Criminologia Genética - Perspectivas e Perigos

Eduardo Luiz Santos Cabette

Leia na Biblioteca Virtual
FICHA TÉCNICA
Autor(es): Eduardo Luiz Santos Cabette
ISBN: 978853621820-5
Acabamento: Brochura
Número de Páginas: 132
Publicado em: 12/12/2007
Área(s): Direito Penal
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

As recentes descobertas relativas à genética e sua aplicação aos seres humanos, especialmente no que se refere à conduta, podem ensejar profundas discussões acerca das inúmeras possibilidades de aplicação nos mais diversos ramos do saber e da atividade humana. Uma dessas questões versa sobre o potencial do conhecimento genético no estudo do crime e do criminoso. É preciso saber o que se “pode” fazer com esse novo poder, mas principalmente o que se “deve” fazer com ele, quais as potencialidades e os perigos da formulação de uma Criminologia Genética? Procurar-se-á demonstrar neste trabalho as reais possibilidades que a genética descortina ante a questão criminológica. Afinal, há realmente “genes criminosos ou anti-sociais”? Pode-se pensar em uma espécie de ressocialização ou socialização genética? A manipulação genética pode ser um meio eficaz de prevenção/repressão criminal?
O tema é atual e controverso, representando um dos desafios bioéticos do presente e do futuro próximo, de modo que ninguém deve ficar alheio a essa problemática combinação entre a Criminologia e a Genética, tendo em vista as conseqüências que podem ser promissoras ou devastadoras, tudo dependendo do rumo a ser dado às pesquisas e aplicações desse poderoso conhecimento.

AUTOR(ES)

Eduardo Luiz Santos Cabette é Delegado de Polícia, Mestre em Direito Social, Pós – graduado com especialização em Direito Penal e Criminologia, Professor de Direito Penal, Processo Penal e Legislação Penal e Processual Penal Especial na Unisal e Membro do Grupo de Pesquisa de Bioética e Biodireito da Unisal.

ENTREVISTA COM O AUTOR

Título: Eutanásia e Ortotanásia - Comentários à Resolução 1.805/06 CFM - Aspectos Éticos e Jurídicos
Resumo: A entrevista ora apresentada ao público investiga os diversos prismas relevantes a questão da vida e da morte, primando por uma orientação marcada por um horizonte antropológico que privilegia a dignidade da pessoa humana. A característica interdisciplinar desenvolvida com esmero e sensibilidade nesta entrevista enriquece o leitor para além de sua formação técnica, sob os aspectos humano e cultural. Confira!

Clique aqui e leia a íntegra da entrevista.

SUMÁRIO

APRESENTAÇÃO

INTRODUÇÃO

CAPÍTULO I - ESBOÇANDO UMA EVOLUÇÃO HISTÓRICA DA CRIMINOLOGIA

CAPÍTULO II - GENÉTICA: SOLUÇÃO PARA O PROBLEMA DA VIOLÊNCIA E DO CRIME?

2.1 A Reflexão Como Uma Necessidade Constante

2.2 Bases da Culpabilidade

2.3 O Totalitarismo Oculto na Criminologia Genética

2.4 A Desconstrução da Autenticidade Como Violação da Dignidade Humana

2.5 Criminologia Genética: Uma Perigosa Mistura de Fantasias, Intolerância e Exclusão

CONCLUSÃO

REFERÊNCIAS

ÍNDICE ALFABÉTICO

A

  • Apresentação.
  • Autenticidade. Desconsideração da autenticidade como violação da dignidade humana.

B

  • Bases da culpabilidade.

C

  • Conclusão.
  • Crime. Solução para o problema da violência e do crime?
  • Criminologia. Esboçando um evolução histórica da criminologia.
  • Criminologia. Totalitarismo oculto na criminologia genética.
  • Criminologia genética: uma perigosa mistura de fantasias, intolerância e exclusão.
  • Culpabilidade. Basesda culpabilidade.

D

  • Desconsideração da autenticidade como violação da dignidade humana.
  • Dignidade humana. Desconsideração da autenticidade como violação da dignidade humana.
  • Dignidade humana. Desconsideração da autenticidade como violação da dignidade humana.

E

  • Esboçando um evolução histórica da criminologia.
  • Evolução histórica. Criminologia. Esboçando um evolução histórica da criminologia.
  • Exclusão. Criminologia genética: uma perigosa mistura de fantasias, intolerância e exclusão.

F

  • Fantasia. Criminologia genética: uma perigosa mistura de fantasias, intolerância e exclusão.

G

  • Genética. Criminologia genética: uma perigosa mistura de fantasias, intolerância e exclusão.
  • Genética. Totalitarismo ocultona criminologia genética.

H

  • História. Esboçando um evolução histórica da criminologia.

I

  • Intolerância. Criminologia genética: uma perigosa mistura de fantasias, intolerância e exclusão.
  • Introdução.

R

  • Referências.
  • Reflexão como uma necessidade constante.

S

  • Solução para o problema daviolência e do crime?

T

  • Totalitarismo oculto nacriminologia genética.

V

  • Violência. Solução para o problema da violência e do crime?
INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: