Fé, Razão e Revelação - Introdução ao Pensamento Cristão

Moisés do Vale dos Santos

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 30,00

Versão impressa

Versão digital

Disponível para:AndroidiOSWindows Phone

Ficha técnica

Autor(es): Moisés do Vale dos Santos

ISBN v. impressa: 978853626937-5

ISBN v. digital: 978853626999-3

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 100

Publicado em: 09/06/2017

Área(s): Literatura e Cultura - Auto-Ajuda, Esotérico e Religião; Filosofia

Versão Digital (e-Book)

Para leitura em aplicativo exclusivo da Juruá Editora para Smartphones e Tablets rodando iOS, Android ou Windows Phone;

Disponível para as plataformas:

  • Android Android Android 4 ou posterior
  • iOSiOS iOS 7 ou posterior
  • Windows Phone Windows Phone Windows Phone 8 ou posterior

Não compatível para leitura em computadores;
Não permite a impressão do conteúdo.

Compra apenas via site da Juruá Editora.

Sinopse

Fé, Razão e Revelação: Introdução ao Pensamento Cristão objetiva analisar tanto as tensões como as articulações que historicamente marcaram a relação entre a filosofia grega e a religião cristã. A filosofia se afigurou na história do cristianismo no momento em que alguns cristãos se posicionaram em relação a ela, seja para desprezá-la, seja para defendê-la, ou ainda para utilizá-la como um instrumento em defesa da fé.

O primeiro conflito de que se tem registro entre a filosofia e o cristianismo encontra-se nas epístolas de Paulo, nas quais o apóstolo assume uma atitude um tanto quanto cética em face das pretensões da sabedoria humana, a qual seria incapaz para apreender as verdades divinamente reveladas.

A Patrística, por sua vez, foi favorável à harmonia entre a filosofia e o cristianismo, o qual foi concebido como a expressão definitiva e completa da verdade que a filosofia sempre aspirou, mas que havia alcançado de maneira parcial e imperfeita. Na mesma esteira da Patrística, a Escolástica procurou demonstrar que as verdades da fé cristã não se opõem às exigências da razão, porém, sem confundir a filosofia com o cristianismo, ela colocou esses domínios numa escala hierárquica – a teologia seria superior à filosofia.

Entretanto, em oposição à Escolástica, o reformador alemão Martinho Lutero rejeitou a harmonia entre a razão e a fé, e numa atitude cética, sustentou que o pecado original destruiu a capacidade do intelecto humano de conhecer a Deus pela razão natural, por isso a base de todo o conhecimento genuíno acerca de Deus só pode derivar da revelação divina, mediante sua Palavra e seu Espírito.

Autor(es)

MOISÉS DO VALE DOS SANTOS
Doutorando e Mestre em História da Filosofia Moderna e Contemporânea pela Universidade Federal do Paraná – UFPR. Especialista em Teoria Psicanalítica pela Faculdade de Administração, Ciências Contábeis, Educação e Letras – FACEL. Bacharel e Licenciado em Filosofia pela Universidade Federal do Paraná – UFPR. Psicanalista e Professor de Filosofia. Autor dos livros Psicanálise e a Natureza Humana (2016); Filosofia e o Problema do Conhecimento: Dos Jônios a Kant (2015); Introdução à Teoria Psicanalítica: Freud, Psicanálise e Conceitos (2015); Razão e Emoção na Arte Retórica de Aristóteles (2014); e a A Filosofia de Sócrates (2014).

Sumário

INTRODUÇÃO

Capítulo 1 FILOSOFIA: A BUSCA DESINTERESSADA PELO SABER

Capítulo 2 APÓSTOLO PAULO: A SABEDORIA HUMANA E O ABSURDO DA CRUZ

Capítulo 3 PATRÍSTICA: A FILOSOFIA SE FUNDE COM O CRISTIANISMO

3.1 JUSTINO MÁRTIR

3.2 AGOSTINHO DE HIPONA: AMOR PELA VERDADE E CONVERSÃO

3.2.1 Agostinho e o Conhecimento da Verdade

3.2.2 O Problema do Mal, a Liberdade e a Felicidade

3.3 BOÉCIO E A CONSOLAÇÃO DA FILOSOFIA

Capítulo 4 ESCOLÁSTICA: A FILOSOFIA TORNA-SE SERVA DA TEOLOGIA

4.1 ANSELMO DE CANTUÁRIA E O ARGUMENTO ONTOLÓGICO

4.2 TOMÁS DE AQUINO E AS PROVAS RACIONAIS DA EXISTÊNCIA DE DEUS

Capítulo 5 MARTINHO LUTERO: A RAZÃO É A "GRANDE MERETRIZ"

CONSIDERAÇÕES FINAIS

REFERÊNCIAS

Índice alfabético

A

  • Absurdo da cruz. Apóstolo Paulo: a sabedoria humana e o absurdo da cruz
  • Agostinho de Hipona: amor pela verdade e conversão
  • Agostinho e o conhecimento da verdade
  • Amor pela verdade. Agostinho de Hipona: amor pela verdade e conver-são
  • Anselmo de Cantuária e o argumento ontológico
  • Apóstolo Paulo: a sabedoria humana e o absurdo da cruz
  • Argumento ontológico. Anselmo de Cantuária e o argumento ontológico

B

  • Boécio e a consolação da filosofia
  • Busca desinteressada. Filosofia: a busca desinteressada pelo saber

C

  • Cantuária. Anselmo de Cantuária e o argumento ontológico
  • Conhecimento da verdade. Agostinho e o conhecimento da verdade
  • Considerações finais
  • Consolação da filosofia. Boécio e a consolação da filosofia
  • Conversão. Agostinho de Hipona: amor pela verdade e conversão
  • Cristianismo. Patrística: a filosofia se funde com o cristianismo

D

  • Deus. Tomás de Aquino e as provas racionais da existência de Deus

E

  • Escolástica: a filosofia torna-se serva da teologia
  • Existência de Deus. Tomás de Aquino e as provas racionais da existência de Deus

F

  • Felicidade. O problema do mal, a liberdade e a felicidade
  • Filosofia. Boécio e a consolação da filosofia
  • Filosofia. Escolástica: a filosofia torna-se serva da teologia
  • Filosofia. Patrística: a filosofia se funde com o cristianismo
  • Filosofia: a busca desinteressada pelo saber

G

  • "Grande meretriz". Martinho Lutero: a razão é a "grande meretriz"

H

  • Hipona. Agostinho de Hipona: amor pela verdade e conversão

I

  • Introdução

J

  • Justino Mártir

L

  • Liberdade. Problema do mal, a liberdade e a felicidade

M

  • Mal. Problema do mal, a liberdade e a felicidade
  • Martinho Lutero: a razão é a "grande meretriz"
  • Mártir. Justino Mártir

O

  • Ontologia. Anselmo de Cantuária e o argumento ontológico

P

  • Patrística: a filosofia se funde com o cristianismo
  • Paulo. Apóstolo Paulo: a sabedoria humana e o absurdo da cruz
  • Problema do mal, a liberdade e a felicidade
  • Prova racional. Tomás de Aquino e as provas racionais da existência de Deus

R

  • Razão. Martinho Lutero: a razão é a "grande meretriz"
  • Referências

S

  • Sabedoria humana. Apóstolo Paulo: a sabedoria humana e o absurdo da cruz
  • Saber. Filosofia: a busca desinteressada pelo saber

T

  • Teologia. Escolástica: a filosofia torna-se serva da teologia
  • Tomás de Aquino e as provas racionais da existência de Deus

V

  • Verdade. Agostinho de Hipona: amor pela verdade e conversão
  • Verdade. Agostinho e o conhecimento da verdade

Recomendações

Capa do livro: Finanças Pessoais - O Diferencial da Atitude, Edmilson Santos Assunção

Finanças Pessoais - O Diferencial da Atitude

 Edmilson Santos AssunçãoISBN: 978853625485-2Páginas: 160Publicado em: 12/11/2015

Versão impressa

R$ 29,90Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 19,90Adicionar eBook
ao carrinho
Capa do livro: Direitos Humanos em Concreto, Coordenador: Paulo Sérgio Weyl A. Costa

Direitos Humanos em Concreto

 Coordenador: Paulo Sérgio Weyl A. CostaISBN: 978853621822-9Páginas: 288Publicado em: 07/12/2007

Versão impressa

R$ 87,70Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 60,90Adicionar eBook
ao carrinho
Capa do livro: Segredo da Gentilidade, O, José Eduardo de Miranda

Segredo da Gentilidade, O

 José Eduardo de MirandaISBN: 978853625329-9Páginas: 206Publicado em: 14/08/2015

Versão impressa

R$ 59,90Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Espiritualidade, Saúde e Cultura, Coordenador: Márcio Luiz Fernandes - Organizadores: Mary Rute Gomes Esperandio e Sérgio Rogério Azevedo Junqueira

Espiritualidade, Saúde e Cultura

 Coordenador: Márcio Luiz Fernandes - Organizadores: Mary Rute Gomes Esperandio e Sérgio Rogério Azevedo JunqueiraISBN: 978853626019-8Páginas: 198Publicado em: 02/08/2016

Versão impressa

R$ 69,90Adicionar ao
carrinho

Versão digital

** GRÁTIS **Eu quero o
eBook GRÁTIS!