Gestão Integrada para Excelência - Modelo de Gestão Efetiva - Teoria e Prática

Pedro Sabino de Farias Neto

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 20,00

Versão impressa

de R$ 109,90*

Versão digital

Disponível para:AndroidiOSWindows Phone
de R$ 77,70*

* Desconto não cumulativo com outras promoções, incluindo P.A.P. e Cliente Fiel

Ficha técnica

Autor(es): Pedro Sabino de Farias Neto

ISBN v. impressa: 978853625992-5

ISBN v. digital: 978853626034-1

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 328

Publicado em: 20/07/2016

Área(s): Administração; Contabilidade Geral Aplicada; Contabilidade - Controladoria; Economia

Versão Digital (e-Book)

Para leitura em aplicativo exclusivo da Juruá Editora para Smartphones e Tablets rodando iOS, Android ou Windows Phone;

Disponível para as plataformas:

  • Android Android Android 4 ou posterior
  • iOSiOS iOS 7 ou posterior
  • Windows Phone Windows Phone Windows Phone 8 ou posterior

Não compatível para leitura em computadores;
Não permite a impressão do conteúdo.

Compra apenas via site da Juruá Editora.

Sinopse

A obra enuncia o Modelo de Gestão Integrada para Excelência (GINTEX) que consiste em instrumental claro, objetivo e completo para a realização da gestão efetiva e integrada em quaisquer organizações empresariais (do setor privado), estatais (do setor público) e sociais (do terceiro setor).

A gestão efetiva significa a gestão orientada para a efetividade operacional resultante da integração ajustada entre a eficácia operacional e a eficiência operacional. A gestão integrada significa a gestão constituída por planejamento, execução e controle integrados para a avaliação contínua de desempenho pela contraposição sistemática entre fatos prognosticados e fatos realizados oportunamente registrados.

A orientação para a excelência está alicerçada no fidedigno paradigma de competência integrada por fundamentação e mobilização para excelência. A fundamentação está associada ao conhecimento expresso em teorias (conceitos e princípios), dados e informações sobre os fatos. A mobilização está associada a atitudes e comportamentos de motivação, intuição, experiência, criatividade inovadora, talento e ética, notadamente, diligenciados e instituídos para a intervenção apropriada nos fatos.

O Modelo GINTEX está consubstanciado para estabelecer a orientação para excelência sob forma sistêmica, integrada e sustentada. A sua aplicação ocasiona, portanto, a fundamentação e a mobilização dos gestores para a elevação marcante de resultados evidenciados e consolidados em função da ampliação dos níveis de efetividade operacional (eficácia operacional e eficiência operacional), promovendo, assim, o desempenho evolutivo para excelência em negócios e organizações.

O livro está esmerado de modo a propiciar guia proveitoso para o uso prático no contexto profissional, bem como referencial consistente e elucidativo para o uso teórico no contexto acadêmico. Em razão de sua singularidade, originalidade e ineditismo, a obra possui diferencial notável com vista à obtenção de repercussão ampla e permanente junto ao público acadêmico e ao público profissional, preenchendo lacuna na literatura científica e na prática evolutiva de gestão profícua das organizações em geral.

A obra constitui texto referencial para diversas disciplinas tais como Controladoria Organizacional, Modelo de Gestão, Gestão Estratégica, Administração Financeira, Finanças Corporativas, Contabilidade Gerencial, Contabilidade de Custos, Sistema de Informação Gerencial, Planejamento e Controle Empresarial, Economia de Empresas e Gestão de Qualidade e Produtividade, dos cursos de graduação e pós-graduação em Administração, Controladoria, Ciências Contábeis, Economia e Engenharia de Produção. O livro é destinado igualmente para a utilização por profissionais que atuam em organizações empresariais (do setor privado), estatais (do setor público) e sociais (do terceiro setor).

Autor(es)

PEDRO SABINO DE FARIAS NETO    
Pós-Doutor em Políticas e Estratégias, Doutor em Engenharia de Produção, Mestre em Administração, Engenheiro Civil e Economista, tendo auferido todos esses títulos pela Universidade de São Paulo – USP. Professor Titular da Universidade Federal da Paraíba – UFPB, onde coordena o Grupo de Pesquisa em Desenvolvimento Institucional, além de Palestrante e Consultor em Gestão de Negócios e Organizações Empresariais (do Setor Privado), Estatais (do Setor Público) e Sociais (do Terceiro Setor). Em sua ampla experiência profissional, foi dirigente em organizações tais como a Camargo Correa, a Norberto Odebrecht, a Promon, o Instituto de Administração da Universidade de São Paulo, a Philip Crosby, a Coopers & Lybrand e o CIEX-Centro de Integração para Excelência. Além do exercício de docência e pesquisa acadêmicas efetivadas em instituições tais como UFPB, USP, Mackenzie, FAAP, ESPM, FECAP e Anhembi-Morumbi, as realizações do autor abrangem a apresentação de cursos, workshops, seminários e palestras, bem como a publicação de inúmeros artigos e os livros: (1) Gestão Integrada para Excelência: modelo de gestão efetiva; (2) Mercado Financeiro: enfoque na política econômica; (3) Ciência Política: enfoque integral avançado; (4) Gestão Efetiva e Integrada de Políticas Públicas: fundamentos e perspectivas para o desenvolvimento sustentável; e (5) Gestão Efetiva e Privatização: uma perspectiva brasileira.

Sumário

1 INTRODUÇÃO

1.1 Escopo Geral da Obra

1.2 Estrutura Geral da Obra

2 ENFOQUES INSTRUMENTAIS DE GESTÃO VIGENTES

2.1 Sistema-Padrão para Gestão

2.2 Modelo de Integração de Decisões Sobre Sistemas de Operações

2.3 Planejamento e Controle de Resultados

2.4 Planejamento e Medição para o Desempenho em Organização

2.5 Gestão Baseada em Custeio por Atividades

2.6 Modelo de Gestão Sob Integração Sistêmica e Conceitual

2.7 Sistema de Gestão Econômica

2.8 Teoria das Restrições

2.9 Balanced Scorecard

3 ADEQUAÇÃO E APLICABILIDADE PRÁTICA DE ENFOQUES INSTRUMENTAIS DE GESTÃO VIGENTES

3.1 Indicadores Efetivos para Mensuração de Resultados e Valores

3.2 Adequação da Contabilidade Gerencial Vigente como Instrumental de Gestão

3.3 Instrumental de Gestão para Relação Profícua entre Principal e Agente

3.4 Configuração Completa, Integrada e Consensual para Instrumental de Gestão

4 MODELO DE GESTÃO INTEGRADA PARA EXCELÊNCIA

4.1 Objetivos Primordiais do Modelo de Gestão Integrada para Excelência

4.2 Conceitos e Princípios Fundamentais do Modelo de Gestão Integrada para Excelência

4.2.1 Desenvolvimento pessoal sob gestão participativa no Modelo GINTEX

4.2.2 Significação e estruturação básicas do Modelo GINTEX

4.2.3 Significado da gestão integrada no Modelo GINTEX

4.2.4 Significado da gestão efetiva no Modelo GINTEX

4.2.5 Gestão da eficácia operacional no Modelo GINTEX

4.2.5.1 Enfoque em nível de clientes externos

4.2.5.2 Enfoque em nível de fornecedores externos

4.2.5.3 Enfoque em nível de clientes e fornecedores internos

4.2.5.4 Dimensões da eficácia operacional

4.2.6 Gestão da eficiência operacional no Modelo GINTEX

4.2.7 Desempenho por eficácia operacional e eficiência operacional no Modelo GINTEX

4.2.8 Custo proporcionado por componente físico-tecnológico e componente monetário-comercial no Modelo GINTEX

4.2.9 Valor econômico, valor financeiro e valor contábil

4.2.10 Gestão do desempenho evolutivo em função de desempenho operacional e desempenho patrimonial

4.2.11 Gestão efetiva e integrada para desempenho evolutivo sob enfoques de gestão econômica, gestão financeira e gestão contábil

4.3 Competitividade Contextual ao Modelo de Gestão Integrada para Excelência

4.3.1 Competitividade sistêmica

4.3.2 Competitividade setorial

4.3.3 Competitividade empresarial

4.3.3.1 Competência gerencial

4.3.3.2 Competência tecnológica

4.3.3.3 Configuração empresarial

4.4 Condicionantes para Estruturação e Operacionalização do Modelo de Gestão Integrada para Excelência

4.5 Definição de Unidades de Gestão (UGs) e de Recursos Econômicos no Contexto do Modelo de Gestão Integrada para Excelência

4.5.1 Conceito e princípio de Unidade de Gestão (UG)

4.5.2 Áreas de Negócio (ANs) e Unidades de Negócio (UNs)

4.5.3 Unidades de Gestão Operacional (UGOs)

4.5.3.1 Unidades de Gestão Operacional de Resultado (UGORs)

4.5.3.2 Unidades de Gestão Operacional de Produto para Distribuição Interna (UGOPDI) por Transferência e por Padrão

4.5.4 Unidades de Gestão Patrimonial de Investimento (UGPIs)

4.5.5 Unidades de Gestão para Gerenciamento Corporativo (UGGCs)

4.5.6 Conceito e princípio de recursos econômicos

4.5.6.1 Recursos referentes a pessoal

4.5.6.2 Recursos referentes a material

4.5.6.3 Recursos referentes a produto de terceiro contratado

4.5.6.4 Recursos referentes a produto de terceiro diverso

4.5.6.5 Recursos referentes a produto interno

4.5.6.6 Recursos referentes a produto de capital fixo

4.6 Justificativa do Modelo de Gestão Integrada para Excelência

4.7 Tecnologia de Informação Contextual ao Modelo de Gestão Integrada para Excelência

4.7.1 Concepção e aplicação de tecnologia de informação contextual ao Modelo de Gestão Integrada para Excelência

4.7.2 Configuração de sistemas físicos e sistemas conceituais

4.7.3 Configuração de organização e negócio como sistema

4.7.4 Cadeia virtual de valores integrada com cadeia física de valores pelas Unidades de Gestão (UGs)

4.7.5 Configuração sistêmica de fluxos e estoques de objetos em ambiente organizacional

5 IMPLEMENTAÇÃO E CONSOLIDAÇÃO DO MODELO DE GESTÃO INTEGRADA PARA EXCELÊNCIA

5.1 Escopos Fundamentais para Implementação e Consolidação do Modelo de Gestão Integrada para Excelência

5.2 Desenvolvimento do Módulo Quantitativo de Fundamentação do Modelo de Gestão Integrada para Excelência

5.2.1 Elaboração de orçamento operacional, orçamento de investimentos e orçamento de gerenciamento corporativo

5.2.2 Determinação dos valores (preços) atribuídos aos produtos internos

5.2.3 Elaboração de manual de referência (para usuário) e manual de operação (para processamento) dos sistemas de informática desenvolvidos

5.2.4 Estruturação da participação e da aprendizagem do pessoal no contexto do conhecimento configurado

5.2.5 Integração do Módulo Quantitativo de Fundamentação ao Módulo Qualitativo de Mobilização

5.3 Desenvolvimento do Módulo Qualitativo de Mobilização do Modelo de Gestão Integrada para a Excelência

5.3.1 Significado dos Programas de Gestão Efetiva (PGEs) por Áreas de Responsabilidade (ARs)

5.3.2 Roteiro básico para elaboração dos Programas de Gestão Efetiva (PGEs) por Áreas de Responsabilidade (ARs)

5.3.2.1 Apresentação do PGE e da AR

5.3.2.2 Propósitos da AR

5.3.2.3 Diretrizes da AR

5.3.2.4 Resultados, metas, prazos e riscos da AR

5.3.2.5 Estrutura organizacional da AR

5.3.2.6 Expedientes de articulação da AR

5.3.2.7 Orçamento operacional e orçamento de investimentos da AR

5.3.2.8 Fatores e expedientes para avaliação de desempenho da AR

5.2.3.9 Fatores críticos de sucesso e de fracasso da AR

5.4 Configuração do Conhecimento Incorporado no Modelo de Gestão Integrada para Excelência

5.4.1 Constituição do banco de dados

5.4.2 Integração sob paridade de forma, conteúdo e responsabilidade entre fatos prognosticados e fatos realizados

5.4.3 Apuração de requisitos ótimos para dados e informações

5.4.4 Definição de atributos básicos dos relatórios exemplares

5.4.5 Formatação dos relatórios exemplares

5.4.5.1 Relatórios para planejamento de fatos prognosticados

5.4.5.2 Relatórios para controle de fatos realizados

5.4.5.3 Legenda explicativa do conteúdo dos relatórios exemplares

5.5 Integração e Consolidação Metódicas do Conhecimento Incorporado no Modelo de Gestão Integrada para Excelência

6 CONSIDERAÇÕES FINAIS

7 BIBLIOGRAFIA

Índice alfabético

A

  • Adequação e aplicabilidade prática de enfoques instrumentais de gestão vigentes
  • Aprendizagem. Estruturação da participação e da aprendizagem do pessoal no contexto do conhecimento configurado
  • Apresentação do PGE e da AR
  • AR. Apresentação do PGE e da AR
  • AR. Diretrizes da AR
  • AR. Estrutura organizacional da AR
  • AR. Expedientes de articulação da AR
  • AR. Fatores críticos de sucesso e de fracasso da AR
  • AR. Fatores e expedientes para avaliação de desempenho da AR
  • AR. Orçamento operacional e orçamento de investimentos da AR
  • AR. Propósitos da AR
  • AR. Resultados, metas, prazos e riscos da AR
  • Áreas de Negócio (ANs) e Unidades de Negócio (UNs)

B

  • Balanced Scorecard
  • Bibliografia

C

  • Competência gerencial
  • Competência tecnológica
  • Competitividade contextual ao modelo de gestão integrada para excelência
  • Competitividade empresarial
  • Competitividade setorial
  • Competitividade sistêmica
  • Conceito e Princípio de Unidade de Gestão (UG)
  • Configuração completa, integrada e consensual para instrumental de gestão
  • Configuração empresarial
  • Conhecimento incorporado. Apuração de requisitos ótimos para dados e informações
  • Conhecimento incorporado. Configuração do conhecimento incorporado no modelo de gestão integrada para excelência
  • Conhecimento incorporado. Constituição do banco de dados
  • Conhecimento incorporado. Definição de atributos básicos dos relatórios exemplares
  • Conhecimento incorporado. Formatação dos relatórios exemplares
  • Conhecimento incorporado. Integração sob paridade de forma, conteúdo e responsabilidade entre fatos prognosticados e fatos realizados
  • Conhecimento incorporado. Legenda explicativa do conteúdo dos relatórios exemplares
  • Conhecimento incorporado. Relatórios para controle de fatos realizados
  • Conhecimento incorporado. Relatórios para planejamento de fatos prognosticados
  • Considerações finais
  • Contabilidade gerencial. Adequação da contabilidade gerencial vigente como instrumental de gestão

D

  • Desempenho evolutivo. Gestão efetiva e integrada para desempenho evolutivo sob enfoques de gestão econômica, gestão financeira e gestão contábil
  • Desempenho patrimomial. Gestão do desempenho evolutivo em função de desempenho operacional e desempenho patrimonial
  • Desenvolvimento do módulo qualitativo de mobilização do modelo de gestão integrada para a excelência

E

  • Elaboração de orçamento operacional, orçamento de investimentos e orçamento de gerenciamento corporativo
  • Enfoques instrumentais de gestão vigentes

F

  • Figura. Lista de figuras

G

  • Gerenciamento corporativo. Elaboração de orçamento operacional, orçamento de investimentos e orçamento de gerenciamento corporativo
  • Gestão baseada em custeio por atividades
  • Gestão do desempenho evolutivo em função de desempenho operacional e desempenho patrimonial
  • Gestão efetiva e integrada para desempenho evolutivo sob enfoques de gestão econômica, gestão financeira e gestão contábil
  • Gestão efetiva. Significado dos Programas de Gestão Efetiva (PGEs) por Áreas de Responsabilidade (ARs)
  • Gestão integrada para excelência. Desenvolvimento do módulo quantitativo de fundamentação do modelo de gestão integrada para excelência
  • Gestão integrada para excelência. Escopos fundamentais para implementação e consolidação do modelo de gestão integrada para excelência
  • Gestão integrada para excelência. Cadeia virtual de valores integrada com cadeia física de valores pelas Unidades de Gestão (UGs)
  • Gestão integrada para excelência. Competitividade contextual ao modelo de gestão integrada para excelência
  • Gestão integrada para excelência. Conceitos e princípios fundamentais do modelo de gestão integrada para excelência
  • Gestão integrada para excelência. Concepção e aplicação de tecnologia de informação contextual ao modelo de gestão integrada para excelência
  • Gestão integrada para excelência. Condicionantes para estruturação e operacionalização do modelo de gestão integrada para excelência
  • Gestão integrada para excelência. Configuração de organização e negócio como sistema
  • Gestão integrada para excelência. Configuração de sistemas físicos e sistemas conceituais
  • Gestão integrada para excelência. Configuração sistêmica de fluxos e estoques de objetos em ambiente organizacional
  • Gestão integrada para excelência. Definição de Unidades de Gestão (UGs) e de recursos econômicos no contexto do modelo de gestão integrada para excelência
  • Gestão integrada para excelência. Justificativa do modelo de gestão integrada para excelência
  • Gestão integrada para excelência. Modelo de gestão integrada para excelência
  • Gestão integrada para excelência. Objetivos primordiais do modelo de gestão integrada para excelência
  • Gestão integrada para excelência. Tecnologia de informação contextual ao modelo de gestão integrada para excelência
  • Gestão participativa. Desenvolvimento pessoal sob gestão participativa no Modelo GINTEX
  • Gestão. Adequação e aplicabilidade prática de enfoques instrumentais de gestão vigentes
  • Gestão. Configuração completa, integrada e consensual para instrumental de gestão
  • Gestão. Enfoques instrumentais de gestão vigentes
  • Gestão. Implementação e consolidação do modelo de gestão integrada para excelência
  • Gestão. Indicadores efetivos para mensuração de resultados e valores
  • Gestão. Instrumental de gestão para relação profícua entre principal e agente
  • Gestão. Modelo de gestão sob integração sistêmica e conceitual
  • Gestão. Modelo de integração de decisões sobre sistemas de operações
  • Gestão. Planejamento e controle de resultados
  • Gestão. Planejamento e medição para o desempenho em organização
  • Gestão. Sistema de gestão econômica
  • Gestão. Sistema-padrão para gestão
  • Gestão. Teoria das restrições

I

  • Implementação e consolidação do modelo de gestão integrada para excelência
  • Instrumental de gestão para relação profícua entre principal e agente
  • Integração do módulo quantitativo de fundamentação ao módulo qualitativo de mobilização
  • Integração e consolidação metódicas do conhecimento incorporado no modelo de gestão integrada para excelência
  • Introdução

L

  • Lista de figuras

M

  • Modelo de gestão integrada para excelência
  • Modelo GINTEX. Custo proporcionado por componente físico-tecnológico e componente monetário-comercial no Modelo GINTEX
  • Modelo GINTEX. Desempenho por eficácia operacional e eficiência operacional no Modelo GINTEX
  • Modelo GINTEX. Dimensões da eficácia operacional
  • Modelo GINTEX. Enfoque em nível de clientes e fornecedores internos
  • Modelo GINTEX. Enfoque em nível de clientes externos
  • Modelo GINTEX. Enfoque em nível de fornecedores externos
  • Modelo GINTEX. Gestão da eficácia operacional no Modelo GINTEX
  • Modelo GINTEX. Gestão da eficiência operacional no Modelo GINTEX
  • Modelo GINTEX. Significação e estruturação básicas do Modelo GINTEX
  • Modelo GINTEX. Significado da gestão efetiva no Modelo GINTEX
  • Modelo GINTEX. Significado da gestão integrada no Modelo GINTEX

N

  • Negócio. Áreas de Negócio (ANs) e Unidades de Negócio (UNs)

O

  • Obra. Escopo geral da obra
  • Obra. Estrutura geral da obra

P

  • PGE. Apresentação do PGE e da AR
  • Preçco. Determinação dos valores (preços) atribuídos aos produtos internos

R

  • Recurso econômico. Conceito e princípio de recursos econômicos
  • Recursos referentes a material
  • Recursos referentes a pessoal
  • Recursos referentes a produto de capital fixo
  • Recursos referentes a produto de terceiro contratado
  • Recursos referentes a produto de terceiro diverso
  • Recursos referentes a produto interno
  • Responsabilidade. Significado dos Programas de Gestão Efetiva (PGEs) por Áreas de Responsabilidade (ARs)
  • Roteiro básico para elaboração dos Programas de Gestão Efetiva (PGEs) por Áreas de Responsabilidade (ARs)

S

  • Significado dos Programas de Gestão Efetiva (PGEs) por Áreas de Responsabilidade (ARs)
  • Sistema de informática. Elaboração de manual de referência (para usuário) e manual de operação (para processamento) dos sistemas de informática desenvolvidos

T

  • Tecnologia de informação contextual ao modelo de gestão integrada para excelência

U

  • Unidade de Gestão. Conceito e Princípio de Unidade de Gestão (UG)
  • Unidades de Gestão Operacional (UGOs)
  • Unidades de Gestão Operacional de Produto para Distribuição Interna (UGOPDI) por Transferência e por Padrão
  • Unidades de Gestão Operacional de Resultado (UGORs)
  • Unidades de Gestão para Gerenciamento Corporativo (UGGCs)
  • Unidades de Gestão Patrimonial de Investimento (UGPIs)

V

  • Valor econômico, valor financeiro e valor contábil

Recomendações

Capa do livro: Normas Nacionais e Internacionais de Contabilidade - Comentadas de Forma Resumida e Comparadas com os CPCs e IFRS, Everson Luiz Breda Carlin e Wilson Alberto Zappa Hoog

Normas Nacionais e Internacionais de Contabilidade - Comentadas de Forma Resumida e Comparadas com os CPCs e IFRS

3ª Edição - Revista e AtualizadaEverson Luiz Breda Carlin e Wilson Alberto Zappa HoogISBN: 978853624222-4Páginas: 592Publicado em: 10/05/2013

Versão impressa

de R$ 179,90* porR$ 152,92Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Planejamento Tributário Fácil, Anélio Berti e Adriana Costa Pereira Berti

Planejamento Tributário Fácil

 Anélio Berti e Adriana Costa Pereira BertiISBN: 978853625588-0Páginas: 180Publicado em: 18/02/2016

Versão impressa

de R$ 59,90* porR$ 50,92Adicionar ao
carrinho

Versão digital

de R$ 40,90* porR$ 34,77Adicionar eBook
ao carrinho
Capa do livro: Arbitragem - Uma Atividade para Contadores, Wilson Alberto Zappa Hoog e José Rojo Alonso

Arbitragem - Uma Atividade para Contadores

2ª Edição - Revista e Atualizada de Acordo com o Novo CPCWilson Alberto Zappa Hoog e José Rojo AlonsoISBN: 978853626334-2Páginas: 174Publicado em: 11/11/2016

Versão impressa

de R$ 59,90* porR$ 50,92Adicionar ao
carrinho

Versão digital

de R$ 40,90* porR$ 34,77Adicionar eBook
ao carrinho
Capa do livro: Lean Company, Jorge Macazaga

Lean Company

 Jorge MacazagaISBN: 978853623370-3Páginas: 244Publicado em: 06/06/2011

Versão impressa

de R$ 74,70* porR$ 63,50Adicionar ao
carrinho