O (Psico) Drama do Ser Humano Quixotesco

Arthur Henrique Pereira

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 20,00

Versão impressa

Na compra da versão impressa, o e-Book é brinde!

Versão digital

Disponível para:AndroidiOSWindows Phone

Ficha técnica

Autor(es): Arthur Henrique Pereira

ISBN v. impressa: 978853624207-1

ISBN v. digital: 978853626413-4

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 90

Publicado em: 23/04/2013

Área(s): Psicologia - Diversos; Filosofia

Versão Digital (e-Book)

Para leitura em aplicativo exclusivo da Juruá Editora para Smartphones e Tablets rodando iOS, Android ou Windows Phone;

Disponível para as plataformas:

  • Android Android Android 4 ou posterior
  • iOSiOS iOS 7 ou posterior
  • Windows Phone Windows Phone Windows Phone 8 ou posterior

Não compatível para leitura em computadores;

Compra apenas via site da Juruá Editora.

Sinopse

O presente livro traz uma leitura psicodramática e filosófica da subjetividade representada por Dom Quixote como auxílio para compreender a dinâmica dramática vivenciada pelo ser humano atual. Desenvolve caminhos e soluções filosóficas, psicoterápicas e sociológicas para reduzir, ou podendo até cessar, o conflito dramático instalado na vivência humana.

Pensando nesse homem pós-moderno, enxerga-se outro personagem fictício, criado no século XVI por Miguel de Cervantes. Dom Quixote é o seu nome fantasioso. Inserido no contexto, tanto real quanto imaginário, reporta-se ao âmbito de duas sociedades distintas, porém, vinculadas por valores e costumes que estruturalmente se contrapõem, gerando uma relação dicotômica entre a sociedade medieval e a iminência da Idade Moderna na Espanha.

Extremamente subjetivo, Dom Quixote apresenta um conflito compartilhável com o homem pós-moderno na medida em que ambos travam um confronto entre o mundo racionalmente organizado, e um mundo ordenado por si mesmo pelo qual é desejado, imaginado, subjetivo.

Os sujeitos da complexidade, o personagem pós-moderno e o personagem fictício, vivem em pleno palco social, onde o conflito surge. Sendo assim, nosso trabalho tem em vista a transposição do caso dos dois personagens do palco da vida para um palco psicodramático.

Autor(es)

Arthur Henrique Pereira é Doutorando em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília. Mestre em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília. Especialista em Gestão de Pessoas e Marketing. Graduado em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília. Formado em Holística pela Universidade Holística Internacional - Unipaz. Formado em Coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching. Membro fundador da Academia Unaiense de Letras e das Artes (cadeira 21). Membro da Academia de Letras do Noroeste de Minas (cadeira 3). Professor do Instituto de Educação Superior de Brasília (IESB). Autor de Homo Mundus Minor (2004), Opus Homo (2010) e O Psicodrama e o Imaginário Contemporâneo (2011) pela Editora Juruá.

Sumário

INTRODUÇÃO

Capítulo 1 - O PSICODRAMA - PRÁXIS E TEORIA

1.1 Psicodrama: definição

1.2 O ser humano na visão do psicodrama

1.3 A teoria dos papéis no palco psicodramático

1.3.1 Papel psicossomático

1.3.2 Papel social - o exercício do papel na realidade social

1.3.3 Papel psicodramático

1.3.4 Papel imaginário

1.4 O protagonista

1.5 Psicodrama: o método

1.6 O terapeuta e o cliente

Capítulo 2 - DOM QUIXOTE DE LA MANCHA

2.1 Contexto da obra

2.1.1 O autor: O gênio de uma obra só

2.1.2 Momento histórico da obra

2.1.3 Repercussão da obra

2.2 Descrição do protagonista

2.2.1 Quem é Dom Quixote?

2.2.2 O mito e a psicologia do nosso protagonista

2.3 A trajetória de Dom Quixote

2.3.1 A primeira saída para a aventura

2.3.2 A segunda saída

2.3.3 A terceira e última saída

Capítulo 3 - TRAZENDO DOM QUIXOTE PARA O PALCO PSIC ODRAMÁTICO

3.1 Realidade e fantasia nos papéis

3.1.1 Saúde e doença nos papéis

3.2 O conflito dramático

3.2.1 Conflito dramático no palco psicodramático

3.2.2 O conflito dramático do protagonista Dom Quixote

Capítulo 4 - MORTE E VIDA DO PERSONAGEM QUIXOTESCO

4.1 A construção de um personagem coadjuvante

4.2 A desconstrução do personagem coadjuvante

4.3 A reconstrução do protagonista

4.4 A política de amizade quixotesca

Capítulo 5 - O DESFECHO DO DRAMA QUIXOTESCO

REFERÊNCIAS

Índice alfabético

C

  • Cliente. Terapeuta e o cliente .

D

  • Definição. Psicodrama .
  • Desfecho do drama quixotesco.
  • Dom Quixote de La Mancha .
  • Dom Quixote de La Mancha. Autor: O gênio de uma obra só
  • Dom Quixote de La Mancha. Contexto da obra .
  • Dom Quixote de La Mancha. Descrição do protagonis ta
  • Dom Quixote de La Mancha. Mito e a psicologia do nosso protagonista
  • Dom Quixote de La Mancha. Momento histórico da ob ra
  • Dom Quixote de La Mancha. Primeira saída para a a ventura
  • Dom Quixote de La Mancha. Quem é Dom Quixote?
  • Dom Quixote de La Mancha. Repercussão da obra .
  • Dom Quixote de La Mancha. Segunda saída .
  • Dom Quixote de La Mancha. Terceira e última saída
  • Dom Quixote de La Mancha. Trajetória de Dom Quixo te
  • Dom Quixote. Morte e vida do personagem quixotesc o
  • Dom Quixote. Trazendo Dom Quixote para o palco psico-dramático
  • Drama quixotesco. Desfecho .

E

  • Exercício do papel na realidade social. Papel soc ial

I

  • Imaginário. Papel imaginário
  • Introdução .

M

  • Método. Psicodrama: o método
  • Morte e vida do personagem quixotesco .

P

  • Palco psicodramático. Teoria dos papéis no palcopsicodramático
  • Papel imaginário
  • Papel psicodramático
  • Papel psicossomático
  • Papel social. O exercício do papel na realidade s ocial
  • Personagem quixotesco. Morte e vida do personagem quixotesco
  • Personagem quixotesco. Morte e vida. Construção d e um personagem coadjuvante
  • Personagem quixotesco. Morte e vida. Desconstruçã o do personagem coadjuvante
  • Personagem quixotesco. Morte e vida. Política de amizade quixotesca
  • Personagem quixotesco. Morte e vida. Reconstrução do protagonista
  • Práxis. Psicodrama. Práxis e teoria
  • Protagonista .
  • Psicodrama. Papel psicodramático
  • Psicodrama. Práxis e teoria
  • Psicodrama. Ser humano na visão do psicodrama .
  • Psicodrama. Trazendo Dom Quixote para o palco psi co-dramático
  • Psicodrama. Trazendo Dom Quixote para o palco psi co-dramático. Conflito dramático do protagonista Dom Quixote
  • Psicodrama. Trazendo Dom Quixote para o palco psi co-dramático. Conflito dramático no palco psicodramático
  • Psicodrama. Trazendo Dom Quixote para o palco psi co-dramático. Conflito dramático
  • Psicodrama. Trazendo Dom Quixote para o palco psi co-dramático. Realidade e fantasia nos papéis
  • Psicodrama. Trazendo Dom Quixote para o palco psi co-dramático. Saúde e doença nos papéis
  • Psicodrama: definição .
  • Psicodrama: o método
  • Psicossomático. Papel psicossomático

R

  • Realidade social. Papel social. O exercício do pa pel na realidade social
  • Referências

S

  • Ser humano na visão do psicodrama .

T

  • Teoria dos papéis no palco psicodramático
  • Teoria. Psicodrama. Práxis e teoria
  • Terapeuta e o cliente .
  • Trazendo Dom Quixote para o palco psico-dramático

V

  • Vida e morte do personagem quixotesco.

Recomendações