Brasil e a Segurança na América do Sul, O - Coleção Relações Internacionais

Graciela de Conti Pagliari

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 20,00

Versão impressa

Ficha técnica

Autor(es): Graciela de Conti Pagliari

ISBN: 978853622757-3

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 264

Publicado em: 10/12/2009

Área(s): Direito - Coleções; Direito Internacional

Sinopse

Neste Volume:

SEGURANÇA INTERNACIONAL NO PÓS-GUERRA FRIA: ASPECTOS CONCEITUAIS E PROBLEMAS CONTEMPORÂNEOS
• O debate acerca de um novo conceito de segurança
• Relações de segurança: intensidade dos padrões regionais
• Sistema internacional contemporâneo: implicações para as relações de segurança

AS RELAÇÕES DE SEGURANÇA NA AMÉRICA DO SUL
• A construção do espaço sul-americano
• As relações de segurança na América do Norte
• O cenário de segurança na América do Sul no pós-guerra Fria

SEGURANÇA NA AMÉRICA DO SUL: PROBLEMAS E ATORES
• Conflitos e as ameaças tradicionais na América do Sul
• Para além das questões tradicionais de segurança: o destaque ao terrorismo

CENÁRIO DE SEGURANÇA SUL-AMERICANO: UM BALANÇO DO
CONFLITO COLOMBIANO
• A conformação e o tratamento do problema das drogas ilícitas

O BRASIL E A SEGURANÇA NA AMÉRICA DO SUL
• A política externa brasileira: segurança regional
• Política de segurança dos Estados Unidos para a América do Sul
• O Brasil e a cooperação regional nos temas de defesa e segurança

Autor(es)

Graciela de Conti Pagliari é Doutora em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília (UnB); Mestra em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Atua na área de Relações Internacionais, com ênfase em segurança internacional e política externa brasileira.

Sumário

INTRODUÇÃO

1 Segurança internacional no pós-Guerra Fria: aspectos conceituais e problemas contemporâneos

1.1 O debate acerca de um novo conceito de segurança

1.1.1 Securitização, dessecuritização e as unidades de análise

1.2 Relações de segurança: intensidade dos padrões regionais

1.3 Sistema internacional contemporâneo: implicações para as relações de segurança

2 As relações de segurança na América do Sul

2.1 A construção do espaço sul-americano

2.1.1 As relações do Brasil com a região

2.2 As relações de segurança na América do Norte

2.2.1 Intervenção e cooperação nas relações com a região

2.3 O cenário de segurança na América do Sul no pós-Guerra Fria

2.3.1 Arranjos cooperativos de segurança

3 Segurança na América do Sul: problemas e atores

3.1 Conflitos e as ameaças tradicionais na América do Sul

3.1.1 Gastos militares na região

3.1.1.1 Compras armamentistas e rivalidades sul-americanas

3.2 Para além das questões tradicionais de segurança: o destaque ao terrorismo

3.3 Conclusões

4 Cenário de segurança sul-americano: um balanço do conflito colombiano

4.1 A conformação e o tratamento do problema das drogas ilícitas

4.1.1 A política antinarcóticos: repressão como estratégia de contenção da oferta

4.1.2 Políticas e desenvolvimentos recentes: o Plano Colômbia

4.1.3 Um balanço sobre o tema

4.2 Conclusões

5 O Brasil e a segurança na América do Sul

5.1 A política externa brasileira: segurança regional

5.1.1 Políticas de segurança e defesa

5.1.1.1 A decisão política de criar o Ministério da Defesa e a II PDN

5.1.1.2 Uma política estratégica de longo prazo: a concepção da Estratégia Nacional de Defesa

5.2 Política de segurança dos Estados Unidos para a América do Sul

5.2.1 A descentralização da presença militar norte-americana na América do Sul

5.3 O Brasil e a cooperação regional nos temas de defesa e segurança

5.4 Conclusões

CONSIDERAÇÕES FINAIS

REFERÊNCIAS

Índice alfabético

A

  • Ameaça. Conflitos e as ameaças tradicionais na América do Sul
  • América do Norte. Relações de segurança na América do Norte.
  • América do Sul. Brasil e a segurança na América do Sul
  • América do Sul. Cenário de segurança na América do Sul no pós-Guerra Fria
  • América do Sul. Cenário de segurança sul-americano: um balanço do conflito colombiano
  • América do Sul. Cenário de segurança sul-americano: um balanço do conflito colombiano. Conclusões
  • América do Sul. Compras armamentistas e rivalidades sul-americanas.
  • América do Sul. Conflitos e as ameaças tradicionais na América do Sul
  • América do Sul. Construção do espaço sul-americano
  • América do Sul. Descentralização da presença militar norte-americana na América do Sul.
  • América do Sul. Política de segurança dos Estados Unidos para a América do Sul
  • América do Sul. Relações de segurança na América do Sul
  • América do Sul. Segurança na América do Sul: problemas e atores.
  • América do Sul. Segurança na América do Sul: problemas e atores. Conclusões.
  • Armamento. Compras armamentistas e rivalidades sul-americanas
  • Arranjos cooperativos de segurança.

B

  • Brasil. Relações doBrasil com a região.
  • Brasil e a cooperação regional nostemas de defesa e segurança
  • Brasil e a segurança na América do Sul
  • Brasil e a segurança na América do Sul. Conclusões

C

  • Cenário de segurança na América do Sul no pós-Guerra Fria.
  • Cenário de segurança sul-americano: um balanço do conflito colombiano.
  • Cenário de segurança sul-americano: um balanço do conflito colombiano. Conclusões
  • Compras armamentistas e rivalidades sul-americanas.
  • Conceito. Debate acerca de umnovo conceito de segurança
  • Conceito. Segurança internacional no pós-Guerra Fria: aspectos conceituais e problemas contemporâneos
  • Conclusão. Segurança na América do Sul: problemas e atores
  • Conflito colombiano. Cenário de segurança sul-americano: um balanço do conflito colombiano.
  • Conflito colombiano. Cenário de segurança sul-americano: um balanço do conflito colombiano. Conclusões
  • Conflitos e as ameaças tradicionais na América do Sul
  • Conformação e o tratamento do problema das drogas ilícitas
  • Considerações finais.
  • Construção do espaço sul-americano
  • Cooperação. Intervenção e cooperação nas relações com a região.
  • Cooperação regional. Brasil e a cooperação regional nos temas de defesa e segurança.

D

  • Debate acerca de um novoconceito de segurança.
  • Decisão política de criar o Ministério da Defesa e a II PDN.
  • Defesa. Brasil e a cooperação regional nos temas de defesa e segurança.
  • Defesa. Políticas de segurança e defesa.
  • Descentralização da presença militar norte-americana na América do Sul
  • Desenvolvimento. Políticas e desenvolvimentos recentes: o Plano Colômbia
  • Dessecuritização. Securitização, dessecuritização e as unidades de análise.
  • Drogas. Conformação e o tratamentodo problema das drogas ilícitas.
  • Drogas. Política antinarcóticos: repressão como estratégia de contenção da oferta
  • Drogas. Tráfico. Um balanço sobre o tema

E

  • Estados Unidos. Descentralização dapresença militar norte-americana na América do Sul.
  • Estados Unidos. Política de segurança dos Estados Unidos para a América do Sul
  • Estratégia Nacional de Defesa. Uma política estratégica de longo prazo: a concepção da Estratégia Nacional de Defesa

G

  • Gastos militaresna região
  • Guerra fria. Segurança internacional no pós-Guerra Fria: aspectos conceituais e problemas contemporâneos.

I

  • II PDN. Decisão política de criar o Ministério da Defesa e a II PDN
  • Ilicitude. Conformação e o tratamento do problema das drogas ilícitas.
  • Intervenção e cooperação nasrelações com a região
  • Introdução

M

  • Militar. Descentralização da presença militar norte-americana na América do Sul
  • Militar. Gastos militares na região
  • Ministério da Defesa. Decisão política de criar o Ministério da Defesa e a II PDN

N

  • Narcótico. Política antinarcóticos: repressão como estratégia de contenção da oferta.

P

  • Padrão regional. Relações de segurança: intensidade dos padrões regionais
  • Para além das questões tradicionais de segurança: o destaque ao terrorismo.
  • Plano Colômbia. Políticas e desenvolvimentos recentes: o Plano Colômbia
  • Política antinarcóticos: repressão como estratégia de contenção da oferta.
  • Política de segurança dos Estados Unidos para a América do Sul
  • Política estratégica de longo prazo: a concepção da Estratégia Nacional de Defesa.
  • Política externa brasileira:segurança regional
  • Políticas de segurança e defesa.
  • Políticas e desenvolvimentos recentes: o Plano Colômbia.
  • Pós-Guerra Fria. Cenário de segurança na América do Sul no pós-Guerra Fria
  • Pós-Guerra Fria. Segurança internacional no pós-Guerra Fria: aspectos conceituais e problemas contemporâneos.
  • Presença militar. Descentralização da presença militar norte-americana na América do Sul.
  • Problemas contemporâneos. Segurançainternacional no pós-Guerra Fria: aspectos conceituais e problemas contemporâneos

R

  • Referências
  • Região. Relações doBrasil com a região
  • Relações de segurança. Sistema internacional contemporâneo: implicações para as relações de segurança
  • Relações de segurança: intensidade dos padrões regionais
  • Relações de segurança na América do Norte
  • Relações de segurançana América do Sul
  • Relações do Brasilcom a região.
  • Relações internacionais.Intervenção e cooperação nas relações com a região.
  • Repressão. Política antinarcóticos: repressão como estratégia de contenção da oferta.
  • Rivalidade. Compras armamentistase rivalidades sul-americanas

S

  • Securitização, dessecuritização e as unidades de análise
  • Segurança. Brasil e a cooperação regional nos temas de defesa e segurança
  • Segurança. Brasil e a segurança na América do Sul. Conclusões
  • Segurança. Cenário de segurança sul-americano: um balanço do conflito colombiano.
  • Segurança. Debate acerca de um novo conceito de segurança.
  • Segurança. Para além das questões tradicionais de segurança: o destaque ao terrorismo
  • Segurança. Políticas de segurança e defesa.
  • Segurança. Relações de segurança:intensidade dos padrões regionais.
  • Segurança. Relações de segurança na América do Norte.
  • Segurança. Sistema internacional contemporâneo: implicações para as relações de segurança
  • Segurança internacional no pós-Guerra Fria: aspectos conceituais e problemas contemporâneos
  • Segurança na América do Sul: problemas e atores.
  • Segurança na América do Sul: problemas e atores. Conclusões
  • Segurança regional. Política externa brasileira: segurança regional.
  • Sistema internacional contemporâneo: implicações para as relações de segurança

T

  • Terrorismo. Para além das questõestradicionais de segurança: o destaque ao terrorismo
  • Tráfico. Política antinarcóticos: repressão como estratégia de contenção da oferta

U

  • Uma política estratégica de longo prazo: a concepção da Estratégia Nacional de Defesa
  • Unidades de análise. Securitização, dessecuritização e as unidades de análise