Fundamentos do Direito Falimentar - À Luz da Lei de Recuperação Judicial e Extrajudicial - 2ª Edição - Revista e Atualizada

Carlos Alberto Farracha de Castro

Leia na Biblioteca Virtual
Preço:
Parcele em até 6x sem juros no cartão. Parcela mínima de R$ 20,00
FICHA TÉCNICA
Autor(es): Carlos Alberto Farracha de Castro
ISBN: 853621153-9
Edição/Tiragem: 2ª Edição - Revista e Atualizada
Acabamento: Brochura
Número de Páginas: 220
Publicado em: 05/01/2006
Área(s): Direito Comercial e Empresarial
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

A presente obra baseia-se em princípios fundamentais do Direito Falimentar, sem deixar de localizar, na Constituição de 1988, o valor da dignidade da pessoa humana. Preenche um espaço legado pelo conceitualismo e abstração, sendo virtuoso em conectar a teoria à prática.
Nesta 2ª edição a proposta continua sendo a mesma, contudo, revisada à luz da Lei 11.101/05, traz também julgados, e principalmente, a inserção de um novo capítulo dedicado à Ordem de Preferência dos Créditos na Lei 11.101/05. Excelente análise doutrinária sobre o assunto.

AUTOR(ES)

Carlos Alberto Farracha de Castro é formado em Direito pela Faculdade de Direito de Curitiba. Mestre em Direito pela UFPR. Doutorando pela UFPR. Membro integrante do projeto de pesquisa “Virada de Copérnico” do núcleo de Estudos de Direito Civil do Programa de Pós-Graduação em Direito da UFPR. Membro da Comissão de Estudos Constitucionais da OAB/PR. Membro do Instituto dos Advogados do Paraná. Autor do livro Falências e Concordatas – a recuperação da empresa em crise, publicado pela Editora Juruá. Tem artigos publicados em revistas especializadas.

ENTREVISTA COM O AUTOR

Título: Preserve sua Empresa
Resumo: Deseja preservar sua empresa? Então confira a substancial entrevista com Dr. Carlos Alberto Farracha!

Clique aqui e leia a íntegra da entrevista.

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO

Capítulo I - PREMISSAS BÁSICAS DO DIREITO FALI M ENTAR

1.1 Evolução do Direito Falimentar

1.2 A Falência no Direito Brasileiro

1.3 Função do Direito Falimentar

1.4 Direito Falimentar Constitucional

1.5 Interpretação do Direito Falimentar Pátrio

Capítulo II - PRINCÍPIOS QUE REGEM O DIREITO FALIMENTAR

2.1 Preservação do Crédito

2.2 Igualdade de Credores

2.3 Vedação ao Enriquecimento Ilícito

2.4 Preservação da Empresa

2.5 Celeridade

2.6 Coletividade

Capítulo III - APLICAÇÃO DA FALÊNCIA

3.1 Comerciante

3.2 Empresário

3.3 A Unificação do Sistema de Insolvência - uma Proposta para Reflexão

3.4 Sujeito na Lei 11.101/05

Capítulo IV - PECULIARIDADES DA FALÊNCIA

4.1 Falência: Processo ou Instituto de Direito Falimentar

4.2 Ação Pré-Falencial

4.3 Natureza Jurídica da Sentença que Decreta a Abertura da Falência

4.4 Conteúdo da Sentença que Decreta a Falência

Capítulo V - INSOLVÊNCIA DO DEVEDOR

5.1 Inadimplência e Insolvência

5.2 Insolvência Presumida

5.3 Critérios Objetivos

Capítulo VI - LEGITIMIDADE PARA O REQUERIMENTO DA FA- LÊNCIA

6.1 Credores

6.2 Credor Usurário - Legitimidade?

6.3 Falência de um único Credor?

6.4 Devedor: Autofalência

6.5 Outras Pessoas Legitimadas

Capítulo VII - ASPECTOS DA AÇÃO PRÉ-FALENCIAL

7.1 Consolidação dos Pressupostos da Falência

7.2 Rito Processual

7.3 Solenidade do Protesto Cambiário

7.4 Intervenção do Ministério Público

Capítulo VIII - MATÉRIA DE DEFESA NA AÇÃO PRÉ-FALENCIAL

8.1 Defesa Indireta: Aspectos Processuais

8.2 Relevante Razão de Direito

8.3 Acordo na Ação Pré-FalencialSuspensão do Processo

8.4 Depósito Elisivo - Caução de Bens?

Capítulo IX - DESVIRTUAMENTO DA AÇÃO PRÉ-FALENCIAL

9.1 Desvio da Finalidade da Falência

9.2 Conseqüências Nefastas do Simples Ajuizamento

9.3 Condenação em Perdas e Danos

9.4 Momento e Forma para Apuração do Quantum Indenizatório

9.5 Da (In)Segurança e (Des)Credibilidade Forense

Capítulo X - O DESVIRTUAMENTO DA FALÊNCIA FRUSTRADA

10.1 Falência Frustrada

10.2 Do Desvirtuamento da Falência Frustrada

10.3 Da Responsabilidade dos Sócios

10.4 Participação Efetiva dos Credores

Capítulo XI - A ORDEM DE PREFERÊNCIA DOS CRÉDITOS NA LEI 11.101/05

11.1 A Noção de Igualdade na Falência

11.2 Credores da Massa Falida e Credores da Falida

11.3 A Ordem de Preferência na Lei 11.101/05

11.4 Créditos Extraconcursais

Capítulo XII - UMA DECISÃO INÉDITA - SUPERAÇÃO DO POSI- TIVISMO E A TENDÊNCIA DE PRESERVAÇÃO DA EMPRESA

12.1 O Direito Positivo e as Realidades Sociais

12.2 Da Legislação

12.3 DecisãoSui Generis

12.4 O Direito e a Filosofia

12.5 Aristóteles, a Justiça e o Pensamento Tópico

12.6 Da Realização da Justiça (Superação do Positivismo)

12.7 Do Caso Concreto em Análise

JURISPRUDÊNCIA

REFERÊNCIAS

ÍNDICE ALFABÉTICO

A

  • Abertura da falência. Natureza jurídica da sentença que decreta a abertura da falência
  • Ação pré-falencial
  • Ação pré-falencial. Acordo. Suspensão do processo.
  • Ação pré-falencial. Aspectos
  • Ação pré-falencial. Desvirtuamento.
  • Ação pré-falencial. Matéria de defesa
  • Acordo. Ação pré-falencial. Suspensão do processo.
  • Ajuizamento. Conseqüencias nefastas do simples ajuizamento
  • Análise do caso concreto
  • Aplicação da falência
  • Aristóteles, a justiça e o pensamento tópico
  • Aspectos da ação pré-falencial
  • Auto-falência. Devedor

C

  • Caso concreto em análise
  • Caução de bens. Depósito elisivo
  • Celeridade.
  • Coletividade.
  • Comerciante.
  • Condenação em perdas e danos
  • Conseqüencias nefastas do simples ajuizamento
  • Consolidação dos pressupostos da falência
  • Conteúdo da sentença que decreta a falência
  • Créditos extraconcursais
  • Credor usurário. Legitimidade?
  • Credor. Falência de um único credor?
  • Credores da falida. Credores da massa falida.
  • Credores da massa falida e credores da falida.
  • Credores. Legitimidade para o requerimento da falência
  • Credores. Participação efetiva dos credores.
  • Critérios objetivos. Insolvência

D

  • Decisão «sui generis»
  • Depósito elisivo. Caução de bens
  • Desvio da finalidade da falência
  • Desvirtuamento da falência frustrada
  • Desvirtuamento. Ação pré-falencial.
  • Devedor. Auto-falência
  • Devedor. Insolvência
  • Direito brasileiro. Falência
  • Direito constitucional. Direito falimentar constitucional.
  • Direito e a filosofia.
  • Direito falimentar constitucional.
  • Direito falimentar. Evolução
  • Direito falimentar. Função
  • Direito falimentar. Interpretação
  • Direito falimentar. Premissas básicas
  • Direito falimentar. Princípios
  • Direito positivo e realidades sociais.

E

  • Empresário
  • Enriquecimento ilícito. Vedação
  • Evolução do direito falimentar

F

  • Falência de um único credor?
  • Falência frustrada
  • Falência no direito brasileiro
  • Falência. Abertura. Natureza jurídica da sentença que decreta a abertura da falência
  • Falência. Aplicação
  • Falência. Noção de igualdade
  • Falência. Peculiaridades
  • Falência. Processo ou instituto de direito falimentar.
  • Falência. Rito processual
  • Finalidade da falência. Desvio
  • Função do direito falimentar.

I

  • Igualdade de credores.
  • Inadimplência. Insolvência
  • Insolvência do devedor
  • Insolvência presumida
  • Insolvência. Critérios objetivos
  • Insolvência. Inadimplência
  • Insolvência. Unificação do sistema de insolvência. Uma proposta para reflexão
  • Interpretação. Direito falimentar
  • Intervenção. Ministério público
  • Introdução

J

  • Jurisprudência
  • Justiça. Superação do positivismo

L

  • Legislação
  • Legitimidade para o requerimento da falência
  • Legitimidade. Credor usurário
  • Lei 11.101/2005. Ordem de preferência dos créditos.
  • Lei 11.101/2005. Ordem de preferência
  • Lei 11.101/2005. Sujeito.

M

  • Matéria de defesa na ação pré-falencial
  • Ministério público. Intervenção
  • Momento e forma para apuração do «quantum» indenizatório

N

  • Natureza jurídica da sentença que decreta a abertura da falência
  • Noção de igualdade na falência

O

  • Ordem de preferência dos créditos. Lei 11.101/2005
  • Ordem de preferência. Lei 11.101/2005

P

  • Participação efetiva dos credores
  • Peculiaridades da falência
  • Perdas e danos. Condenação
  • Pessoas legitimadas. Requerimento de falência
  • Positivismo. Decisão inédita. Superação do positivismo e a tendência de preservação da empresa
  • Premissas básicas do direito falimentar
  • Preservação da empresa
  • Preservação da empresa. Decisão inédita. Superação do positivismo
  • Preservação do crédito
  • Pressupostos da falência. Consolidação
  • Princípios que regem o direito falimentar
  • Processo ou instituto de direito falimentar. Falência
  • Protesto cambiário. Solenidade

Q

  • «Quantum» indenizatório. Momento e forma para apuração

R

  • Realidades sociais e direito positivo.
  • Realização da justiça. Superação do positivismo
  • Referências
  • Relevante razão de direito
  • Requerimento da falência. Legitimidade
  • Requerimento de falência. Outras pessoas legitimadas.
  • Responsabilidade dos sócios
  • Rito processual. Falência

S

  • Segurança e credibilidade forense
  • Sentença que decreta a falência. Conteúdo
  • Sentença. Natureza jurídica da sentença que decreta a abertura da falência.
  • Sócios. Responsabilidade
  • Solenidade. Protesto cambiário
  • Sujeito na Lei 11.101/2005.
  • Superação do positivismo. Realização da justiça
  • Suspensão do processo. Acordo. Ação pré-falencial.

T

  • Tendência de preservação da empresa

U

  • Unificação do sistema de insolvência. Uma pr oposta para reflexão

V

  • Vedação ao enriquecimento ilícito
INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: