na educação. Escola e profissão docente na modernidade, p. 27
  • Cultura e subjetividade. Mal-estar docente, p. 36

D

  • Dados. Revelação. As histórias de vida dos professores, p. 59
  • Defesa. Absenteísmo como uma das modalidades de defesa contra o mal-estar docente, p. 71
  • Depressão. As manifestações dos sintomas depressivos e o mal-estar docente, p. 74
  • Depressão. Diagnóstico. Professor. Preconceito, p. 60
  • Depressão. Queixas e a demanda de escuta, os sintomas de depressão e seu ´tratamento´, p. 76
  • Depressão. Sintoma, desamparo e narcisismo, p. 47
  • Desamparo, narcisismo e sintoma, p. 47
  • Descrédito em relação ao adoecimento dos professores, p. 59
  • Desgaste emocional pelo excessivo envolvimento do professor com os problemas pessoais dos alunos, p. 72
  • Desgaste emocional. Excessivo envolvimento do professor. Problemas pessoais do aluno, p. 72
  • Diagnóstico de depressão. Professor. Preconceito, p. 60
  • Dificuldades de aprendizagem dos alunos e o mal-estar docente, p. 62
  • Doença psíquica. Mal-estar docente. Cultura e subjetividade, p. 36

E

  • Educação familiar dos professores, a relação transferencial com os alunos e a atuação profissional, p. 68
  • Educação. A escola, o professor e seu métier impossível. O mal-estar na educação. Segunda parte, p. 26
  • Escola e profissão docente na modernidade. Crise na educação, p. 27
  • Escola, o professor e seu métier impossível. O mal-estar na educação. Segunda parte, p. 26
  • Escola. Crise na educação. Escola e profissão docente na modernidade, p. 27
  • Escola. Indisciplina, p. 66
  • Escola. Violência extra e intra-escolar, p. 63
  • Excessivo envolvimento do professor. Problemas pessoais do aluno. Desgaste emocional, p. 72
  • Expressão do sofrimento psíquico de professores. Terceira parte, p. 58

F

  • Frustrações pelas condições de trabalho e a importância atribuída ao apoio institucional necessário à prática pedagógica, p. 74

H

  • Histórias de vida dos professores. Revelação dos dados, p. 59

I

  • Indisciplina na escola, p. 66
  • Insegurança. Sentimento de insegurança vivenciado pelos professores, p. 70

M

  • Mal-estar docente e dificuldades de aprendizagem dos alunos, p. 62
  • Mal-estar docente. Cultura e subjetividade, p. 36
  • Mal-estar docente. Defesa. Absenteísmo, p. 71
  • Mal-estar docente. Sintomas de pressivos. Manifestações, p. 74
  • Mal-estar na educação. A escola, o professor e seu métier impossível. Segunda parte, p. 26
  • Mecanismo de defesa. Absenteísmo como uma das modalidades de defesa contra o mal estar docente, p. 71
  • Metodologia. Contextualizando a pesquisa, p. 22
  • Modernidade. Profissão docente. Escola. Crise na educação, p. 27

N

  • Narcisismo, desamparo e sintoma, p. 47

O

  • O absenteísmo como uma das modalidades de defesa contra o mal-estar docente, p. 71
  • O descrédito em relação ao adoecimento dos professores, p. 59
  • O desgaste emocional pelo excessivo envolvimento do professor com os problemas pessoais dos alunos, p. 72
  • O mal-estar na educação. A escola, o professor e seu métier impossível. Segunda parte, p. 26
  • O preconceito contra os professore s com diagnóstico de depressão, p. 60
  • O sentimento de insegurança vivenciado pelos professores, p. 70
  • O sofrimento psíquico de professores e a sua expressão. Terceira parte, p. 58

P

  • Pesquisa. Contexto, p. 14
  • Pesquisa. Contextualização. Aspectos metodológicos, p. 22
  • Prática pedagógica. Frustrações pelas condições de trabalho e a importância atribuída ao apoio institucional necessário à prática pedagógica, p. 74
  • Preconceito contra os professore s com diagnóstico de depressão, p. 60
  • Primeira parte. A pesquisa e seu contexto, p. 14
  • Problema. Sofrimento psíquico de professores, p. 15
  • Problemas pessoais do aluno. Desgaste emocional. Excessivo envolvimento do professor, p. 72
  • Professor e seu métier impossível. Escola. O mal-estar na educação. Segunda parte, p. 26
  • Professor. A educação familiar dos professores, a relação transferencial com os alunos e a atuação profissional, p. 68
  • Professor. Adoecimento. Descrédito em relação ao adoecimento dos professores, p. 59
  • Professor. Crise na educação. Escola e profissão docente na modernidade, p. 27
  • Professor. Frustrações pelas condições de trabalho e a importância atribuída ao apoio institucional necessário à prática pedagógica, p. 74
  • Professor. História de vi da. Revelação dos dados, p. 59
  • Professor. Mal-estar docente e dificuldades de aprendizagem dos alunos, p. 62
  • Professor. Mal-estar docente. Cultura e subjetividade, p. 36
  • Professor. Mal-estar docente. Defesa. Absenteísmo, p. 71
  • Professor. Mal-estar docente. Sintomas depressivos. Manifestações, p. 74
  • Professor. O sofrimento psíquico de professores e a sua expressão. Terceira parte, p. 58
  • Professor. Preconceito. Diagnóstico de depressão, p. 60
  • Professor. Sentimento de insegurança vivenciado pelos professores, p. 70
  • Professor. Sofrimento psíquico. Situando o problema, p. 15
  • Profissão docente na modernidade. Escola. Crise na educação, p. 27

R

  • Relação transferencial. Educação familiar dos professores, a relação transferencial com os alunos e a atuação profissional, p. 68
  • Relatos autobiográficos, p. 59
  • Revelação dos dados. As histórias de vida dos professores, p. 59

S

  • Segunda parte. O mal-estar na educação. A escola, o professor e seu métier impossível, p. 26
  • Sentimento de insegurança vivenciado pelos professores, p. 70
  • Sintoma, desamparo e narcisismo, p. 47
  • Sintomas depressivos. Manifestações. Mal-estar docente, p. 74
  • Sintomas. Depressão. Queixas e a demanda de escuta, os sintomas de depressão e seu ´tratamento´, p. 76
  • Situando o problema. Sofrimento psíquico de professores, p. 15
  • Sofrimento psíquico de professores e a sua expressão. Terceira parte, p. 58
  • Sofrimento psíquico de professores. Situando o problema, p. 15
  • Sofrimento. Sintoma, desamparo e narcisismo, p. 47
  • Subjetividade e cultura. Mal-estar docente, p. 36

T

  • Terceira parte. O sofrimento psíquico de professores e a sua expressão, p. 58
  • Tratamento. Depressão. Queixas e a demanda de escuta, os sintomas de depressão e seu ´tratamento´, p. 76

V

  • Violência extra e intra-escolar, p. 63
  • Vivência. Sentimento de insegurança vivenciado pelos professores, p. 70

Recomendações

Capa do livro: O que tem no hospital?, Marina Menezes - Ilustrações: Jana Neves Garcia

O que tem no hospital?

 Marina Menezes - Ilustrações: Jana Neves GarciaISBN: 978853627036-4Páginas: 22Publicado em: 01/08/2017

Versão impressa

R$ 29,90Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Altas Habilidades/Superdotação, Talento, Dotação e Educação, Coordenadoras: Laura Ceretta Moreira e Tania Stoltz

Altas Habilidades/Superdotação, Talento, Dotação e Educação

 Coordenadoras: Laura Ceretta Moreira e Tania StoltzISBN: 978853623826-5Páginas: 274Publicado em: 06/06/2012

Versão impressa

R$ 84,70Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 59,90Adicionar e-Book
ao carrinho
Capa do livro: Infância Ferida, Clinaura Maria de Lima

Infância Ferida

 Clinaura Maria de LimaISBN: 978853622359-9Páginas: 134Publicado em: 23/07/2009

Versão impressa

R$ 39,90Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 27,70Adicionar e-Book
ao carrinho
Capa do livro: Violência Doméstica Contra a Criança e o Adolescente, Marisa Marques Ribeiro, Rosilda Baron Martins

Violência Doméstica Contra a Criança e o Adolescente

 Marisa Marques Ribeiro, Rosilda Baron MartinsISBN: 853620800-7Páginas: 144Publicado em: 22/09/2004

Versão impressa

R$ 49,90Adicionar ao
carrinho