Crimes Ambientais e Juizados Especiais - 2ª Edição – Revista e Atualizada

Ivan da Silva

Leia na Biblioteca Virtual
Preço:
Parcele em até 6x sem juros no cartão. Parcela mínima de R$ 20,00
FICHA TÉCNICA
Autor(es): Ivan da Silva
ISBN: 978853622703-0
Edição/Tiragem: 2ª Edição – Revista e Atualizada
Acabamento: Brochura
Número de Páginas: 188
Publicado em: 11/12/2009
Área(s): Direito Ambiental; Direito Penal
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

O presente trabalho se propõe a analisar as exigências trazidas pela lei dos crimes ambientais para a concessão da transação penal e da suspensão condicional do processo, de modo a responder se são compatíveis com os princípios da lei dos juizados especiais criminais.
Em apertada síntese, a conclusão é a de que há compatibilidade, sendo possível o respeito aos princípios de ambas. O compromisso assumido pelo poluidor de que irá reparar o dano, homologado pelo juízo criminal, basta à apresentação da proposta de aplicação antecipada de pena por parte do Ministério Público. Quanto à suspensão condicional do processo, a exigência do laudo de constatação não altera o instituto, apenas acrescenta mais uma condição obrigatória.
A conclusão exigiu a análise, ainda que breve, de ambas as leis, bem como dos princípios básicos de Direito Penal e alguns comentários sobre o Direito Ambiental em nosso país.
 

AUTOR(ES)

Ivan da Silva é Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade Católica de Direito de Santos (1981); Mestre em Direito pela Unisantos, área de concentração: Direito Ambiental (2003).
Professor universitário: Instituição: Organização Mogiana de Educação e Cultura (Universidade de Mogi das Cruzes), período: 03/1987 a 12/1990, Professor assistente, disciplinas: Direito Processual Civil I - Período: 1987 e Direito Penal - 1988/1990.
Instituição: Sociedade Visconde de São Leopoldo (Universidade Católica de Santos - Faculdade Católica de Direito de Santos), período: a partir de março/1991, Professor Assistente, disciplina: Direito Penal, Universidade Paulista, disciplina: Direito Penal I, período: 1999-2004.
Membro do Conselho Curador da Escola Superior do Ministério Público – 2008/2010; Coordenador Regional da Escola Superior do Ministério Público – Baixada Santista – Área Criminal – de 2002 a 2006; Diretor adjunto da Associação Paulista do Ministério Público – Subsede Baixada Santista – 2006/2010.
Obra Publicada: Leis Penais Especiais, vários autores, Coord. Roberto Mendes de Freitas Júnior, 2006 - Editora Juarez de Oliveira.
 

SUMÁRIO

1 DIREITO PENAL - BREVES APONTAMENTOS

1.1 Conceito

1.2 O Direito Penal - Sua função social

1.3 Princípios

1.3.1 Da legalidade

1.3.2 Da intervenção mínima

1.3.3 Da intervenção máxima

1.3.4 Da insignificância

1.3.5 Da fragmentariedade

1.3.5 Da fragmentariedade

1.3.6 Da subsidiariedade

1.3.7 Da personalidade da pena

1.3.8 Da individualização da pena

1.3.9 Da proporcionalidade

1.4 Dano e reparação

1.5 O crime e suas consequências

1.5.1 Fixação da pena

1.5.1.1 Privativa de liberdade

1.5.1.2 Multa

1.6 A culpabilidade

1.7 A responsabilidade penal

2 DIREITO AMBIENTAL E DIREITO PENAL

2.1 Conceito e importância

2.2 O direito ambiental no Brasil

2.3 A Constituição da República e o meio ambiente

3 DIREITO PENAL AMBIENTAL

3.1 A Lei 9.605/98 - Generalidades

3.2 A responsabilidade penal da pessoa física e da pessoa jurídica

3.2.1 Desconsideração da pessoa jurídica

3.3 Penas

3.3.1 Fixação

3.3.1.1 Pena privativa de liberdade

3.3.1.2 Multa

3.4 Os tipos penais - Breves apontamentos

3.4.1 A fauna

3.4.2 A flora

3.4.3 Poluição e outros crimes ambientais

3.4.4 Ordenamento urbano e patrimônio cultural

3.4.5 Administração ambiental

4 DIREITO PROCESSUAL AMBIENTAL

4.1 O dano ambiental - Reparação e composição

4.2 O juizado especial criminal e o sursis processual

4.2.1 A nova problemática trazida pela Lei 10.259/01

4.3 O crime ambiental - Aplicação e conciliação dos dois diplomas legais

4.4 A transação penal

4.4.1 Competência - Causas especiais de aumento e diminuição da pena - Circunstâncias agravantes ou atenuantes genéricas

4.4.2 Causas impeditivas da transação

4.4.3 Natureza jurídica da sentença que homologa a transação

4.5 A suspensão condicional do processo

4.5.1 Causas especiais de aumento ou diminuição de pena

4.5.2 Causas impeditivas da suspensão do processo

4.5.3 Prazo e condições

4.6 Negativa de proposta por parte do promotor de justiça

4.7 A transação penal e a suspensão condicional do processo nos crimes ambientais

4.7.1 A transação penal

4.7.2 A suspensão condicional do processo

CONCLUSÕES

ANEXO

REFERÊNCIAS

ÍNDICE ALFABÉTICO

A

  • Administração ambiental
  • Agravamento da pena. Competência. Causas especiais de aumento e diminuição da pena. Circunstâncias agravantes ou atenuantes genéricas.
  • Anexo. Acórdão
  • Apresentação.
  • Atenuamento da pena. Competência. Causas especiais de aumento e diminuição da pena. Circunstâncias agravantes ou atenuantes genéricas.

C

  • Causas impeditivas da suspensão do processo.
  • Causas impeditivas da transação.
  • Competência. Causas especiais de aumento e diminuição da pena. Circunstâncias agravantes ou atenuantes genéricas
  • Conclusões
  • Constituição da Repúblicae o meio ambiente
  • Crime ambiental. Aplicação e conciliação dos dois diplomas legais
  • Crime ambiental. Desconsideração da pessoa jurídica.
  • Crime ambiental. Juizado Especial. Princípio da celeridade processual.
  • Crime ambiental. Juizado Especial. Princípio da economia processual.
  • Crime ambiental. Juizado Especial. Princípio da informalidade.
  • Crime ambiental. Juizado Especial. Princípio da oralidade
  • Crime ambiental. Juizado Especial. Princípio da simplicidade.
  • Crime ambiental. Lei 9.605/98. Generalidades.
  • Crime ambiental. Lei 9.605/98. Penas
  • Crime ambiental. Pena. Fixação.
  • Crime ambiental. Pena privativa de liberdade.
  • Crime ambiental. Poluição e outros crimes ambientais.
  • Crime ambiental. Suspensão condicional do processo.
  • Crime ambiental. Transação penal.
  • Crime ambiental. Transação penal e a suspensão condicional do processo nos crimes ambientais.
  • Crime e suas consequências.
  • Culpabilidade

D

  • Dano ambiental. Reparação e composição.
  • Dano e reparação.
  • Desconsideração da pessoa jurídica
  • Direito Ambiental e Direito Penal.
  • Direito Ambiental e Direito Penal. Conceito e importância.
  • Direito Ambiental no Brasil.
  • Direito Penal Ambiental.
  • Direito Penal. Breves apontamentos
  • Direito Penal. Conceito
  • Direito Penal. Direito Ambiental e Direito Penal.
  • Direito Penal. Direito Ambiental e Direito Penal. Conceito e importância.
  • Direito Penal. Princípios
  • Direito Penal. Suafunção social
  • Direito Processual Ambiental

F

  • Fauna.
  • Fixação da pena.
  • Flora
  • Fragmentariedade. Princípio da fragmentariedade.
  • Função social. Direito Penal. Sua função social

I

  • Individualização da pena. Princípio da individualização da pena
  • Insignificância. Princípio da insignificância
  • Intervenção máxima. Princípio da intervenção máxima
  • Intervenção mínima. Princípio da intervenção mínima.

J

  • Juizado Especial. Crime ambiental. Princípio da celeridade processual.
  • Juizado Especial. Crime ambiental. Princípio da economia processual.
  • Juizado Especial. Crime ambiental.Princípio da informalidade.
  • Juizado Especial. Crime ambiental. Princípio da oralidade
  • Juizado Especial. Crime ambiental. Princípio da simplicidade.
  • Juizado Especial Criminal e osursis processual.
  • Juizado Especial Federal. Nova problemática trazida pela Lei 10.259/01
  • Juizado especial criminal e osursis processual.
  • Jurisprudência. Anexo. Acórdão

L

  • Legalidade. Princípio da legalidade
  • Lei 9.605/98. Generalidades
  • Lei 9.605/98. Pena. Fixação. Crime ambiental
  • Lei 9.605/98. Penas. Crime ambiental
  • Lei 10.259/01. Nova problemáticatrazida pela Lei 10.259/01
  • Lei 9.099/95. Juizado especial criminal e o sursis processual
  • Lei dos crime ambientais. Lei 9.605/98. Generalidades

M

  • Meio ambiente. Administração ambiental
  • Meio ambiente. Constituição da República e o meio ambiente
  • Meio ambiente. Dano ambiental. Reparação e composição.
  • Meio ambiente. Direito Ambiental e Direito Penal.
  • Meio ambiente. Direito Ambiental e Direito Penal. Conceito e importância.
  • Meio ambiente. DireitoAmbiental no Brasil
  • Meio ambiente. Direito Penal Ambiental.
  • Meio ambiente. Direito Processual Ambiental.
  • Meio ambiente. Responsabilidade penal da pessoa física e da pessoa jurídica
  • Ministério Público. Negativa de proposta por parte do Promotor de Justiça
  • Multa.
  • Multa. Crime ambiental

N

  • Natureza jurídica da sentença que homologa a transação
  • Negativa de proposta por partedo Promotor de Justiça.
  • Nova problemática trazidapela Lei 10.259/01

O

  • Ordenamento urbano e patrimônio cultural

P

  • Patrimônio cultural. Ordenamentourbano e patrimônio cultural.
  • Pena. Causas especiais de aumento ou diminuição de pena.
  • Pena. Competência. Causas especiais de aumento e diminuição da pena. Circunstâncias agravantes ou atenuantes genéricas.
  • Pena. Fixação. Crime ambiental.
  • Pena. Fixação da pena.
  • Pena. Multa
  • Pena privativa de liberdade
  • Pena privativa de liberdade. Crime ambiental.
  • Penas. Crime ambiental. Lei 9.605/98
  • Personalidade da pena. Princípio da personalidade da pena
  • Pessoa física. Responsabilidade penal da pessoa física e da pessoa jurídica
  • Pessoa jurídica. Desconsideração da pessoa jurídica
  • Pessoa jurídica. Responsabilidade penal da pessoa física e da pessoa jurídica
  • Poluição e outros crimes ambientais
  • Prazo. Suspensão condicional do processo. Prazo e condições.
  • Princípio da celeridade processual. Juizado Especial Federal. Crime ambiental.
  • Princípio da economia processual. Crime ambiental. Juizado Especial.
  • Princípio da fragmentariedade
  • Princípio da individualização da pena.
  • Princípio da informalidade. Crimeambiental. Juizado Especial.
  • Princípio da insignificância.
  • Princípio da intervenção máxima.
  • Princípio da intervenção mínima
  • Princípio dalegalidade.
  • Princípio da oralidade. Crime ambiental. Juizado Especial
  • Princípio da personalidade da pena.
  • Princípio da proporcionalidade
  • Princípio da simplicidade. Crimeambiental. Juizado Especial.
  • Princípio da subsidiariedade
  • Princípios. Direito Penal
  • Promotor de Justiça. Negativa de proposta por parte do Promotor de Justiça
  • Proporcionalidade. Princípio da proporcionalidade

R

  • Referências.
  • Reparação. Danoe reparação.
  • Responsabilidade penal.
  • Responsabilidade penal da pessoa física e da pessoa jurídica.

S

  • Subsidiariedade. Princípio da subsidiariedade
  • Sursis processual. Juizado especial criminal e o sursis processual
  • Suspensão condicionaldo processo
  • Suspensão condicional do processo. Causas especiais de aumento ou diminuição de pena
  • Suspensão condicional do processo. Causas impeditivas da suspensão do processo.
  • Suspensão condicional do processo. Crime ambiental.
  • Suspensão condicional do processo. Negativa de proposta por parte do Promotor de Justiça.
  • Suspensão condicional do processo. Prazo e condições.
  • Suspensão condicional do processo. Transação penal e a suspensão condicional do processo nos crimes ambientais.

T

  • Tipos penais. Breves apontamentos
  • Transação penal
  • Transação penal. Causas impeditivas da transação
  • Transação penal. Competência. Causas especiais de aumento e diminuição da pena. Circunstâncias agravantes ou atenuantes genéricas.
  • Transação penal. Crime ambiental.
  • Transação penal. Natureza jurídicada sentença que homologa a transação.
  • Transação penal. Negativa de proposta por parte do Promotor de Justiça.
  • Transação penal e a suspensão condicional do processo nos crimes ambientais
INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: