Entendendo o Laudo Pericial Grafotécnico e a Grafoscopia

Luiz Roberto Ferreira Falat, Hildebrando Magno Rebello Filho

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 20,00

Versão impressa

Ficha técnica

Autor(es): Luiz Roberto Ferreira Falat, Hildebrando Magno Rebello Filho

ISBN: 853620223-8

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 136

Publicado em: 13/12/2002

Área(s): Contabilidade - Perícia e Auditoria; Direito Processual Civil; Direito Processual Penal

Sinopse

O projeto de elaboração deste livro iniciou-se no momento em que os autores observaram a necessidade de se facilitar a interpretação e entendimento do Laudo Pericial Grafotécnico, principalmente em se tratando de matéria técnica.

A obra tem por objetivo tornar de fácil compreensão o trabalho pericial grafotécnico, através da demonstração e explanação sobre as etapas que envolvem a elaboração das perícias grafotécnicas, bem como, dotar os leitores de conhecimento sobre os aspectos e características gráficas que compõem uma análise grafotécnica.

Autor(es)

LUIZ ROBERTO FERREIRA FALAT
Bacharel em Direito pelo Centro Universitário Autônomo do Brasil – UNIBRASIL, onde desenvolveu estudos acerca dos pressupostos legais e da aplicabilidade da prova pericial junto ao Processo Civil. Atua há mais de 12 anos como perito grafotécnico junto às Varas Cíveis do Estado do Paraná e Varas Federais da Seccional do Paraná. Ministrou diversos cursos e palestras relacionadas à Prevenção de Fraudes junto a empresas privadas e Associações Comerciais do Estado do Paraná. Foi membro do Comitê de Fraudes do Banco do Estado do Paraná a da Associação dos Bancos do Estado do Rio de Janeiro.


HILDEBRANDO MAGNO REBELLO FILHO
Administrador de Empresas formado pela FAE – Faculdade Católica de Administração e Economia. Perito Grafotécnico e Documentoscópico no Estado do Paraná, tendo curso de especialização em Condução de Grupos. Ministra palestras/cursos sobre Grafoscopia e Prevenção a Fraudes, além de prestar consultoria nos temas abordados. Realizou Estágio Profissional junto ao Instituto de Criminalística do Paraná e atuou como Membro do Comitê de Fraudes do Banco do Estado do Paraná e do Comitê de Fraudes da Associação Brasileira de Bancos do Estado do Rio de Janeiro.
 

Sumário

1 INTRODUÇÃO DA PERÍCIA

2 OBJETIVO DA PERÍCIA

3 DESCRIÇÃO DA PEÇA QUESTIONADA

4 PEÇA PADRÃO

4.1 Dos tipos de assinaturas questionadas

4.1.1 Assinaturas Simplificadas

4.1.2 Assinaturas com Sobreposições de Traços

4.1.3 Assinatura Cursiva, Legível e Evoluída

4.1.4 Assinatura Cursiva Legível e Não Evoluída

4.1.5 Assinaturas Não Legíveis

4.2 Fotocópias

4.2.1 Sulcos no Papel-Suporte

4.2.2 Ausência de Dinamismo

4.2.3 Brilho

4.2.4 Definição do Traçado

4.3 Fac-Símile

4.3.1 Espontaneidade

4.3.2 Dinamismo

4.3.3 Imagem

4.3.4 Pontos de apoio

5 COLETA DE PADRÕES

5.1 Papel suporte

5.2 Posição adequada para coleta de padrões

5.3 Instrumento escritor

5.4 Coleta propriamente dita

5.5 Muscular

5.6 Fator psicológico

5.7 Padrões contemporâneos

5.8 Padrões com naturalidade

5.9 Padrões á vista

5.10 Membro escritor

5.11 Outras patologias

5.12 Dicas

6 ORIENTAÇÃO DO TRABALHO PERICIAL

6.1 Recursos óticos

6.1.1 Conta-Fios

6.1.2 Lupa

6.1.3 Microscópio Estereoscópico (Lupa Estereoscópica)

6.1.4 Microscópio

6.1.5 Digitalização de Imagens

7 CONFRONTO ENTRE A PEÇA QUESTIONADA E O PADRÃO

8 CONCLUSÃO PERICIAL

9 FUNDAMENTAÇÃO DA CONCLUSÃO E ILUSTRAÇÃO

9.1 Ilustrações do trabalho

10 A FORMULAÇÃO DOS QUESITOS

10.1 Quesitos suplementares

10.2 Quesitos impertinentes

10.3 Ordem de resposta aos quesitos

11 ASSISTENTE TÉCNICO

12 RECUSA DA PERÍCIA

13 HONORÁRIOS

13.1 Valor da causa

13.2 Número de documentos a serem analisados/Horas trabalhadas

13.3 Complexidade e número de quesitos apresentados

13.4 Custos administrativos

13.5 Prazo estipulado para a realização da perícia

13.6 Cobrança dos honorários periciais

13.7 Prescrição dos honorários periciais

14 GRAFOSCOPIA

14.1 Conceito de grafoscopia

14.2 Princípios e asleis do grafismo

14.2.1 Princípio Fundamental

14.2.2 Princípio Inicial

14.2.3 As Leis do Grafismo

14.3 Fases da produção do grafismo

14.4 Evolução da escrita

14.5 Peças motivantes e padrões de confronto

14.6 Os gramas

14.6.1 As formas gráficas dos gramas

14.6.2 Comportamento dos Gramas em Relação às Linhas de Base

14.6.2.a) Gramas não passantes

14.6.2.b) Gramas passantes superiores

14.6.2.c) Gramas passantes inferiores

14.6.2.d) Gramas duplo passantes

14.7 As etapas para a análise do grafismo

14.7.1 Imagem

14.7.1.1 Trajetória do punho

14.7.1.2 Inclinação axial

14.7.1.3 Alinhamento gráfico

14.7.1.4 Espaçamentos

14.7.1.5 Relações interlineares

14.7.1.6 Calibre

14.7.1.7 Gladiolagem

14.7.1.8 Idiografismo

14.8 Espontaneidade

14.8.1 Fatores que Influenciam a Quebra da Naturalidade

14.8.1.a) Origem acidental

14.8.1.b) Origem emotiva

14.8.1.c) Origem patológica

14.8.1.d) Origem senil

14.8.1.e) Origem fraudulenta

14.9 Dinâmica

14.10 Análise do resultado do confronto

14.11 Pontos de apoio

14.11.1 Ataques e Remates

14.11.1.a) Não apoiado

14.11.1.b) Apoiado

14.11.1.c) Arpão

14.11.1.d) Infinito

14.11.2 Tendência do Punho

14.11.2.a) Arcada

14.11.2.b) Guirlanda

14.11.2.c) Anguloso

14.11.3 Observações

14.11.3.a) Encavalamento

14.11.3.b) Entintamento

14.11.3.c) Erro de Planejamento

14.11.3.d) Fechamento dos gramas circulares

14.12 Tipos de falsificações

14.12.1 Falsificação sem Imitação

14.12.2 Falsificação por Imitação de Memória

14.12.3 Falsificação por Imitação Servil

14.12.4 Falsificação por Decalque

Índice alfabético

A

  • Análise do resultadodo confronto
  • Análise documental. Número de documentos a serem analisados/horas trabalhadas
  • Assinatura. Tipos de assinaturas questionadas.
  • Assinatura cursiva, legível e evoluída.
  • Assinatura cursiva, legível e não evoluída
  • Assinaturas com sobreposição de traços
  • Assinaturas nãolegíveis.
  • Assinaturas simplificadas.
  • Assistente técnico.
  • Ataques e remates. Pontos de apoio
  • Ausência de dinamismo

B

  • Brilho. Fotocópias.

C

  • Cobrança dos honorários periciais
  • Coleta de padrões
  • Coleta de padrões. Posição adequada.
  • Coleta propriamente dita
  • Complexidade e número de quesitos apresentados
  • Comportamento dos gramas em relação à linhas de base
  • Conceito de grafoscopia.
  • Conclusão. Fundamentação da conclusão e ilustração
  • Conclusão pericial
  • Confronto. Análise do resultado do confronto.
  • Confronto. Peças motivantese padrões de confronto
  • Confronto entre a peça questionada e o padrão
  • Conta-fios
  • Custos administrativos.

D

  • Definição do traçado. Fotocópias
  • Descrição da peçaquestionada
  • Dicas
  • Digitalização de imagens
  • Dinâmica. Grafismo.
  • Dinamismo. Ausência de dinamismo.
  • Dinamismo. Fac-símile.
  • Documento. Número de documentos a serem analisados/horas trabalhadas

E

  • Escrita. Evoluçãoda escrita
  • Espontaneidade. Fac-símile
  • Etapas para a análise do grafismo.
  • Evolução daescrita

F

  • Fac-símile
  • Fac-símile. Dinamismo.
  • Fac-símile. Espontaneidade
  • Fac-símile. Imagem
  • Fac-símile. Pontos de apoio
  • Falsificação. Tipos defalsificações
  • Falsificação pordecalque.
  • Falsificação por imitação de memória
  • Falsificação por imitação servil
  • Falsificação semimitação
  • Fases da produçãodo grafismo
  • Fator psicológico.
  • Fatores que influenciam a quebra da naturalidade
  • Fatores que influenciam a quebra da naturalidade. Origem acidental.
  • Fatores que influenciam a quebra da naturalidade. Origem emotiva.
  • Fatores que influenciam a quebra da naturalidade. Origem fraudulenta
  • Fatores que influenciam a quebra da naturalidade. Origem patológica.
  • Fatores que influenciam a quebra da naturalidade. Origem senil.
  • Formas gráficasdos gramas
  • Formulação dosquesitos
  • Fotocópias
  • Fotocópias. Brilho.
  • Fotocópias. Definição do traçado.
  • Fundamentação da conclusão e ilustração.

G

  • Grafismo. Análise do resultado do confronto.
  • Grafismo. Dinâmica
  • Grafismo. Etapas. Análise. Imagem.
  • Grafismo. Etapas. Análise. Imagem. Alinhamento gráfico.
  • Grafismo. Etapas. Análise. Imagem. Calibre
  • Grafismo. Etapas. Análise.Imagem. Espaçamentos
  • Grafismo. Etapas. Análise. Imagem. Espontaneidade.
  • Grafismo. Etapas. Análise.Imagem. Gladiolagem
  • Grafismo. Etapas. Análise.Imagem. Idiografismo
  • Grafismo. Etapas. Análise. Imagem. Inclinação axial.
  • Grafismo. Etapas. Análise. Imagem. Relações interlineares.
  • Grafismo. Etapas. Análise. Imagem. Trajetória do punho
  • Grafismo. Etapas para a análise do grafismo
  • Grafismo. Fases da produção do grafismo
  • Grafismo. Leis.
  • Grafismo. Peças motivantes epadrões de confronto.
  • Grafismo. Princípio fundamental
  • Grafismo. Princípio inicial
  • Grafismo. Princípios eleis do grafismo
  • Grafoscopia
  • Grafoscopia. Conceito
  • Gramas. Comportamento dos gramas em relação à linhas de base.
  • Gramas. Formas gráficas dos gramas
  • Gramas. Terminologia
  • Gramas duplos passantes
  • Gramas não passantes
  • Gramas passantes inferiores.
  • Gramas passantes superiores

H

  • Honorários
  • Honorários. Cobrança doshonorários periciais
  • Honorários. Prescrição doshonorários periciais.
  • Hora trabalhada. Número de documentos a serem analisados/horas trabalhadas.

I

  • Ilustração. Fundamentação da conclusão e ilustração.
  • Ilustração dotrabalho.
  • Imagem. Digitalização de imagens
  • Imagem. Fac-símile
  • Imagem. Grafismo. Etapas. Análise
  • Imitação. Falsificação por imitação de memória
  • Imitação. Falsificaçãosem imitação
  • Imitação servil. Falsificação por imitação servil.
  • Instrumento escritor
  • Introdução da perícia

L

  • Laudo grafotécnico. Assinatura cursiva, legível eevoluída.
  • Laudo grafotécnico. Assinatura cursiva legível e não evoluída.
  • Laudo grafotécnico. Assinaturas com sobreposição de traços.
  • Laudo grafotécnico. Assinaturas não legíveis.
  • Laudo grafotécnico. Assinaturas simplificadas.
  • Leis do grafismo
  • Leis e princípiosdo grafismo.
  • Lupa
  • Lupa estereoscópica. Microscópio estereoscópico (lupa estereoscópica)

M

  • Membro escritor.
  • Memória. Falsificação porimitação de memória
  • Microscópio
  • Microscópio estereoscópico(lupa estereoscópica)
  • Muscular

N

  • Naturalidade. Fatores que influenciam a quebra da naturalidade.
  • Número de documentos a serem analisados/horas trabalhadas

O

  • Objetivo da perícia
  • Ordem de resposta aos quesitos
  • Orientação do trabalho pericial
  • Ótica. Recursos óticos.
  • Outras patologias.

P

  • Padrão. Confronto entre a peça questionada e o padrão.
  • Padrões àvista.
  • Padrões com naturalidade
  • Padrões contemporâneos.
  • Papel suporte.
  • Papel-suporte. Sulcos
  • Patologia. Outras patologias.
  • Peça padrão
  • Peça questionada. Confronto entre apeça questionada e o padrão
  • Peças motivantes e padrões de confronto.
  • Perícia. Cobrança doshonorários periciais
  • Perícia. Conclusão pericial
  • Perícia. Descrição da peça questionada
  • Perícia. Introdução da perícia
  • Perícia. Objetivoda perícia.
  • Perícia. Orientação dotrabalho pericial.
  • Perícia. Prazo estipulado para a realização
  • Perícia. Prescrição doshonorários periciais.
  • Perícia. Recusada perícia
  • Ponto de apoio. Fac-símile.
  • Pontos de apoio.
  • Pontos de apoio. Ataques e remates.
  • Pontos de apoio. Ataques e remates. Apoiado
  • Pontos de apoio. Ataques e remates. Arpão.
  • Pontos de apoio. Ataques e remates. Infinito.
  • Pontos de apoio. Ataques e remates. Não apoiado.
  • Pontos de apoio. Ataques e remates. Tendência de punho.
  • Pontos de apoio. Observações.
  • Pontos de apoio. Observações. Encavalamento
  • Pontos de apoio. Observações. Entintamento
  • Pontos de apoio. Observações.Erro de planejamento
  • Pontos de apoio. Observações. Fechamento dos gramas circulares.
  • Pontos de apoio. Tendência de punho.
  • Pontos de apoio. Tendência de punho. Anguloso
  • Pontos de apoio. Tendência de punho. Arcada
  • Pontos de apoio. Tendência de punho. Guirlanda.
  • Posição adequada paracoleta de padrões
  • Prazo estipulado para a realização da perícia.
  • Preâmbulo.
  • Prescrição dos honorários periciais.
  • Princípios e leisdo grafismo.
  • Psicologia. Fator psicológico.

Q

  • Quesito. Complexidade e número de quesitos apresentados.
  • Quesito. Formulação dos quesitos
  • Quesito. Ordem de resposta aos quesitos.
  • Quesitos impertinentes.
  • Quesitos suplementares.
  • Questionamento. Confronto entre a peça questionada e o padrão.
  • Questionamento. Descriçãoda peça questionada.
  • Questionamento. Tipos de assinaturas questionadas.

R

  • Recursos óticos
  • Recusa da perícia

S

  • Sobreposição de traços. Assinatura.
  • Sulcos no papel-suporte

T

  • Tendência de punho. Pontos de apoio.
  • Terminologia. Os gramas
  • Tipos de assinaturas questionadas.
  • Tipos de falsificações.
  • Trabalho pericial. Orientação do trabalho pericial
  • Traçado. Definição do traçado. Fotocópias.

V

  • Valor da causa.