Manual de Gestão e Elaboração de Projetos para a Segurança Pública e Defesa Social

Dalton Gean Perovano

Versão impressa

por R$ 99,90em 3x de R$ 33,30Adicionar ao carrinho

Versão digital

Disponível para:AndroidiOS
por R$ 69,90em 2x de R$ 34,95Adicionar ao carrinho

Ficha técnica

Autor(es): Dalton Gean Perovano

ISBN v. impressa: 978655605572-5

ISBN v. digital: 978655605548-0

Acabamento: Brochura

Formato: 15,0x21,0 cm

Peso: 300grs.

Número de páginas: 242

Publicado em: 24/03/2021

Área(s): Direito - Administrativo

Versão Digital (eBook)

Para leitura em aplicativo exclusivo da Juruá Editora para Smartphones e Tablets rodando iOS e Android. Não compatível KINDLE, LEV, KOBO e outros e-Readers.

Disponível para as plataformas:

  • AndroidAndroid 4 ou posterior
  • iOSiOS 7 ou posterior

Em computadores a leitura é apenas online e sem recursos de favoritos e anotações;
Não permite a impressão e cópia do conteúdo.

Compra apenas via site da Juruá Editora.

Sinopse

Uma das maneiras de aferir a eficácia no governo é pela realização do planejamento e a execução do orçamento público, firmado no ciclo orçamentário, como processo dinâmico e contínuo, com o início no Plano Plurianual (PPA), seguidos pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e a Lei Orçamentária Anual (LOA).

Esta obra proporciona ao gestor os elementos necessários para a construção de projetos públicos voltados ao resultado de elevado impacto, e considera ainda nesse design o ambiente político social/comunitário e institucional. Os conhecimentos presentes na Obra permitem a aplicação de técnicas de gestão de projetos consagradas pelos principais institutos e associações de gerenciamento de projetos, com uma visão prática, moderna e atualizada de suas técnicas.

Proporciona ainda orientações e recomendações baseadas nas análises de projetos públicos por órgãos governamentais autônomos e de órgão de controle externo, como o Tribunal de Contas, Ministério Público, Controladoria-Geral, além da experiência consolidada na elaboração e execução de projetos por órgãos públicos com a tradição em gerência de projetos.

Ideal para os cursos nas áreas de gestão para a segurança pública e defesa social, gestão pública, cursos de graduação, pós-graduação, MBA e treinamento corporativo, e levará o gestor a resultados replicáveis e a processos confiáveis.

Autor(es)

DALTON GEAN PEROVANO

Doutor e Mestre em Educação pela Universidade Federal do Paraná. Bacharel em Ciências Policiais pela Escola de Oficiais da Academia Policial Militar do Guatupê. Oficial Superior da Polícia Militar do Paraná. Graduado em Pedagogia pela Universidade Federal do Paraná. Especialista em Gestão de Projetos com Aperfeiçoamento em Técnicas de Gerência de Projetos. Experiência no setor público há mais de vinte e cinco anos nas áreas de planejamento institucional, gestão de projetos públicos e orçamento público. Docente da Academia Policial Militar do Guatupê para os Cursos de Formação, Aperfeiçoamento e Especialização. Docente em Instituições de Ensino Superior. Autor de livros e de diversos artigos publicados em periódicos acadêmicos. Membro da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência – SBPC. Membro da Academia de Letras dos Militares Estaduais do Paraná – ALMEPAR.

Sumário

LISTAS DE QUADROS, p. 15

LISTA DE FIGURAS E TABELAS, p. 17

PARTE I INTRODUÇÃO À GESTÃO DE PROJETOS PARA A SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL, p. 21

Capítulo 1 OS CONCEITOS SOBRE PROJETOS, p. 23

1.1 COMPREENDENDO A NECESSIDADE DO PROJETO PARA A SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL, p. 23

1.2 CARACTERÍSTICAS DE PROJETOS PARA O SETOR PÚBLICO E PRIVADO, p. 27

1.3 O PROJETO NA SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL, p. 30

1.4 COMO NASCE O PROJETO, p. 32

1.5 CONCEITOS SOBRE PROJETOS, p. 35

1.6 AS CARACTERÍSTICAS DOS PROJETOS, p. 39

1.7 ÁREAS DE CONHECIMENTO DO PMBOK, p. 40

1.8 DIFERENÇAS ENTRE O PROJETO E ATIVIDADES ROTINEIRAS OU OPERAÇÃO, p. 42

1.9 CONTRIBUIÇÕES DOS INSTITUTOS E ASSOCIAÇÕES COM AS METODOLOGIAS DE PROJETOS, p. 43

1.10 ANÁLISE DE VIABILIDADE, p. 45

1.11 POR QUE UM ESCRITÓRIO DE PROJETOS?, p. 45

Capítulo 2 GRUPOS DE PROCESSOS DO PROJETO, p. 49

2.1 O PROJETO TEM UM CICLO DE VIDA, p. 50

2.2 OS PROCESSOS DE INICIAÇÃO OU CONCEPÇÃO DO PROJETO, p. 52

2.2.1 A Concepção do Projeto, p. 52

2.2.2 Reunião Exploratória, p. 53

2.2.3 Termo de Abertura do Projeto (TAP), p. 54

2.3 OS PROCESSOS DE PLANEJAMENTO DO PROJETO, p. 56

2.4 OS PROCESSOS DE EXECUÇÃO DO PROJETO, p. 60

2.5 PROCESSOS DE MONITORAMENTO E CONTROLE, p. 61

2.6 OS PROCESSOS DE ENCERRAMENTO DO PROJETO, p. 62

2.6.1 Lições Aprendidas do Projeto, p. 63

PARTE II ÁREAS DE CONHECIMENTOS DE PROJETOS E A RELAÇÃO COM A SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL, p. 65

Capítulo 3 GERÊNCIA DA INTEGRAÇÃO DO PROJETO, p. 67

3.1 GRUPOS DE PROCESSOS PARA A INTEGRAÇÃO NO PROJETO, p. 68

Capítulo 4 ESCOPO DO PROJETO, p. 71

4.1 COLETA DE REQUISITOS DO PROJETO, p. 71

4.2 O ESCOPO DO PROJETO, p. 73

4.3 DECLARAÇÃO DE ESCOPO DO PROJETO, p. 75

4.4 A ESTRUTURA ANALÍTICA DO PROJETO (EAP), p. 80

Capítulo 5 CONTROLE DO TEMPO, CRONOGRAMA E CUSTOS DO PROJETO, p. 87

5.1 CONTROLE DO TEMPO, CRONOGRAMA, p. 87

5.1.1 Relação entre a Estrutura Analítica do Projeto e os Tempos do Projeto, p. 89

5.2 CUSTOS DO PROJETO, p. 92

5.2.1 Gerenciamento de Custos do Projeto, p. 93

5.3 RELAÇÃO ENTRE PROJETO E CICLO ORÇAMENTÁRIO PÚBLICO, p. 97

Capítulo 6 GERENCIAMENTO DA QUALIDADE NO PROJETO, p. 105

6.1 O PAPEL DA QUALIDADE NO PROJETO, p. 105

6.1.1 Controle Interno e Auditoria como Instrumentos da Qualidade, p. 108

6.2 FERRAMENTAS DE GESTÃO DA QUALIDADE, p. 110

6.2.1 Brainstorming, p. 114

6.2.2 Diagrama de Pareto, p. 115

6.2.3 Fluxograma, p. 116

6.2.4 Lista de Verificação, p. 119

6.2.5 Diagrama 5W2H, p. 119

6.2.6 Método GUT, p. 120

6.2.7 Cronograma, p. 122

6.2.8 Diagrama de Ishikawa, p. 123

6.2.9 Histograma, p. 125

6.2.10 Gráfico ou Carta de Controle, p. 127

6.3 INDICADORES DA QUALIDADE NO PROJETO, p. 128

Capítulo 7 RECURSOS HUMANOS, p. 131

7.1 OS COMPONENTES DOS RECURSOS HUMANOS, p. 131

7.2 O GERENTE DO PROJETO, p. 134

7.3 A EQUIPE DO PROJETO, p. 135

Capítulo 8 COMUNICAÇÃO, p. 139

8.1 COMUNICAÇÃO COMO FERRAMENTA DE GESTÃO DE PROJETOS, p. 139

8.2 OS PROCESSOS DE COMUNICAÇÃO NA GESTÃO DE PROJETOS, p. 140

Capítulo 9 GERENCIAMENTO DE RISCOS DO PROJETO, p. 143

9.1 PLANEJAR O GERENCIAMENTO DE RISCOS, p. 147

9.2 IDENTIFICAÇÃO DOS RISCOS, p. 147

9.3 ANÁLISE QUALITATIVA E QUANTITATIVA DE RISCOS, p. 149

9.4 PLANEJAMENTO E IMPLEMENTAÇÃO DAS RESPOSTAS AOS RISCOS, p. 150

9.5 MONITORAMENTO DOS RISCOS, p. 151

9.6 CONSTRUÇÃO DA MATRIZ DE RISCOS, p. 151

Capítulo 10 AQUISIÇÕES, p. 155

10.1 GERENCIAMENTO DE AQUISIÇÕES, p. 155

10.2 O PLANO DE GERENCIAMENTO DE AQUISIÇÕES, p. 156

10.2.1 Processos de Aquisição, p. 157

10.2.2 A Seleção de Fornecedores, p. 161

10.2.3 A Negociação entre as Partes, p. 163

10.2.4 A Celebração do Contrato na Administração Pública, p. 164

10.2.4.1 Administração do contrato, p. 165

10.2.4.2 Gerenciamento financeiro, p. 166

10.2.4.3 Administração de reivindicações, p. 166

10.2.4.4 Encerramento do contrato, p. 167

10.3 GERENCIAMENTO DAS PARTES INTERESSADAS, p. 167

10.4 A MATRIZ DE AQUISIÇÕES E PLANO DE AQUISIÇÕES, p. 168

10.5 MAPEAMENTO DOS RECURSOS FINANCEIROS PARA AQUISIÇÕES EM PROJETOS PARA A SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL, p. 171

10.5.1 Recursos do Governo Federal, p. 171

10.5.2 Organismos Nacionais de Fomento, p. 174

10.5.3 Bancos Multilaterais de Desenvolvimento, p. 174

10.5.4 Pessoas Jurídicas, p. 177

10.5.5 As Emendas Parlamentares, p. 178

PARTE III ESTRATÉGIAS INSTITUCIONAIS PARA A CRIAÇÃO DE PROJETOS EM SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL, p. 181

Capítulo 11 DO ARGUMENTO À ELABORAÇÃO DO PROJETO, p. 183

11.1 FUNDAMENTAÇÃO NAS POLÍTICAS DE SEGURANÇA PÚBLICA, p. 184

11.2 A ELABORAÇÃO DO PROJETO, p. 187

11.3 O PLANO DE TRABALHO, p. 190

11.3.1 A Justificativa, p. 192

11.3.2 Objetivos do Projeto, p. 193

11.3.3 Público-Alvo, p. 195

11.3.4 Metodologia, p. 195

11.3.5 Capacidade Técnica Gerencial, p. 196

11.3.6 Capacidade de Equipe Técnica de Fornecedores, p. 196

11.3.7 Cronograma de Execução, p. 196

11.3.8 Cronograma de Desembolso, p. 197

11.3.9 Plano Detalhado de Aplicação das Despesas, p. 198

11.3.10 O Termo de Referência, p. 199

11.3.11 Projeto Básico, p. 199

Capítulo 12 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL, p. 201

12.1 CONTEXTOS PÚBLICO E PRIVADO E O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, p. 202

12.2 CONCEITOS E FUNÇÕES DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO NAS INSTITUIÇÕES, p. 204

12.3 SEQUÊNCIA DE EIXOS E TEMAS PARA A CONSTRUÇÃO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL, p. 205

12.4 A METODOLOGIA BALANCED SCORECARD PARA A ELABORAÇÃO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL, p. 208

REFERÊNCIAS, p. 211

ANEXOS, p. 219

ANEXO 1 FORMULÁRIO DE ATA DE REUNIÃO DE ABERTURA OU PRORROGAÇÃO, p. 219

ANEXO 2 TERMO DE ABERTURA DO PROJETO (TAP), p. 220

ANEXO 3 FORMULÁRIO DE PLANO DE GERENCIAMENTO DO PROJETO, p. 221

ANEXO 4 TERMO DE SOLICITAÇÃO DE MUDANÇA NO PROJETO, p. 223

ANEXO 5 TERMO DE ENCERRAMENTO DO PROJETO, p. 224

ANEXO 6 RELATÓRIO DE LIÇÕES APRENDIDAS, p. 225

ANEXO 7 FORMULÁRIO PLANO DE TRABALHO, p. 225

Índice alfabético

A

  • Análise de viabilidade, p. 45
  • Aquisição. Matriz de aquisições e plano de aquisições, p. 168
  • Aquisições, p. 155
  • Aquisições. A celebração do contrato na Administração Pública, p. 164
  • Aquisições. A negociação entre as partes, p. 163
  • Aquisições. A seleção de fornecedores, p. 161
  • Aquisições. Administração de reivindicações, p. 166
  • Aquisições. Administração do contrato, p. 165
  • Aquisições. Encerramento do contrato, p. 167
  • Aquisições. Gerenciamento de aquisições, p. 155
  • Aquisições. Gerenciamento financeiro, p. 166
  • Aquisições. Plano de gerenciamento de aquisições, p. 156
  • Aquisições. Processos de aquisição, p. 157
  • Áreas de conhecimentos de projetos e a relação com a segurança pública e defesa social, p. 65
  • Argumento à elaboração do projeto, p. 183
  • Associação. Contribuições dos institutos e associações com as metodologias de projetos, p. 43
  • Atividade rotineira. Diferenças entre o projeto e atividades rotineiras ou operação, p. 42
  • Auditoria. Controle interno e auditoria como instrumentos da qualidade, p. 108

B

  • Balanced scorecard. Metodologia balanced scorecard para a elaboração do planejamento estratégico institucional, p. 208
  • Bancos Multilaterais de Desenvolvimento, p. 174
  • Brainstorming. Ferramentas de gestão da qualidade, p. 114

C

  • Capacidade de equipe técnica de fornecedores, p. 196
  • Capacidade técnica gerencial, p. 196
  • Características de projetos para o setor público e privado, p. 27
  • Ciclo de vida. Projeto tem um ciclo de vida, p. 50
  • Ciclo orçamentário público. Relação entre projeto e ciclo orçamentário público, p. 97
  • Coleta de requisitos do projeto, p. 71
  • Compreendendo a necessidade do projeto para a segurança pública e defesa social, p. 23
  • Comunicação, p. 139
  • Comunicação como ferramenta de gestão de projetos, p. 139
  • Conceitos sobre projetos, p. 23
  • Controle do tempo, cronograma, p. 87
  • Controle do tempo, cronograma e custos do projeto, p. 87
  • Controle interno e auditoria como instrumentos da qualidade, p. 108
  • Criação de projetos. Estratégias institucionais para a criação de projetos em segurança pública e defesa social, p. 181
  • Cronograma de desembolso, p. 197
  • Cronograma de execução, p. 196
  • Cronograma. Controle do tempo, cronograma, p. 87
  • Cronograma. Controle do tempo, cronograma e custos do projeto, p. 87
  • Cronograma. Ferramentas de gestão da qualidade, p. 122
  • Custos do projeto, p. 92
  • Custos do projeto. Controle do tempo, cronograma e custos do projeto, p. 87
  • Custos do projeto. Gerenciamento de custos do projeto, p. 93

D

  • Declaração de escopo do projeto, p. 75
  • Defesa pública. Mapeamento dos recursos financeiros para aquisições em projetos para a segurança pública e defesa social, p. 171
  • Defesa social. Áreas de conhecimentos de projetos e a relação com a segurança pública e defesa social, p. 65
  • Defesa social. Compreendendo a necessidade do projeto para a segurança pública e defesa social, p. 23
  • Defesa social. Estratégias institucionais para a criação de projetos em segurança pública e defesa social, p. 181
  • Defesa social. Introdução à gestão de projetos para a segurança pública e defesa social, p. 21
  • Defesa social. Projeto na segurança pública e defesa social, p. 30
  • Desembolso. Cronograma de desembolso, p. 197
  • Desenvolvimento. Bancos Multilaterais de Desenvolvimento, p. 174
  • Despesas. Plano detalhado de aplicação das despesas, p. 198
  • Diagrama 5W2H. Ferramentas de gestão da qualidade, p. 119
  • Diagrama de Ishikawa. Ferramentas de gestão da qualidade, p. 123
  • Diagrama de Pareto. Ferramentas de gestão da qualidade, p. 115

E

  • Emendas Parlamentares, p. 178
  • Escopo do projeto, p. 71
  • Estratégia. Planejamento estratégico institucional, p. 201
  • Estratégias institucionais para a criação de projetos em segurança pública e defesa social, p. 181
  • Estrutura Analítica do Projeto (EAP), p. 80
  • Estrutura analítica. Relação entre a estrutura analítica do projeto e os tempos do projeto, p. 89
  • Execução. Cronograma de execução, p. 196

F

  • Ferramentas de gestão da qualidade, p. 110
  • Ferramentas de gestão da qualidade. Brainstorming, p. 114
  • Ferramentas de gestão da qualidade. Cronograma, p. 122
  • Ferramentas de gestão da qualidade. Diagrama 5W2H, p. 119
  • Ferramentas de gestão da qualidade. Diagrama de Ishikawa, p. 123
  • Ferramentas de gestão da qualidade. Diagrama de Pareto, p. 115
  • Ferramentas de gestão da qualidade. Fluxograma, p. 116
  • Ferramentas de gestão da qualidade. Gráfico ou Carta de Controle, p. 127
  • Ferramentas de gestão da qualidade. Histograma, p. 125
  • Ferramentas de gestão da qualidade. Lista de Verificação, p. 119
  • Ferramentas de gestão da qualidade. Método GUT, p. 120
  • Figura. Lista de figuras e tabelas, p. 17
  • Fluxograma. Ferramentas de gestão da qualidade, p. 116
  • Fundamentação nas políticas de segurança pública, p. 184

G

  • Gerência da integração do projeto, p. 67
  • Gerenciamento da qualidade no projeto, p. 105
  • Gerenciamento das partes interessadas, p. 167
  • Gerenciamento de riscos do projeto, p. 143
  • Gerenciamento de riscos e planejamento, p. 147
  • Gestão da qualidade. Ferramentas, p. 110
  • Gestão de projetos. Introdução à gestão de projetos para a segurança pública e defesa social, p. 21
  • Gestão de projetos. Processos de comunicação na gestão de projetos, p. 140
  • Governo Federal. Recursos, p. 171
  • Gráfico ou Carta de Controle. Ferramentas de gestão da qualidade, p. 127
  • Grupos de processos para a integração no projeto, p. 68
  • Gstão de projetos. Comunicação como ferramenta de gestão de projetos, p. 139

H

  • Histograma. Ferramentas de gestão da qualidade, p. 125

I

  • Identificação dos riscos, p. 147
  • Indicadores da qualidade no projeto, p. 128
  • Instituto. Contribuições dos institutos e associações com as metodologias de projetos, p. 43
  • Instrumentos da qualidade. Controle interno e auditoria, p. 108
  • Introdução à gestão de projetos para a segurança pública e defesa social, p. 21

J

  • Justificativa, p. 192

L

  • Lições aprendidas do projeto, p. 63
  • Lista de figuras e tabelas, p. 17
  • Lista de Verificação. Ferramentas de gestão da qualidade, p. 119
  • Listas de quadros, p. 15

M

  • Mapeamento dos recursos financeiros para aquisições em projetos para a segurança pública e defesa social, p. 171
  • Matriz de aquisições e plano de aquisições, p. 168
  • Método GUT. Ferramentas de gestão da qualidade, p. 120
  • Metodologia, p. 195
  • Metodologia balanced scorecard para a elaboração do planejamento estratégico institucional, p. 208
  • Metodologia. Contribuições dos institutos e associações com as metodologias de projetos, p. 43

O

  • O escopo do projeto, p. 73
  • Operação. Diferenças entre o projeto e atividades rotineiras ou operação, p. 42
  • Organismos nacionais de fomento, p. 174

P

  • Papel da qualidade no projeto, p. 105
  • Partes interessadas. Gerenciamento das partes interessadas, p. 167
  • Pessoas jurídicas, p. 177
  • Planejamento estratégico institucional, p. 201
  • Planejamento estratégico. Conceitos e funções do planejamento estratégico nas instituições, p. 204
  • Planejamento estratégico. Contextos público e privado e o planejamento estratégico, p. 202
  • Planejamento estratégico. Metodologia balanced scorecard para a elaboração do planejamento estratégico institucional, p. 208
  • Planejamento estratégico. Sequência de eixos e temas para a construção do planejamento estratégico institucional, p. 205
  • Planejar o gerenciamento de riscos, p. 147
  • Plano de trabalho, p. 190
  • Plano detalhado de aplicação das despesas, p. 198
  • PMBOK. Áreas de conhecimento do PMBOK, p. 40
  • Política. Fundamentação nas políticas de segurança pública, p. 184
  • Processos de comunicação na gestão de projetos, p. 140
  • Processos de encerramento do projeto, p. 62
  • Processos de execução do projeto, p. 60
  • Processos de iniciação ou concepção do projeto, p. 52
  • Processos de monitoramento e controle, p. 61
  • Processos de planejamento do projeto, p. 56
  • Projeto básico, p. 199
  • Projeto na segurança pública e defesa social, p. 30
  • Projeto tem um ciclo de vida, p. 50
  • Projeto. Áreas de conhecimentos de projetos e a relação com a segurança pública e defesa social, p. 65
  • Projeto. Argumento à elaboração do projeto, p. 183
  • Projeto. Características de projetos para o setor público e privado, p. 27
  • Projeto. Características dos projetos, p. 39
  • Projeto. Coleta de requisitos do projeto, p. 71
  • Projeto. Como nasce o projeto, p. 32
  • Projeto. Compreendendo a necessidade do projeto para a segurança pública e defesa social, p. 23
  • Projeto. Conceitos sobre projetos, p. 23
  • Projeto. Conceitos sobre projetos, p. 35
  • Projeto. Concepção do projeto, p. 52
  • Projeto. Declaração de escopo do projeto, p. 75
  • Projeto. Diferenças entre o projeto e atividades rotineiras ou operação, p. 42
  • Projeto. Elaboração do projeto, p. 187
  • Projeto. Escopo do projeto, p. 71
  • Projeto. Gerência da integração do projeto, p. 67
  • Projeto. Grupos de processos do projeto, p. 49
  • Projeto. Grupos de processos para a integração no projeto, p. 68
  • Projeto. Lições aprendidas do projeto, p. 63
  • Projeto. O escopo do projeto, p. 73
  • Projeto. Objetivos do projeto, p. 193
  • Projeto. Por que um escritório de projetos?, p. 45
  • Projeto. Processos de encerramento do projeto, p. 62
  • Projeto. Processos de execução do projeto, p. 60
  • Projeto. Processos de iniciação ou concepção do projeto, p. 52
  • Projeto. Processos de monitoramento e controle, p. 61
  • Projeto. Processos de planejamento do projeto, p. 56
  • Projeto. Relação entre projeto e ciclo orçamentário público, p. 97
  • Público-alvo, p. 195

Q

  • Quadro. Listas de quadros, p. 15
  • Qualidade no projeto. Gerenciamento, p. 105
  • Qualidade no projeto. Papel, p. 105
  • Qualidade. Indicadores da qualidade no projeto, p. 128

R

  • Recursos do Governo Federal, p. 171
  • Recursos humanos, p. 131
  • Recursos humanos. Componentes dos recursos humanos, p. 131
  • Recursos humanos. Equipe do projeto, p. 135
  • Recursos humanos. Gerente do projeto, p. 134
  • Referências, p. 211
  • Relação entre a estrutura analítica do projeto e os tempos do projeto, p. 89
  • Relação entre projeto e ciclo orçamentário público, p. 97
  • Reunião exploratória, p. 53
  • Risco do projeto. Gerenciamento de riscos do projeto, p. 143
  • Risco. Análise qualitativa e quantitativa de riscos, p. 149
  • Risco. Construção da matriz de riscos, p. 151
  • Risco. Identificação dos riscos, p. 147
  • Risco. Monitoramento dos riscos, p. 151
  • Risco. Planejamento e implementação das respostas aos riscos, p. 150

S

  • Segurança pública. Áreas de conhecimentos de projetos e a relação com a segurança pública e defesa social, p. 65
  • Segurança pública. Compreendendo a necessidade do projeto para a segurança pública e defesa social, p. 23
  • Segurança pública. Fundamentação nas políticas de segurança pública, p. 184
  • Segurança pública. Introdução à gestão de projetos para a segurança pública e defesa social, p. 21
  • Segurança pública. Mapeamento dos recursos financeiros para aquisições em projetos para a segurança pública e defesa social, p. 171
  • Segurança pública. Projeto na segurança pública e defesa social, p. 30
  • Setor público e privado. Características de projetos para o setor público e privado, p. 27

T

  • Tabela. Lista de figuras e tabelas, p. 17
  • TAP. Termo de Abertura do Projeto (TAP), p. 54
  • Técnica gerencial. Capacidade, p. 196
  • Tempo. Controle do tempo, cronograma, p. 87
  • Tempo. Controle do tempo, cronograma e custos do projeto, p. 87
  • Tempos do projeto. Relação entre a estrutura analítica do projeto e os tempos do projeto, p. 89
  • Termo de Abertura do Projeto (TAP), p. 54
  • Termo de referência, p. 199

V

  • Viabilidade. Análise de viabilidade, p. 45

Recomendações

Capa do livro: Pedágio Pressupostos Jurídicos, José Antonio Savaris

Pedágio Pressupostos Jurídicos

 José Antonio SavarisISBN: 853620671-3Páginas: 282Publicado em: 11/03/2004

Versão impressa

R$ 99,90em 3x de R$ 33,30Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Serviços Públicos Concedidos, Fernanda Schuhli Bourges

Serviços Públicos Concedidos

 Fernanda Schuhli BourgesISBN: 978853622213-4Páginas: 236Publicado em: 16/10/2008

Versão impressa

R$ 69,90em 2x de R$ 34,95Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Direito Administrativo Progressista, Coordenador: Fábio Lins de Lessa Carvalho

Direito Administrativo Progressista

 Coordenador: Fábio Lins de Lessa CarvalhoISBN: 978655605138-3Páginas: 438Publicado em: 30/07/2020

Versão impressa

R$ 169,90em 6x de R$ 28,32Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 119,90em 4x de R$ 29,98Adicionar eBook
ao carrinho
Capa do livro: Direito Administrativo Disciplinar - Volume III, Sandro Lucio Dezan

Direito Administrativo Disciplinar - Volume III

 Sandro Lucio DezanISBN: 978853624337-5Páginas: 466Publicado em: 29/07/2013

Versão impressa

R$ 179,90em 6x de R$ 29,98Adicionar ao
carrinho