Empresário Individual de Responsabilidade Limitada - Limites e Possibilidades como Fomento à Microempresa

Saulo Bichara Mendonça

Leia na Biblioteca Virtual
Preço:
Parcele em até 6x sem juros no cartão. Parcela mínima de R$ 20,00
FICHA TÉCNICA
Autor(es): Saulo Bichara Mendonça
ISBN: 978853624771-7
Acabamento: Brochura
Número de Páginas: 226
Publicado em: 14/08/2014
Área(s): Direito Comercial e Empresarial
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

Esta obra se propõe a estudar a empresa individual de responsabilidade limitada - EIRELI sobre a perspectiva da eficiência e dos princípios jurídicos que determinam e fomentam o tratamento jurídico favorecido e diferenciado que deve ser destinado à microempresa e empresa de pequeno porte.

O tema tratado sob a ótica do princípio da eficiência contribui para o desenvolvimento da interpretação legislativa regulatória da atividade empresarial sob o viés do Direito Econômico, partindo de premissas que contribuem com estudiosos e profissionais  que atuam nas Ciências Sociais Aplicadas, focados na defesa dos interesses de microempresários, empresários de pequeno porte e dos que, direta ou indiretamente, colaboram ou se beneficiam dos resultados apresentados por esta forma de desenvolvimento de atividade econômica empresarial.

O estudo desenvolvido nesta obra não apenas contribui para a extensão dos estudos dos bacharéis em Direito, Administração e Ciências Contábeis como também contribui para as pesquisas de estudiosos do assunto em nível superior.

AUTOR(ES)

Saulo Bichara Mendonça

Doutor e mestre em Direito, especialista em Direito do Trabalho e em Direito Público e Relações Privadas. Professor adjunto da Universidade Federal Fluminense, vinculado ao Departamento de Direito do Instituto de Ciências da Sociedade - Macaé, onde coordena um  grupo de pesquisa em Direito Empresarial e exerce a docência nos cursos de Direito, Administração, Administração Pública e Ciências Contábeis, bem como nos cursos de pós-graduação em Administração Pública.

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO

Capítulo I - DA EMPRESA AO EMPRESÁRIO

1.1 Teoria dos Atos de Comércio e Teoria da Empresa

1.2 A Empresa

1.3 O Empresário

Capítulo II - EMPRESÁRIO INDIVIDUAL E EIRELI

2.1 Continuidades e Descontinuidades entre o Projeto e a Regulação Empresarial Preexistente

2.2 Proposta da Eireli Contrariando Definição de Quem Não é Empresário

2.3 Eireli para Microempresários e Empresários de Pequeno Porte

2.4 Da Vinculação do Capital Social ao Salário-mínimo

Capítulo III - EIRELI: POSSIBILIDADES

3.1 Empresa Individual ou Empresário Individual?

3.2 Blindagem Patrimonial

3.3 Da Exigência do Capital Social Integralizado em Valor Determinado

3.4 Constituição Indiscriminada da Eireli por Pessoas Físicas e/ou Pessoas Jurídicas

Capítulo IV - DESREGULAMENTAÇÃO E EFICIÊNCIA

4.1 Eireli como Expectativa de Dinamismo Empresarial

4.2 Sociedade Fictícia

4.3 Instrumento para Redução da Burocracia: Ampliação de Empresas Formalmente Constituídas

4.4 Eireli: Instituto Não Inédito

4.5 Discussões Pós-sanção da Lei 12.441/11

4.5.1 Artigo 980-A do Código Civil brasileiro

Capítulo V - EIRELI SOB A PERSPECTIVA DA UNIPESSOALIDADE SOCIETÁRIA ORIGINÁRIA

5.1 Unipessoalidade Incidental

5.2 Empresa Individual e Unipessoalidade Originária

5.3 Distinção entre Unipessoalidade e Empresário Individual

5.3.1 Pressuposto da unipessoalidade

5.3.2 Empresário individual

Capítulo VI - RECEPTIVIDADE DAS INFLUÊNCIAS EXÓGENAS: ESTATÍSTICAS E PERSPECTIVAS JURISPRUDENCIAIS

6.1 Tendências da Eireli pelo Prisma das Estatísticas

6.2 Tendências Sul-Americanas

6.2.1 Empresa individual de responsabilidade limitada peruana

6.2.2 Empresa individual de responsabilidade limitada chilena

6.3 Tendência Decorrente do Projeto de Novo Código Comercial

6.4 Tendência dos Tribunais

CONCLUSÃO

REFERÊNCIAS

ÍNDICE ALFABÉTICO

A

  • Atos de comércio . Teoria dos atos de comércio e teoria da empresa

B

  • Blindagem patrimonial
  • Burocracia . Instrumento para redução da burocracia: ampliação de empresas formalmente constituídas

C

  • Capital integralizado . Exigência do capital social integralizado em valor de - terminado
  • Capital social . Vinculação do capital social ao salário - mínimo
  • Chile . Empresa individual de responsabilidade limitada chilena
  • Código Civil . Artigo 980 - A doCódigo Civil brasileiro
  • Conclusão
  • Constituição indiscriminada da Eireli por pessoas físicas e/ou pessoas jurídicas
  • Continuidades e descontinuidades entre o projeto e a regulação empresarial preexistente

D

  • Descontinuidades . Continuidades e descontinuidades entre o projeto e a regu - lação empresarial preexistente
  • Desregulamentaçãoe eficiência
  • Dinamismo empresarial . Eireli como expectativa de dinamismo empresarial
  • Discussões pós - sançãoda Lei 12 . 441/11
  • Distinção entre unipessoalidadee empresário individual

E

  • Eficiência . Desregulamentação e eficiência
  • Eireli sob a perspectiva da unipessoalidade societária originária
  • Eireli como expectativa dedinamismo empresarial
  • Eireli para microempresários e empresários de pequeno porte
  • Eireli . Constituição indiscriminada da Eireli por pessoas físicas e/ou pessoas jurídicas
  • Eireli . Empresário individual e Eireli
  • Eireli . Proposta da Eireli contrariando definição de quem não é empresário
  • Eireli . Tendências da Eireli pelo prisma das estatísticas
  • Eireli . TendênciasSul - Americanas
  • Eireli: institutonão inédito
  • Eireli: possibilidades
  • Empresa ao empresário
  • Empresa individual de responsabilidade limitada chilena
  • Empresa individual de responsabilidade limitada peruana
  • Empresa individual e unipessoalidade originária
  • Empresa individual ou empresário individual?
  • Empresa
  • Empresa . Instrumento para redução da burocracia: ampliação de empresas formalmente constituídas
  • Empresário individual e Eireli
  • Empresário individual
  • Empresário individual . Distinção entre unipessoalidade e empresário indivi - dual
  • Empresário
  • Empresário . Empresa ao empresário
  • Empresário . Empresa individualou empresário individual?
  • Empresário . Proposta da Eireli contrariando definição de quem não é empre - sário
  • Estatística . Tendências da Eirelipelo prisma das estatísticas
  • Exigência do capital social integralizado em valor determinado

I

  • Influências exógenas . Receptividade das influências exógenas: estatísticas e perspectivas jurisprudenciais
  • Instrumento para redução da burocracia: ampliação de empresas formalmente constituídas
  • Introdução

L

  • Lei 12 . 441/11 . Discussões pós - sanção da Lei 12 . 441/11

M

  • Microempresa . Eireli para microempresários e empresários de pequeno porte
  • Microempresário . Eireli para microempresários e empresários de pequeno porte

P

  • Patrimônio . Blindagem patrimonial
  • Peru . Empresa individual de responsabilidade limitada peruana
  • Pessoa física . Constituição indiscriminada da Eireli por pessoas físicas e/ou pessoas jurídicas
  • Pessoa jurídica . Constituição indiscriminada da Eireli por pessoas físicas e/ou pessoas jurídicas
  • Projeto de Novo Código Comercial . Tendência decorrente do Projeto de Novo Código Comercial
  • Projeto empresarial . Continuidades e descontinuidades entre o projeto e a re - gulação empresarial preexistente
  • Proposta da Eireli contrariando definição de quem não é empresário

R

  • Receptividade das influências exógenas: estatísticas e perspectivas jurispru - denciais
  • Referências
  • Regulação empresarial Continuidades e descontinuidades entre o projeto e a regulação empresarial preexistente

S

  • Salário mínimo . Vinculação do capital social ao salário - mínimo
  • Sociedade fictícia

T

  • Tendência decorrente do Projetode Novo Código Comercial
  • Tendência dosTribunais
  • Tendências da Eireli peloprisma das estatísticas
  • Teoria da empresa . Teoria dos atos de comércio e teoria da empresa
  • Teoria dos atos de comércio e teoria da empresa

U

  • Unipessoalidade Incidental
  • Unipessoalidade societária . Eireli sob a perspectiva da unipessoalidade socie - tária originária
  • Unipessoalidade . Distinção entre unipessoalidade e empresário individual
  • Unipessoalidade . Empresa individual e unipessoalidade originária
  • Unipessoalidade . Pressuposto da unipessoalidade

V

  • Valor determinado . Exigência do capital social integralizado em valor deter - minado
  • Vinculação do capital social ao salário - mínimo
INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: