Revista da Associação Psicanalítica de Curitiba - Vol. 19 - O Relato do Ato - Como contar a Clínica?

Organizadora: Wael de Oliveira

Leia na Biblioteca Virtual
de: R$ 34,70 * por
* Desconto não cumulativo com outras promoções, incluindo P.A.P. e Cliente Fiel
FICHA TÉCNICA
Autor(es): Organizadora: Wael de Oliveira
ISBN: 978853622719-1
Acabamento: Brochura
Número de Páginas: 108
Publicado em: 20/11/2009
Área(s): Psicologia - Psicanálise
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

 A clínica da psicanálise é radicalmente singular.
Quando se julga poder ser escrita não é mais aquilo que se quis dizer, aquilo que se pensou do que se pensou ter ouvido. Não se apreende o real, entre muitas outras razões, porque este faz com que o significante escoe permanentemente pelos furos da palavra. A ponto de parecer que o vigário está com a palavra ao se contar a clínica.
 

REVISTAS PUBLICADAS:

Nº 01 – VIOLÊNCIA
Alfredo Jerusalinsky, Leda Fischer Bernardino, Maria Cristina Kupfer, Rodolpho Ruffino, Rosa Marini Mariotto, Rosane Weber Licht, Rute Stein Carvalho, Ricardo Goldenberg.

Nº 02 – FAMÍLIA E MODERNIDADE
Angela do Rio Teixeira, Caterina Koltai, Danièle Epstein, Leda Fischer Bernardino, Marcus do Rio Teixeira, Patrick De Neuter, Contardo Calligaris, Rute Stein Carvalho, Alfredo Jerusalinsky, Maria Cristina Kupfer, Rosane Weber Licht.

Nº 03 – O HOMEM E A TECNOLOGIA
Alfredo Jerusalinsky, Edson André de Sousa, Maria Ida Fontenelle, Martine Lerude, Oscar Cesarotto, Ricardo Goldenberg, Rosa Marini Mariotto, Leda Fischer Bernardino, Rosane Weber Licht, Agostinho Marques Neto, Ivan Corrêa.

Nº 04 – PSICANÁLISE E CLÍNICA DE BEBÊS
Alfredo Jerusalinsky, Claude Boukobza, Cláudia Rohenkohl e Daniella Gonçalves, Daniele Wanderley, Domingos Infante, Leda Fischer Bernardino, Marie-Christine Laznik, Nicole Strickman, Patrick De Neuter, Alexa Chaves, Dayse Amorim e Roseane Lima, Jaqueline Sanson, Marina Fernandes, Henry Frignet.

Nº 05 – ENVELHECIMENTO: UMA PERSPECTIVA PSICANALÍTICA
Alfredo Jerusalinsky, Delia Catullo Goldfarb, Flávia M. de Paula Soares, Leda Fischer Bernardino, Marie-Christine Laznik, Dayse Stoklos Malucelli, Flávia Boni Licht e Adriana de Almeida Prado, Luciana Amaral, Bernadete Hoefel, Rosane Weber Licht.

Nº 06 – PSICANALISAR HOJE
Charles Melman, Enrique Milan, Geselda Baratto, Jean-Jacques Rassial, Leda Fischer Bernardino, Rosa Marini Mariotto, Serge Lesourd, Lucia Marly Verdum de Almeida, Rosane Weber Licht, Denise Pliskieviski Bueno e Juratirz Salete Ribas, Leandro Alves Rodrigues dos Santos.

Nº 07 – O AMOR NOS TEMPOS DA ANÁLISE
Alfredo Jerusalinsky, Andrea Silvana Rossi, Angela Baptista do Rio Teixeira, Eliane Michelini Marraccini, Isidoro Vegh, Jean-Jacques Rassial, Maria Cecilia Garcez, Marie-Christine Laznik, Sándor Ferenczi, Marcus do Rio Teixeira, Wael de Oliveira, Geselda Baratto e Rosane L. V. de Macedo, Leda Mariza Fischer Bernardino, Rosa Maria Marini Mariotto.

Nº 08 – O PSICANALISTA E O ATO
Alfredo Jerusalinsky, Dayse Stoklos Malucelli, Leda Mariza Fischer Bernardino, Maria Aparecida de Luna Pedrosa, Maria Carolina Serafim, Tânia Mara Galeazzi Stoppa e Maria Cristina Kupfer.

Nº 09 – O TOQUE ESCURO DO OBJETO
Clara Cruglak, Dayse Stoklos Malucelli, Eduardo Ribeiro da Fonseca, Frédéric Pellion, Karina Codeço Barone, Wael de Oliveira, Rosa Maria Marini Mariotto, Geselda Baratto e Michele Kamers.

Nº 10 – LENDO E DANDO A LER A PSICOSSOMÁTICA
Andrea de Castro Rôa d’Haese, Bernard Moullé, Márcia Yuri Funabashi, Maria Lúcia Maranhão Bezerra, Wael de Oliveira, Alfredo Jerusalinsky, Marie Christine Laznik, Angela Vorcaro, Julio Cesar Viecelli e Leda Mariza Fischer Bernardino.

Nº 11 – INSCREVER, INTERPRETAR E ESCREVER (ERRADO!!!!)
Cristina Helena Guimarães Sartori, Ilana Katz Zagoury Fragelli, Mauro Mendes Dias, Rosa Maria Marini Mariotto e Rosana Benine, Bernardo Gandulla, Wael de Oliveira, Leandro Alves Rodrigues dos Santos, Maribél de Salles de Melo e Thayane Carolina de Almeida.

Nº 12 – ESCRITOS SOBRE A PSICOSE
Alfredo Jerusalinsky, Angela Vorcaro e Viviane Veras, Camila Zoschke, Dayse Stoklos Malucelli, Eduardo Ribeiro da Fonseca, Mauro Mendes Dias, Marcus do Rio Teixeira, Mayla Di Martino, Sonia Motta e Melania Salete Medeiros.

Nº 13 – PSICANÁLISE E ARTE
Edson de Sousa, Elisabeth Bittencourt, Nelson da Silva Jr., Sérgio Telles, Tânia Rivera, Rosângela Nascimento, Mauro Mendes Dias, Wael de Oliveira, Ângela Vorcaro e Viviane Veras e Andréa D`Haese.

Nº 14 – A FEMINILIDADE NAS DIMENSÕES REAL, SIMBÓLICA E IMAGINÁRIA
Consuelo Muniz Escudero e Leda Mariza Fischer Bernardino, Denise Maurano, Maria Rita Keh, Marie Christine Laznik, Ricardo Goldenberg, Vera Tubino, Denise Stoklos, Leticia Paes de Barros e Leda Mariza Fischer Bernardino, Wael de Oliveira, Rosa Maria Marini Mariotto e Marcelo Oliveira.

Nº 15 – O DESEJO E SUA INTERPRETAÇÃO
Benjamin Domb, Dayse Stoklos Malucelli, Jean Jacques Rassial, Leda Mariza Fischer Bernardino, Patrícia dos Santos Lage, Ricardo Goldenberg, Valéria Ghisi, Eduardo Ribeiro da Fonseca, Wael de Oliveira, Rosa Maria Marini Mariotto.

Nº 16 – O DESEJO: EDIÇÃO COMEMORATIVA DOS 10 ANOS DA APC
Leda Mariza Fischer Bernardino, Lucia Marly Verdum de Almeida, Maria Aparecida Luna Pedrosa, Tânia Maria Galeazzi Stoppa, Wael de Oliveira, Wagner Rengel, Mauro Mendes Dias, Sandra Tellier Motti, Diana Lichtenstein Corso e Mário Corso.

Nº 17  – ADOLESCÊNCIA
Adriana Kosdra Rotta, Ana Costa, Jean-Jacques Tyszler, Laís Vilela Paquer e Leda Mariza Fischer Bernardino, Maria Augusta de Mendonça Guimarães e Suely do Rocio Kosiak Poitevin, Wael de Oliveira. Márcia Regina Motta, Marina Siqueira Campos e Renata de Siqueira Vieira, Adriana Tobis Fraga Thomasi e Rosa Maria Marini Mariotto.

Nº 18  – A DROGA DEVIDA
Angela Vorcaro, Edson de Sousa, Ivan Corrêa, Jean-Jacques Rassial, Maria Cristina Kupfer, Marcus do Rio Teixeira, Oscar Angel Cesarotto, Ricardo Goldenberg, Leda Mariza Fischer Bernardino, Marcelo Oliveira, Maria Augusta de Mendonça Guimarães e Rosane Weber Licht.
 

SUMÁRIO

Editorial

Espaço da Letra

Escrever a clínica: da novela familiar ao nó ou do romance até a escrita / Writing clinic: from familiar novel to knot or from romance to writing. Dominique Touchon Fingermann

Escutar ao pé da letra significa renunciar à lógica da compreensão? / Listening litteraly means to renounce the comprehension’s logic?. Elisabeth Bittencourt

Do relato de caso ao ensino pelo real / From case's narration to teaching by real. Mauro Mendes Dias

Espaço de Interlocução

Há algo de podre no reino da Dinamarca. Parte II / There is something rotten in the Kingdom of Denmark - Part II. Alfredo Jerusalinsky

Tantas maiúsculas / So much capital letters. Ricardo Goldenberg

Canina / Doglike Solução / Solution. Wael de Oliveira

Espaço Amarelinhas

Psicanálise e literatura, o objeto e o estilo em Flaubert e Joyce / Psychoanalysis and literature, the object and the style in Flaubert and Joyce. Sérgio Scotti

Espaço de Indicações

O Coletivo - Jean Oury. Dayse Stoklos Malucelli

ÍNDICE ALFABÉTICO

A

  • Alfredo Jerusalinsky. Há algo de podre no reino da Dinamarca. Parte II
  • Amarelinhas. Espaço Amarelinhas

C

  • Canina. Waelde Oliveira
  • Caso. Do relato de caso ao ensino pelo real. Mauro Mendes Dias.
  • Clínica. Escrever a clínica: da novela familiar ao nó ou do romance até a escrita. Dominique Touchon Fingermann.
  • Coletivo. O Coletivo - JeanOury. Dayse Stoklos Malucelli.
  • Compreensão. Escutar ao pé da letra significa renunciar à lógica da compreensão? Elisabeth Bittencourt.

D

  • Dayse Stoklos Malucelli.O Coletivo - Jean Oury
  • Dinamarca. Há algo de podre no reino da Dinamarca. Parte II. Alfredo Jerusalinsky.
  • Do relato de caso ao ensino pelo real. Mauro Mendes Dias
  • Dominique Touchon Fingermann. Escrever a clínica: da novela familiar ao nó ou do romance até a escrita

E

  • Editorial
  • Elisabeth Bittencourt. Escutar ao pé da letra significa renunciar à lógica da compreensão?
  • Ensino. Do relato de caso ao ensino pelo real. Mauro Mendes Dias
  • Escrever a clínica: da novela familiar ao nó ou do romance até a escrita. Dominique Touchon Fingermann
  • Escrita. Escrever a clínica: da novela familiar ao nó ou do romance até a escrita. Dominique Touchon Fingermann.
  • Escutar ao pé da letra significa renunciar à lógica da compreensão? Elisabeth Bittencourt
  • Espaço Amarelinhas
  • Espaço da Letra
  • Espaço de Indicações.
  • Espaço de Interlocução
  • Estilo. Psicanálise e literatura, o objeto e o estilo em Flaubert e Joyce. Sérgio Scotti
  • Extensão. Tantas maiúsculas. Ricardo Goldenberg

F

  • Família. Há algo de podre no reino da Dinamarca. Parte II. Alfredo Jerusalinsky
  • Flaubert. Psicanálise e literatura, o objeto e o estilo em Flaubert e Joyce. Sérgio Scotti

H

  • Há algo de podre no reino da Dinamarca. Parte II. Alfredo Jerusalinsky.
  • História. Há algo de podre no reino da Dinamarca. Parte II. Alfredo Jerusalinsky

I

  • Indicações. Espaço de Indicações.
  • Intensão. Tantas maiúsculas. Ricardo Goldenberg
  • Interlocução. Espaço de Interlocução

J

  • Jean Oury. O Coletivo - JeanOury. Dayse Stoklos Malucelli.
  • Joyce. Psicanálise e literatura, o objeto e o estilo em Flaubert e Joyce. Sérgio Scotti
  • Juventude. Há algo de podre no reino da Dinamarca. Parte II. Alfredo Jerusalinsky.

L

  • Leitura. Tantas maiúsculas. Ricardo Goldenberg
  • Letra. Escutar ao pé da letra significa renunciar à lógica da compreensão? Elisabeth Bittencourt.
  • Letra. Espaço da Letra
  • Letra. Tantas maiúsculas. Ricardo Goldenberg.
  • Linguagem. Escrever a clínica: da novela familiar ao nó ou do romance até a escrita. Dominique Touchon Fingermann.
  • Literatura. Psicanálise e literatura, o objeto e o estilo em Flaubert e Joyce. Sérgio Scotti.

M

  • Mauro Mendes Dias. Do relatode caso ao ensino pelo real

N

  • Novela familiar. Escrever a clínica:da novela familiar ao nó ou do romance até a escrita. Dominique Touchon Fingermann

O

  • O Coletivo - Jean Oury.Dayse Stoklos Malucelli
  • Objeto. Psicanálise e literatura, o objeto e o estilo em Flaubert e Joyce. Sérgio Scotti.

P

  • Poesia. Canina. Wael de Oliveira.
  • Poesia. Solução. Wael de Oliveira
  • Psicanálise e literatura, o objeto e o estilo em Flaubert e Joyce. Sérgio Scotti

R

  • Real. Do relato de caso ao ensino pelo real. Mauro Mendes Dias
  • Relato. Do relato de caso ao ensino pelo real. Mauro Mendes Dias
  • Relato. Há algo de podre no reinoda Dinamarca. Parte II. Alfredo Jerusalinsky
  • Romance. Escrever a clínica: da novela familiar ao nó ou do romance até a escrita. Dominique Touchon Fingermann.
  • Rosane Weber Licht. Tradução. Tantas maiúsculas. Ricardo Goldenberg.

S

  • Sérgio Scotti. Psicanálise e literatura, o objeto e o estilo em Flaubert e Joyce.
  • Significação. Escutar ao pé da letra significa renunciar à lógica da compreensão? Elisabeth Bittencourt.
  • Solução. Wael de Oliveira

T

  • Tantas maiúsculas. Ricardo Goldenberg.
  • Tradução. Tantas maiúsculas. Ricardo Goldenberg.

V

  • Vida moderna. Há algo de podre no reino da Dinamarca. Parte II. Alfredo Jerusalinsky

W

  • Wael de Oliveira. Canina.
  • Wael de Oliveira. Solução
  • Wael de Oliveira. Tradução. Tantas maiúsculas. Ricardo Goldenberg
INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: