Abuso Sexual em Meninos - A Violência Intrafamiliar através do Olhar de Psicólogo que Atende em Instituições

Moacyr Ferreira Pires Filho

Versão impressa

Versão digital

Disponível para:AndroidiOS

Ficha técnica

Autor(es): Moacyr Ferreira Pires Filho

ISBN v. impressa: 978853622393-3

ISBN v. digital: 978853627758-5

Acabamento: Brochura

Formato: 15,0x21,0 cm

Peso: 200grs.

Número de páginas: 132

Publicado em: 29/04/2009

Área(s): Psicologia - Social

Versão Digital (eBook)

Para leitura em aplicativo exclusivo da Juruá Editora para Smartphones e Tablets rodando iOS e Android. Não compatível KINDLE, LEV, KOBO e outros e-Readers.

Disponível para as plataformas:

  • AndroidAndroid 4 ou posterior
  • iOSiOS 7 ou posterior

Em computadores a leitura é apenas online e sem recursos de favoritos e anotações;
Não permite a impressão e cópia do conteúdo.

Compra apenas via site da Juruá Editora.

Sinopse

Este estudo tem como objetivo compreender, a partir dos relatos de psicólogos que atendem em instituições, o impacto do abuso sexual intrafamiliar, nas crianças do sexo masculino vitimizadas. O primeiro capítulo, “A família: origem, religiosidade e a infância”, aborda o sentimento de família e de infância que surge nos séculos XVI – XVII e a família, a partir do século XX até os dias atuais. O segundo capítulo, “A família: sistema de relações, matriz de identidade, limites e fronteiras de contato, papéis e disfuncionalidade”, trata da família, enquanto sistema de relações e como Matriz de Identidade da criança, suas interações, os subsistemas que a compõem, limites, fronteiras de contato e disfuncionalidade sistêmica da família. O terceiro capítulo, “Abuso sexual intrafamiliar: uma forma de violência doméstica”, aborda o surgimento da noção de abuso sexual, na sociedade ocidental, as características, as consequências, o abuso sexual sistêmico e o segredo que o acompanha. O quarto e quinto capítulos correspondem aos objetivos e ao método utilizado na pesquisa. O sexto capítulo diz respeito à apresentação e análise dos resultados. Por último, apresentamos nossas considerações finais, acerca do trabalho realizado.

Autor(es)

Moacyr Ferreira Pires Filho é Mestre em Psicologia Clínica pela Universidade Católica de Pernambuco (2007); Psicólogo Colaborador do Consórcio Brasileiro de Pesquisa Sobre Transtorno do Espectro Obsessivo Compulsivo – C-TOC do Hospital Universitário Oswaldo Cruz; Professor convidado da Universidade de Pernambuco; graduado em Formação e em Licenciatura em Psicologia pela Faculdade de Ciências Humanas Esuda (1993 e 1992); graduado em Engenharia Elétrica (modalidades Eletrotécnica e eletrônica) pela Universidade de Pernambuco (1978 e 1974).

 

Sumário

INTRODUÇÃO, p. 19

1 - A FAMÍLIA: ORIGEM, RELIGIOSIDADE E A INFÂNCIA, p. 21

1.1 A origem, p. 21

1.2 A religiosidade, o reconhecimento e a inclusão da infância no seio familiar, p. 22

1.3 A educação, a socialização das crianças e as interações simbólicas afetivas familiares, p. 26

1.4 A família a partir do séc. XX, p. 29

2 - A FAMÍLIA: SISTEMA DE RELAÇÕES, MATRIZ DE IDENTIDADE, LIMITES E FRONTEIRAS DE CONTATO, PAPÉIS E DISFUNCIONALIDADE, p. 33

2.1 Família: um sistema de relações, p. 33

2.2 A família como Matriz de Identidade da criança, p. 35

2.3 Limites e Fronteiras de Contato, p. 35

2.4 Os papéis sociais na família, p. 39

2.5 A disfuncionalidade da família, p. 41

3 - ABUSO SEXUAL INTRAFAMILIAR: UMA FORMA DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA, p. 43

3.1 Histórico, p. 43

3.2 Abuso sexual: conceito e características, p. 45

3.3 Definindo os termos: incesto, atentado violento ao pudor, estupro, p. 47

3.4 As características das famílias com ocorrência do abuso sexual intrafamiliar, p. 51

3.5 As consequências do abuso sexual para a criança, p. 56

3.6 O segredo: a negação, a mentira e o silêncio, p. 59

3.7 A abordagem do abuso sexual, p. 65

4 - OBJETIVOS, p. 67

4.1 Geral, p. 67

4.2 Específicos, p. 67

5 - MÉTODO, p. 69

Participantes, p. 70

Instrumento, p. 71

Procedimentos éticos para a coleta de dados, p. 71

Procedimento de coleta de dados, p. 71

Procedimento de análise das entrevistas, p. 72

6 - ANÁLISE E DISCUSSÃO DOS RESULTADOS, p. 73

6.1 Percepção das participantes, com relação ao menino, objeto do abuso sexual, p. 73

6.1.1 Comportamentos observados, p. 76

6.1.2 Sentimentos identificados em meninos, p. 83

6.2 Percepção das participantes com relação à família, p. 93

6.2.1 As pessoas que mais abusam, p. 94

6.2.2 Funcionamento das famílias antes e depois do conhecimento do abuso, p. 94

6.2.3 Os comportamentos adotados pela família, em relação ao perpetrador e ao menino, após o conhecimento do abuso, p. 97

6.2.4 As atitudes das mães frente à situação do abuso sexual contra o filho, p. 100

6.2.5 Quem denuncia o abuso, p. 103

6.2.6 Atitude da família frente à intervenção psicológica, p. 104

6.2.7 A existência de outros casos de abuso na família, p. 105

6.3 Percepção de diferenças quanto ao abuso sexual contra meninos para o abuso sexual contra meninas, p. 106

6.4 As atitudes dos profissionais de Psicologia, frente à situação do abuso sexual infantil, p. 109

CONSIDERAÇÕES FINAIS, p. 113

REFERÊNCIAS, p. 119

Índice alfabético

A

  • Abordagem do abuso sexual, p. 65
  • Abusador. Abuso sexual: conceito e características, p. 45
  • Abuso intrafamiliar. Existência de outros casos de abuso na família, p. 105
  • Abuso sexual. Abordagem do abuso sexual, p. 65
  • Abuso sexual. Atitudes das mães frente à situação do abuso sexual contra o filho, p. 100
  • Abuso sexual. Comportamentos adotados pela família, em relação ao perpetrador e ao menino, após o conhecimento do abuso, p. 96
  • Abuso sexual. Consequências do abuso sexual para a criança, p. 56
  • Abuso sexual. Existência de outros casos de abuso na família, p. 105
  • Abuso sexual. Funcionamento das famílias antes e depois do conhecimento do abuso, p. 94
  • Abuso sexual. Objetivos, p. 67
  • Abuso sexual. Objetivos.Geral. Investigação, p. 67
  • Abuso sexual. Objetivos específicos, p. 67
  • Abuso sexual. Percepção das participantes, com relação ao menino, objeto do abuso sexual, p. 73
  • Abuso sexual. Percepção de diferenças quanto ao abuso sexual contra meninos para o abuso sexual contra meninas, p. 106
  • Abuso sexual. Pesquisa. Análise e discussão dos resultados, p. 73
  • Abuso sexual. Pesquisa. Comportamentos observados, p. 76
  • Abuso sexual. Pesquisa. Percepção das participantes com relação à família, p. 93
  • Abuso sexual. Pesquisa. Pessoas que mais abusam, p. 94
  • Abuso sexual. Pesquisa. Sentimentos identificados em meninos, p. 83
  • Abuso sexual. Quem denuncia o abuso, p. 103
  • Abuso sexual: conceito e características, p. 45
  • Abuso sexual infantil. Atitudes dos profissionais de psicologia, frente à situação do abuso sexual infantil, p. 109
  • Abuso sexual intrafamiliar. Violência doméstica. Histórico, p. 43
  • Abuso sexual intrafamiliar: uma forma de violência doméstica, p. 43
  • Afetividade. Educação, a socialização das crianças e as interações simbólicas afetivas familiares, p. 26
  • Agressor. Abuso sexual: conceito e características, p. 45
  • Agressor. Definindo os termos: incesto,atentado violento ao pudor, estupro, p. 47
  • Atentado violento ao pudor. Definindo os termos: incesto, atentado violento ao pudor, estupro, p. 47
  • Atitude da família frente à intervenção psicológica, p. 104
  • Atitudes das mães frente à situação do abuso sexual contra o filho, p. 100
  • Atitudes dos profissionais de psicologia, frente à situação do abuso sexual infantil, p. 109

C

  • Características. Abuso sexual: conceito e características, p. 45
  • Características das famílias com ocorrência do abuso sexual intrafamiliar, p. 51
  • Coleta de dados. Metodologia. Pesquisa. Abuso sexual. Procedimentos éticos para a coleta de dados, p. 71
  • Comportamentos adotados pela família,em relação ao perpetrador e ao menino, após o conhecimento do abuso, p. 96
  • Conceito. Abuso sexual: conceito e características, p. 45
  • Consequências do abuso sexual para a criança, p. 56
  • Consequências psicológicas. Consequências do abuso sexual para a criança, p. 56
  • Considerações finais, p. 113
  • Contato. Família: sistema de relações, matriz de identidade, limites e fronteiras de contato, papéis e disfuncionalidade, p. 33
  • Contato. Limites e fronteiras de contato, p. 35
  • Criança. Consequências do abuso sexual para a criança, p. 56
  • Criança. Educação, a socialização das crianças e as interações simbólicas afetivas familiares, p. 26
  • Criança. Família como matriz de identidade da criança, p. 35

D

  • Definindo os termos: incesto, atentado violento ao pudor, estupro, p. 47
  • Denúncia. Abuso sexual. Quem denuncia o abuso, p. 103
  • Disfuncionalidade. Família: sistema de relações, matriz de identidade, limites e fronteiras de contato, papéis e disfuncionalidade, p. 33
  • Disfuncionalidade da família, p. 41
  • Dominação. Abuso sexual: conceito e características, p. 45

E

  • Educação, a socialização das crianças e as interações simbólicas afetivas familiares, p. 26
  • Entrevista. Metodologia. Pesquisa. Abuso sexual. Procedimento de análise das entrevistas, p. 72
  • Estupro. Definindo os termos: incesto, atentado violento ao pudor, estupro, p. 47
  • Ética. Metodologia. Pesquisa. Abuso sexual. Procedimentos éticos para a coleta de dados, p. 71

F

  • Família. Abuso sexual. Pesquisa. Percepção das participantes com relação à família, p. 93
  • Família. Abuso sexual intrafamiliar: uma forma de violência doméstica, p. 43
  • Família. Atitude da família frente à intervenção psicológica, p. 104
  • Família. Atitudes das mães frente à situação do abuso sexual contra o filho, p. 100
  • Família. Comportamentos adotados pela família, em relação ao perpetrador e ao menino, após o conhecimento do abuso, p. 96
  • Família. Disfuncionalidade da família, p. 41
  • Família. Educação, a socialização das crianças e as interações simbólicas afetivas familiares, p. 26
  • Família. Funcionamento das famílias antes e depois do conhecimento do abuso, p. 94
  • Família. Origem, p. 21
  • Família. Papéis sociais na família, p. 39
  • Família. Religiosidade, o reconhecimento e a inclusão da infância no seio familiar, p. 22
  • Família a partirdo séc. XX, p. 29
  • Família como matriz de identidade da criança, p. 35
  • Família: origem, religiosidade e a infância, p. 21
  • Família: sistema de relações, matriz de identidade, limites e fronteiras de contato, papéis e disfuncionalidade, p. 33
  • Família: um sistema de relações, p. 33
  • Filho. Atitudes das mães frente à situação do abuso sexual contra o filho, p. 100
  • Fronteiras de contato. Família: sistema de relações, matriz de identidade, limites e fronteiras de contato, papéis e disfuncionalidade, p. 33
  • Fronteiras e limites de contato, p. 35
  • Funcionalidade. Família: sistema de relações, matriz de identidade, limites e fronteiras de contato, papéis e disfuncionalidade, p. 33
  • Funcionamento das famílias antes e depois do conhecimento do abuso, p. 94

H

  • Histórico. Família a partir do séc. XX, p. 29

I

  • Identidade. Família: sistema de relações, matriz de identidade, limites e fronteiras de contato, papéis e disfuncionalidade, p. 33
  • Identidade da criança. Família como matriz de identidade da criança, p. 35
  • Incesto. Definindo os termos: incesto, atentado violento ao pudor, estupro, p. 47
  • Inclusão da infância. Religiosidade, o reconhecimento e a inclusão da infância no seio familiar, p. 22
  • Infância. Família: origem, religiosidade e a infância, p. 21
  • Interação simbólica. Educação, a socialização das crianças e as interações simbólicas afetivas familiares, p. 26
  • Intervenção psicológica. Atitude da família frente à intervenção psicológica, p. 104
  • Introdução, p. 19

L

  • Limites de contato. Família: sistema de relações, matriz de identidade, limites e fronteiras de contato, papéis e disfuncionalidade, p. 33
  • Limites e fronteiras de contato, p. 35

M

  • Mãe. Atitudes das mães frente à situação do abuso sexual contra o filho, p. 100
  • Matriz de identidade. Família: sistema de relações, matriz de identidade, limites e fronteiras de contato, papéis e disfuncionalidade, p. 33
  • Meninas. Percepção de diferenças quanto ao abuso sexual contra meninos para o abuso sexual contra meninas, p. 106
  • Meninos. Percepção de diferenças quanto ao abuso sexual contra meninos para o abuso sexual contra meninas, p. 106
  • Mentira. Segredo: a negação,a mentira e o silêncio, p. 59
  • Metodologia. Pesquisa. Abuso sexual. Instrumento, p. 71
  • Metodologia. Pesquisa. Abuso sexual. Método, p. 69
  • Metodologia. Pesquisa. Abuso sexual. Participantes, p. 70
  • Metodologia. Pesquisa. Abuso sexual. Procedimento de análise das entrevistas, p. 72
  • Metodologia. Pesquisa. Abuso sexual. Procedimento de coleta de dados, p. 71
  • Metodologia. Pesquisa. Abuso sexual. Procedimentos éticos para a coleta de dados, p. 71

N

  • Negação. Segredo: a negação, a mentira e o silêncio, p. 59

O

  • Origem. Família: origem, religiosidade e a infância, p. 21

P

  • Papéis sociais na família, p. 39
  • Percepção das participantes, com relação ao menino, objeto do abuso sexual, p. 73
  • Percepção de diferenças quanto ao abuso sexual contra meninos para o abuso sexual contra meninas, p. 106
  • Perpetrador. Comportamentos adotados pela família, em relação ao perpetrador e ao menino, após o conhecimento do abuso, p. 96
  • Pesquisa. Abuso sexual. Análise e discussão dos resultados, p. 73
  • Pesquisa. Percepção das participantes,com relação ao menino, objeto do abuso sexual, p. 73
  • Poder. Abuso sexual: conceito e características, p. 45
  • Psicólogo. Atitudes dos profissionais de psicologia, frente à situação do abuso sexual infantil, p. 109

R

  • Reconhecimento. Religiosidade, o reconhecimento e a inclusão da infância no seio familiar, p. 22
  • Referências, p. 119
  • Relacionamento. Família: sistema de relações, matriz de identidade, limites e fronteiras de contato, papéis e disfuncionalidade, p. 33
  • Religiosidade. Família: origem,religiosidade e a infância, p. 21
  • Religiosidade, o reconhecimento e a inclusão da infância no seio familiar, p. 22

S

  • Século XX. Família a partir do séc. XX, p. 29
  • Segredo: a negação, a mentira e o silêncio, p. 59
  • Silêncio. Segredo: a negação, a mentira e o silêncio, p. 59
  • Sistemas de relações. Família: sistema de relações, matriz de identidade, limites e fronteiras de contato, papéis e disfuncionalidade, p. 33
  • Socialização das crianças. Educação, a socialização das crianças e as interações simbólicas afetivas familiares, p. 26
  • Sociedade. Papéis sociais na família, p. 39

T

  • Terminologia. Definindo os termos: incesto, atentado violento ao pudor, estupro, p. 47

V

  • Violência. Abuso sexual: conceito e características, p. 45
  • Violência doméstica. Abuso sexual intrafamiliar: uma forma de violência doméstica, p. 43
  • Violência intrafamiliar. Segredo:a negação, a mentira e o silêncio, p. 59
  • Vítima. Abuso sexual: conceito e características, p. 45
  • Vivência emocional. Disfuncionalidade da família, p. 41

Recomendações

Capa do livro: Psicologia Social Comunitária, Adriano Valério dos Santos Azevêdo e Gisele Groehler Giesel

Psicologia Social Comunitária

 Adriano Valério dos Santos Azevêdo e Gisele Groehler GieselISBN: 978853628685-3Páginas: 152Publicado em: 15/03/2019

Versão impressa

R$ 59,90em 2x de R$ 29,95Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 40,90 Adicionar eBook
ao carrinho
Capa do livro: Vulnerabilidade e Direitos Humanos – Prevenção e Promoção da Saúde – Livro IV, Coordenadores: Vera Paiva, Ivan França Jr. e Artur O. Kalichman

Vulnerabilidade e Direitos Humanos – Prevenção e Promoção da Saúde – Livro IV

 Coordenadores: Vera Paiva, Ivan França Jr. e Artur O. KalichmanISBN: 978853624043-5Páginas: 316Publicado em: 04/12/2012

Versão impressa

R$ 89,90em 3x de R$ 29,97Adicionar ao
carrinho

Versão digital

** GRÁTIS ** Eu quero o
eBook GRÁTIS!
Capa do livro: Corpo que Fala por Mim, O, Érika Piedade da Silva Santos

Corpo que Fala por Mim, O

 Érika Piedade da Silva SantosISBN: 978853625107-3Páginas: 152Publicado em: 29/04/2015

Versão impressa

R$ 47,70 Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 34,70 Adicionar eBook
ao carrinho
Capa do livro: Psicologia do Comportamento Criminoso, Luiza Cristina de Azevedo Ricotta

Psicologia do Comportamento Criminoso

 Luiza Cristina de Azevedo RicottaISBN: 978853625527-9Páginas: 120Publicado em: 16/12/2015

Versão impressa

R$ 37,70 Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 27,70 Adicionar eBook
ao carrinho