Narcisismo - Do Ressentimento à Certeza de Si

Alexandre Abranches Jordão

Leia na Biblioteca Virtual
Preço:
Parcele em até 6x sem juros no cartão. Parcela mínima de R$ 20,00
FICHA TÉCNICA
Autor(es): Alexandre Abranches Jordão
ISBN: 978853622361-2
Acabamento: Brochura
Número de Páginas: 244
Publicado em: 11/11/2009
Área(s): Psicologia - Psicanálise
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

A clínica psicanalítica está cada vez mais difícil. Autores os mais diversos, sejam eles próprios terapeutas ou não, denunciam a necessidade de ultrapassarmos o modelo teórico-clínico freudiano clássico – baseado na clínica da histeria e nas descobertas feitas ali, como as noções de recalcamento e castração – diante de novas formas de sofrimento e novas modalidades de organização psíquicas. Entretanto, encontramos no próprio Freud algumas formulações teóricas que nos ajudam a compreender tais particularidades subjetivas atuais e a traçar estratégias clínicas que possam conhecer alguma eficácia terapêutica.
Assim é o conceito de narcisismo. Nesse livro, Alexandre Abranches Jordão faz um resgate desse conceito desde suas origens históricas até seus desenvolvimentos mais tardios no pensamento freudiano e vai além para desenvolvê-lo um pouco mais. Demonstra como o narcisismo pode ser uma ferramenta teórica muito mais adequada a determinados casos – que têm se tornado cada vez mais numerosos nos consultórios e ambulatórios – e como ele abre a portas para interlocuções possíveis com autores das mais diferentes áreas. É a partir do conceito de narcisismo que o autor constrói um consistente e rigoroso diálogo entre Nietzsche e Freud e faz a defesa de uma psicanálise não-metafísica. Além disso, propõe os conceitos de narcisismo defensivo e suficientemente bom (com Ferenczi e Winnicott) como metapsicologia especialmente adequada não somente à clínica contemporânea, mas às novas subjetividades. Finalmente, desenvolve a proposta ferencziana do perdão como final de análise, questão crucial em qualquer terapia.
É a própria realidade psicossocial do século XXI que ganha novos matizes olhada sob o prisma do narcisismo a partir das considerações e desenvolvimentos aqui propostos.
 

AUTOR(ES)

Alexandre Abranches Jordão é Doutor em Teoria Psicanalítica (UFRJ) e Coordenador do curso de Pós-graduação lato sensu em Psicanálise Clínica do Uni-IBMR, onde também leciona na graduação em Psicologia e na pós-graduação em Psicomotricidade; Psicólogo (UFRJ); Psicanalista (SPCRJ). Foi Professor e Pesquisador da UFRJ (2004-2008) onde desenvolveu a pesquisa “Construção de conceitos metapsicológicos para as novas subjetividades” (2006-2008) com apoio financeiro da FAPERJ. A clínica contemporânea e as novas subjetividades tem sido seu principal foco de interesse.

PORQUE COMPRAR

Motivos pelos quais o livro deve ser adquirido:

O livro faz um estudo aprofundado do conceito de narcisismo em psicanálise, propondo novos desenvolvimentos conceituais e demonstrando sua especial adequação aos casos clínicos considerados graves ou difíceis, cada vez mais comuns hoje em dia. Além disso, demonstra como tal conceito pode ser o elemento teórico central num diálogo entre Freud e Nietzsche. É a partir desse diálogo que se fará a defesa de uma psicanálise não-metafísica, ou seja, que não recorra a explicações e causalidades a priori numa abordagem isenta do psiquismo.
Deve ser adquirido porque o conceito de narcisismo tem sido cada vez mais discutido, mas ainda é pouco trabalhado na própria psicanálise. Quando se fala de narcisismo é preciso diferenciar a noção popular (amor por si mesmo) da psicanalítica, que é extensamente trabalhada aqui.
Por fim, para se pensar os tempos atuais levando-se em conta qual o papel dos indivíduos como agentes das mudanças sociais com as quais convivemos hoje em dia, é crucial que as considerações aqui propostas sejam levadas em conta. Do contrário, estaremos discutindo unicamente os efeitos dessas mudanças, como se os indivíduos fossem elementos passivos e não a mola propulsora dos eventos sociais.


Público Alvo:

Psicólogos, psicanalistas, sociólogos, filósofos etc., tanto em formação quanto com vasta experiência em seus campos. Todos aqueles que se interessam pelas questões subjetivas da atualidade e suas implicações clínicas e sociais.

 

Áreas nas quais o livro se encaixa

Especificamente psicanálise, psicologia e filosofia. Estudos da subjetividade, estudos da contemporaneidade e clínica psicanalítica.

 

SUMÁRIO

SIGLAS & ABREVIATURAS

INTRODUÇ ÃO

Para introduzir a discussão

Considerações iniciais

CAPÍTULO 1 - CONSTRUÇÃO DO CONCEITO DE NARCISISMO

Prolegômenos

Aparência e engano

Freud: a ordem humana ainda é natural

Do remorso à culpa

Subversão das técnicas: sujeito

As origens do narcisismo

Histeria ou paranoia?

