Opinião Pública e Política Externa na Abertura Democrática Brasileira - O debate na imprensa durante o governo Figueiredo (1979-1985) - Coleção Relações Internacionais

Geisa Cunha Franco

Leia na Biblioteca Virtual
Preço:
Parcele em até 6x sem juros no cartão. Parcela mínima de R$ 20,00
FICHA TÉCNICA
Autor(es): Geisa Cunha Franco
ISBN: 978853622752-8
Acabamento: Brochura
Número de Páginas: 246
Publicado em: 10/12/2009
Área(s): Direito - Coleções; Direito Internacional
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

Neste Volume:

Capítulo 1
O Ressurgimento do Debate sobre Política Externa no Governo Figueiredo (1979-1985)

Capítulo 2
As Relações com os Estados Unidos (Primeira Fase – 1979-1981): do Distanciamento ao “Banho Maria”

Capítulo 3
As Relações com os Estados Unidos – Segunda Fase (1982-1985) Reaproximação sem “Lua de Mel”

Capítulo 4
Opinião Pública e Relações com o Terceiro Mundo

Capítulo 5
A Opinião Pública e o Eixo Regional: as Relações Brasil – Argentina

AUTOR(ES)

Geisa Cunha Franco é Doutora em Relações Internacionais pelo Instituto de Relações Internacionais (IREL) da Universidade de Brasília (UnB); Mestra em História Social pela Universidade de São Paulo (USP) e graduada em História pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC/GO). É Professora adjunta da PUC/GO, no curso de graduação em Relações Internacionais e no Mestrado em Direito, Relações Internacionais e Desenvolvimento.

SUMÁRIO

LISTA DE SIGLAS E ABREVIATURAS

INTRODUÇÃO

Capítulo 1 O RESSURGIMENTO DO DEBATE SOBRE POLÍTICA EXTERNA NO GOVERNO FIGUEIREDO (1979-1985)

1.1 O cenário internacional

1.2 O ressurgimento do debate

1.3 Regime político e política exterior em um contexto de democratização

1.4 Política externa e modelo de desenvolvimento

1.5 O debate na imprensa durante a abertura política

1.6 Manifestações dos partidos políticos no debate

Capítulo 2 AS RELAÇÕES COM OS ESTADOS UNIDOS (PRIMEIRA FASE - 1979-1981): DO DISTANCIAMENTO AO "BANHO-MARIA"

2.1 As relações entre Brasil e Estados Unidos

2.2 Um lugar de destaque para a potência emergente

2.3 As sugestões de Roberto Campos: a "Parceria Seletiva"

2.4 "Brasil-Estados Unidos: Confronto ou cooperação?" O debate na Folha de S. Paulo

2.5 Caricaturas: o humor entra no debate

2.6 "O Brasil está tratando-nos como se fôssemos Luxemburgo"

Capítulo 3 AS RELAÇÕES COM OS ESTADOS UNIDOS - SEGUNDA FASE (1982-1985) REAPROXIMAÇÃO SEM "LUA DE MEL"

3.1 Visitas presidenciais: Reagan e Figueiredo

3.2 Abertura democrática e legitimidade internacional

3.3 As relações Brasil-Estados Unidos na visão dos partidos políticos

3.4 Dívida Externa: vulnerabilidade e visibilidade

3.5 O discurso de Figueiredo na Assembleia Geral da ONU

3.6 Grupos de trabalho: cooperação militar e inserção econômica

3.7 Inserção econômica e modelo de desenvolvimento: serviços, informática e remessa de lucros

3.8 Menos lamentação e mais pragmatismo

3.9 Mudança de governo: mudança nas relações bilaterais?

Capítulo 4 OPINIÃO PÚBLICA E RELAÇÕES COM O TERCEIRO MUNDO

4.1 África e América Latina: prioridades da política externa

4.2 Brasil: país Ocidentalou de Terceiro Mundo?

4.3 A Guerra Fria no Terceiro Mundo: entre comunistas, racistas e não alinhados

4.4 Cuba: tabu para uns, objeto de desejo para outros

4.5 O pragmatismo energético: as relações com os países da OPEP

4.6 O diálogo Norte-Sul e o diálogo Sul-Sul

4.7 Crise econômica e limitações à política terceiro-mundista

4.8 Sucessão presidencial: continuidade da política para oTerceiro Mundo?

Capítulo 5 A OPINIÃO PÚBLICA E O EIXO REGIONAL: AS RELAÇÕES BRASIL-ARGENTINA

5.1 "Olhe o mapa"!

5.2 A solução do contencioso de Itaipu: portas abertas para a aproximação

5.3 Complementaridade econômica e mudança na geopolítica

5.4 A crise econômica reduz a euforia

5.5 Um novo freio ao entusiasmo: a Guerra das Malvinas

5.6 Uma ponte para ressuscitar as esperanças

5.7 Os ventos da democracia animam a aproximação

5.8 Presidentes civis e crise da dívida: entre o otimismo político e o pessimismo econômico

CONCLUSÃO

ARQUIVOS PESQUISADOS

REFERÊNCIAS

ÍNDICE ALFABÉTICO

A

  • Abertura democrática e legitimidade internacional
  • Abertura política. Debate na imprensa. Ressurgimento do debate sobre política externa no GovernoFigueiredo (1979-1985)
  • Abreviaturas. Lista desiglas e abreviaturas
  • África e América Latina: prioridades da política externa. Opinião pública e relações com o terceiro mundo
  • América Latina e África: prioridades da política externa. Opinião pública e relações com o terceiro mundo
  • Aproximação. Solução do contenciosode Itaipu: portas abertas para a aproximação
  • Aproximação. Ventos da democracia animam a aproximação
  • Arquivos pesquisados
  • As relações Brasil-Estados Unidosna visão dos partidos políticos
  • Assembleia Geral da ONU. Discurso de Figueiredo

B

  • Brasil-Argentina. Eixo. Opiniãopública e o eixo regional
  • Brasil-Estados Unidos na visão dos partidos políticos. Relações
  • Brasil-Estados Unidos. Caricaturas. O humor entra no debate
  • Brasil-Estados Unidos. Confronto ou cooperação? Debate na Folha de S. Paulo
  • Brasil-Estados Unidos. Grupos de trabalho: cooperação militar e inserção econômica
  • Brasil-Estados Unidos. "O Brasil está tratando-nos como se fôssemos Luxemburgo"
  • Brasil-Estados Unidos. Visitas presidenciais: Reagan e Figueiredo
  • Brasil: país Ocidental oude Terceiro Mundo?
  • Brasil. Lugar de destaque para a potência emergente
  • Brasil. Relações com os Estados Unidos - segunda fase (1982-1985). Reaproximação sem "lua de mel"
  • Brasil. Relações entreBrasil e Estados Unidos

C

  • Caricaturas. O humorentra no debate
  • Cenário internacional. Ressurgimento do debate sobre política externa no Governo Figueiredo (1979-1985)
  • Complementaridade econômicae mudança na geopolítica
  • Comunismo. Guerra Fria no Terceiro Mundo: entre comunistas, racistas e não alinhados
  • Conclusão
  • Confronto ou cooperação? Brasil-Estados Unidos. Debate na Folha de S. Paulo
  • Contencioso de Itaipu. Solução. Portas abertas para a aproximação
  • Continuidade da política para o Terceiro Mundo? Sucessão presidencial
  • Cooperação militar e inserção econômica . Grupos de trabalho. Brasil-Estados Unidos
  • Crise da dívida. Otimismo político e pessimismo econômico. Presidentes civis e crise da dívida
  • Crise econômica brasileira. Menos lamentação e mais pragmatismo
  • Crise econômica e limitações àpolítica terceiro-mundista
  • Crise econômica reduz a euforia
  • Cuba: tabu para uns, objetode desejo para outros

D

  • Debate na Folha de S. Paulo. Brasil-Estados Unidos. Confronto ou cooperação?
  • Debate na imprensa durante a abertura política. Ressurgimento do debate sobre política externano Governo Figueiredo (1979-1985)
  • Debate sobre política externa no Governo Figueiredo (1979-1985). Ressurgimento
  • Debate. Humor. Caricaturas
  • Democracia. Regime político e política exterior em um contexto de democratização. Ressurgimento do debate sobre política externa no Governo Figueiredo (1979-1985)
  • Democracia. Ventos da democracia animam a aproximação
  • Democratização. Regime político e política exterior em um contexto de democratização. Ressurgimento do debate sobre política externa no Governo Figueiredo (1979-1985)
  • Diálogo Norte-Sul e odiálogo Sul-Sul
  • Diálogo Sul-Sul e diálogo Norte-Sul
  • Discurso de Figueiredo na Assembleia Geral da ONU
  • Dívida Externa: vulnerabilidade e visibilidade
  • Do distanciamento ao "banho-maria". Relações com os Estados Unidos (primeira fase - 1979-1981)

E

  • Eixo regional: as relações Brasil-Argentina. Opinião pública
  • Energia. Pragmatismo energético: as relações com os países da OPEP
  • Entre comunistas, racistas e não alinhados. Guerra Fria no Terceiro Mundo
  • Entre o otimismo político e o pessimismo econômico. Presidentes civis e crise da dívida
  • Estados Unidos-Brasil. Caricaturas. O humor entra no debate
  • Estados Unidos-Brasil. Confronto ou cooperação? Debate na Folha de S. Paulo
  • Estados Unidos-Brasil. "O Brasil está tratando-nos como se fôssemos Luxemburgo"
  • Estados Unidos. Relações com os Estados Unidos (primeira fase - 19791981). Do distanciamento ao "banho-maria"
  • Estados Unidos. Relações entre Brasil e Estados Unidos
  • Euforia. Crise econômicareduz a euforia

F

  • Figueiredo e Reagan. Visitas presidenciais. Brasil-Estados Unidos
  • Figueiredo na Assembleia Geral da ONU. Discurso
  • Folha de S. Paulo. Debate. Brasil-Estados Unidos. Confronto ou cooperação?

G

  • Geopolítica. Complementaridade econômica e mudança na geopolítica
  • Governo Figueiredo (1979-1985). Debate sobre política externa. Ressurgimento
  • Governo Figueiredo. Sugestões de Roberto Campos: a "Parceria Seletiva"
  • Governo. Mudança. Relações bilaterais
  • Grupos de trabalho: cooperação militare inserção econômica. Brasil-Estados Unidos
  • Guerra das Malvinas. Novo freio ao entusiasmo
  • Guerra Fria no Terceiro Mundo: entrecomunistas, racistas e não alinhados

H

  • Humor entra no debate. Caricaturas

I

  • Imprensa. Debate na imprensa durante a abertura política. Ressurgimento do debate sobre política externa noGoverno Figueiredo (1979-1985)
  • Informática, serviços e remessa de lucros. Inserção econômica e modelo de desenvolvimento
  • Inserção econômica e cooperação militar . Grupos de trabalho. Brasil-Estados Unidos
  • Inserção econômica e modelo de desenvolvimento: serviços, informática e remessa de lucros
  • Itaipu. Solução do contencioso. Portas abertas para a aproximação

L

  • Lamentação. Menos lamentação e mais pragmatismo. Crise econômica brasileira
  • Legitimidade internacional eabertura democrática
  • Limitações à política terceiro-mundista. Crise econômica
  • Lista de siglase abreviaturas
  • Lugar de destaque paraa potência emergente

M

  • Manifestações dos partidos políticos no debate. Ressurgimento do debate sobre política externano Governo Figueiredo (1979-1985)
  • Menos lamentação e mais pragmatismo. Crise econômica brasileira
  • Modelo de desenvolvimento e inserção econômica. Serviços, informática e remessa de lucros
  • Modelo de desenvolvimento e política externa. Ressurgimento do debate sobre política externa no governo figueiredo (1979-1985)
  • Mudança de governo: mudança nas relações bilaterais?
  • Mudança nas relações bilaterais? Mudança de governo

N

  • Novo freio ao entusiasmo.Guerra das Malvinas

O

  • "O Brasil está tratando-nos como se fôssemos Luxemburgo"
  • "Olhe o mapa"! Relações Brasil-Argentina
  • ONU. Assembleia Geral. Discurso de Figueiredo
  • OPEP. Pragmatismo energético: as relações com os países da OPEP
  • Opinião pública e o eixo regional:as relações Brasil-Argentina
  • Opinião pública e relaçõescom o terceiro mundo
  • Opinião pública e relações com o terceiro mundo. África e América Latina: prioridades da política externa
  • Otimismo político e pessimismo econômico. Presidentes civis e crise da dívida

P

  • País Ocidental ou de Terceiro Mundo? Brasil
  • Partidos políticos. Manifestação no debate. Ressurgimento do debate sobre política externa no GovernoFigueiredo (1979-1985)
  • Partidos políticos. Relações Brasil-Estados Unidos na visão dos partidos políticos
  • Pessimismo econômico e otimismo político. Presidentes civis e crise da dívida
  • Política exterior e regime político em um contexto de democratização. Ressurgimento do debate sobre política externa no Governo Figueiredo (1979-1985)
  • Política externa e modelo de desenvolvimento. Ressurgimento do debate sobre política externa no governo figueiredo (1979-1985)
  • Política externa no Governo Figueiredo (1979-1985). Ressurgimento do debate
  • Política externa. Inserção econômica e modelo de desenvolvimento: serviços, informática e remessa de lucros
  • Política externa. Prioridades. África e América Latina. Opinião pública e relações com o terceiro mundo
  • Política para o Terceiro Mundo? Continuidade. Sucessão presidencial
  • Política terceiro-mundista. Limitações. Crise econômica
  • Ponte para ressuscitar as esperanças
  • Portas abertas para a aproximação. Solução do contencioso de Itaipu.
  • Potência emergente. Brasil. Lugar de destaque
  • Pragmatismo energético: as relações com os países da OPEP
  • Pragmatismo. Menos lamentação e mais pragmatismo. Crise econômica brasileira
  • Presidentes civis e crise da dívida. Entre o otimismo político e o pessimismo econômico
  • Prioridades da política externa. África e América Latina. Opinião pública e relações com o terceiro mundo

R

  • Racismo. Guerra Fria no Terceiro Mundo: entre comunistas, racistas e não alinhados
  • Reagan e Figueiredo. Visitas presidenciais. Brasil-Estados Unidos
  • Reaproximação sem "lua de mel". Relações com os Estados Unidos - segunda fase (1982-1985)
  • Referências
  • Regime político e política exterior em um contexto de democratização. Ressurgimento do debate sobre política externa no Governo Figueiredo (1979-1985)
  • Relações bilaterais. Governo. Mudança
  • Relações Brasil-Argentina. "Olhe o mapa"!
  • Relações Brasil-Argentina. Opinião pública e o eixo regional
  • Relações Brasil-Estados Unidos na visão dos partidos políticos
  • Relações com o terceiro mundo e opinião pública
  • Relações com os Estados Unidos -segunda fase (1982-1985). Reaproximação sem "lua de mel"
  • Relações com os Estados Unidos (primeira fase - 1979-1981). Do distanciamento ao "banho-maria"
  • Relações com os países da OPEP. Pragmatismo energético
  • Relações entre Brasile Estados Unidos
  • Remessa de lucros, serviços e informática. Inserção econômica e modelo de desenvolvimento
  • Ressurgimento do debate sobre política externa no Governo Figueiredo (1979-1985)
  • Ressurgimento do debate sobre política externa no Governo Figueiredo (1979-1985)
  • Ressurgimento do debate sobre política externa no Governo Figueiredo (1979-1985). Cenário internacional
  • Ressurgimento do debate sobre política externa no Governo Figueiredo (1979-1985). Debate na imprensa durante a abertura política
  • Ressurgimento do debate sobre política externa no Governo Figueiredo (1979-1985). Manifestações dos partidos políticosno debate
  • Ressurgimento do debate sobre política externa no Governo Figueiredo (1979-1985). Política externa e modelode desenvolvimento
  • Ressurgimento do debate sobre política externa no Governo Figueiredo (1979-1985). Regime político e política exterior em um contexto de democratização
  • Roberto Campos. Sugestões. "Parceria Seletiva". Governo Figueiredo

S

  • Serviços, informática e remessa delucros. Inserção econômica e modelo de desenvolvimento
  • Siglas. Lista de siglas e abreviaturas
  • Solução do contencioso de Itaipu:portas abertas para a aproximação
  • Sucessão presidencial: continuidade da política para o Terceiro Mundo?
  • Sugestões de Roberto Campos: a "Parceria Seletiva". Governo Figueiredo

T

  • Tabu para uns, objeto de desejo para outros. Cuba
  • Terceiro mundo. Crise econômica e limitações à política terceiro-mundista
  • Terceiro mundo. Guerra Fria. Entre comunistas, racistas e não alinhados
  • Terceiro mundo. Sucessão presidencial: continuidade da política para o Terceiro Mundo?

V

  • Ventos da democracia animam a aproximação
  • Visibilidade e vulnerabilidade. Dívida Externa
  • Visitas presidenciais: Reagan e Figueiredo. Brasil-Estados Unidos
  • Vulnerabilidade e visibilidade. Dívida Externa
INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: