Relações Diplomáticas entre Argentina e Brasil no Mercosul, As - Princípios de Hegemonia, Dependência e Interesse Nacional no Tratado de Assunção

José Alexandre A. Hage

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 20,00

Versão impressa

Ficha técnica

Autor(es): José Alexandre A. Hage

ISBN: 853620617-9

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 162

Publicado em: 25/02/2004

Área(s): Direito Internacional

Sinopse

A presente obra analisa as relações diplomáticas entre Argentina e Brasil no âmbito do Mercosul. O trabalho procura observar a possibilidade de se reproduzir características de dependência no intercâmbio econômico entre os maiores países sul-americanos. Isto em razão da relativa desindustrializacão argentina com início na década de 1980. Esta dissertação tenciona, igualmente, analisar a retomada do agronegócio, a economia de base na Argentina e os efeitos que tal economia pode causar nas relações entre o vizinho platino e o Brasil. Outro aspecto a ser averiguado é a possível hegemonia do Brasil na condução política do Mercosul; vale dizer, dois problemas que podem perturbar o espírito deste plano de integração do Cone Sul, que é o da cooperação.

Autor(es)

José Alexandre A. Hage
Mestre em Ciência Política pela Unicamp e Professor Universitário.

Sumário

INTRODUÇÃO

Desenvolvimento do Tema

Procedimentos Metodológicos

Plano de Trabalho

CAPÍTULO I - A POLÍTICA CLÁSSICA NO MERCOSUL

À Guisa de Explicação

A Tradição Realista

O Conceito de Hegemonia

O Conceito de Dependência

O Conceito de Interesse Nacional

CAPÍTULO II - RECENTES TRANSFORMAÇÕES NO SISTEMA INTERNACIONAL

Transformações no Plano Global

Transformações na América Latina

CAPÍTULO III - DESAFIOS HISTÓRICOS DO MERCOSUL

A Política Externa Brasileira e a Questão Nuclear

A Afirmação Diplomática Brasileira na Questão de Corpus-Itaipu

CAPÍTULO IV - A REALIZAÇÃO DO MERCOSUL

Os Fatores Históricos da Integração na América Latina

O Advento do Mercosul

A Razão do Mercosul

CAPÍTULO V - A PARALISIA DO MERCOSUL

Os Contratempos entre Argentina e Brasil no Mercosul

A Relativa Desindustrialização da Argentina

Os Dilemas da Argentina e do Brasil no Mercosul

CONSIDERAÇÕES FINAIS

ANEXOS

REFERÊNCIAS

Índice alfabético

A

  • Afirmação diplomática brasileira na questão de corpus-itaipu
  • América Latina. Fatores históricos da integração na América Latina.
  • América latina. Transformações na América Latina.
  • Apresentação.

B

  • Bibliografia. Referências bibliográficas.

C

  • Conceito. Dependência
  • Conceito. Hegemonia.
  • Conceito. Interesse nacional.
  • Consideraçõesfinais.
  • Contratempos entre Argentina e Brasil no Mercosul

D

  • Dependência.Conceito
  • Desafios históricos do Mercosul
  • Desindustrialização. Relativa desindustrialização da Argentina.
  • Dilemas da Argentina e doBrasil no Mercosul.

F

  • Fatores históricos da integração na América Latina

H

  • Hegemonia. Conceito

I

  • Integração na América Latina. Fatores históricos.
  • Interesse nacional. Conceito
  • Introdução.

M

  • Mercosul. A realização do Mercosul
  • Mercosul. Advento
  • Mercosul. Contratempos entre Argentina e Brasil no Mercosul.
  • Mercosul. Desafios históricos do Mercosul.
  • Mercosul. Dilemas da Argentinae do Brasil no Mercosul
  • Mercosul. Paralisiado Mercosul.
  • Mercosul. Política clássica no Mercosul.
  • Mercosul. Razões.

P

  • Paralisia do Mercosul
  • Política clássica no Mercosul.
  • Política externa brasileirae a questão nuclear
  • Prefácio.

Q

  • Questão corpus-itaipu. Afirmação diplomática brasileira na questão de corpus-itaipu
  • Questão nuclear. Política externa brasileira e a questão nuclear.

R

  • Realização doMercosul
  • Recentes transformações nosistema internacional
  • Referências bibliográficas.
  • Relativa desindustrialização da Argentina

T

  • Tradição realista.
  • Transformações naAmérica Latina
  • Transformações noplano global