A pré-história do conceito de narcisismo

"Introdução ao narcisismo"

O Manuscrito de 1907

Religião e desamparo

CAPÍTULO 2 - NARCISISMO E SUBJETIVIDADE

O eu na teoria freudiana

Identificação, identificação narcísica e introjeção

Introjeção segundo Ferenczi

Onipotência narcísica: estádios da apreensão da realidade para Ferenczi

Efeitos da pulsão de morte sobre o conceito de narcisismo

Eu e narcisismo

Narcisismo e imaginário

Narcisismo e demandas narcísicas

Fantasia e ilusão

Circuito narcísico do prazer

A percepção e as representações do eu

CAPÍTULO 3 - NARCISISMO, RESSENTIMENTO E MÁ-CONSCIÊNCIA

Ressentimento e vingança

Sujeito, livre arbítrio e ambivalência

Eterno retorno e ambivalência

Narcisismo, determinismo e verdade: criação do absoluto

Memória, subjetividade e culpa: a má-consciência

A crítica do sujeito: desmontagem do conceito de eu

Eu para quê? - Da necessidade do eu

Eu para quê? - Em que aspectos a necessidade de um eu defensivo é uma ficção

O egoísmo sadio: guerra ao eu do narcisismo defensivo - proposta de análise

CAPÍTULO 4 - DO NARCISISMO DEFENSIVO AO SUFICIENTEMENTE BOM: A CLÍNICA PSICANALÍTICA

Cosmovisões, golpes no narcisismo da humanidade e recrudescência narcísica

Estrutura x processo

Processo e integração

Integração, desintegração e não-integração

Formação de compromisso

Ferenczi: traumático é o desmentido

Trauma e identificação híbrida: quebra da certeza de si

Falso self e verdadeiro self

Criatividade: confiança e certeza de si

Perdão ou desobrigação

CONCLUSÃO

REFERÊNCIAS

ÍNDICE ALFABÉTICO

A

  • Abreviatura. Siglas& abreviaturas
  • Ambivalência. Eterno retorno e ambivalência
  • Ambivalência. Sujeito, livre arbítrio e ambivalência
  • Aparência e engano.
  • Apreensão. Onipotência narcísica: estádios da apreensão da realidade para Ferenczi.

B

  • Benefício. Narcisismo defensivo aosuficientemente bom: a clínica psicanalítica

C

  • Certeza de si. Criatividade: confiança e certeza de si
  • Certeza de si. Trauma e identificação híbrida: quebra da certeza de si.
  • Circuito narcísico do prazer
  • Clínica psicanalítica. Narcisismo defensivo ao suficientemente bom: a clínica psicanalítica.
  • Compromisso. Formação de compromisso
  • Conceito. Construção do onceito de narcisismo.
  • Conceito. Efeitos da pulsão de morte sobre o conceito de narcisismo.
  • Conceito. Pré-história do conceito de narcisismo
  • Conceito de Eu. Crítica do sujeito: desmontagem do conceito de eu.
  • Conclusão.
  • Confiança. Criatividade: confiança e certeza de si.
  • Consciência. Memória, subjetividade e culpa: a má-consciência
  • Construção do conceito de narcisismo.
  • Cosmovisões, golpes no narcisismo da humanidade e recrudescência narcísica.
  • Criação do absoluto. Narcisismo, determinismo e verdade: criação do absoluto.
  • Criatividade: confiança e certeza de si.
  • Crítica do sujeito: desmontagem do conceito de eu.
  • Culpa. Memória, subjetividadee culpa: a má-consciência
  • Culpa. Remorso à culpa.

D

  • Defesa. Egoísmo sadio: guerra ao eu do narcisismo defensivo. Proposta de análise
  • Defesa. Narcisismo defensivo ao suficientemente bom: a clínica psicanalítica
  • Demanda narcísica. Narcisismo e demandas narcísicas
  • Desamparo. Religião e desamparo.
  • Desintegração. Integração, desintegração e não-integração
  • Desmentido. Ferenczi: traumático é o desmentido
  • Desobrigação. Perdão ou desobrigação
  • Determinismo. Narcisismo, determinismo e verdade: criação do absoluto

E

  • Efeitos da pulsão de morte sobre o conceito de narcisismo.
  • Egoísmo sadio: guerra ao eu do narcisismo defensivo. Proposta de análise.
  • Engano. Aparência e engano
  • Estrutura x processo.
  • Eterno retorno e ambivalência
  • Eu. Crítica do sujeito: desmontagem do conceito de eu
  • Eu. Egoísmo sadio: guerra ao eu do narcisismo defensivo. Proposta de análise
  • Eu. O eu na teoria freudiana.
  • Eu. Percepção e as representações do eu.
  • Eu defensivo. Eu para quê? Em que aspectos a necessidade de um eu defensivo é uma ficção
  • Eu e narcisismo
  • Eu para quê? Da necessidade do eu
  • Eu para quê? Em que aspectos a necessidade de um eu defensivo é uma ficção.

F

  • Falso self e verdadeiro self
  • Fantasia e ilusão.
  • Ferenczi. Introjeção segundo Ferenczi.
  • Ferenczi. Onipotência narcísica: estádios da apreensão da realidade para Ferenczi.
  • Ferenczi: traumáticoé o desmentido.
  • Ficção. Eu para quê? Em que aspectos a necessidade de um eu defensivo é uma ficção.
  • Formação de compromisso
  • Freud. O eu na teoria freudiana.
  • Freud: a ordem humana ainda é natural

G

  • Golpes do narcisismo. Cosmovisões, golpes no narcisismo da humanidade e recrudescência narcísica.
  • Guerra. Egoísmo sadio: guerra ao eu do narcisismo defensivo. Proposta de análise

H

  • Histeria ou paranoia?
  • Histórico. Manuscrito de 1907.
  • Histórico. Pré-história doconceito de narcisismo
  • Humanidade. Cosmovisões, golpes no narcisismo da humanidade e recrudescência narcísica

I

  • Identidade. Trauma e identificação híbrida: quebra da certeza de si
  • Identificação híbrida. Trauma e identificação híbrida: quebra da certeza de si
  • Identificação, identificaçãonarcísica e introjeção
  • Identificação narcísica. Identificação,identificação narcísica e introjeção
  • Ilusão. Fantasia e ilusão.
  • Imaginário. Narcisismo e imaginário.
  • Integração. Processo e integração.
  • Integração, desintegração e não-integração
  • Introdução.
  • Introdução. Narcisismo. Paraintroduzir a discussão
  • "Introdução ao narcisismo"
  • Introjeção. Identificação, identificação narcísica e introjeção
  • Introjeção segundo Ferenczi

L

  • Livre arbítrio. Sujeito, livrearbítrio e ambivalência.

M

  • Má-consciência. Narcisismo, ressentimento e má-consciência
  • Manuscrito de 1907
  • Memória, subjetividade e culpa: a má-consciência

N

  • Não-integração. Integração, desintegração e não-integração
  • Narcisismo. Considerações iniciais.
  • Narcisismo defensivo. Egoísmo sadio: guerra ao eu do narcisismo defensivo. Proposta de análise
  • Narcisismo. Construção doconceito de narcisismo.
  • Narcisismo. Cosmovisões, golpes no narcisismo da humanidade e recrudescência narcísica.
  • Narcisismo. Efeitos da pulsão de morte sobre o conceito de narcisismo
  • Narcisismo. Eue narcisismo.
  • Narcisismo. "Introdução ao narcisismo".
  • Narcisismo. Onipotência narcísica:estádios da apreensão da realidade para Ferenczi.
  • Narcisismo. Origens do narcisismo.
  • Narcisismo. Para introduzir a discussão.
  • Narcisismo. Pré-história doconceito de narcisismo
  • Narcisismo defensivo ao suficientemente bom: a clínica psicanalítica.
  • Narcisismo, determinismo e verdade: criação do absoluto
  • Narcisismo e demandas narcísicas
  • Narcisismo e imaginário
  • Narcisismo e subjetividade
  • Narcisismo, ressentimento e má-consciência.
  • Necessidade do Eu. Eu para quê? Da necessidade do eu
  • Necessidade do Eu. Eu para quê? Em que aspectos a necessidade de um eu defensivo é uma ficção.

O

  • O eu na teoria freudiana
  • Onipotência narcísica: estádios da apreensão da realidade para Ferenczi.
  • Ordem humana. Freud: a ordem humana ainda é natural.
  • Origens do narcisismo.

P

  • Paranoia. Histeria ou paranoia?
  • Percepção e as representações do eu.
  • Perdão ou desobrigação
  • Prazer. Circuito narcísico do prazer.
  • Pré-história do conceito de narcisismo
  • Processo. Estruturax processo
  • Processo e integração.
  • Prolegômenos
  • Psicanálise (v. Freud)
  • Psicanálise. Freud: a ordem humana ainda é natural
  • Pulsão de morte. Efeitos da pulsão de morte sobre o conceito de narcisismo.

R

  • Recrudescência narcísica. Cosmovisões, golpes no narcisismo da humanidade e recrudescência narcísica
  • Referências
  • Religião e desamparo.
  • Remorso à culpa
  • Representações do Eu. Percepção eas representações do eu.
  • Ressentimento. Narcisismo, ressentimento e má-consciência
  • Ressentimento e vingança.
  • Retorno. Eterno retorno e ambivalência

S

  • Self. Falso self e verdadeiro self.
  • Siglas & abreviaturas.
  • Subjetividade. Memória, subjetividade e culpa: a má-consciência.
  • Subjetividade. Narcisismo e subjetividade
  • Subversão das técnicas: sujeito
  • Sujeito. Subversão dastécnicas: sujeito.
  • Sujeito, livre arbítrio e ambivalência

T

  • Técnica. Subversão dastécnicas: sujeito.
  • Teoria freudiana. O eu na teoria freudiana.
  • Trauma. Ferenczi: traumático é o desmentido
  • Trauma e identificação híbrida:quebra da certeza de si

V

  • Verdade. Narcisismo, determinismo everdade: criação do absoluto.
  • Vingança. Ressentimento e vingança.
INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: