Formação do Juiz - Anotações de uma Experiência - Prefaciado por Leomar Amorim

Lourival Serejo

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 30,00

Versão impressa

Ficha técnica

Autor(es): Lourival Serejo

ISBN: 978853622795-5

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 126

Publicado em: 08/02/2010

Área(s): Direito - Ensino Jurídico e Metodologia; Direito - Diversos

Sinopse

“O diário, como gênero literário, não medrou nas letras jurídicas. O desempenho da função judicante, de denso cunho pessoal, as mais das vezes subordinada ao cogente sigilo dos fatos humanos, decerto que frustra, inibe e limita a autorrevelação. Sim, porque um diário é antes de tudo uma inconfidência à revelação de fatos humanos, pessoais, vivenciados pelo memorialista, na resolução heterônoma de querelas, com repercussão no mundo fenomênico...
Julgo que escrever um diário equivale a ajoelhar-se perante um confessionário. É um ato de humildade. Mais do que isso: implica persignar-se e revelar-se numa comissão coletiva. É como vencer o pudor do corpo e despir-se, equivale a vencer o pudor da alma e revelar-se...
Com Formação do Juiz: anotações de uma experiência, Lourival Serejo está num confessionário. Mas usando uma técnica mágica, inverte os papéis. Por trás do reposteiro, ele é o confessor a ouvir-se onipresente a si mesmo, ao longo de quase 30 anos, quando iniciou a carreira de juiz, nos idos de 1981. No memorial, a tríade identidade de testemunha, narrador e protagonista unifica-se na pessoa do juiz-escritor...
Mais que cortesia, há que exigir humildade do magistrado. Sim, porque humildade é continente, a cortesia é conteúdo. Daí a oportuna advertência que Lourival faz: ‘O juiz precisa ser humilde, no seu ofício como fora dele. Já vi juízes sem humildade serem humilhados pelo tempo, pelas vicissitudes da vida, que são, muitas vezes, impiedosas. A humildade é, também, uma maneira silenciosa de ser altivo, sereno. Isso é que importa ao juiz’...”.

Leomar Amorim - Desembargador Federal TRF 1ª Região; Conselheiro do CNJ

Autor(es)

Lourival Serejo é Desembargador do Tribunal de Justiça do Maranhão e Diretorda Escola Superior da Magistratura do Maranhão – ESMAM.
 

Recomendações

Capa do livro: Cotas Raciais - O Estado como Promotor de Ações Afirmativas e Políticas para Acesso dos Negros à Universidade, Rui Magalhães Piscitelli

Cotas Raciais - O Estado como Promotor de Ações Afirmativas e Políticas para Acesso dos Negros à Universidade

2ª Edição - Revista e AmpliadaRui Magalhães PiscitelliISBN: 978853624763-2Páginas: 350Publicado em: 11/08/2014

Versão impressa

R$ 99,90Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Revista Internacional Consinter de Direito - Ano III - Número IV - 1º Semestre 2017 - Derecho ante los Desafios de la Globalización, Editor: David Vallespín Pérez - Diretores: Germán Barreiro González, Gonçalo S. de Melo Bandeira e María Yolanda Sánchez-Urán Azaña

Revista Internacional Consinter de Direito - Ano III - Número IV - 1º Semestre 2017 - Derecho ante los Desafios de la Globalización

 Editor: David Vallespín Pérez - Diretores: Germán Barreiro González, Gonçalo S. de Melo Bandeira e María Yolanda Sánchez-Urán AzañaISSN: 2183-6396-00004Páginas: 544Publicado em: 30/06/2017

Versão impressa

R$ 159,90Adicionar ao
carrinho