Leasing Gerencial (Arrendamentos Mercantis) - Aspectos Contábeis, Normativos, Jurídicos e Gerenciais

Rodrigo Antonio Chaves da Silva

Versão impressa

por R$ 114,70em 4x de R$ 28,68Adicionar ao carrinho

Ficha técnica

Autor(es): Rodrigo Antonio Chaves da Silva

ISBN: 978853628466-8

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 296

Publicado em: 27/11/2018

Área(s): Contabilidade - Contabilidade Geral Aplicada

Sinopse

As empresas necessitam de evolução tecnológica, mercado­lógica, patrimonial e gerencial dos seus recursos e investi­mentos, principalmente no que tange aos seus imobilizados técnicos, e o leasing, operação existente desde a Idade Mé­dia e oficializada na década de 50 nos Estados Unidos, vem em busca dessa inovação, sem submeter à empresa os transtornos no seu capital de giro e rentabilidade, trazendo tão somente benefícios.

Lógico que o conceito e a análise gerencial de tal operação modificaram muito durante os anos, seja nos campos normativos ou mesmo nos campos científicos, exigindo um trata­mento atualizado do assunto.

Este livro tem o objetivo de apresentar todos estes pormeno­res num texto ao alcance de todos, principalmente denotar o ângulo contábil, normativo (IFRS, IASB), legal, jurídico e gerencial, apresentando ao leitor as vantagens do leasing e sua respectiva orientação consultiva, ou benefícios patrimo­niais na prosperidade.

Obra recomendada para os executivos, gestores, especialistas em ciências da empresa (economia, contabilidade, direito e administração), estudantes dessas ciências, servin­do como, texto-base para as matérias: introdução à con­tabilidade, contabilidade geral, custos, gerencial, análise de balanço, normatização, contabilidade internacional, entre outros.

Autor(es)

RODRIGO ANTONIO CHAVES DA SILVA

Contador, Especialista em Gestão Econômica das Empresas. Perito Judicial, Consultor e Professor Universitário. Professor Visitante da Universidade de Huelva (2017), Pablo de Olavide (2017) e Sevilla (2017), Espanha. Ganhador dos Prêmios Internacionais: História da Contabilidade (2007/2008), Análise Financeira (2008/2009) e do Prêmio Internacional Rogério Fernandes Ferreira (2011). Par­ticipou de importantes Congres­sos Internacionais, tais como: Congresso SIFICON, Peru (2012), Congresso OCC, Portugal (2015- 2017), Congresso AECA, Santiago de Compostela/Espanha (2017- 2018), Caiclon (2018), Jornadas Luso-Espanholas, Guarda/Portugal (2018). Membro de conselhos editoriais de revistas estrangei­ras. Membro da Escola do Neopatrimonialismo e do Clube de Balanced Scorecard da Argentina. Acadêmico Imortalizado pela Academia de Ciências, Letras e Artes de Manhuaçu/MG. Membro Imortal da Academia Mineira de Ciências Contábeis. Escreveu 200 artigos. Autor de mais de 19 livros da área da Contabilidade, todos publicados pela Juruá Editora.

Sumário

Capítulo 1 - O CONCEITO DE LEASING PERANTE A CIÊNCIA, SEU TRATAMENTO, E CONTEXTO NAS EMPRESAS, p. 27

1.1 O que é o Leasing?, p. 27

1.2 Leasing é Financiamento?, p. 28

1.3 Leasing é Arrendamento?, p. 32

1.4 Leasing é Aluguel?, p. 35

1.5 O Leasing é Ativo?, p. 39

1.6 O Conceito de Leasing, p. 41

1.7 Modalidades do Leasing, p. 42

Capítulo 2 - A HISTÓRIA DO LEASING, p. 45

2.1 Na Antiguidade, p. 45

2.2 Na Idade Medieval e Moderna, p. 46

2.3 Na Idade Atual, p. 47

2.4 A Finalidade do Leasing Conforme sua História, p. 49

Capítulo 3 - O CONCEITO NORMATIVO DE LEASING (CONFORME AS INSTITUIÇÕES DE CONTABILIDADE), p. 51

3.1 Institutos e suas Normas, a Autoridade Científica e Legal, p. 51

3.2 Normas de Instituições Contábeis e Legalidade, p. 53

3.3 O Leasing Conforme as Normas Internacionais de Contabilidade, p. 55

3.4 Conforme o CFC, p. 57

3.5 Conforme o Comitê de Pronunciamentos Contábeis, p. 60

3.6 Definições de Outros Grupos Normativos e Também Acadêmicos, p. 63

Capítulo 4 - O LEASING CONFORME A DOUTRINA, p. 67

4.1 Importância da Doutrina na Escala do Conhecimento, p. 67

4.2 O Leasing como Financiamento ou Ativo da Arrendatária, p. 68

4.3 As Controvérsias do Leasing Financeiro como Ativo, p. 74

4.4 O Tratamento Doutrinal mais Aceito em Se Tratando de Leasing, p. 78

4.5 E a Arrendatária? O Tratamento de Consequência., p. 82

Capítulo 5 - DOUTRINA, CERTEZA CONCEITUAL E NOVOS CONCEITOS DE ARRENDAMENTO MERCANTIL?, p. 85

5.1 Doutrina e Certeza Conceitual, p. 85

5.2 Alteração de Conceitos?, p. 86

5.2.1 O arrendamento e a norma, p. 87

5.2.2 A compra do arrendamento, p. 87

5.2.3 Investimento e arrendamento, p. 88

5.2.4 O ativo é arrendamento, p. 89

5.2.5 As despesas de arrendamento, p. 89

5.2.6 Despesas ou financiamento no arrendamento?, p. 90

5.2.7 O arrendamento é venda?, p. 91

5.2.8 O conceito de bem, p. 92

5.2.9 A compensação, p. 92

5.3 Mudou-se o Conceito?, p. 93

Capítulo 6 - O QUE SERIA INVESTIMENTO NA REALIDADE PATRIMONIAL, p. 97

6.1 Noções, p. 97

6.2 O Conceito Doutrinário, p. 97

6.3 O Investimento à Luz da Doutrina Moderna, p. 102

6.4 A Essência de um Investimento na Visão Gerencial, p. 105

6.5 As Vantagens do Investimento, p. 107

6.6 Um Investimento com Todas as Vantagens sem Ser da Empresa: Caso do Leasing, p. 111

6.7 As Desvantagens de Um Investimento ou Suas Consequências, p. 111

6.8 O Investimento Fixo no Aspecto Conceitual, p. 117

Capítulo 7 - O CARÁTER DOS BENS, O LEASING E O PRINCÍPIO DA ESSÊNCIA SOBRE A FORMA, p. 121

7.1 O que é Bem na Doutrina Contábil, p. 121

7.2 A Essência sobre a Forma e Discussões sobre o Leasing, p. 123

7.3 Problemas e Soluções, p. 126

Capítulo 8 - LEASING, UTILIDADE, E OS BENS DA EMPRESA (INVESTIMENTO), p. 129

8.1 Classificação do Leasing na Interpretação Contábil, p. 129

8.2 A Utilidade é o Único Requisito para o Leasing?, p. 130

8.3 Os Caracteres de Bens (Relembrando), p. 133

8.4 Ainda as Consequências de Alteração dos Conceitos, p. 135

Capítulo 9 - A VISÃO JURÍDICA DO LEASING, p. 137

9.1 Premissa Básica, p. 137

9.2 O Conceito de Bem, p. 139

9.3 Domínio, Propriedade e Patrimônio, p. 140

9.4 A Locação e o Leasing, p. 142

9.5 A Antecipação do Valor Residual e o Arrendamento Mercantil, p. 144

9.6 Os Tipos de Leasing Conforme o Direito, p. 147

9.7 O Leasing na Interpretação dos Juristas: Debate e Doutrina, p. 149

9.8 Jurisprudência e Consenso dos Juristas Sobre o Arrendamento Mercantil, p. 152

9.9 Visão das Leis Sobre o Arrendamento Mercantil, p. 154

9.10 Resumo do Direito Legal para o Arrendamento Mercantil, p. 159

9.11 Uma Empresa Limitada e o Inventário de Leasing, p. 160

9.12 O Problema da Realidade Sobre a Forma (Essência), p. 162

Capítulo 10 - A INFORMAÇÃO DO LEASING, SEU REGISTRO E LEVANTAMENTO CONTÁBIL, p. 165

10.1 O Leasing e seu Registro, p. 165

10.2 Leasing e Discussão Sobre a Sua Contabilização a Favor Normativo, p. 165

10.3 O Registro do Leasing com Base na Doutrina, p. 168

10.4 Contabilizando o Leasing Conforme a Norma (Arrendatária), p. 171

10.5 Baixa do Bem da Arrendatária Conforme a Norma, p. 173

10.6 A Venda do Arrendamento (?) Caso da Arrendadora, p. 177

10.7 A Devolução do Bem no Momento da Quebra do Contrato na Arrendadora, p. 179

10.8 A Contabilização do Leasing na Técnica e Forma Doutrinal nas Arrendatárias, p. 181

10.9 A Baixa do Leasing na Doutrina em Casos de Ruptura do Contrato, p. 184

10.10 A Contabilização Doutrinal nas Arrendadoras, p. 185

10.11 A Baixa do Bem nas Arrendadoras na Ótica Doutrinal, p. 186

10.12 A Baixa do Leasing na Doutrina e na Norma, p. 189

10.13 Os Balanços da Arrendatária, p. 192

10.14 Os Balanços da Arrendadora, p. 194

10.15 Como Conceber as Formas Doutrinal e Normativa com a Legal?, p. 196

Capítulo 11 - OS BENEFÍCIOS GERENCIAIS DO LEASING NAS EMPRESAS, p. 203

11.1 Influência Benéfica e Natural do Leasing nos Sistemas Patrimoniais, p. 203

11.2 A Ausência de Depreciação, p. 206

11.3 A Reposição do Bem, p. 210

11.4 Possibilidade de Compra ao Final do Contrato, p. 214

11.5 Aumento de Produção pelo Leasing, p. 216

11.6 A Melhoria das Vendas e o Arrendamento, p. 219

11.7 Rentabilidade Maior na Operação de Leasing, p. 221

11.8 Imobilização Controlada, p. 224

11.9 Ausência de Endividamento, p. 227

11.10 Melhoria da Liquidez Comum, p. 230

11.11 A Liquidez Geral e o Leasing, p. 233

11.12 Influência Positiva na Produção e no Aumento de Realizáveis (Operacionalidade e Liquidabilidade), p. 235

11.13 A Influência no Equilíbrio, p. 238

11.14 A Resultabilidade e o Imobilizado em Leasing, p. 243

11.15 Capitalização e Leasing, p. 248

11.16 Leasing e Prosperidade, p. 250

Capítulo 12 - O CONTROLE GERENCIAL DO LEASING NAS ARRENDADORAS, p. 253

12.1 Análise e Controle da Parte das Arrendadoras, p. 253

12.2 Cuidado e Operação, p. 254

12.3 Possíveis Custos do Bem, p. 255

12.4 Os Investimentos e Proporção, p. 257

12.5 Rentabilidade dos Investimentos, p. 260

12.6 Receitas Extraoperacionais, p. 262

12.7 O Giro dos Investimentos, p. 264

12.8 Os Custos e Ponto de Equilíbrio, p. 267

12.9 O Valor Atual do Leasing, p. 269

12.10 A Rentabilidade com Base na Margem de Contribuição, p. 272

12.11 Perdas de Leasing e Resultado, p. 273

12.12 Alimentação Financeira e Liquidez, p. 276

12.13 Resumo da Análise das Arrendadoras, p. 277

Capítulo 13 - CONCLUSÕES SOBRE O ARRENDAMENTO MERCANTIL (LEASING), p. 279

REFERÊNCIAS, p. 281

Índice alfabético

A

  • Alimentação financeira e liquidez, p. 276
  • Antecipação do valor residual e o arrendamento mercantil, p. 144
  • Arrendadora. Análise e controle da parte das arrendadoras, p. 253
  • Arrendadora. Baixa do bem nas arrendadoras na ótica doutrinal, p. 186
  • Arrendadora. Balanços da arrendadora, p. 194
  • Arrendadora. Controle gerencial do leasing nas arrendadoras, p. 253
  • Arrendadora. Devolução do bem no momento da quebra do contrato na arrendadora, p. 179
  • Arrendadora. Resumo da análise das arrendadoras, p. 277
  • Arrendadora. Venda do arrendamento (?) Caso da arrendadora, p. 177
  • Arrendamento mercantil. A compensação, p. 92
  • Arrendamento mercantil. A compra do arrendamento, p. 87
  • Arrendamento mercantil. Alteração de conceitos?, p. 86
  • Arrendamento mercantil. Antecipação do valor residual e o arrendamento mercantil, p. 144
  • Arrendamento mercantil. As despesas de arrendamento, p. 89
  • Arrendamento mercantil. Conclusões sobre o arrendamento mercantil (leasing), p. 279
  • Arrendamento mercantil. Despesas ou financiamento no arrendamento?, p. 90
  • Arrendamento mercantil. Doutrina e certeza conceitual, p. 85
  • Arrendamento mercantil. Doutrina, certeza conceitual e novos conceitos de arrendamento mercantil?, p. 85
  • Arrendamento mercantil. Investimento e arrendamento, p. 88
  • Arrendamento mercantil. Jurisprudência e consenso dos juristas sobre o arrendamento mercantil, p. 152
  • Arrendamento mercantil. Mudou-se o conceito?, p. 93
  • Arrendamento mercantil. O arrendamento e a norma, p. 87
  • Arrendamento mercantil. O arrendamento é venda?, p. 91
  • Arrendamento mercantil. O ativo é arrendamento, p. 89
  • Arrendamento mercantil. O conceito de bem, p. 92
  • Arrendamento mercantil. O problema da realidade sobre a forma (essência), p. 162
  • Arrendamento mercantil. Resumo do direito legal para o arrendamento mercantil, p. 159
  • Arrendamento mercantil. Visão das leis sobre o arrendamento mercantil, p. 154
  • Arrendatária. Baixa do bem da arrendatária conforme a norma, p. 173
  • Arrendatária. Balanços da arrendatária, p. 192
  • Arrendatária. Contabilizando o leasing conforme a norma (arrendatária), p. 171
  • Autoridade científica e legal. Institutos e suas normas, a autoridade científica e legal, p. 51

B

  • Baixa do bem nas arrendadoras na ótica doutrinal, p. 186
  • Baixa do leasing na doutrina e na norma, p. 189
  • Baixa do leasing na doutrina em casos de ruptura do contrato, p. 184
  • Balanços da arrendadora, p. 194
  • Balanços da arrendatária, p. 192
  • Bem. O conceito de bem, p. 139
  • Bem. Possíveis custos do bem, p. 255
  • Benefícios gerenciais do leasing nas empresas, p. 203
  • Benefícios gerenciais. A ausência de depreciação, p. 206
  • Benefícios gerenciais. A melhoria das vendas e o arrendamento, p. 219
  • Benefícios gerenciais. A reposição do bem, p. 210
  • Benefícios gerenciais. Aumento de produção pelo leasing, p. 216
  • Benefícios gerenciais. Ausência de endividamento, p. 227
  • Benefícios gerenciais. Imobilização controlada, p. 224
  • Benefícios gerenciais. Influência benéfica e natural do leasing nos sistemas patrimoniais, p. 203
  • Benefícios gerenciais. Melhoria da Liquidez Comum, p. 230
  • Benefícios gerenciais. Possibilidade de compra ao final do contrato, p. 214
  • Benefícios gerenciais. Rentabilidade maior na operação de leasing, p. 221
  • Bens da empresa. Leasing, utilidade, e os bens da empresa (investimento), p. 129
  • Bens. Caráter dos bens, o leasing e o princípio da essência sobre a forma, p. 121

C

  • Capitalização e leasing, p. 248
  • Caráter dos bens, o leasing e o princípio da essência sobre a forma, p. 121
  • Conceito normativo de leasing (conforme as instituições de contabilidade), p. 51
  • Conceito. Doutrina, certeza conceitual e novos conceitos de arrendamento mercantil?, p. 85
  • Contabilidade. Conceito normativo de leasing (conforme as instituições de contabilidade), p. 51
  • Contabilização do leasing na técnica e forma doutrinal nas arrendatárias, p. 181
  • Contabilização doutrinal nas arrendadoras, p. 185
  • Contabilização. Leasing e discussão sobre a sua contabilização a favor normativo, p. 165
  • Contabilizando o leasing conforme a norma (arrendatária), p. 171
  • Controle gerencial do leasing nas arrendadoras, p. 253
  • Cuidado e operação, p. 254
  • Custos e ponto de equilíbrio, p. 267

D

  • Direito legal. Resumo do direito legal para o arrendamento mercantil, p. 159
  • Domínio, propriedade e patrimônio, p. 140
  • Doutrina contábil. O que é bem na doutrina contábil, p. 121
  • Doutrina, certeza conceitual e novos conceitos de arrendamento mercantil?, p. 85
  • Doutrina. Baixa do leasing na doutrina e na norma, p. 189
  • Doutrina. Leasing conforme a doutrina, p. 67
  • Doutrina. Leasing. As controvérsias do leasing financeiro como ativo, p. 74
  • Doutrina. Leasing. E a arrendatária? O tratamento de consequência, p. 82
  • Doutrina. Leasing. Importância da doutrina na escala do conhecimento, p. 67
  • Doutrina. Leasing. O leasing como financiamento ou ativo da arrendatária, p. 68
  • Doutrina. Leasing. O tratamento doutrinal mais aceito em se tratando de leasing, p. 78

E

  • Equilíbrio. Influência no equilíbrio, p. 238
  • Essência sobre a forma e discussões sobre o leasing, p. 123
  • Essência sobre a forma e discussões sobre o leasing. Problemas e soluções, p. 126
  • Essência. Caráter dos bens, o leasing e o princípio da essência sobre a forma, p. 121

F

  • Forma. Caráter dos bens, o leasing e o princípio da essência sobre a forma, p. 121

H

  • História do leasing, p. 45
  • História do leasing. A finalidade do leasing conforme sua história, p. 49
  • História do leasing. Na Antiguidade, p. 45
  • História do leasing. Na Idade Atual, p. 47
  • História do leasing. Na Idade Medieval e Moderna, p. 46

I

  • Imobilizado. Resultabilidade e o imobilizado em leasing, p. 243
  • Influência no equilíbrio, p. 238
  • Informação do leasing, seu registro e levantamento contábil. Como conceber as formas doutrinal e normativa, com a legal?, p. 196
  • Instituições contábeis e legalidade. Normas, p. 53
  • Institutos e suas normas, a autoridade científica e legal, p. 51
  • Interpretação contábil. A utilidade é o único requisito para o leasing?, p. 130
  • Interpretação contábil. Classificação do leasing na interpretação contábil, p. 129
  • Interpretação de juristas. Leasing na interpretação dos juristas: debate e doutrina, p. 149
  • Investimento na realidade patrimonial. A essência de um investimento na visão gerencial, p. 105
  • Investimento na realidade patrimonial. As desvantagens de um investimento ou suas consequências, p. 111
  • Investimento na realidade patrimonial. As vantagens do investimento, p. 107
  • Investimento na realidade patrimonial. Noções, p. 97
  • Investimento na realidade patrimonial. O conceito doutrinário, p. 97
  • Investimento na realidade patrimonial. O investimento à luz da doutrina moderna, p. 102
  • Investimento na realidade patrimonial. O investimento fixo no aspectoconceitual, p. 117
  • Investimento na realidade patrimonial. O que seria investimento na realidade patrimonial, p. 97
  • Investimento na realidade patrimonial. Um investimento com todas as vantagens sem ser da empresa: caso do leasing, p. 111
  • Investimento. Leasing, utilidade, e os bens da empresa (investimento), p. 129
  • Investimento. O giro dos investimentos, p. 264
  • Investimento. Rentabilidade dos investimentos, p. 260
  • Investimentos e proporção, p. 257

J

  • Jurisprudência e consenso dos juristas sobre o arrendamento mercantil, p. 152

L

  • Leasing conforme a doutrina, p. 67
  • Leasing conforme as Normas Internacionais de Contabilidade, p. 55
  • Leasing é aluguel?, p. 35
  • Leasing é arrendamento?, p. 32
  • Leasing e discussão sobre a sua contabilização a favor normativo, p. 165
  • Leasing é financiamento?, p. 28
  • Leasing e prosperidade, p. 250
  • Leasing e seu registro, p. 165
  • Leasing na interpretação dos juristas: debate e doutrina, p. 149
  • Leasing, utilidade, e os bens da empresa (investimento), p. 129
  • Leasing, utilidade, e os bens da empresa (investimento). Ainda as consequências de alteração dos conceitos, p. 135
  • Leasing, utilidade, e os bens da empresa (investimento). Os caracteres de bens (relembrando), p. 133
  • Leasing. Capitalização e leasing, p. 248
  • Leasing. Caráter dos bens, o leasing e o princípio da essência sobre a forma, p. 121
  • Leasing. Conceito de leasing perante a ciência, seu tratamento, e contexto nas empresas, p. 27
  • Leasing. Conceito normativo de leasing (conforme as instituições de contabilidade), p. 51
  • Leasing. Conforme o CFC, p. 57
  • Leasing. Conforme o comitê de pronunciamentos contábeis, p. 60
  • Leasing. Controle gerencial do leasing nas arrendadoras, p. 253
  • Leasing. Definições de outros grupos normativos e também acadêmicos, p. 63
  • Leasing. Informação do leasing, seu registro e levantamento contábil, p. 165
  • Leasing. Modalidades do leasing, p. 42
  • Leasing. O conceito de leasing, p. 41
  • Leasing. O leasing é ativo?, p. 39
  • Leasing. O que é o leasing?, p. 27
  • Leasing. Os tipos de leasing conforme o direito, p. 147
  • Leasing. Perdas de leasing e resultado, p. 273
  • Leasing. Uma empresa limitada e o inventário de leasing, p. 160
  • Levantamento contábil. Leasing. Informação do leasing, seu registro e levantamento contábil, p. 165
  • Liquidabilidade. Influência positiva na produção e no aumento de realizáveis (operacionalidade e liquidabilidade), p. 235
  • Liquidez geral e o leasing, p. 233
  • Locação e o leasing, p. 142

M

  • Margem de contribuição. Rentabilidade dos investimentos, p. 260

N

  • Norma. Baixa do leasing na doutrina e na norma, p. 189
  • Norma. Institutos e suas normas, a autoridade científica e legal, p. 51
  • Normas de instituições contábeis e legalidade, p. 53
  • Normas Internacionais de Contabilidade. Leasing conforme as Normas Internacionais de Contabilidade, p. 55

O

  • Operação. Cuidado e operação, p. 254
  • Operacionalidade. Influência positiva na produção e no aumento de realizáveis (operacionalidade e liquidabilidade), p. 235

P

  • Patrimônio. Domínio, propriedade e patrimônio, p. 140
  • Perdas de leasing e resultado, p. 273
  • Proporção. Investimentos e proporção, p. 257
  • Propriedade. Domínio, propriedade e patrimônio, p. 140
  • Prosperidade. Leasing e prosperidade, p. 250

R

  • Receitas extraoperacionais, p. 262
  • Referências, p. 281
  • Registro do leasing com base na doutrina, p. 168
  • Registro. Leasing e seu registro, p. 165
  • Registro. Leasing. Informação do leasing, seu registro e levantamento contábil, p. 165
  • Rentabilidade com base na margem de contribuição, p. 272
  • Rentabilidade dos investimentos, p. 260
  • Resultabilidade e o imobilizado em leasing, p. 243
  • Resultado. Perdas de leasing e resultado, p. 273
  • Resumo do direito legal para o arrendamento mercantil, p. 159
  • Ruptura do contrato. Baixa do leasing na doutrina em casos de ruptura do contrato, p. 184

U

  • Utilidade. Leasing, utilidade, e os bens da empresa (investimento), p. 129

V

  • Valor atual do leasing, p. 269
  • Valor residual. Antecipação do valor residual e o arrendamento mercantil, p. 144
  • Venda do arrendamento (?) Caso da arrendadora, p. 177
  • Visão jurídica do leasing, p. 137
  • Visão jurídica do leasing. Premissa básica, p. 137

Recomendações

Capa do livro: Manual do Contabilista Moderno, Mituo Teramae

Manual do Contabilista Moderno

 Mituo TeramaeISBN: 978853628446-0Páginas: 300Publicado em: 19/11/2018

Versão impressa

R$ 114,70em 4x de R$ 28,68Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 79,90em 3x de R$ 26,63Adicionar e-Book
ao carrinho
Capa do livro: Gestão de Caixa e Capital de Giro, Hong Yuh Ching

Gestão de Caixa e Capital de Giro

 Hong Yuh ChingISBN: 978853622836-5Páginas: 202Publicado em: 01/04/2010

Versão impressa

R$ 59,90em 2x de R$ 29,95Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Contabilidade Básica, Anélio Berti e Adriana Costa Pereira Berti

Contabilidade Básica

 Anélio Berti e Adriana Costa Pereira BertiISBN: 978853623379-6Páginas: 200Publicado em: 07/06/2011

Versão impressa

R$ 59,90em 2x de R$ 29,95Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Resolução de Sociedade & Avaliação do Patrimônio na Apuração de Haveres, Wilson Alberto Zappa Hoog

Resolução de Sociedade & Avaliação do Patrimônio na Apuração de Haveres

7ª Edição - Revista e AtualizadaWilson Alberto Zappa HoogISBN: 978853627743-1Páginas: 298Publicado em: 14/03/2018

Versão impressa

R$ 114,70em 4x de R$ 28,68Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 79,90em 3x de R$ 26,63Adicionar e-Book
ao carrinho