Recursos Especial e Extraordinário - Interposição Simultânea - Fundamentos Suficientes e Prejudicialidade - Biblioteca de Estudos - Professor Arruda Alvim

José Theophilo Fleury

Preço:
Parcele em até 6x sem juros no cartão. Parcela mínima de R$ 20,00
FICHA TÉCNICA
Autor(es): José Theophilo Fleury
ISBN: 978853621712-3
Acabamento: Capa Dura + Sobrecapa
Número de Páginas: 368
Publicado em: 16/10/2007
Área(s): Direito Constitucional; Direito Processual Civil
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

A dicotomia do antigo recurso extraordinário, pela Constituição Federal de 1988, importou em alterações profundas na âmbito dos recursos excepcionais, que vão desde as conseqüências da interposição simultânea do recurso extraordinário (stricto sensu) e do recurso especial, passando pela ordem do julgamento de referidos recursos de estrito direito, chegando a questões mais complexas, como se dá em relação à substitutividade das decisões dos tribunais locais, objeto de recursos especial e extraordinário e, consequentemente, das decisões passíveis de ação rescisória, do prazo decandencial para sua propositura e da competência para julgá-la. O tema ganha relevância quando a decisão do tribunal a quo está fulcrada em mais de um fundamento jurídico suficiente para mantê-lo, em especial, quando um dos fundamentos é de índole constitucional e o outro de índole infraconstitucional. Daí decorre a necessidade de a parte atacar, via recursos especial e extraordinário, todos os fundamentos suficientes da decisão, sob pena de, interposto apenas um dos recursos, faltar à parte interesse de recorrer, pois nada adiantará o provimento do recurso interposto, se a decisão local irá se manter pelo outro fundamento, não impugnado.
O assunto cresce de complexidade quando a perspectiva se coloca em termos de substitutividade da decisão do Tribunal local, objeto de recurso especial e extraordinário. Daí surge a necessidade de se saber se ambos os recursos haverão de ser julgados, ou se bastaria apenas um deles, para que se dê a substituição da decisão local e, portanto, a fixação da competência para a prospositura de ação rescisória. Procuramos abordar ainda o cabimento, agora, diante da cisão do antigo recurso extraordinário, de recurso excepcional condicionado do vencedor; figura de há muito Conhecida e debatida no direito italiano.

AUTOR(ES)

José Theophilo Fleury é Advogado militante em São José do Rio preto, São Paulo e Brasília; graduado em Direito pela Faculdade Paulista de Direito da Pontifícia Universidade católica de são Paulo; Mestre em Direito pela Pontifícia Universidade de São Paulo; Professor na cadeira de Direito Processual Civil, curso de graduação da Unilago – União das Faculdades dos Grandes Lagos, em São José do Rio Preto – SP; membro do Conselho Editorial da “Revista Autônoma de Processo”, da “Revista Autônoma de Direito Privado” , e da “ Biblioteca de Estudos em Homenagem ao Professor Arruda Alvim” , todas de publicação da Juruá Editora; Conferencista em cursos de Direito Processual Civil em todo o país. Tem diversos trabalhos publicados.

INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: