Treinamento e Desenvolvimento de Empresas - Análise de Modelos

Vicente Lentini Plantullo

Leia na Biblioteca Virtual
Preço:
Parcele em até 6x sem juros no cartão. Parcela mínima de R$ 20,00
FICHA TÉCNICA
Autor(es): Vicente Lentini Plantullo
ISBN: 978853622177-9
Acabamento: Brochura
Número de Páginas: 182
Publicado em: 16/09/2008
Área(s): Administração; Contabilidade Geral Aplicada; Direito Comercial e Empresarial
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

Em uma economia amplamente globalizada, mergulhada na era digital-neural, faz-se mister conhecer a necessidade do planejamento estratégico de tecnologia das empresas, de sorte a poderem enfrentar a concorrência, não só a nacional, mas também, a multinacional e a transnacional. Além disso, é necessário saber se existe uma correlação ou preocupação entre o chamado planejamento estratégico empresarial em geral e o de cunho tecnológico por parte dos colaboradores das empresas.

 

O objetivo central deste livro é a preocupação dos colaboradores com relação ao treinamento e desenvolvimento dos colaboradores, além da utilização de um arcabouço teórico centrado na teoria do impacto.
 

AUTOR(ES)

Vicente Lentini Plantullo é Pós-Doutor em Tecnologia da Informação (TII) pela Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo, sob a supervisão da Professora Doutora Maria Aparecida Gouvêa; Doutor, Mestre, Especialista e Bacharel em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas – FGV. Realizou ainda o Master Business Administration (MBA) na Stockholm School of Economics (SSE) abordando o tema: The Theories of Chaos and Neural Networks and their impacts in International Finance and Economy. Publicou sete livros: Economia em compras, Teoria Geral da Administração: de Taylor as redes neurais; Estelionato eletrônico – segurança na internet: hacker, cracker, phreacker, anarchist, warez e Temas de Direito em Debate: Execução Fiscal, Estado Democrático, Internet, ECA, Processo do Trabalho, Família, Direito Penal, Direito Falimentar, Teoria Geral de Administração de Empresas, Análise e Elaboração de Projetos de Investimento de Capital sob uma nova ótica, além de mais de cento e vinte artigos em periódicos e revistas nacionais e internacionais. Advogado pelo Instituto Presbiteriano Mackenzie e Especializando em Direito do Trabalho, Direito Processual do Trabalho e Direito Previdenciário pelos CR/Unilearn/Fadisp de São Paulo. Especializando em Direito Constitucional pela Escola Superior de Direito Constitucional de São Paulo. Consultor jurídico e Advogado nas áreas cível, inventários, partilha, sucessões, investigação de paternidade, trabalhista e previdenciário.

SUMÁRIO

A EDUCAÇÃO DEVE RELACIONAR-SE COM OS PRINCÍPIOS DO GOVERNO

1 Das leis da educação

2 Da educação nas monarquias

3 Da educação no governo despótico

4 Diferença dos efeitos da educação entre os antigos e entre nós

5 Da educação no governo republicano

INTRODUÇÃO

1 Considerações Iniciais

2 Objetivos do Livro

3 Justificativa do Livro

4 Organização do Livro

Capítulo 1 - EVOLUÇÃO DO CAPITALISMO INDUSTRIAL E FINANCEIRO ATÉ O PÓS-CAPITALISMO DIGITAL-NEURAL SOB O PONTO DE VISTA DA ADMINISTRAÇÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO INTELIGENTE

1.1 Introdução

1.2 Conclusão

Capítulo 2 - INTRODUÇÃO AOS CONCEITOS DE GRAU TECNOLÓGICO E MODELOS DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DOS COLABORADORES DE EMPRESAS

2.1 Introdução

2.2 A importância da ciência e da tecnologia para a administração de sistemas produtivos e informacionais

2.2.1 Conceitos de Tecnologia

2.2.2 Conceitos de Ciência

2.2.3 Modelos

2.2.4 Treinamento

2.2.5 Desenvolvimento

2.3 Uma visão sistêmica dos sistemas transformacionais

2.4 Algumas considerações pertinentes à ciência e tecnologia, pesquisa pura e básica e desenvolvimento do vetor-produto

2.4.1 Privilégio de Invenção (PI)

2.4.2 Modelo de Utilidade (MU)

2.4.3 Modelos e Desenhos Industriais (MI & DI)

Capítulo 3 - PEQUENAS NOÇÕES ACERCA DE ALGUNS DOS MUITOS TEMAS DA SOCIEDADE DIGITAL-NEURAL

3.1 Introdução

3.2 As principais variáveis ou vertentes

3.3 A variável conhecimento (v1)

3.4 A variável digitalização (v2)

3.5 A variável molecularização (v3)

3.6 A variável virtualização (v4)

3.7 Variável do estudo integração/redes interligadas (v5)

3.8 A variável desintermediação (v6)

3.9 A variável convergência (v7)

3.10 A variável inovação (v8)

3.11 A variável do estudo produconsumo (v9)

3.12 A variável imediatismo (v10)

3.13 A variável globalização (v11)

3.14 A variável discordância (v12)

3.15 Conclusão

Capítulo 4 - DEZ GRANDES TRANSFORMAÇÕES TECNOLÓGICAS DA SOCIEDADE ADMINISTRATIVA

4.1 Introdução

4.2 As idéias de Peter Ferdinand Drucker acerca de paradigmas

4.3 As idéias de Thomas S. Kuhn acerca da alteração de paradigmas

4.3.1 Acerca de Thomas Kuhn (ANÔNIMO 10, 2005)

4.3.2 Um Pouco Acerca da Mudança de Paradigmas (CARROL)

4.3.3 Mais Acerca dos Paradigmas e de suas Mudanças

4.4 As transformações tecnológicas (TTs)

4.4.1 Transformação 1 (T1)

4.4.2 Transformação 2 (T2)

4.4.3 Transformação 3 (T3)

4.4.4 Transformação 4 (T4)

4.4.5 Transformação 5 (T5)

4.4.6 Transformação 6 (T6)

4.4.7 Transformação 7 (T7)

4.4.8 Transformação 8 (T8)

4.4.9 Transformação 9 (T9)

4.4.10 Transformação 10 (T10)

4.5 Mudanças críticas de tecnologia para aumento de produtividade e lucratividade

4.5.1 Mudança 1 (M1)

4.5.2 Mudança 2 (M2)

4.5.3 Mudança 3 (M3)

4.5.4 Mudança 4 (M4)

4.5.5 Mudança 5 (M5)

4.6 Conclusão

Capítulo 5 - UM ESTUDO TEÓRICO DA GESTÃO DO CONHECIMENTO E DOS MÉTODOS DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE COLABORADORES DE EMPRESAS

5.1 Introdução

5.2 Justificativa do tema deste capítulo

5.3 Objetivos deste capítulo

5.4 Aspectos teóricos da gestão do conhecimento em uma sociedade digital, neural,pós-neural

5.5 A gestão de talentos e competências humanas essenciais como função estratégica imprescindível à busca pela excelência dos processos empresariais em uma sociedade digital-neural

5.5.1 O Capital Investido Versus os Talentos e as Competências Humanas Essenciais

5.5.2 A Importância da Gestão de Pessoas e da Liderança

5.5.3 Mudanças nas Políticasde Gestão de Pessoas

5.5.4 Cultura Organizacional, Talentos e Competências Humanas Essenciais e Grau Tecnológico

5.6 Síntese do capítulo

Capítulo 6 - A GERAÇÃO E DIMENSÕES DO CONHECIMENTO

6.1 Introdução

6.2 As múltiplas dimensões do conhecimento

6.3 Conhecimento tácito e explícito

6.4 Criatividade individual

6.5 Teorias da criatividade

6.5.1 Associacionismo

6.5.2 A Gestalt

6.5.3 Psicanálise

6.5.4 Neopsicanálise

6.5.5 Reação ao Freudianismo

6.5.6 Outras Teorias e Idéias

6.6 Conclusão

Capítulo 7 - UM ESTUDO APROFUNDADO DA GESTÃO DE PESSOAS E DO CONHECIMENTO

7.1 Introdução

7.2 Políticas de gestão de pessoas e sua relação com a gestão do conhecimento

7.3 Recrutamento e seleção

7.4 Treinamento e desenvolvimento

7.5 Carreira e recompensa

7.6 Síntese do capítulo

Capítulo 8 - DA GESTÃO DO CONHECIMENTO PARA UMA PROPOSTA TEÓRICA DE TREINAMENTO E DE SENVOLVIMENTO COMPETITIVOS

8.1 Introdução

8.2 As pré-condições do modelo teórico

8.3 Uma breve descrição do arcabouço do modelo

8.3.1 A cientificidade do modelo

8.3.2 O arcabouço teórico: a teoria do impacto

8.3.3 Resumo do primeiro grande suporte técnico

8.4 O modelo e suas vertentes

8.4.1 Visão e Conceituação Antropocêntrica

8.4.2 Vertente Psicológica

8.4.3 A Vertente Social

8.4.4 A Vertente Econômica

8.4.5Vertente Técnica

8.4.6 A Vertente Científico-Metodológica

8.4.7 A Vertente Digital

8.5 Explicação do funcionamento do modelo teórico de treinamento e desenvolvimento de colaboradores para a disseminação dos conceitos pertinentes ao supply chain e seus derivados

8.6 As partes componentes do modelo

8.7 Uma visão matemática do modelo

8.8 Conclusão

8.9 Resumo do capítulo

Capítulo 9 - UM PEQUENO ESTUDO ACERCA DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE ALGUMAS EMPRESAS INDUSTRIAIS

9.1 Introdução

9.2 Empresa Daimler-Chrysler AG

9.2.1 Características da Empresa

9.2.2 Análise dos Pontos Fortes, Pontos Fracos, Oportunidades e Ameaças da Empresa

9.3 Empresa Magneti Marelli S.P.A

9.3.1 Características da Empresa

9.3.2 Análise dos Pontos Fortes, Pontos Fracos, Oportunidades e Ameaças da Empresa

9.4 Empresa Siemens AG

9.4.1 Características da Empresa

9.4.2 Análise dos Pontos Fortes, Pontos Fracos, Oportunidades e Ameaças da Empresa

9.5 Objetivos deste capítulo

9.6 Conclusão

CONCLUSÕES E CONSIDERAÇÕES FINAIS

REFERÊNCIAS

Tabela 1: Índices anuais de produção industrial manufatureira, de 1913-1938 (Data base 1913 = 100,0)

Tabela 2: Evolução percentual da produção industrial manufatureira de 1913-1938

Tabela 3: Índices das taxas de produtividade dos EUA em comparação com outros países (1970-1995), emoutput per hour-base, 1970 = 100,0

Tabela 4: Taxas anuais de crescimento médio da produtividade em output per hour de alguns países (1970-1995), base 1970 = 100,0

Tabela 5: Índices das taxas de produtividade dos EUA em comparação com outros países (1970-1995), emoutput per hour, algumas datas

Tabela 6: Investimentos japoneses no Pacific Rim (US$ bilhões)

Gráfico 1: Relação entre o crescimento percentual médio e os países desenvolvidos no período de 1913 a 1929

Gráfico 2: Relação entre o crescimento percentual médio e os países desenvolvidos no período de 1929 a 1938

Gráfico 3: Relação entre o crescimento percentual médio e os países desenvolvidos no período de 1913 a 1938

Gráfico 4: Relação entre os índices de produtividade em output per hour dos EUA com Japão, França e Alemanha entre 1970-1995

Gráfico 5: Relação entre os índices de produtividade em output per hour dos EUA com Itália, Inglaterra e Suécia entre 1970-1995

Gráfico 6: Relação entre déficits e superávits dos Estados Unidos com o Japão no período de1971-1987

Figura 1: A famosa função de perda para a sociedade como um todo, desenvolvida pelo Prof. Dr. Genichi Taguchi

Fórmula 1: O desenvolvimento da função de perda de Genichi Taguchi para a sociedade como um todo

Fórmula 2: O desenvolvimento da função perda de Genichi Taguchi para a sociedade como um todo - derivação matemática.

Fórmula 3: O desenvolvimento da função perda de Genichi Taguchi para a sociedade como um todo - derivação matemática - continuação.

Fórmula 4: A expressão matemática que traduzos conceitos magistrais do Dr. Taguchi

Fórmulas 5, 6 e 7: um sumário das equações para as três mais comuns funções de perda de Taguchi - o caso das funções Nominal-the-best, Smaller-thebetter e Larger-the-better. In: BESTERFIELD, Dale H et alii. Total Quality Management, p. 358

Quadro 1: Velho paradigma versus Novo paradigma

Quadro 2: Variável do estudo - O conhecimento (v1)

Quadro 3: Variável do estudo - A digitalização (v2)

Quadro 4: Variável do estudo - Molecularização (v3)

Quadro 5: Variável do estudo - Virtualização (v4)

Quadro 6: Variável do estudo - Integração/redes interligadas (v5)

Quadro 7: Variável do estudo - A desintermediação (v6)

Quadro 8: Variável do estudo - A convergência (v7)

Quadro 9: Variável do estudo - A inovação (v8)

Quadro 10: Variável do estudo - O produconsumo (v9)

Quadro 11: Variável do estudo - O imediatismo (v10)

Quadro 12: Variável do estudo - A globalização (v11)

Quadro 13: Variável discordância (v12)

Quadro 14: Uma comparação entre as "velhas" e as "novas" idéias administrativas segundo Peter F. Drucker

Quadro 15: O modelo de parceria

Quadro 16: Análise dos pontos fortes, pontos fracos, oportunidades e ameaças da empresa Daimler-Chrysler AG

Quadro 17: Análise dos pontos fortes, pontos fracos, oportunidades e ameaças da empresa Magneti Marelli S.P.A

Quadro 18: Análise dos pontos fortes, pontos fracos, oportunidades e ameaças da empresa Siemens AG

Quadro 19: Análise dos pontos fortes, pontos fracos, oportunidades e ameaças das empresas que possibilitaram acesso às informações

ÍNDICE ALFABÉTICO

A

  • Acerca de Thomas Kuhn (ANÔNIMO 10, 2005)
  • Administração empresarial. Evolução do capitalismo industrial e financeiro até o pós-capitalismo digital-neural sob o ponto de vista da administração empresarial e tecnologia da informação inteligente
  • Algumas considerações pertinentes à ciência e tecnologia, pesquisa pura e básica e desenvolvimento do vetor-produto.
  • Análise dos pontos fortes, pontos fracos, oportunidades e ameaças da empresa
  • Arcabouço teórico: a teoria do impacto
  • As partes componentes do modelo.
  • Aspectos teóricos da gestão do conhecimento em uma sociedade digital, neural, pós-neural.
  • Associacionismo

C

  • CARROL. Um pouco acerca da mudança de paradigmas (CARROL).
  • Capital investidoversus os talentos e as competências humanas essenciais.
  • Capitalismo financeiro. Evolução do capitalismo industrial e financeiro até o pós-capitalismo digital-neural sob o ponto de vista da administração empresarial e tecnologia da informação inteligente
  • Capitalismo industrial. Evolução do capitalismo industrial e financeiro até o pós-capitalismo digital-neural sob o ponto de vista da administração empresarial e tecnologia da informação inteligente
  • Capitalismo industrial e financeiro. Pós-capitalismo digital-neural. Evolução. Conclusão
  • Capitalismo industrial e financeiro. Pós-capitalismo digital-neural. Evolução. Introdução.
  • Características da empresa
  • Carreira e recompensa
  • Ciência. Algumas considerações pertinentes à ciência e tecnologia, pesquisa pura e básica e desenvolvimento do vetor-produto
  • Ciência. Conceitos de Ciência
  • Ciência. Importância da ciência e da tecnologia para a administração de sistemas produtivos e informacionais
  • Cientificidadedo modelo.
  • Competência humana. Gestão de talentos e competências humanas essenciais como função estratégica imprescindível à busca pela excelência dos processos empresariais em uma sociedade digital-neural.
  • Competência humana essencial. Cultura organizacional, talentos e competências humanas essenciais e síntese do capítulo
  • Competitividade. Gestão do conhecimento para uma proposta teórica de treinamento e desenvolvimento competitivos.
  • Conceito antropocêntrico. Visão econceituação antropocêntrica
  • Conceitos de Ciência
  • Conceitos de Tecnologia.
  • Conclusões e considerações finais.
  • Conhecimento tácito e explícito
  • Considerações finais e conclusões.
  • Criatividade. Teoriasda criatividade
  • Criatividade individual
  • Cultura organizacional, talentos e competências humanas essenciais e síntese do capítulo

D

  • Desenvolvimento
  • Desenvolvimento. Estudo teórico da gestão do conhecimento e dos métodos de treinamento e desenvolvimento de colaboradores de empresas
  • Desenvolvimento. Explicação do funcionamento do modelo teórico de treinamento e desenvolvimento de colaboradores para a disseminação dos conceitos pertinentes ao supply chain e seus derivados.
  • Desenvolvimento. Gestão do conhecimento para uma proposta teórica de treinamento e desenvolvimento competitivos.
  • Desenvolvimento. Introdução aos conceitos de grau tecnológico e modelos de treinamento e desenvolvimento dos colaboradores de empresas
  • Desenvolvimento etreinamento
  • Desenvolvimento vetor-produto. Algumas considerações pertinentes à ciência e tecnologia, pesquisa pura e básica e desenvolvimento do vetorproduto.
  • Despotismo. Educação nogoverno despótico
  • Dez grandes transformações tecnológicas da sociedade administrativa.
  • Diferença dos efeitos da educação entre os antigos e entre nós
  • Dimensão de conhecimento. Geraçãoe dimensões do conhecimento
  • Dimensão de conhecimento. Múltiplas dimensões do conhecimento

E

  • Educação. Diferença dos efeitos da educação entre os antigos e entre nós.
  • Educação. Leis da educação.
  • Educação deve relacionar-se comos princípios do governo.
  • Educação nas monarquias
  • Educação no governo despótico.
  • Educação no governo republicano
  • Educação no governo republicano. Considerações iniciais.
  • Educação no governo republicano. Introdução
  • Empresa. Análise dos pontos fortes, fracos, oportunidades e ameaças da empresa
  • Empresa. Características da empresa
  • Empresa Daimler-Chrysler AG.
  • Empresa. Introdução aos conceitos de grau tecnológico e modelos de treinamento e desenvolvimento dos colaboradores de empresas.
  • Empresa Magneti MarelliS.P.A. Análise
  • Empresa Magneti Marelli S.P.A. Análise dos pontos fortes, pontos fracos, oportunidades e ameaças da empresa.
  • Empresa Siemens AG
  • Empresa Siemens AG. Análise dos pontos fortes, pontos fracos, oportunidades e ameaças da empresa
  • Empresa Siemens AG. Características da empresa
  • Empresa industrial. Pequeno estudo acerca do planejamento estratégico de algumas empresas industriais.
  • Estudo aprofundado da gestão de pessoas e do conhecimento.
  • Estudo teórico da gestão do conhecimento e dos métodos de treinamento e desenvolvimento de colaboradores de empresas.
  • Estudo teórico da gestão do conhecimento e métodos de treinamento. Introdução
  • Evolução do capitalismo industrial e financeiro até o pós-capitalismo digital-neural sob o ponto de vista da administração empresarial e tecnologia da informação inteligente.
  • Explicação do funcionamento do modelo teórico de treinamento e desenvolvimento de colaboradores para a disseminação dos conceitos pertinentes ao supply chain e seus derivados

F

  • Freudianismo. Reação ao Freudianismo
  • Função estratégica. Gestão de talentos e competências humanas essenciais como função estratégica imprescindível à busca pela excelência dos processos empresariais em uma sociedade digital-neural

G

  • Geração e dimensão do conhecimento. Conclusão.
  • Geração e dimensões de conhecimento. Introdução
  • Geração e dimensões do conhecimento
  • Gestalt.
  • Gestão de conhecimento. Aspectos teóricos da gestão do conhecimento em uma sociedade digital, neural, pós-neural.
  • Gestão de conhecimento. Estudo teórico da gestão do conhecimento e dos métodos de treinamento e desenvolvimento de colaboradores de empresas.
  • Gestão de conhecimento e métodos de treinamento e desenvolvimento. Justificativa do tema deste capítulo
  • Gestão de conhecimento e métodos de treinamento e desenvolvimento. Objetivos deste capítulo.
  • Gestão de conhecimento para uma proposta teórica de treinamento. Conclusão.
  • Gestão de conhecimento para uma proposta teórica de treinamento. Resumo do capítulo
  • Gestão de pessoas. Importância da gestão de pessoas e da liderança
  • Gestão de pessoas. Mudanças naspolíticas de gestão de pessoas
  • Gestão de pessoas e do conhecimento. Estudo. Síntese do capítulo.
  • Gestão de pessoas e do conhecimento.Estudo aprofundado. Introdução.
  • Gestão de pessoas e do conhecimento. Estudo aprofundado
  • Gestão de talentos e competências humanas essenciais como função estratégica imprescindível à busca pela excelência dos processos empresariais em uma sociedade digital-neural
  • Gestão do conhecimento. Políticas de gestão de pessoas e sua relação com a gestão do conhecimento.
  • Gestão do conhecimento para uma proposta teórica de treinamento e desenvolvimento competitivos
  • Governo. Educação deve relacionar-secom os princípios do governo.
  • Governo republicano. Educaçãono governo republicano
  • Grau tecnológico. Introdução aos conceitos de grau tecnológico e modelos de treinamento e desenvolvimento dos colaboradores de empresas

I

  • Idéia. Outras teorias e idéias
  • Idéias de Peter Ferdinand Drucker acerca de paradigmas.
  • Idéias de Thomas S. Kuhn acercada alteração de paradigmas
  • Importância da ciência e da tecnologia para a administração de sistemas produtivos e informacionais.
  • Importância da gestão de pessoas e da liderança
  • Introdução
  • Introdução aos conceitos de grau tecnológico e modelos de treinamento e desenvolvimento de colaboradores de empresas. Introdução.
  • Introdução aos conceitos de grau tecnológico e modelos de treinamento e desenvolvimento dos colaboradores de empresas

J

  • Justificativado Livro

L

  • Leis da educação
  • Liderança. Importância da gestão de pessoas e da liderança.
  • Lucratividade. Mudanças críticas de tecnologia para aumento de produtividade e lucratividade

M

  • Modelo. As partes componentes do modelo
  • Modelo de Utilidade (MU)
  • Modelo e suas vertentes
  • Modelo teórico. Breve descriçãodo arcabouço do modelo
  • Modelos
  • Modelos e Desenhos Industriais (MI & DI).
  • Monarquia. Educaçãonas monarquias.
  • Mudanças críticas de tecnologia para aumento de produtividade e lucratividade.
  • Mudanças críticas de tecnologia para aumento de produtividade e lucratividade. Mudança 1 (M1).
  • Mudanças críticas de tecnologia para aumento de produtividade e lucratividade. Mudança 2 (M2).
  • Mudanças críticas de tecnologia para aumento de produtividade e lucratividade. Mudança 3 (M3).
  • Mudanças críticas de tecnologia para aumento de produtividade e lucratividade. Mudança 4 (M4).
  • Mudanças críticas de tecnologia para aumento de produtividade e lucratividade. Mudança 5 (M5).
  • Mudanças nas políticas degestão de pessoas
  • Múltiplas dimensões do conhecimento.

N

  • Neopsicanálise

O

  • Objetivos do Livro.
  • Organização do Livro

P

  • Paradigma. Idéias de Peter Ferdinand Drucker acerca de paradigmas.
  • Paradigma. Idéias de Thomas S. Kuhnacerca da alteração de paradigmas.
  • Paradigma. Mais acerca dos paradigmas e de suas mudanças
  • Paradigma. Um pouco acerca da mudança de paradigmas (CARROL)
  • Pequenas noções acerca de alguns dos muitos temas da sociedade digitalneural
  • Pequeno estudo acerca do planejamento estratégico de algumas empresas. Conclusão
  • Pequeno estudo acerca do planejamento estratégico de algumas empresas. Objetivos deste capítulo.
  • Pequeno estudo acerca do planejamento estratégico de algumas empresas industriais
  • Peter Ferdinand Drucker. Idéias de Peter Ferdinand Drucker acerca de paradigmas
  • Planejamento estratégico. Pequeno estudo acerca do planejamento estratégico de algumas empresas industriais.
  • Políticas de gestão de pessoas e sua relação com a gestão do conhecimento.
  • Pós-capitalismo digital-neural. Evolução do capitalismo industrial e financeiro até o pós-capitalismo digital-neural sob o ponto de vista da administração empresarial e tecnologia da informação inteligente
  • Pré-condições do modelo teórico
  • Princípios. Educação deve relacionar-s e com os princípios do governo.
  • Privilégio de Invenção (PI)
  • Produtividade. Mudanças críticas de tecnologia para aumento de produtividade e lucratividade
  • Psicanálise.

R

  • Reação ao Freudianismo
  • Recompensa e carreira
  • Recrutamento eseleção.
  • Referências.
  • Resumo do primeiro grande suporte técnico.

S

  • Seleção e recrutamento
  • Sistema informacional. Importância daciência e da tecnologia para a administração de sistemas produtivos e informacionais
  • Sistema produtivo. Importância da ciência e da tecnologia para a administração de sistemas produtivos e informacionais
  • Sistema transformacional. Uma visão sistêmica dos sistemas transformacionais
  • Sociedade administrativa. Dez grandes transformações tecnológicas. Introdução
  • Sociedade administrativa. Dez grandes transformações tecnológicas da sociedade administrativa.
  • Sociedade digital neural. Aspectos teóricos da gestão do conhecimento em uma sociedade digital, neural, pós-neural
  • Sociedade digital pós-neural. Aspectos teóricos da gestão do conhecimento em uma sociedade digital, neural, pós-neural
  • Sociedade digital-neural. Conclusão.
  • Sociedade digital-neural. Gestão de talentos e competências humanas essenciais como função estratégica imprescindível à busca pela excelência dos processos empresariais em uma sociedade digital-neural
  • Sociedade digital-neural. Pequenas noções acerca de alguns dos muitos temas da sociedade digital-neural
  • Sociedade digital-neural. Pequenas noções acerca de muitos temas. Introdução.
  • Sociedade digital-neural. Principais variáveis ou vertentes
  • Suporte técnico. Resumo do primeiro grande suporte técnico.
  • Supply chain. Explicação do funcionamento do modelo teórico de treinamento e desenvolvimento de colaboradores para a disseminação dos conceitos pertinentes ao supply chain e seus derivados

T

  • Talento. Cultura organizacional, talentos e competências humanas essenciais e síntesedo capítulo
  • Tecnologia. Algumas considerações pertinentes à ciência e tecnologia, pesquisa pura e básica e desenvolvimento do vetor-produto
  • Tecnologia. Conceitos de Tecnologia.
  • Tecnologia. Dez grandes transformações tecnológicas da sociedade administrativa
  • Tecnologia. Evolução do capitalismo industrial e financeiro até o póscapitalismo digital-neural sob o ponto de vista da administração empresarial e tecnologia da informação inteligente.
  • Tecnologia. Importância da ciênciae da tecnologia para a administração de sistemas produtivos e informacionais
  • Tecnologia. Introdução aos conceitos de grau tecnológico e modelos de treinamento e desenvolvimento dos colaboradores de empresas.
  • Tecnologia. Mudanças críticas de tecnologia para aumento de produtividade e lucratividade
  • Teoria. Outras teorias e idéias.
  • Teoria do impacto. Arcabouço teórico: a teoria do impacto.
  • Teorias da criatividade.
  • Treinamento. Explicação do funcionamento do modelo teórico de treinamento e desenvolvimento de colaboradores para a disseminação dos conceitos pertinentes ao supply chain e seus derivados
  • Thomas S. Kuhn. Acerca de Thomas Kuhn (ANÔNIMO 10, 2005)
  • Thomas S. Kuhn. Idéias de Thomas S. Kuhn acerca da alteração de paradigmas.
  • Transformações tecnológicas (TTS).
  • Transformações tecnológicas da sociedade administrativa. Conclusão.
  • Transformações tecnológicas (TTS). Transformação 1 (T1).
  • Transformações tecnológicas (TTS). Transformação 10 (T10).
  • Transformações tecnológicas (TTS). Transformação 2 (T2).
  • Transformações tecnológicas (TTS). Transformação 3 (T3).
  • Transformações tecnológicas (TTS). Transformação 4 (T4).
  • Transformações tecnológicas (TTS). Transformação 5 (T5).
  • Transformações tecnológicas (TTS). Transformação 6 (T6).
  • Transformações tecnológicas (TTS). Transformação 7 (T7).
  • Transformações tecnológicas (TTS). Transformação 8 (T8)
  • Transformações tecnológicas (TTS). Transformação 9 (T9)
  • Treinamento
  • Treinamento. Estudo teórico da gestão do conhecimento e dos métodos de treinamento e desenvolvimento de colaboradores de empresas
  • Treinamento. Gestão do conhecimento para uma proposta teórica de treinamento e desenvolvimento competitivos
  • Treinamento. Introdução aos conceitos de grau tecnológico e modelos de treinamento e desenvolvimento dos colaboradores de empresas
  • Treinamento e desenvolvimento

U

  • Uma visão matemática do modelo
  • Uma visão sistêmica dos sistemas transformacionais

V

  • Variável conhecimento (v1).
  • Variável convergência (v7).
  • Variável desintermediação (v6)
  • Variável digitalização (v2).
  • Variável discordância (v12)
  • Variável do estudo integração/redes interligadas (v5)
  • Variável do estudo produconsumo (v9)
  • Variável globalização (v11)
  • Variável imediatismo (v10)
  • Variável inovação (v8).
  • Variável molecularização (v3)
  • Variável virtualização (v4).
  • Vertente científico-metodológica.
  • Vertente digital.
  • Vertente econômica.
  • Vertente psicológica.
  • Vertente social
  • Vertente técnica
  • Visão e conceituaçãoantropocêntrica.
  • Visão sistêmica dos sistemas transformacionais
INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: