Administração Tributária Cibernética - O Interesse Público e o Princípio da Eficiência como Critérios de Legitimidade

Marcelo Miranda Ribeiro

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 20,00

Versão impressa

Ficha técnica

Autor(es): Marcelo Miranda Ribeiro

ISBN: 978853624467-9

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 264

Publicado em: 29/10/2013

Área(s): Direito - Tributário

Sinopse

O surgimento das novas tecnologias da informação, e mais notadamente a criação da internet, marcam uma nova fase no processo de desenvolvimento social e econômico. Na sociedade pós-moderna, a informação é a peça-chave para a compreensão das novas relações de poder, o que aponta para inúmeros desafios que a sociedade deve enfrentar. Tais desafios envolvem também a questão do relacionamento entre a Administração tributária e seus contribuintes ao possibilitar o desenvolvimento de complexos instrumentos eletrônicos de controle das obrigações tributárias, além de propiciar a imposição de diversos deveres instrumentais digitais aos sujeitos passivos.

A utilização intensa desses sistemas de controle coloca o contribuinte sob uma contínua vigilância tributária, alargando enormemente as possibilidades de interferência estatal na privacidade dos cidadãos e das empresas. Nasce, então, o denominado "Estado fiscal vigilante", aquele que atinge um nível máximo de controle sobre todas as atividades econômicas do indivíduo com um mínimo de esforço, induzindo no sujeito uma sensação de permanente visibilidade. Tal estado de coisas coloca em conflito o interesse público na arrecadação de tributos e os direitos fundamentais dos contribuintes. Cabe ainda observar que neste novo contexto social o próprio conceito de cidadania está em evolução, enfrentando um conjunto de desafios que exigem a sua redefinição.

A proposta da presente obra é, portanto, observar a sociedade, a Administração Tributária e o Cidadão diante das novas tecnologias, não pela tradicional análise dogmática, que se torna limitada frente aos problemas complexos da atual sociedade, mas pela ótica da colisão entre direitos fundamentais e interesse público. Busca-se, enfim, analisar a Administração Tributária da sociedade pós-moderna sob a perspectiva da sociedade de controle, avaliando se há elementos que legitimam a atuação do Estado Fiscal Vigilante.

Autor(es)

Marcelo Miranda Ribeiro

Mestre em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Auditor Fiscal da Receita Federal.

Sumário

INTRODUÇÃO

1 - CIBERNÉTICA: A CIÊNCIA DO CONTROLE

1.1 Feedback, Entropia e Homeostase: Noções Cibernéticas Essenciais

1.2 Informação, Comunicação e Controle

1.3 O Direito como Sistema Cibernético

1.4 Cibernética, Ciberespaço e Computadores

2 - TEORIA GERAL DOS SISTEMAS

2.1 Os Sistemas Abertos

2.2 Os Sistemas Autopoiéticos

2.3 Os Sistemas Sociais Autopoiéticos

2.4 O Direito como Sistema Autopoiético

2.5 O Direito como Sistema Alopoiético: A Realidade Brasileira

3 - A SOCIEDADE PÓS-MODERNA, INFORMACIONAL E DE CONTROLE

3.1 Sociedade Pós-Industrial: o Ponto de Partida

3.2 A Sociedade da Informação

3.3 As Teorias da Pós-Modernidade

3.4 O Hiper-Real: O "Aperfeiçoamento" do Real

3.5 A Sociedade Centrada no Lar

3.6 Do Panóptico ao Sinóptico: Da Disciplina ao Controle

4 - ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA PÓS-MODERNA, INFORMACIONAL, CIBERNÉTICA E AUTOPOIÉTICA

4.1 O Que é "Administração Tributária"?

4.2 A Administração Tributária Informacional

4.3 O Panóptico Tributário

4.3.1 SPED: o panóptico fiscal

4.3.2 Nota fiscal eletrônica (NF-e)

4.3.3 Sistema de controle de bebidas (SICOBE)

4.4 O Sistema Arrecadatório como Sistema Autopoiético

5 - A EFICIÊNCIA COMO CRITÉRIO DE LEGITIMIDADE DO ESTADO FISCAL VIGILANTE

5.1 Estado Social, Eficiência e Reforma Gerencial

5.2 O Estado Fiscal: a Outra Face do Welfare State

5.3 O Princípio da Eficiência no Estado Constitucional

5.4 Princípio da Eficiência: Conteúdo, Conflitos e Aplicação

5.5 O Princípio da Eficiência e o Panóptico Fiscal

6 - O CONFLITO ENTRE INTERESSE PÚBLICO E DIREITOS FUNDAMENTAIS

6.1 Interesse Público: Contextualização Histórica

6.2 A Juridicidade e a Função Jurídica do Interesse Público

6.3 O Princípio da Supremacia do Interesse Público e sua Negação

6.4 O Princípio da Supremacia do Interesse Público não Morreu

6.5 O Interesse Público na Arrecadação de Tributos e o Conflito com o Direito Fundamental à Privacidade

6.6 Cidadania Digital e Legitimidade da Administração Tributária

CONCLUSÃO

REFERÊNCIAS

Índice alfabético

A

  • Administração tributária informacional
  • Administração tributária pós-moderna, informacional, cibernética e autopoiética
  • Administração tributária. Cidadania digital e legitimidade da administração tributária
  • Administração tributária. O que é"administração tributária"?
  • Arrecadação. Interesse público na arrecadação de tributos e o conflito com o direito fundamental à privacidade
  • Arrecadação. Sistema arrecadatóriocomo sistema autopoiético
  • Autopoiética. Administração tributária pós-moderna, informacional, cibernética e autopoiética

C

  • Ciberespaço. Cibernética, ciberespaço e computadores
  • Cibernética, ciberespaço e computadores
  • Cibernética. Administração tributária pós-moderna, informacional, cibernética e autopoiética
  • Cibernética. Feedback, entropia e homeostase: noções cibernéticas essenciais
  • Cibernética: a ciência do controle
  • Cidadania digital e legitimidadeda administração tributária
  • Ciência do controle. Cibernética: a ciência do controle
  • Computador. Cibernética, ciberespaço e computadores
  • Comunicação. Informação, comunicação e controle
  • Conclusão
  • Conflito entre interesse público e direitos fundamentais
  • Controle. Informação, comunicação e controle
  • Controle. Panóptico ao sinóptico: da disciplina ao controle
  • Controle. Sociedade pós-moderna, informacional e de controle

D

  • Direito como sistema alopoiético: a realidade brasileira
  • Direito como sistema autopoiético
  • Direito como sistema cibernético
  • Direito fundamental à privacidade. Interesse público na arrecadação de tributos e o conflito com o direito fundamental à privacidade
  • Direitos fundamentais. Conflito entre interesse público e direitos fundamentais
  • Disciplina. Panóptico ao sinóptico: da disciplina ao controle

E

  • Eficiência como critério de legitimidade do Estado fiscal vigilante
  • Eficiência. Estado social, eficiência e reforma gerencial
  • Eficiência. Princípio da eficiência no Estado Constitucional
  • Eficiência. Princípio da eficiência: conteúdo, conflitos e aplicação
  • Entropia. Feedback, entropia e homeostase: noções cibernéticas essenciais
  • Estado Constitucional. Princípio da eficiência no Estado Constitucional
  • Estado fiscal vigilante. Eficiênciacomo critério de legitimidade do Estado fiscal vigilante
  • Estado fiscal: a outra face do welfare state
  • Estado social, eficiênciae reforma gerencial

F

  • Feedback, entropia e homeostase: noções cibernéticas essenciais
  • Função jurídica. Juridicidade e a função jurídicado interesse público

H

  • Hiper-real: o "aperfeiçoamento" do real
  • Histórico. Interesse público:contextualização histórica
  • Homeostase. Feedback, entropia e homeostase: noções cibernéticas essenciais

I

  • Informação, comunicação e controle
  • Informação. Administração tributária informacional
  • Informação. Administração tributária pós-moderna, informacional, cibernética e autopoiética
  • Informação. Sociedade da informação
  • Informação. Sociedade pós-moderna, informacional e de controle
  • Interesse público na arrecadação de tributos e o conflito com o direito fundamental à privacidade
  • Interesse público. Conflito entre interesse público e direitos fundamentais
  • Interesse público. Princípio da supremacia do interesse público e sua negação
  • Interesse público. Princípio da supremacia do interesse público não morreu
  • Interesse público: contextualização histórica
  • Introdução

J

  • Juridicidade e a função jurídica do interesse público

L

  • Legitimidade. Cidadania digital e legitimidade da administração tributária
  • Legitimidade. Eficiência como critério de legitimidade do Estado fiscal vigilante

N

  • Nota fiscal eletrônica (NF-e)

P

  • Panóptico ao sinóptico: dadisciplina ao controle
  • Panóptico fiscal. Princípio da eficiência e o panóptico fiscal
  • Panóptico fiscal. SPED:o panóptico fiscal
  • Panóptico tributário
  • Pós-modernidade. Administração tributária pós-moderna, informacional, cibernética e autopoiética
  • Pós-modernidade. Sociedade pós-moderna, informacional e de controle
  • Pós-modernidade. Teorias da pós-modernidade
  • Princípio da eficiênciae o panóptico fiscal
  • Princípio da eficiência no Estado Constitucional
  • Princípio da eficiência: conteúdo, conflitos e aplicação
  • Princípio da supremacia do interesse público não morreu
  • Privacidade. Interesse público na arrecadação de tributos e o conflito com o direito fundamental à privacidade

R

  • Real. Hiper-real: o "aperfeiçoamento" do real
  • Referências
  • Reforma gerencial. Estado social,eficiência e reforma gerencial

S

  • SICOBE. Sistema de controle de bebidas (SICOBE)
  • Sinóptico. Panóptico ao sinóptico: da disciplina ao controle
  • Sistema alopoiético. Direito como sistema alopoiético: a realidade brasileira
  • Sistema arrecadatório como sistema autopoiético
  • Sistema autopoiético. Direitocomo sistema autopoiético
  • Sistema autopoiético. Sistema arrecadatório como sistema autopoiético
  • Sistema cibernético. Direitocomo sistema cibernético
  • Sistema de controle de bebidas (SICOBE)
  • Sistemas abertos
  • Sistemas autopoiéticos
  • Sistemas sociais autopoiéticos
  • Sistemas. Teoria geral dos sistemas
  • Sociedade centrada no lar
  • Sociedade da informação
  • Sociedade pós-industrial: o ponto de partida
  • Sociedade pós-moderna, informacional e de controle
  • SPED: o panóptico fiscal
  • Supremacia do interesse público. Princípio da supremacia do interesse público não morreu

T

  • Teoria geral dos sistemas
  • Teorias da pós-modernidade
  • Tributo. Interesse público na arrecadação de tributos e o conflito com o direito fundamental à privacidade

W

  • Welfare state. Estado fiscal: a outra face do welfare state

Recomendações

Capa do livro: IPI - Questões Atuais, Coordenador: Vicente Brasil Jr.

IPI - Questões Atuais

 Coordenador: Vicente Brasil Jr.ISBN: 853621244-6Páginas: 272Publicado em: 11/05/2006

Versão impressa

R$ 77,90Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Limites Constitucionais Tributários no Direito Norte-Americano, Enio Moraes da Silva

Limites Constitucionais Tributários no Direito Norte-Americano

 Enio Moraes da SilvaISBN: 857394849-3Páginas: 120Publicado em: 14/05/2001

Versão impressa

R$ 37,70Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Imposto de Renda na Fonte - Coleção Prática Contábil, Lúcia Helena Briski Young

Imposto de Renda na Fonte - Coleção Prática Contábil

9ª Edição – Revista e AtualizadaLúcia Helena Briski YoungISBN: 978853622010-9Páginas: 376Publicado em: 30/05/2008

Versão impressa

R$ 99,70Adicionar ao
carrinho