Laço Social na Teoria Freudiana, O - Para além da nostalgia e da esperança

Daniel Mograbi

Leia na Biblioteca Virtual
FICHA TÉCNICA
Autor(es): Daniel Mograbi
ISBN: 978853622259-2
Acabamento: Brochura
Número de Páginas: 114
Publicado em: 26/06/2009
Área(s): Psicologia - Psicanálise
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

Dentre os temas frequentes da produção psicanalítica contemporânea destaca-se a discussão acerca dos impasses encontrados diante de pacientes refratários ao dispositivo analítico clássico. Frente a estes desafios, parte do campo psicanalítico volta-se para a questão da desestruturação da autoridade simbólica, sugerindo que mudanças recentes na sociedade seriam responsáveis pela dificuldade em aplicar o arcabouço teórico-clínico da psicanálise.
Em seu livro Daniel Mograbi tenta indicar algumas das limitações deste encaminhamento teórico. De um ponto de vista ético, o autor sugere que a discussão sobre a desestruturação da autoridade simbólica pode levar a uma postura nostálgica que paralisa a psicanálise ao idealizar um passado idílico que nunca existiu, culpabilizando os pacientes e a sociedade atuais. O autor realiza uma minuciosa revisão bibliográfica de alguns dos “textos culturais” de Freud, indicando como este sublinha a incerteza como marca fundamental das relações humanas. Tomando como base as idéias de acaso e artifício, as dimensões da fantasia e do encontro são valorizadas, pontuando a importância da aposta na construção de um vínculo.
O autor exalta a relevância de uma escuta aberta e defende uma psicanálise em trabalho contínuo, capaz de reinventar-se clínica e teoricamente diante dos desafios que sua prática impõe.

AUTOR(ES)

Daniel Mograbi é psicólogo clínico, mestre em Teoria Psicanalítica pela UFRJ, e atualmente cursa o doutorado em Psicologia no Institute of Psychiatry, King’s College, University of London.

 

 

SUMÁRIO

APRESENTAÇÃO

INTRODUÇÃO: Uma questão atual

CAPÍTULO I - Sob o signo da incerteza

1.1 A desilusão da guerra: nada de novo no front

1.2 Ilusões da Libido

1.3 Unidos pelo desamparo

1.4 O lobo do homem

CAPÍTULO II - Impasses e alternativas

2.1 Em defesa da realidade psíquica

2.2 Desconstruindo o argumento naturalista

2.3 Acaso e artifício no laço social

2.4 Da aposta

CONSIDERAÇÕES FINAIS - Um posicionamento ético

PÓS-ESCRITO

REFERÊNCIAS

ÍNDICE ALFABÉTICO

A

  • Acaso e artifício no laço social
  • Agressividade. Acaso e artifício no laço social.
  • Agressividade. Desconstruindo o argumento naturalista
  • Alternativas e impasses.
  • Aposta
  • Apresentação.
  • Argumentação freudiana. Impasses e alternativas
  • Argumento naturalista. Desconstrução
  • Artíficio. Acaso e artifício no laço social.
  • Autoridade simbólica. Desestruturação. Sob o signo da incerteza.

B

  • Binômio ilusão/verdade. Impasses e alternativas.

C

  • Ciência e natureza. Pós-escrito
  • Comportamento humano. Desestruturação. Sob o signo da incerteza
  • Considerações finais. Umposicionamento ético.
  • Convivência. O lobo do homem.
  • Crença. Unidos pelo desamparo.

D

  • Desamparo. Unidos pelo desamparo
  • Desconstruindo o argumento naturalista.
  • Desejo e memória. Pós-escrito.
  • Desestruturação da autoridade simbólica. Sob o signo da incerteza.
  • Desilusão da guerra: nada de novo nofront.

E

  • Economia psíquica. Desilusão da guerra: nada de novo nofront
  • Em defesa da realidade psíquica.
  • Encontro. Considerações finais. Um posicionamento ético.
  • Esperança. Aposta
  • Esperança e nostalgia. Consideraçõesfinais. Um posicionamento ético.
  • Esperança e nostalgia. Pós-escrito
  • Estrangeiro. Desilusão da guerra: nada de novo nofront
  • Ética. Acaso e artifício no laço social.
  • Ética. Considerações finais. Um posicionamento ético
  • Experiência humana. Introdução. Uma questão atual.

F

  • Fantasia. Em defesa da realidade psíquica.
  • Formação moral. Desilusão da guerra: nada de novo nofront
  • Fragilidade. Aposta.
  • Fragilidade humana. Ilusões da libido
  • Freud. Introdução. Uma questão atual
  • Freud. Sob o signo da incerteza.

G

  • Guerra. Desilusão da guerra: nada de novo nofront.

H

  • Histórico. Desilusão da guerra: nada de novo nofront

I

  • Ilusão. Em defesa da realidade psíquica.
  • Ilusões da libido
  • Impasses e alternativas.
  • Incerteza. Aposta.
  • Incerteza. Sob o signo da incerteza
  • Inimigo. Desilusão da guerra: nada de novo nofront
  • Introdução. Uma questão atual.

L

  • Laço social. Ilusões da libido.
  • Laço social. Impassese alternativas.
  • Laço social. Sob o signo da incerteza
  • Libido. Ilusões da libido.

M

  • Memória e desejo. Pós-escrito
  • Moralidade. O lobo do homem

N

  • Narcisismo. Ilusões da libido.
  • Naturalismo. Desconstruindo o argumento naturalista
  • Natureza e ciência. Pós-escrito
  • Nostalgia. Aposta.
  • Nostalgia e esperança. Considerações finais. Um posicionamento ético.
  • Nostalgia e esperança. Pós-escrito.

O

  • O laço social. Acaso e artifício no laço social
  • O laço social. Aposta
  • O lobo do homem

P

  • Pensamento freudiano. Sob o signo da incerteza.
  • Pós-escrito
  • Posicionamento ético. Consideraçõesfinais. Um posicionamento ético
  • Produção psicanalítica contemporânea. Apresentação
  • Psicanálise. Introdução.Uma questão atual.
  • Psiquismo. Unidos pelo desamparo

R

  • Realidade. Em defesa da realidade psíquica
  • Realidade psíquica. Em defesa da realidade psíquica.
  • Realidade psíquica. Impasses e alternativas
  • Referências
  • Relações humanas. Introdução. Uma questão atual
  • Relações humanas. O lobo do homem
  • Religião. Unidospelo desamparo
  • Responsabilidade. Acaso e artifício no laço social

S

  • Seres relacionais. Consideraçõesfinais. Um posicionamento ético.
  • Sob o signo da incerteza.

T

  • Terminologia. Em defesa da realidade psíquica.

U

  • Unidos pelo desamparo.

V

  • Vínculo humano. Aposta.
  • Vínculo humano. Impasses e alternativas
  • Vínculo humano. Introdução. Uma questão atual
  • Vínculo humano. O lobo do homem
  • Vínculo humano. Sob o signo da incerteza
  • Violência. Acaso e artifício no laço social.
  • Violência. Desconstruindoo argumento naturalista.
  • Violência. Ilusões da libido.
INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: