Gestalt-Terapia - Cuidando de Crianças – Teoria e Arte

Sheila Maria da Rocha Antony

Leia na Biblioteca Virtual
FICHA TÉCNICA
Autor(es): Sheila Maria da Rocha Antony
ISBN: 978853623939-2
Acabamento: Brochura
Número de Páginas: 90
Publicado em: 17/09/2012
Área(s): Psicologia - Gestalt-Terapia
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

Este livro trata da complexidade do processo psico-terapêutico que abrange o encontro de subjetividades do terapeuta e da criança. A experiência clínica mostra que a criança precisa de amor, respeito, aceitação e limites. Quando as instruções, repreensões e críticas dos pais têm uma finalidade educativa construtiva e soam como justas, certamente irão contribuir para a formação da autoconfiança e de uma saudável autoestima, responsáveis pelo respeito a si próprio que se estende ao respeito à vida alheia e ao reconhecimento da importância do outro em sua vida.

A escolha pela Gestalt como terapia criativa possibilita que se veja a criança como um todo a ser desvelado, por investir na exploração dos seus dons e qualidades, por incentivar o terapeuta a mostrar-se em sua pessoalidade única e trazer toda sua experiência de vida e potencial humano para dentro do cenário terapêutico, com total permissão para criar oportunidades e inventar experimentos, atividades, materiais que levem a criança a um processo integrador de crescimento.

O verbo cuidar, escolha para compor o título do livro, tem como finalidade apresentar a teoria da Gestalt-terapia na clínica com crianças e a figura do psicoterapeuta como o principal instrumento no emprego das técnicas que transformam a sua práxis em arte.

 

AUTOR(ES)

Sheila Maria da Rocha Antony é Especialista em Psicologia Clínica com formação em Gestalt Terapia. Mestre em Psicologia pela Universidade de Brasília (UnB) com a dissertação A criança hiperativa como uma totalidade em ação: uma visão gestáltica segundo a teoria do ciclo do contato. Psicóloga clínica da Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SES/DF), lotada no Centro de Orientação Médico Psico-Pedagógico - COMPP, desde 1990, onde é coordenadora do Programa de Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH). Membro fundador e docente do Instituto de Gestalt-Terapia de Brasília (IGTB), sendo orientadora de trabalho de conclusão de curso (TCC), supervisora de estágio e atual coordenadora de cursos de extensão do curso de especialização. Ministrante do curso Gestalt-Terapia com crianças: a teoria e a arte do gestalt terapeuta, com carga horária de 60 horas, desde 2007. Organizadora do livro A clínica gestáltica com crianças: caminhos de crescimento, publicado em 2010, pela Editora Summus.

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO

I - A GESTALT-TERAPIA: SEUS PRINCIPAIS CONCEITOS

1.1 Autorregulação e ajustamento criativo

1.2 Contato (o ser de relação)

1.3 Awareness e consciência

1.4 Campo e subjetividade

II - BRINCANDO E CONSTITUINDO O "EU"

III - A CRIANÇA EM TERAPIA

3.1 O método fenomenológico: conhecendo o ser em situação

IV - O PSICOTERAPEUTA EM CENA

4.1 A presença do terapeuta

V - O VALOR DAS TÉCNICAS COMO EXPERIMENTO

5.1 As técnicas

5.1.1 Expressivas

5.1.2 Projetivas

5.1.3 Integrativas

VI - A ARTE NA TERAPIA

6.1 Brincando com os fantoches

6.1.1 Exemplo clínico

6.2 Manuseando a argila 68

6.2.1 Exemplo clínico

6.3 Trabalhando com a caixa de areia 72

6.3.1 Exemplo clínico

VII - CUIDAR É ESSENCIAL

7.1 De pais para filhos

REFERÊNCIAS

ÍNDICE ALFABÉTICO

A

  • Ajustamento criativo Autorregulação e ajustamento criativo
  • Argila Manuseando a argila
  • Arte na terapia
  • Arte Brincando com os fantoches
  • Arte Manuseando a argila
  • Autorregulação e ajustamento criativo
  • Awareness e consciência

B

  • Brincando com os fantoches
  • Brincando e constituindo o "eu"

C

  • Caixa de areia Trabalhando com a caixa de areia
  • Campo e subjetividade
  • Conceito Gestalt-terapia: seus principais conceitos
  • Consciência Awareness e consciência
  • Construindo o "eu" Brincando e constituindo o "eu"
  • Contato (o ser de relação)
  • Criança em terapia
  • Cuidar é essencial
  • Cuidar é essencial De pais para filhos
  • "Eu" Brincando e constituindo o "eu"

E

  • Experimento Valor das técnicas como experimento

F

  • Fantoches Brincando com os fantoches
  • Fenomenologia Método fenomenológico: conhecendo o ser em situação

G

  • Gestalt-terapia Awareness e consciência
  • Gestalt-terapia Valor das técnicas como experimento
  • Gestalt-terapia: seus principais conceitos

I

  • Intersubjetividade Campo e subjetividade
  • Introdução

M

  • Manuseando a argila
  • Método fenomenológico: conhecendo o ser em situação

P

  • Presença do terapeuta
  • Processo terapêutico Gestalt-terapia: seus principais conceitos
  • Psicoterapeuta em cena
  • Psicoterapia Presença do terapeuta

R

  • Referências
  • Regulação Autorregulação e ajustamento criativo
  • Relação Contato (o ser de relação)

S

  • Ser Contato (o ser de relação)
  • Ser Método fenomenológico: conhecendo o ser em situação
  • Subjetividade Campo e subjetividade

T

  • Técnica Expressivas
  • Técnica Integrativas
  • Técnica Projetivas
  • Técnicas
  • Terapeuta Presença do terapeuta
  • Terapia Arte na terapia
  • Terapia Brincando com os fantoches
  • Terapia Brincando com os fantoches Exemplo clínico
  • Terapia Criança em terapia
  • Terapia Gestalt-terapia: seus principais conceitos
  • Terapia Manuseando a argila
  • Terapia Manuseando a argila Exemplo clínico
  • Terapia Trabalhando com a caixa de areia
  • Terapia Trabalhando com a caixa de areia Exemplo cínico
  • Terapia Valor das técnicas como experimento
  • Totalidade Gestalt-terapia: seus principais conceitos
  • Trabalhando com a caixa de areia
INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: