O Universalismo e os Seus Descontentes - A Política Exterior do Brasil no Governo Figueiredo - (de 1979 a 1985) - Coleção Relações Internacionais

Túlio Sérgio Henriques Ferreira

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 20,00

Versão impressa

Ficha técnica

Autor(es): Túlio Sérgio Henriques Ferreira

ISBN: 978853622526-5

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 164

Publicado em: 25/06/2009

Área(s): Direito - Outros

Sinopse

COLEÇÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS

A expansão do ensino de relações internacionais, nos níveis de graduação e pós-graduação, tem sido exponencial nos últimos anos. A coleção Relações Internacionais, lançamento da Editora Juruá, tem o propósito de prover estudantes, professores e profissionais da área com o conhecimento que resulta da expansão das pesquisas nas Universidades brasileiras.

O apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico-CNPq, por meio do projeto integrado de pesquisa “Parcerias Estratégicas do Brasil: a construção do conceito e as experiências em curso”, financiado com recursos do Edital Renato Archer de fomento do estudo das relações internacionais e sediado na Universidade de Brasília, encontra-se na origem dessa iniciativa. A coleção Relações Internacionais reúne estudos originais resultantes de dissertações e teses selecionadas, em razão de sua originalidade e relevância, nas Universidades que mantém programas de pós-graduação, bem como obras coletivas ou individuais especialmente focadas nas parcerias operadas pelo Brasil junto a países europeus e emergentes, objetos a que se volta o Renato Archer da UnB.

Em razão do elevado número de lançamentos que a Coleção programou, pretende ser ela instrumento indispensável a todos os que manuseiam o conhecimento atualizado das relações internacionais, seja com o propósito acadêmico, seja com o fim de tomar decisões nas esferas política e social, pública e privada, que engendram o modelo brasileiro de inserção internacional e sua dinâmica operacional.

O espírito que norteia as publicações da Coleção coincide com o espírito de isenção, objetividade, clareza e funcionalidade que preside os estudos nas Universidades. Desse modo, põe-se o conhecimento a serviço dos atores que dele fazem uso para equipar-se de expertise com que possam alcançar interesses externos da nação ou de seus segmentos sociais, bem como reagir e equilibrar-se diante de interesses que outros países buscam realizar no Brasil.

O livro analisa a política externa do Brasil na gestão do General João Batista de Oliveira Figueiredo, último presidente do ciclo militar iniciado com o Golpe de 1964. O país viveu, neste período, um processo de abertura política e de recondução do país ao regime democrático. Neste contexto, a Política Exterior da nação ficou conhecida como Universalismo – política caracterizada pela aproximação com diversos países nos quatro cantos do mundo. Entretanto, devido à crise manifestada em amplas dimensões da vida nacional, o Universalismo não se estabeleceu como unanimidade e consenso no aparato burocrático do Estado brasileiro. Houve claras manifestações de descontentamento em relação àquela Política Externa capitaneada pelo Chanceler Ramiro Saraiva Guerreiro. Assim, o argumento do autor centra-se na discussão e demonstração do contraste entre o Universalismo e seus críticos, buscando contribuir para o melhor detalhamento da política exterior do Brasil no período de recondução do país à democracia.


 

Autor(es)

Túlio Sérgio Henriques Ferreira é Mestre e Especialista em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília, instituição na qual desenvolve os seus estudos de doutoramento sobre as relações entre o Brasil e os Estados Unidos; graduado em jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – Puc-Minas e em História pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. Colaborador do Boletim Meridiano 47 e de Mundorama – Iniciativa de Divulgação Científica em Relações Internacionais da Universidade de Brasília, é membro do grupo de Estudos e Pesquisa sobre as Relações Internacionais do Brasil Contemporâneo do Instituto de Relações Internacionais da UnB.

COORDENADORES DA COLEÇÃO:  Amado Luiz Cervo e Antônio Carlos Lessa

Sumário

INTRODUÇÃO

Capítulo 1 - MUDANÇA DE GUARDA

1.1 Como tal conjuntura afetaria a política externa do país?

1.2 O processo de abertura política na gestão Figueiredo

1.3 A economia da crise ou a crise da economia?

1.4 O processo de abertura democrática - perspectivas teóricas e impactos no arranjo de poder

1.5 Os conturbados anos 1980

1.6 O Brasil frente à crise - um pouco de política externa

Capítulo 2 - CONFLITOS E CRISES NO INTERIOR DO ESTADO

2.1 Alguns mapas cognitivos criados na história brasileira

2.2 Limites e possibilidades do autonomismo na política externa brasileira

2.3 Conflitos interburocráticos

2.4 A busca do consenso

2.5 Visões do Brasil no mundo

2.6 Dissonâncias

Capítulo 3 - VISÕES DE MUNDO

3.1 Estados Unidos

3.2 Europa Ocidental

3.3 O Terceiro Mundo

3.4 América Latina

3.5 África e Leste Europeu

3.6 Temas econômicos

CONCLUSÃO

REFERÊNCIAS

ANEXOS

Índice alfabético

A

  • Abertura democrática. Processo. Perspectivas teóricas e impactos no arranjo de poder.
  • Abertura política. Processo de abertura política na gestão Figueiredo.
  • África e Leste Europeu. Relações internacionais. Visões de mundo.
  • Alguns mapas cognitivos criados na história brasileira.
  • América Latina. Relações internacionais. Visões de mundo.
  • Anexo 1. Quadro Comparativo (Universalismo x Críticos)
  • Anexo 2. Gráfico - Exportações brasileiras para os EUA entre o primeiro trimestre de 1980 e o primeiro trimestre de 1985.
  • Anexo 3. Gráfico - Exportações brasileiras para a Argentina entre 1980 e 2004.
  • Anexo 4. Gráfico - Exportações brasileiras para o Uruguai entre 1980 e 2004.
  • Anexo 5. Gráfico - Exportações brasileiras para o Paraguai entre 1980 e 2004.
  • Anexo 6. Gráfico - Exportações brasileiras para a Alemanha entre 1980 e 2004.
  • Anexo 7. Gráfico - Exportações brasileiras para o Reino Unido entre 1980 e 2004.
  • Anexo 8. Gráfico - Exportações brasileiras para a França entre 1980 e 2004.
  • Anexo 9. Gráfico - Exportações brasileiras para a Itália entre 1980 e 2004.
  • Anexo 10. Gráfico - Exportações brasileiras para a Espanha entre 1980 e 2004.
  • Anexo 11. Gráfico - Exportações brasileiras para o Japão entre 1980 e 2004.
  • Anexos.
  • Autonomismo da política. Limites e possibilidades do autonomismo na política externabrasileira

B

  • Brasil. Visões doBrasil no mundo
  • Brasil frente à crise. Umpouco de política externa.
  • Burocracia. Conflitosinterburocráticos.
  • Busca do consenso.

C

  • Como tal conjuntura afetariaa política externado país?.
  • Conclusão
  • Conflitos e crises no interior do Estado.
  • Conflitos interburocráticos
  • Consenso. Busca do consenso
  • Conturbados anos 80
  • Crescimento econômico. Como tal conjuntura afetaria a política externa do país?.
  • Crise. Brasil frente à crise. Um pouco de política externa.
  • Crise. Conflitos e crises no interior do Estado
  • Crise econômica. Economia da crise ou a crise da economia?.

D

  • Democracia. Processo de abertura democrática. Perspectivas teóricas e impactos no arranjo de poder
  • Desenvolvimento. Conflitos interburocráticos
  • Desenvolvimento. Visõesdo Brasil no mundo.
  • Desenvolvimento econômico. Economia da crise ou a crise da economia?.
  • Diplomacia. Europa Ocidental. Relações internacionais. Visões de mundo
  • Dissonâncias.

E

  • Economia. Conturbados anos 80
  • Economia. Temas econômicos
  • Economia da crise ou acrise da economia?
  • Estado. Conflitos e crises no interior do Estado.
  • Estados Unidos. Relações internacionais. Visões de mundo.
  • Europa Ocidental. Relações internacionais. Visões de mundo.

F

  • Figueiredo. Mudança de guarda
  • Figueiredo. Processo de abertura política na gestão Figueiredo.
  • Finanças internacionais. Conturbados anos 80.

G

  • Gestão Figueiredo. Processo de abertura política na gestão Figueiredo.
  • Governo Figueiredo. Brasil frente à crise. Um pouco de política externa.
  • Governo Figueiredo. Busca do consenso
  • Governo Figueiredo. Conflitos e crises no interior do Estado.

H

  • História. Alguns mapas cognitivos criados na história brasileira.
  • História. Conflitos e crisesno interior do Estado.
  • História. Conturbados anos 80
  • História. Mudança de guarda.

I

  • Introdução

L

  • Leste Europeu e África. Relações internacionais. Visões de mundo.
  • Limites e possibilidades do autonomismo na política externa brasileira.

M

  • Mapa cognitivo. Alguns mapas cognitivos criados na história brasileira.
  • Militarismo. Conflitos e crisesno interior do Estado
  • Mudança de guarda
  • Mundo. Visõesde mundo.
  • Mundo. Visões doBrasil no mundo

P

  • Poder. Processo de abertura democrática. Perspectivas teóricas e impactos no arranjo de poder.
  • Política. Alguns mapas cognitivos criados na história brasileira.
  • Política. Conflitos e crisesno interior do Estado.
  • Política. Conflitos interburocráticos
  • Política. Conturbados anos 80
  • Política. Processo de abertura democrática. Perspectivas teóricas e impactos no arranjo de poder
  • Política. Processo de aberturapolítica na gestão Figueiredo.
  • Política. Visões doBrasil no mundo
  • Política externa. Brasilfrente à crise. Um pouco de política externa
  • Política externa. Como tal conjunturaafetaria a política externa do país?
  • Política externa. Limites e possibilidades do autonomismo na política externa brasileira
  • Política externa. Visões de mundo
  • Possibilidades e limites do autonomismo na política externa brasileira.
  • Processo de abertura democrática. Perspectivas teóricas e impactos no arranjo de poder.
  • Processo de abertura política na gestão Figueiredo
  • Projeto autoritário-modernizante. Alguns mapas cognitivos criados na história brasileira
  • Projeto autoritário-modernizante. Limites e possibilidades do autonomismo na política externa brasileira

R

  • Redemocratização. Como tal conjuntura afetaria a política externa do país?
  • Redemocratização. Mudança de guarda
  • Referências.
  • Regime militar. Busca do consenso.
  • Relações internacionais. Dissonâncias
  • Relações internacionais. Visões de mundo.

T

  • Temas econômicos
  • Teoria. Processo de abertura democrática. Perspectivas teóricas e impactos no arranjo de poder.
  • Terceiro Mundo. Relações internacionais. Visões de mundo.
  • Transição de regime. Processo de abertura democrática. Perspectivas teóricas e impactos no arranjo de poder

U

  • Universalismo. Dissonâncias.

V

  • Visões de mundo
  • Visões do Brasil no mundo

Recomendações

Capa do livro: Desenvolvimento - Aspectos Sociais, Econômicos e Político-Criminais, Orgs.: Armando Albuquerque, Manoel Alexandre Cavalcante Belo, Rogério Magnus Varela Gonçalves e Romulo Rhemo Palitot Braga

Desenvolvimento - Aspectos Sociais, Econômicos e Político-Criminais

 Orgs.: Armando Albuquerque, Manoel Alexandre Cavalcante Belo, Rogério Magnus Varela Gonçalves e Romulo Rhemo Palitot BragaISBN: 978853623835-7Páginas: 224Publicado em: 26/06/2012

Versão impressa

R$ 69,90Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Segurança e Defesa na América Latina, Orgs.: Leonardo Ar. de Carvalho, Cristián Garay Vera e Juan C. Peña

Segurança e Defesa na América Latina

 Orgs.: Leonardo Ar. de Carvalho, Cristián Garay Vera e Juan C. PeñaISBN: 978853622554-8Páginas: 352Publicado em: 25/08/2009

Versão impressa

R$ 99,70Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Novos Direitos - Conquistas e Desafios, Coordenador: Reinaldo Pereira e Silva

Novos Direitos - Conquistas e Desafios

 Coordenador: Reinaldo Pereira e SilvaISBN: 978853621972-1Páginas: 264Publicado em: 16/05/2008

Versão impressa

R$ 79,90Adicionar ao
carrinho