FICHA TÉCNICA
Autor(es): Vladimir Souza Carvalho
ISBN: 853620620-9
Acabamento: Brochura
Número de Páginas: 154
Publicado em: 01/08/2003
Área(s): Literatura e Cultura - Diversos
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

À exceção de dois contos, Conexão e Revelação, escritos, respectivamente, em 1991 e 1993, – que, por equívoco, não foram incluídos em MULUNGU DESFOLHADO, – todos os demais datam dos anos de 1995 a 2002. Naturalmente que sofreram, com o passar dos tempos, um certo rebuscamento, na tentativa de melhorá-los, tarefa que, se não enchesse a paciência, seria permanente. Mantenho a data da criação como forma de melhor documentá-los. Na arrumação guiei-me por outros rumos, misturando velhos aos novos.
O título, sim, o título, ÁGUA DE CABAÇA, nasceu de uma frase do compadre Luiz Carlos (Andrade), num dia qualquer da vida, embora, no livro, não se toque em água, nem em cabaça. Água de cabaça representa um líquido puro, com condições de ser ingerido, apesar de não se igualar à água mineral, nem à que vem da torneira. No fundo, água, que, à míngua de outra, dá para ser utilizada por determinadas pessoas, em certas e limitadas áreas. Na falta de outro livro, a leitura destes contos pode ser recomendada. É este o sentido do título. Não sei se deu para entender. De qualquer maneira, é bom, ainda, registrar que, revelados pelo compadre, aproveitei alguns casos, com a permissão dele, como já tinha procedido no livro anterior.

SUMÁRIO

O Retorno

Piedade

Capricha no pastel, Aparício

Areia no prato

Pés atados

A Boneca

Plenitude

Primeiro diálogo

Sonho

Revelação

Herança

A Praça

Jantar

Conexão

Quadro da falecida

Desejo

O Ato

As Cartas

Arrependimento

A Sobrinha

Acerto de contas

O Retrato

O Parto,

Velhos

O Pai

Destino

O Morcego

Reação

Encontro

Gato e lagartixa

Lugar na missa

INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: