Como Examinar um Balanço

Rodrigo Antonio Chaves da Silva

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 20,00

Versão impressa

Versão digital

Disponível para:AndroidiOSWindows Phone

Ficha técnica

Autor(es): Rodrigo Antonio Chaves da Silva

ISBN v. impressa: 978853626789-0

ISBN v. digital: 978853626868-2

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 296

Publicado em: 02/05/2017

Área(s): Contabilidade Geral Aplicada

Versão Digital (e-Book)

Para leitura em aplicativo exclusivo da Juruá Editora para Smartphones e Tablets rodando iOS, Android ou Windows Phone;

Disponível para as plataformas:

  • Android Android Android 4 ou posterior
  • iOSiOS iOS 7 ou posterior
  • Windows Phone Windows Phone Windows Phone 8 ou posterior

Não compatível para leitura em computadores;
Não permite a impressão do conteúdo.

Compra apenas via site da Juruá Editora.

Sinopse

O balanço é uma figura técnica, elaborada por meio de conhecimento especializado dos contadores, e representa o retrato de uma série de fatores, e ainda, um amalgama de influências mercadológicas internas e externas, portanto, é uma informação complexa de ser interpretada por todos.

Para o seu estudo é imprescindível que o consultor, o contador, o estudante, ou o homem de negócio, tenha em mente como adaptar uma série de cálculos, e inclusive, matemáticas difíceis que se imprimem num trabalho exaustivo para concluir o estado empresarial específico, tal como produzir relatórios que tenham em mente a explicação das situações patrimoniais diferentes que aparecem nas contas. Ou seja, o estudo dos balanços, denominado “análise de balanços”, é evidentemente uma tecnologia (aplicação de conhecimento) superior, exigindo de uma série de noções, conceitos e princípios, que em diversas ocasiões dão óbices à conclusão didática e assimilável, não deixando de ser técnica, devido ao mesmo ser um produto de conhecimento especializado.

Então, fundamental é que, na literatura contábil, existam meios para ministrar ao alcance de todos a noção das técnicas de análise sem prejudicar o parecer técnico. Necessário é que todos entendam os processos de exames e inspeções dos balanços, a fim de traduzir a sua linguagem à decisão gerencial.

Esta obra procura seguir a mesma linha dos grandes autores da contabilidade: a de promover conteúdo didático para os que querem se introduzir ao estudo dos balanços. Quem quer aprender a interpretar um balanço deverá ler esta obra completamente, pois seu âmago é totalmente fácil de ser assimilado. Este modesto opúsculo tem como foco os estudantes de ciências da empresa (Contabilidade, Economia, Organização, Gestão, Administração, e até Direito), os profissionais destas áreas, os empresários, os gestores, enfim, todos os que se interessam por tal assunto.

Autor(es)

RODRIGO ANTONIO CHAVES DA SILVA
Especialista em Gestão Econômica. Bacharel em Contabilidade. Profissional de Análise e Consultoria, exercendo o cargo de Perito desde a sua formatura, cadastrado ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais. Ganhador de prêmios internacionais e nacionais de contabilidade. Participou de importantes Congressos Internacionais, como o Simpósio Internacional das Fronteiras do Conhecimento Contábil (Peru) e o Congresso dos Técnicos Oficiais de Contas em Lisboa (2015), com artigos aceitos nos Congressos Mundiais de História da Contabilidade Ballarat, Austrália; de Contabilidade Pública em Setúbal, Portugal; e Congresso Ibero-Americano de Contabilidade em Valência, na Espanha. Membro da Associação Científica Internacional Neopatrimonialista – ACIN. Membro do clube de Balanced Scorecard da Argentina. Imortal da Academia de Ciências, Letras e Artes de Manhuaçu/MG e Academia Mineira de Ciências Contábeis.

Sumário

1 O INÍCIO DO EXAME DOS BALANÇOS (HISTÓRIA DA ANÁLISE DE BALANÇOS)

1.1 A História dos Balanços e Início da Tentativa de sua Análise

1.2 A História da Análise de Balanço

1.3 Os Esforços dos Analistas da Escola Americana

1.4 A Doutrina da Análise de Balanços

2 O EXAME DOS BALANÇOS

2.1 O Que é o Exame

2.2 A Tecnologia de "Exames" e sua Evolução Futura

2.3 A Tradução dos Balanços

3 COMO SE FAZ O BALANÇO

3.1 O Balanço e sua História

3.2 A Escrituração

3.3 A Apuração do Resultado

3.4 Os Anos Fiscais e o Exercício Social

4 O QUE O BALANÇO EXPRESSA

4.1 O Patrimônio da Empresa

4.2 A Representação dos Balanços

4.3 Conceitos Simples de Patrimônio

4.4 O Balanço como Expressão de Valor

4.5 Ramos de Atividade e Fenômenos Principais

5 A DIVISÃO DOS BALANÇOS E OS ASPECTOS QUE EVIDENCIA

5.1 As Partes Gerais de um Balanço

5.2 Os Grupos Específicos do Balanço

5.3 O Balanço de Resultados e Algumas Observações Gerais

5.4 Os Fenômenos Especificados no Balanço de Resultados

5.5 Exemplo de Balanço de Resultados

5.6 O Balanço como Expressão das Qualidades

5.7 Relação das Qualidades e das Quantidades

6 DEMONSTRAÇÃO E TIPOS DE BALANÇO

6.1 O Balanço como Demonstração do Equilíbrio Empresarial

6.2 Tipos Gerais de Balanços

6.3 Espécies de Balanços

6.4 Para que Serve o Balanço

7 A IMPORTÂNCIA DOS EXAMES DE BALANÇOS

7.1 Exame e Observação da Substância das Empresas

7.2 Qual Seria a Finalidade da Análise

7.3 Exame dos Balanços e Gestão das Empresas

8 BALANÇO E FALÊNCIAS DE EMPRESAS

8.1 A Falência da Empresa e seus Fatores

8.2 A Falência da Empresa e os Exames

8.3 Os Balanços "Fechados" e as Empresas "Fechadas"

8.4 Gestão Sem Indicadores?

8.5 Indicadores e Índices

8.6 O Caso de uma Falência

8.7 A Visão do Diagnóstico e o Futuro da Empresa

9 DIVISÃO DO EXAME DOS BALANÇOS

9.1 Cálculos Diversos

9.2 Os Coeficientes Patrimoniais

9.3 Os Índices Patrimoniais

9.4 As Matrizes Patrimoniais

9.5 Os Quocientes Patrimoniais

9.6 O Uso Adequado dos Cálculos e Prospectiva de Novos Meios de Análise

10 ORGANIZAÇÃO DA MATÉRIA A SER EXAMINADA

10.1 As Partes Que se Vão Estudar

10.2 Funções Patrimoniais a Serem Analisadas

10.3 Funções Básicas a Serem Estudadas

10.4 Os Quocientes de Análise e o Exame de Balanços

10.5 A Peça Contábil a Ser Utilizada

11 EXAMINANDO A CAPACIDADE QUANTITATIVA DE PAGAMENTO OU LIQUIDEZ

11.1 As Finanças da Empresa

11.2 A Liquidez da Empresa

11.3 Avaliando a Liquidez

11.4 Um Teste de Liquidez Mais Rigoroso

11.5 Quanto Que se Tem Imediatamente para Pagar?

11.6 Algumas Comparações Úteis que Auxiliam na Conclusão Financeira

11.7 Opções para Gerenciar Melhor a Liquidez

12 EXAMINANDO O ENDIVIDAMENTO DA EMPRESA

12.1 A Finalidade do Endividamento

12.2 O Endividamento e o Capital Próprio

12.3 A Estrutura das Dívidas

12.4 O Endividamento Total e a Oneração da Empresa

12.5 Opções para a Conclusão e para a Gestão do Endividamento

13 EXAMINANDO O GIRO DO CAPITAL CIRCULATÓRIO

13.1 Conceito de Giro

13.2 O Giro dos Estoques Devem ser Velozes

13.3 O Giro do Recebimento

13.4 O Giro das Dívidas Operacionais

13.5 O Giro nos Ciclos e o Trabalho no Capital de Terceiros

14 EXAMINANDO AS IMOBILIZAÇÕES

14.1 Os Investimentos em Imobilizações

14.2 Muitas Imobilizações e Pouco Giro

14.3 O Comprometimento do Imobilizado no Endividamento

14.4 Imobilizações Excessivas do Capital Próprio são Prejudiciais

14.5 Medidas de Diagnóstico e Opções para a Gestão da Empresa

15 EXAMINANDO O RENDIMENTO DA EMPRESA

15.1 O Que é Rendimento

15.2 A Rentabilidade dos Créditos

15.3 A Rentabilidade dos Estoques

15.4 A Rentabilidade das Imobilizações

15.5 A Rentabilidade do Capital Próprio

15.6 Conclusões e Orientações Gerenciais para o Rendimento

16 EXAMINANDO A CAPACIDADE DE GERAÇÃO DE LUCRO DA EMPRESA

16.1 O Ciclo de Formação do Resultado

16.2 Principais Fenômenos em Análise

16.3 As Absorções das Vendas pelos Abatimentos

16.4 A Absorção dos Custos

16.5 Absorção das Despesas Operacionais

16.6 A Lucratividade do Capital

16.7 Conclusão e Opções Gerenciais para o Melhoramento da Lucratividade

17 CONCLUSÕES GERAIS PARA O DIAGNÓSTICO E EXAME DE BALANÇOS

17.1 O Parecer e o Término do Exame de Balanços

17.2 Como Estaria a Capacidade Financeira

17.3 Como Estaria o Giro

17.4 Como Estaria o Endividamento

17.5 Como Estariam as Imobilizações

17.6 Como Estaria a Rentabilidade

17.7 Como Estaria a Lucratividade

17.8 Outras Considerações sobre a Conclusão

REFERÊNCIAS

Índice alfabético

A

  • Anos fiscais e o exercício social
  • Apuração do resultado

B

  • Balanço como demonstração do equilíbrio empresarial
  • Balanço como expressão de valor
  • Balanço e falências de empresas
  • Balanço e sua história
  • Balanço. Como se faz o balanço
  • Balanço. Conceitos simples de patrimônio
  • Balanço. Demonstração e tipos de balanço
  • Balanço. Espécies de balanços
  • Balanço. Funções básicas a serem estudadas
  • Balanço. Funções patrimoniais a serem analisadas
  • Balanço. O que o balanço expressa
  • Balanço. Organização da matéria a ser examinada
  • Balanço. Para que serve o balanço
  • Balanço. Partes que se vão estudar
  • Balanço. Patrimônio da empresa
  • Balanço. Peça contábil a ser utilizada
  • Balanço. Quocientes de análise e o exame de balanços
  • Balanço. Ramos de atividade e fenômenos principais
  • Balanço. Representação dos balanços
  • Balanço. Tipos gerais de balanços

C

  • Cálculo. Uso adequado dos cálculos e prospectiva de novos meios de análise
  • Cálculos diversos
  • Capital circulatório. Examinando o giro do capital circulatório
  • Coeficientes patrimoniais

D

  • Demonstração e tipos de balanço
  • Diagnóstico e exame de balanços. Como estaria a capacidade financeira
  • Diagnóstico e exame de balanços. Como estaria a lucratividade
  • Diagnóstico e exame de balanços. Como estaria a rentabilidade
  • Diagnóstico e exame de balanços. Como estaria o endividamento
  • Diagnóstico e exame de balanços. Como estaria o giro
  • Diagnóstico e exame de balanços. Como estariam as imobilizações
  • Diagnóstico e exame de balanços. Conclusões gerais para o diagnóstico e exame de balanços
  • Diagnóstico e exame de balanços. O parecer e o término do exame de balanços
  • Diagnóstico e exame de balanços. Outras considerações sobre a conclu-são
  • Divisão do exame dos balanços
  • Divisão dos balanços e os aspectos que evidencia
  • Divisão dos balanços. As partes gerais de um balanço
  • Divisão dos balanços. Exemplo de balanço de resultados
  • Divisão dos balanços. O balanço como expressão das qualidades
  • Divisão dos balanços. O balanço de resultados e algumas observações gerais
  • Divisão dos balanços. Os fenômenos especificados no balanço de resultados
  • Divisão dos balanços. Os grupos específicos do balanço
  • Divisão dos balanços. Relação das qualidades e das quantidades

E

  • Endividamento e o capital próprio
  • Endividamento total e a oneração da empresa
  • Endividamento. Estrutura das dívidas
  • Endividamento. Examinando o endividamento da empresa
  • Endividamento. Finalidade do endividamento
  • Endividamento. Opções para a conclusão e para a gestão do endivida-mento
  • Escrituração
  • Exame de balanços. Divisão do exame dos balanços
  • Exame de balanços. Início do exame dos balanços (história da análise de balanços)
  • Exame dos balanços
  • Exame dos balanços e gestão das empresas
  • Exame dos balanços. Exame e observação da substância das empresas
  • Exame dos balanços. Importância dos exames de balanços
  • Exame dos balanços. O que é o exame
  • Exame dos balanços. Qual seria a finalidade da análise
  • Exame dos balanços. Tecnologia de "exames" e sua evolução futura
  • Exame dos balanços. Tradução dos balanços
  • Examinando a capacidade de geração de lucro da empresa
  • Examinando a capacidade quantitativa de pagamento ou liquidez

F

  • Falência da empresa e os exames
  • Falência da empresa e seus fatores
  • Falência. A visão do diagnóstico e o futuro da empresa
  • Falência. Balanço e falências de empresas
  • Falência. Balanços "fechados" e as empresas "fechadas"
  • Falência. Gestão sem indicadores?
  • Falência. Indicadores e índices
  • Falência. O caso de uma falência
  • Finanças da empresa

G

  • Giro das dívidas operacionais
  • Giro do recebimento
  • Giro dos estoques devem ser velozes
  • Giro nos ciclos e o trabalho no capital de terceiros
  • Giro. Conceito de giro
  • Giro. Examinando o giro do capital circulatório

H

  • História da análise de balanço
  • História da análise de balanços. Doutrina da análise de balanços
  • História da análise de balanços. Esforços dos analistas da escola ameri-cana
  • História da análise de balanços. Início do exame dos balanços (história da análise de balanços)
  • História dos balanços e início da tentativa de sua análise

I

  • Imobilização. Comprometimento do imobilizado no endividamento
  • Imobilização. Examinando as imobilizações
  • Imobilização. Imobilizações excessivas do capital próprio são prejudiciais
  • Imobilização. Investimentos em imobilizações
  • Imobilização. Medidas de diagnóstico e opções para a gestão da empresa
  • Imobilização. Muitas imobilizações e pouco giro
  • Índices patrimoniais
  • Início do exame dos balanços (história da análise de balanços)

L

  • Liquidez da empresa
  • Liquidez. Algumas comparações úteis que auxiliam na conclusão finan-ceira
  • Liquidez. Avaliando a liquidez
  • Liquidez. Examinando a capacidade quantitativa de pagamento ou liqui-dez
  • Liquidez. Opções para gerenciar melhor a liquidez
  • Liquidez. Quanto que se tem imediatamente para pagar?
  • Liquidez. Um teste de liquidez mais rigoroso
  • Lucro. Absorção das despesas operacionais
  • Lucro. Absorção dos custos
  • Lucro. Absorções das vendas pelos abatimentos
  • Lucro. Ciclo de formação do resultado
  • Lucro. Conclusão e opções gerenciais para o melhoramento da lucrativi-dade
  • Lucro. Examinando a capacidade de geração de lucro da empresa
  • Lucro. Lucratividade do capital
  • Lucro. Principais fenômenos em análise

M

  • Matrizes patrimoniais

P

  • Pagamento. Examinando a capacidade quantitativa de pagamento ou liquidez

Q

  • Quocientes patrimoniais

R

  • Referências
  • Rendimento. Conclusões e orientações gerenciais para o rendimento
  • Rendimento. Examinando o rendimento da empresa
  • Rendimento. O que é rendimento
  • Rentabilidade das imobilizações
  • Rentabilidade do capital próprio
  • Rentabilidade dos créditos
  • Rentabilidade dos estoques

T

  • Tipos. Demonstração e tipos de balanço

Recomendações

Capa do livro: Contabilidade de Custos, Vicente M. Ripoll, Tomás Balada, Rogério João Lunkes e Fabricia Silva da Rosa

Contabilidade de Custos

 Vicente M. Ripoll, Tomás Balada, Rogério João Lunkes e Fabricia Silva da RosaISBN: 978853623774-9Páginas: 228Publicado em: 21/05/2012

Versão impressa

R$ 69,90Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Introdução à Análise de Balanços, Anélio Berti e Jurandir Savi

Introdução à Análise de Balanços

 Anélio Berti e Jurandir SaviISBN: 978853623738-1Páginas: 264Publicado em: 10/04/2012

Versão impressa

R$ 79,90Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Resumos Juruá - Contábil - Contas Contábeis e Plano de Contas, June Alisson Westarb Cruz e Emir Guimarães Andrich

Resumos Juruá - Contábil - Contas Contábeis e Plano de Contas

 June Alisson Westarb Cruz e Emir Guimarães AndrichISBN: 978853624501-0Páginas: 6Publicado em: 15/04/2014

Versão impressa

R$ 8,90Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Capital Intelectual, José C. Arnosti Elizabeth Castro, Nobuya Yomura, Regina A. Neumann

Capital Intelectual

 José C. Arnosti Elizabeth Castro, Nobuya Yomura, Regina A. NeumannISBN: 978853622025-3Páginas: 174Publicado em: 04/06/2008

Versão impressa

R$ 49,90Adicionar ao
carrinho