Se Meu Táxi Falasse

Eloir José Golemba

FICHA TÉCNICA
Autor(es): Eloir José Golemba
ISBN: 978853622521-0
Acabamento: Brochura
Número de Páginas: 112
Publicado em: 26/06/2009
Área(s): Literatura e Cultura - Diversos
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

“... Sempre tive vontade de conhecer algo diferente e quando surgiu a oportunidade de vir para Curitiba, não tive nenhuma dúvida. Cheguei do interior perdido, pois nunca tinha visitado uma cidade grande, nem imagina como poderia ser. Mas as coisas deram muito certo, e não tenho mais vontade de sair desta cidade, pois aqui consegui Ter e ser o que hoje sou. E se as coisas deram certo foi principalmente graças ao apoio que recebi dos meus tios e primas. Eles sabem que lhes devo muito. Morava e trabalhava com eles. Recebia do bom e do melhor, me davam de tudo, até os estudos, que tinha abandonado, me fizeram retomar. Minha vida deu uma guinada e tanto!
Mas quando um pássaro cria asas, ele quer alçar vôo cada vez mais alto. Novamente quis tentar algo diferente, saí da companhia dos meus tios e fui trabalhar com táxi. Então, as coisas tomaram outro rumo. Conheci um mundo novo, as mais diferentes pessoas, em situações tristes, estranhas ou engraçadas. Fui anotando tudo e a partir de agora vou abrir as portas da minha vida e contar um pouco do que já passei... É claro que todos os personagens têm nomes fictícios e qualquer semelhança não passa de mera coincidência. Dito isso, vamos viver juntos estas histórias!”

AUTOR(ES)

Eloir José Golemba nasceu em Guarapuava e viveu sua infância e adolescência em Rio Azul, Paraná. Concluiu o ensino médio em Curitiba. Prestou vestibular para cursar Engenharia Mecânica, foi aprovado, mas preferiu “fazer a vida” em seu táxi. Por ofício, conhece a cidade como a palma de sua mão; pelo prazer da convivência, para ele não há trajeto curto demais que impeça começar uma amizade. Basta que o(a) passageiro(a) consinta. Capta com sensibilidade o perfil das pessoas que transporta e, não raro, vive com elas uma dupla “viagem”, ao percorrer tristezas e alegrias, desamores e amores, morte e nascimento.
Este contador de histórias faz de seu cotidiano um observatório de onde retira a matéria-prima para o exercício da escritura. Uma escritura que traz a linguagem simples e apressada do seu dia-a-dia, sem nenhuma pretensão. Eloir está apenas começando, mas, por certo, dele teremos outras tantas histórias...
Visite o site: www.eloirjose.com

INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: