Coisa Julgada Inconstitucional - Supremacia da Constituição e Colisão de Princípios no Direito Luso-Brasileiro

André Ribeiro Leite

Versão impressa

por R$ 59,90em 2x de R$ 29,95Adicionar ao carrinho

Ficha técnica

Autor(es): André Ribeiro Leite

ISBN: 978853623856-2

Acabamento: Brochura

Formato: 15,0x21,0 cm

Peso: 255grs.

Número de páginas: 196

Publicado em: 30/08/2012

Área(s): Direito - Constitucional; Direito - Internacional

Sinopse

A presente obra analisa o instituto da Coisa Julgada, ou do Caso Julgado, como é conhecido em Portugal. Em face de evidente simetria do instituto do caso julgado nos ordenamentos jurídicos de Portugal e do Brasil, o livro investiga, mediante estudo de direito comparado, em que se descrevem as respectivas características de cada legislação.

Em ambos os países, instituto do Caso Julgado, ou Coisa Julgada Inconstitucional, se reporta à ideia de imutabilidade da decisão processual final prolatada por órgão jurisdicional de soberania, de modo a tornar definitiva e obrigatória a solução estatal acerca de pretensão que lhe foi deduzida. Entendido como um dos corolários do princípio da segurança jurídica, é através dele que se estabiliza a relação jurídica questionada ou reivindicada, tornando-a segura e, em dadas circunstâncias, incorporando-a ao patrimônio jurídico de alguns dos sujeitos processuais na condição de direito subjetivo.

No Brasil, a questão do caso julgado inconstitucional ganhou assento com a promulgação da Lei 11.232/05, que conferiu nova redação ao parágrafo único, do artigo 741, do Código de Processo Civil. Emergiu, assim, restrição até então inédita no direito brasileiro, quanto aos efeitos do atributo da imutabilidade do caso julgado.
As considerações tecidas na presente obra tornam-a indispensável aos estudiosos e operadores do Direito.

Autor(es)

André Ribeiro Leite é Mestre em Direito Judiciário e Organização Judiciária pela Universidade do Minho - Portugal; Bacharel em Direito pela Universidade Federal de Sergipe; Pós-graduando em Direito Processual Civil pela Universidade Anhanguera-Uniderp. Advogado e Procurador do Município de Nossa Senhora do Socorro, Sergipe. Tem artigos publicados.

Sumário

Lista de Abreviaturas, p. 15

1 - Introdução, p. 17

2 - O Caso Julgado nos Ordenamentos Jurídicos de Portugal e Brasil, p. 23

2.1 O Caso Julgado no Ordenamento Jurídico Português, p. 23

2.1.1 O caso julgado na Constituição da República Portuguesa, p. 23

2.1.2 O caso julgado na legislação infraconstitucional portuguesa, p. 30

2.2 O Caso Julgado no Ordenamento Jurídico Brasileiro, p. 35

2.2.1 A coisa julgada na Constituição da República Federativa do Brasil, p. 35

2.2.2 A coisa julgada na legislação infraconstitucional brasileira, p. 38

3 - O Objeto do Caso Julgado, p. 43

3.1 O Objeto do Caso Julgado no Ordenamento Jurídico Português, p. 45

3.2 O Objeto do Caso Julgado no Ordenamento Jurídico Brasileiro, p. 54

4 - O Caso Julgado Ilegal, p. 59

4.1 O Caso Julgado Ilegal no Ordenamento Jurídico Português., p. 60

4.2 A Coisa Julgada Ilegal no Ordenamento Jurídico Brasileiro, p. 72

5 - O Valor do Ato Inconstitucional, p. 79

5.1 O Valor das Inconstitucionalidades no Ordenamento Jurídico Português., p. 81

5.1.1 O valor do ato normativo inconstitucional no ordenamento jurídico português., p. 81

5.1.2 O valor do caso julgado inconstitucional no ordenamento jurídico português., p. 94

5.2 O Valor das Inconstitucionalidades no Ordenamento Jurídico Brasileiro, p. 102

5.2.1 O valor do ato normativo inconstitucional no ordenamento jurídico brasileiro, p. 102

5.2.2 O valor da coisa julgada inconstitucional no ordenamento jurídico brasileiro, p. 113

6 - As Espécies de Casos Julgados Inconstitucionais nos Ordenamentos Jurídicos de Portugal e Brasil, p. 117

7 - O Caso Julgado e sua Relação com os Princípios Constitucionais, p. 123

7.1 A Força Normativa dos Princípios Constitucionais, p. 123

7.2 O Caso Julgado e sua Relação com os Princípios Constitucionais no Ordenamento Jurídico Português, p. 127

7.2.1 O caso julgado e sua relação com os princípios da supremacia da Constituição e da máxima efetividade das normas constitucionais, p. 127

7.2.2 O caso julgado e sua relação com o princípio da segurança jurídica, p. 132

7.3 A Coisa Julgada e sua Relação com os Princípios Constitucionais no Ordenamento Jurídico Brasileiro, p. 138

7.3.1 A coisa julgada e sua relação com os princípios da supremacia da Constituição e da máxima efetividade das normas constitucionais., p. 138

7.3.2 A coisa julgada e sua relação com o princípio da segurança jurídica, p. 141

8 - O Caso Julgado e sua Relação com o Conflito entre Regras e/ou Princípios, p. 145

8.1 O Princípio da Unidade Constitucional como Parâmetro para a Resolução de Conflitos Normativos, p. 145

8.2 Fórmulas para a Resolução de Conflitos Normativos, p. 148

8.2.1 Distinção entre normas e princípios de acordo com a abrangência de seus efeitos e a respectiva consequência para o tratamento do conflito entre normas, p. 148

8.2.2 O tratamento do conflito entre princípios, p. 151

8.3 Parâmetros do Tratamento de Conflitos Normativos do Caso Julgado, p. 158

8.4 A Inexistência de Conflito entre Princípios Face ao Caso Julgado Ilegal, p. 160

8.4.1 A inexistência de conflito entre princípios face ao caso julgado ilegal no ordenamento jurídico português, p. 162

8.4.2 A inexistência de conflito entre princípios face à coisa julgada ilegal no ordenamento jurídico brasileiro, p. 166

9 - O Controle do Caso Julgado Inconstitucional, p. 169

9.1 O Caso Julgado Inconstitucional e sua Relação com o Conflito entre Princípios, p. 169

9.2 O Controle do Caso Julgado Inconstitucional pela Regra de Colisão, p. 173

9.3 Limites do Controle do caso Julgado Inconstitucional no Ordenamento JurídicoPortuguês, p. 177

9.4 Limites do Controle da Coisa Julgada Inconstitucional no Ordenamento JurídicoBrasileiro, p. 179

10 - Conclusão, p. 181

11 - Referências, p. 185

Índice alfabético

A

  • Abreviaturas. Listade abreviaturas, p. 15
  • Ato Inconstitucional. Valor do Ato Inconstitucional, p. 79
  • Ato normativo. Valor do ato normativo inconstitucional no ordenamento jurídico brasileiro, p. 102
  • Ato normativo. Valor do ato normativo inconstitucional no ordenamento jurídico português, p. 81

B

  • Brasil. Caso julgado no ordenamento jurídico brasileiro, p. 35
  • Brasil. Caso julgado nos ordenamentos jurídicos de Portugal e Brasil, p. 23
  • Brasil. Coisa julgada na legislação infraconstitucional brasileira, p. 38
  • Brasil. Espécies de casos julgados inconstitucionais nos ordenamentos jurídicos de Portugal e Brasil, p. 117

C

  • Caso julgado e sua relação com o conflito entre regras e/ou princípios, p. 145
  • Caso julgado e sua relação com o princípio da segurança jurídica, p. 132
  • Caso julgado e sua relação com osprincípios constitucionais no ordenamento jurídicoportuguês, p. 127
  • Caso julgado e sua relação com os princípios constitucionais, p. 123
  • Caso julgado ilegal no ordenamento jurídico português, p. 60
  • Caso julgado ilegal, p. 59
  • Caso julgado ilegal. Inexistência de conflito entre princípios face ao caso julgado ilegal, p. 160
  • Caso julgado inconstitucional e sua relação com o conflito entre princípios, p. 169
  • Caso julgado inconstitucional. Controle do caso julgado inconstitucional pela regra de colisão, p. 173
  • Caso julgado inconstitucional. Controle, p. 169
  • Caso julgado inconstitucional. Limites do controle do caso julgado inconstitucional no ordenamento jurídico português, p. 177
  • Caso julgado na Constituiçãoda República portuguesa, p. 23
  • Caso julgado na legislação infraconstitucional portuguesa, p. 30
  • Caso julgado no ordenamento jurídico brasileiro, p. 35
  • Caso julgado no ordenamento jurídico português, p. 23
  • Caso julgado nos ordenamentos jurídicos de Portugal e Brasil, p. 23
  • Caso julgado. Espécies de casos julgados inconstitucionais nos ordenamentos jurídicos de Portugal e Brasil, p. 117
  • Caso julgado. Objeto do caso julgadono ordenamento jurídico brasileiro, p. 54
  • Caso julgado. Objeto do caso julgadono ordenamento jurídico português, p. 45
  • Caso julgado. Objeto, p. 43
  • Caso julgado. Parâmetros do tratamento de conflitos normativos do caso julgado, p. 158
  • Caso julgado. Valor do caso julgado inconstitucional no ordenamento jurídico português, p. 94
  • Coisa julgada e sua relação com o princípio da segurança jurídica, p. 141
  • Coisa julgada e sua relação com osprincípios constitucionais no ordenamento jurídicobrasileiro, p. 138
  • Coisa julgada e sua relação com osprincípios da supremacia da Constituição e da máxima efetividadedas normas constitucionais, p. 138
  • Coisa julgada ilegal no ordenamento jurídicobrasileiro, p. 72
  • Coisa julgada ilegal. Inexistência de conflito entre princípios face à coisa julgada ilegal no ordenamento jurídico brasileiro, p. 166
  • Coisa julgada inconstitucional. Limites do controle da coisa julgada inconstitucional no ordenamento jurídico brasileiro, p. 179
  • Coisa julgada na Constituição daRepública Federativa do Brasil, p. 35
  • Coisa julgada na legislaçãoinfraconstitucional brasileira, p. 38
  • Coisa julgada. Valor da coisa julgada inconstitucional no ordenamento jurídico brasileiro, p. 113
  • Colisão. Controle do caso julgado inconstitucional pela regra de colisão, p. 173
  • Conclusão, p. 181
  • Conflito entre normas. Distinção entre normas e princípios de acordo com a abrangência de seus efeitos e a respectiva consequência para o tratamento do conflito entre normas, p. 148
  • Conflito entre princípios. Caso julgado inconstitucional e sua relação com o conflito entre princípios, p. 169
  • Conflito normativo. Parâmetros do tratamento de conflitos normativos do caso julgado, p. 158
  • Conflito. Inexistência de conflito entre princípios face à coisa julgada ilegal no ordenamento jurídico brasileiro, p. 166
  • Conflito. Inexistência de conflito entre princípios face ao caso julgado ilegal, p. 160
  • Conflito. Tratamento do conflito entre princípios, p. 151
  • Conflitos normativos. Fórmulas para aresolução de conflitos normativos, p. 148
  • Conflitos normativos. Princípio da unidade constitucional como parâmetro para a resolução de conflitos normativos, p. 145
  • Constitucionalidade. Valor do Ato Inconstitucional, p. 79
  • Constituição da República portuguesa. Caso julgado, p. 23
  • Constituição Federal. Coisa julgada na Constituição da República Federativa do Brasil, p. 35
  • Constituição. Coisa julgada e sua relação com os princípios da supremacia da Constituição e da máxima efetividade das normas constitucionais, p. 138
  • Controle do caso julgado inconstitucional pela regra de colisão, p. 173
  • Controle do caso julgado inconstitucional, p. 169

D

  • Distinção entre normas e princípiosde acordo com a abrangência de seus efeitos e a respectiva consequência para o tratamento do conflito entre normas, p. 148

E

  • Efetividade. Caso julgado e sua relação com os princípios da supremacia da Constituição e da máxima efetividade das normas constitucionais, p. 127
  • Efetividade. Coisa julgada e sua relação com os princípios da supremacia da Constituição e da máxima efetividade das normas constitucionais, p. 138
  • Espécies de casos julgados inconstitucionais nos ordenamentos jurídicos de Portugal e Brasil, p. 117

F

  • Força normativa dos princípios constitucionais, p. 123
  • Fórmulas para a resolução de conflitos normativos, p. 148

I

  • Ilegalidade. Caso julgado ilegal no ordenamento jurídico português, p. 60
  • Ilegalidade. Coisa julgada ilegal no ordenamento jurídico brasileiro, p. 72
  • Inconstitucional. Valor das inconstitucionalidades no ordenamento jurídico brasileiro, p. 102
  • Inconstitucionalidade. Caso julgado inconstitucional e sua relação com o conflito entre princípios, p. 169
  • Inconstitucionalidade. Espécies de casos julgados inconstitucionais nos ordenamentos jurídicos de Portugal e Brasil, p. 117
  • Inconstitucionalidade. Valor da coisa julgada inconstitucional no ordenamento jurídicobrasileiro, p. 113
  • Inconstitucionalidade. Valor das inconstitucionalidades no ordenamento jurídico português, p. 81
  • Inconstitucionalidade. Valor do ato normativo inconstitucional no ordenamento jurídicobrasileiro, p. 102
  • Inconstitucionalidade. Valor do caso julgado inconstitucional no ordenamento jurídico português, p. 94
  • Inexistência de conflito entre princípios face à coisa julgada ilegal no ordenamento jurídico brasileiro, p. 166
  • Inexistência de conflito entre princípios face ao caso julgado ilegal no ordenamento jurídico português, p. 162
  • Inexistência de conflito entre princípios face ao caso julgado ilegal, p. 160
  • Introdução, p. 17

L

  • Legislação infraconstitucional brasileira. Coisa julgada, p. 38
  • Legislação infraconstitucional portuguesa. Caso julgado, p. 30
  • Limites do controle da coisa julgada inconstitucional no ordenamento jurídico brasileiro, p. 179
  • Limites do controle do caso julgado inconstitucional no ordenamento jurídico português, p. 177
  • Lista de abreviaturas, p. 15

N

  • Norma constitucional. Caso julgado e sua relação com os princípios da supremacia da Constituição e da máxima efetividade das normas constitucionais, p. 127
  • Normas. Distinção entre normas e princípios de acordo com a abrangência de seus efeitos e a respectiva consequência para o tratamento do conflito entre normas, p. 148
  • Normatividade. Força normativa dos princípios constitucionais, p. 123

O

  • Objeto do caso julgado no ordenamento jurídico brasileiro, p. 54
  • Objeto do caso julgado no ordenamento jurídico português, p. 45
  • Objeto do caso julgado, p. 43
  • Ordenamento jurídico brasileiro. Caso julgado, p. 35
  • Ordenamento jurídico brasileiro. Coisa julgada e sua relação com os princípios constitucionais no ordenamento jurídicobrasileiro, p. 138
  • Ordenamento jurídico brasileiro. Coisa julgada ilegal, p. 72
  • Ordenamento jurídico brasileiro. Inexistência de conflito entre princípios face à coisa julgada ilegal no ordenamento jurídicobrasileiro, p. 166
  • Ordenamento jurídico brasileiro. Objeto do caso julgado, p. 54
  • Ordenamento jurídico brasileiro. Valor da coisa julgada inconstitucional no ordenamento jurídico brasileiro, p. 113
  • Ordenamento jurídico brasileiro.Valor das inconstitucionalidades, p. 102
  • Ordenamento jurídico português. Caso julgado e sua relação com os princípios constitucionais no ordenamento jurídicoportuguês, p. 127
  • Ordenamento jurídico português. Inexistência de conflito entre princípios face ao caso julgado ilegal no ordenamento jurídico português, p. 162
  • Ordenamento jurídico português. Limites do controle do caso julgado inconstitucional no ordenamento jurídico português, p. 177
  • Ordenamento jurídico português. Caso julgado ilegal, p. 60
  • Ordenamento jurídico português. Caso julgado no ordenamento jurídico português, p. 23
  • Ordenamento jurídico português. Objeto do caso julgado, p. 45
  • Ordenamento jurídico português.Valor das inconstitucionalidades, p. 81
  • Ordenamento jurídico português. Valor do caso julgado inconstitucional, p. 94
  • Ordenamento jurídico. Caso julgado nos ordenamentos jurídicos de Portugal e Brasil, p. 23
  • Ordenamento jurídico. Espécies de casos julgados inconstitucionais nos ordenamentos jurídicos de Portugal e Brasil, p. 117
  • Ordenamento jurídico. Limites do controle da coisa julgada inconstitucional no ordenamento jurídico brasileiro, p. 179

P

  • Parâmetros do tratamento de conflitos normativos do caso julgado, p. 158
  • Portugal. Caso julgado na legislação infraconstitucional portuguesa, p. 30
  • Portugal. Caso julgado no ordenamento jurídico português, p. 23
  • Portugal. Caso julgado nos ordenamentos jurídicos de Portugal e Brasil, p. 23
  • Portugal. Espécies de casos julgados inconstitucionais nos ordenamentos jurídicos de Portugal e Brasil, p. 117
  • Portugal. Inexistência de conflito entre princípios face ao caso julgado ilegal no ordenamento jurídico português, p. 162
  • Princípio constitucional. Caso julgado e sua relação com os princípios constitucionais no ordenamento jurídico português, p. 127
  • Princípio constitucional. Caso julgado e sua relação com os princípios constitucionais, p. 123
  • Princípio da unidade constitucional como parâmetro para a resolução de conflitos normativos, p. 145
  • Princípio. Caso julgado e sua relação com o princípio da segurança jurídica, p. 132
  • Princípios constitucionais. Coisa julgada e sua relação com os princípios constitucionais no ordenamento jurídico brasileiro, p. 138
  • Princípios constitucionais. Força normativa dos princípios constitucionais, p. 123
  • Princípios. Distinção entre normas eprincípios de acordo com a abrangência de seus efeitos e a respectiva consequência para o tratamento do conflito entre normas, p. 148
  • Princípios. Inexistência de conflitoentre princípios face à coisa julgada ilegal no ordenamento jurídico brasileiro, p. 166
  • Princípios. Inexistência de conflitoentre princípios face ao caso julgado ilegal, p. 160
  • Princípios. Tratamento doconflito entre princípios, p. 151

R

  • Referências, p. 185
  • Resolução de conflitos normativos. Fórmulas, p. 148
  • Resolução de conflitos normativos. Princípio da unidade constitucional como parâmetro para a resolução de conflitos normativos, p. 145

S

  • Segurança jurídica. Caso julgado esua relação com o princípio da segurança jurídica, p. 132
  • Segurança jurídica. Coisa julgada esua relação com o princípio da segurança jurídica, p. 141
  • Supremacia da Constituição. Coisa julgada e sua relação com os princípios da supremacia da Constituição e da máxima efetividade das normas constitucionais, p. 138

T

  • Tratamento do conflitoentre princípios, p. 151

U

  • Unidade constitucional. Princípio da unidade constitucional como parâmetro para a resolução de conflitos normativos, p. 145

V

  • Valor da coisa julgada inconstitucional no ordenamento jurídico brasileiro, p. 113
  • Valor das inconstitucionalidades no ordenamento jurídico brasileiro, p. 102
  • Valor das inconstitucionalidades no ordenamento jurídico português, p. 81
  • Valor do Ato Inconstitucional, p. 79
  • Valor do ato normativo inconstitucional no ordenamento jurídico brasileiro, p. 102

Recomendações

Capa do livro: Controle de Constitucionalidade, Fábio Carvalho Leite

Controle de Constitucionalidade

 Fábio Carvalho LeiteISBN: 978853625372-5Páginas: 216Publicado em: 02/09/2015

Versão impressa

R$ 64,70em 2x de R$ 32,35Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 47,70 Adicionar e-Book
ao carrinho
Capa do livro: Jurisdição Constitucional & Democracia, Lucas Borges de Carvalho

Jurisdição Constitucional & Democracia

 Lucas Borges de CarvalhoISBN: 978853621632-4Páginas: 274Publicado em: 11/07/2007

Versão impressa

R$ 84,70em 3x de R$ 28,23Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Do Otimismo Liberal à Globalização Assimétrica, André Luiz Reis da Silva

Do Otimismo Liberal à Globalização Assimétrica

 André Luiz Reis da SilvaISBN: 978853622753-5Páginas: 336Publicado em: 10/12/2009

Versão impressa

R$ 99,90em 3x de R$ 33,30Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Imunidades Tributárias na Constituição Federal - Pensamento Jurídico - Vol. XI, Ercias Rodrigues de Sousa

Imunidades Tributárias na Constituição Federal - Pensamento Jurídico - Vol. XI

 Ercias Rodrigues de SousaISBN: 857394939-2Páginas: 240Publicado em: 08/01/2003

Versão impressa

R$ 69,90em 2x de R$ 34,95Adicionar ao
carrinho